OBB: CARTA ABERTA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF #FimDaReservaDeMercadoDaOAB


Willyan Jones - atual Presidente da OBB.

Willyan Jones – atual Presidente da OBB.

Excelentíssima Presidente Dilma Rousseff, após sua reeleição, entre tantas promessas, a senhora disse em rede nacional que receberia representantes de todos os segmentos da sociedade, pois estaria aberta ao diálogo, acreditando nisso, em 30 de outubro de 2014, a Ordem dos Bacharéis do Brasil, representante da classe de bacharéis de direito, protocolou uma solicitação de audiência com a senhora no sentido de discutirmos a respeito dessa classe tão penalizada e explorada pela OAB. Como é de seu conhecimento diante manifestos contrários ao exame de ordem por todo o país.

Ilustríssima senhora Presidente ou Presidenta se preferir, talvez a senhora não se lembre dessa promessa devido muitos afazeres ou entendemos errado, nesse caso pedimos desculpas, mas devido a gravidade desse problema estamos insistindo nessa audiência, pois muitas vidas dependem do fim dessa exploração, essa que enriquece uma minoria a custa do desemprego e da miséria.

Sabemos que atravessa momentos difíceis na atualidade, principalmente no tocante econômico e desemprego, onde, não queremos com isso, fazer críticas ao seu governo e sim sugerir medidas que poderão ajudá-la, não só no tão sonhado e necessário aumento da arrecadação, mas também, gerar centenas de milhares de empregos em curtíssimo prazo.

Como é de conhecimento da digníssima Presidente, a OAB arrecada bilhões de reais entre o exame de ordem, anuidades dos advogados, convênios milionários com os estados, Xerox em todos os fóruns do país… E mesmo não sendo contemplada na Constituição Federal com a imunidade tributária, não presta contas ao Estado de tamanho faturamento, ou seja, a senhora pode aumentar a arrecadação de forma significativa com uma simples Medida Provisória, obrigando-a a pagar sua parcela tributária assim como as demais pessoas jurídicas privadas, até porque, não faz sentido uma entidade de classe arrecadar tamanha fortuna em todos os estados e municípios, não prestar contas desse montante, nada investir em fins sociais e mais, a OAB, fazer do Estado um agenciador de clientes para aumentar sua receita, com destino desconhecido, levando um grande prejuízo ao país, basta observar os alunos financiados com dinheiro público através do FIES, esses que, depois de formados, são impedidos de trabalhar por conta de uma prova mal elaborada e cheia de pegadinhas com fins de reprova em massa imposta pela OAB, que os recebe de braços abertos da mesma forma que os estelionatários recebem suas vítimas, com isso, não só os impede do trabalho digno que geraria mais impostos, como também, de devolver aos cofres públicos o financiamento feito pela sociedade. Desemprego premeditado.

São tantas mentiras nesse país senhora Presidente, que é comum em declarações públicas os dirigentes da OAB afirmarem que há cinco milhões de bacharéis em direito no Brasil, visto que se houvesse realmente esse número de formados, somente em direito, somado com os demais cursos em bacharelado, licenciatura, tecnólogo… Nessa proporção, até mesmo os brasileiros que ainda não nasceram seriam formados e o Brasil seria o país mais culto do mundo, sendo que na verdade, isso não passa de uma estratégia adotada pelos dirigentes da OAB no sentido de manter o exame de ordem, um caça níqueis que gera desemprego, mantém uma reserva de mercado e coloca centenas de milhares de famílias as margens do desemprego, da miséria, da destruição de sonhos e da desavença por acreditarem que seu ente bacharel seja incompetente. Ou os dirigentes da OAB favoráveis a essa crueldade não conhecem as consequências do desemprego ou é pura maldade por conta da ganância.

Presidente Dilma Rousseff, caso conheça as consequências do desemprego, sabe que tais consequências são devastadoras, mas caso não as conheça devido seu padrão de vida, saiba que são cruéis e pior, totalmente ignoradas pelos dirigentes da OAB, que justificam esse caça níqueis com a má qualidade do ensino, qualidade essa que a senhora diz tanto ter aprimorada abrindo novos horizontes, no entanto, a senhora pode acabar com essa exploração e mudar esse quadro de desemprego atual gerando centenas de milhares de novas vagas no mercado de trabalho baixando de uma simples MP alterando o artigo 8º da Lei 8.906/94, onde, com isso, para cada bacharel que começar a advogar, um novo assistente será contratado e, a vaga deixada por ele no mercado, antes por falta de opção, será preenchida por outro desempregado, dessa forma, em curto prazo, serão centenas de milhares de novos empregos nos diversos setores do mercado.

É compreensível um faturamento de oitenta milhões de reais anualmente sem ter que prestar contas dessa fortuna, mas é inadmissível a inversão de valores e a permissão para que uma minoria ávida por dinheiro mantenha centenas de milhares de brasileiros como cabeças de gado no pasto para engorda objetivando lucro, principalmente aos olhos de um presidente da república que se propôs a cuidar de seu povo com justiça e igualdade.

É certo que, assim como o nobre Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, muitos parlamentares já se conscientizaram dos absurdos praticados pela OAB há décadas e abraçaram essa luta, tanto que inúmeros projetos de lei tramitam na Câmara dos Deputados com o objetivo de acabar com essa exploração, mas é certo também, que apesar do exame de ordem se encontrar no “corredor da morte”, deixando os dirigentes da OAB desesperados, a senhora poderia antecipar o fim desse sofrimento que atinge centenas de milhares de famílias por todo o país sem ter que barganhar nenhum cargo, apenas com um simples gesto de justiça.

 

Willyan Johnes

Ordem dos Bacharéis do Brasil

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM, OBB e marcado . Guardar link permanente.

27 respostas para OBB: CARTA ABERTA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF #FimDaReservaDeMercadoDaOAB

  1. JOÃO BATISTA SUAVE disse:

    COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA AUMENTA PODERES DA OAB E AO MESMO TEMPO AUMENTA A DESGRAÇA DOS BACHARÉIS:

    Transcrevemos o texto abaixo com o nosso repúdio:

    “CCJ aprova ampliação da atividade privativa de advocacia
    A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou nesta terça-feira (19) o Projeto de Lei 3962/12, do deputado Ronaldo Benedet (PMDB-SC), que amplia as atividades privativas de advocacia e tipifica o exercício ilegal da profissão de advogado.

    Luis Macedo / Câmara dos Deputados
    Reunião Ordinária. Dep. Valtenir Pereira (PROS-MT)
    Valtenir: somente quem tem inscrição na OAB pode atuar como advogado. O exercício ilegal da advocacia não pode ser tratado apenas como contravenção penal.
    Atualmente, o Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/94) define como atividades privativas de advocacia: a postulação a órgão do Poder Judiciário e aos juizados especiais; e as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas.

    Pelo projeto, também serão atividades privativas da profissão: o assessoramento jurídico em contratos e acordos extrajudiciais; a defesa e o assessoramento jurídico em sindicâncias e processos administrativos disciplinares; e o assessoramento e a representação jurídica em procedimentos administrativos perante órgãos públicos e privados.

    Punição
    Para o exercício ilegal da profissão de advogado, o projeto sujeita o responsável a multa de R$ 5 mil a R$ 100 mil.

    A proposta também define como crime exercer profissão ou atividade econômica sem as exigências legais, o que seria o caso da advocacia nesses casos, com pena de reclusão, de um a cinco anos, e multa. Atualmente isso é apenas uma contravenção, com pena de prisão de 15 dias a 3 meses, ou multa.

    A fiscalização, de acordo com a proposta, será feita pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que terá poder de polícia para aplicar aos responsáveis as penalidades previstas.

    O relator da proposta, deputado Valtenir Pereira (PSB-MT), defendeu o texto, e disse que é preciso realmente atualizar as atribuições dos advogados. “Somente aqueles que têm inscrição nas seções da Ordem dos Advogados do Brasil podem atuar e se comportar como advogados, com as prerrogativas que a lei lhes faculta. E o exercício ilegal da advocacia não pode ser tratado apenas como contravenção penal”, disse.

    Tramitação
    A proposta seguirá para ser analisada pelo Plenário.”

    Íntegra da proposta:

    PL-3962/2012
    Reportagem – Marcello Larcher
    Edição – Regina Céli Assumpção

    • José disse:

      Estes que fortalecem a OAB, são outros que vão direto para as profundas do inferno. Lembrando que o Bolsonaro é fogo de palha, só tem papo. Ele só faz os grandes brigar , gosta muito de estar nas manchetes e de se promover . No que tange o Presidente da Câmara, já deu para perceber que ele entregou os pontos sem lutar, nem em votação colocou os PLs. No Brasil está cheio de descendentes de Judas, Pilattos, e de Pedro. Corruptos, omissos e covardes

  2. marcelo disse:

    O CCJ acaba de ampliar os poderes da OAB .
    confiram no site exame de ordem do Mauricio Giseler.
    Foi aprovada esta PL na cara do CUNHA E BOLSONARO .

  3. Marcos Passini disse:

    Lamento, mas a Dilmanta é inerte, tempo perdido.

  4. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    A/C DO PRESIDENTE, VICE-PRESIDENTE E DE TODOS OS DEPUTADOS QUE INTEGRAM A CPI(COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO)

    COMO PODEMOS CONFIAR NA IDONEIDADE DO EXAME CAÇA-NÍQUEL DA OAB, SE CADA VEZ MAIS O PRESIDENTE NACIONAL DA OAB MARCOS VINICIUS, ESTÁ ENVOLVIDO EM ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO. A OAB ARRECADA MAIS DE OITENTA MILHÕES DE REAIS TODO ANO COM CERTAMES DA OAB. TAL ARRECADAÇÃO MILIONÁRIA, NUNCA HOUVE PRESTAÇÃO DE CONTAS AO TCU E A NINGUÉM.
    O GOVERNO DA PRESIDENTA DILMA É OMISSO, POIS DEIXA DE ARRECADAR IMPOSTOS MILIONÁRIOS PARA OS COFRES PÚBLICOS, POIS A OAB SE ESCONDE ATRÁS DE UMA IMUNIDADE, QUE NÃO TRAZ NENUM BENEFÍCIO SOCIAL PARA A SOCIEDADE DE MODO EM GERAL. ESTAMOS CHEGANDO NUM ÍNDICE DE REPROVAÇÃO DE MAIS DE 90%(NOVENTA POR CENTO) DOS QUE SE INSCREVE NO CERTAME DA OAB/FGV, POIS SUA AVALIAÇÃO É SEM ESCOPO PEDAGÓGICO, É UM JOGO DE CARTAS MARCADAS, RECHEADO DE PEGADINHAS, OS PROFESSORES SÃO ORIENTADOS A APROVAR UM DETERMINADO NÚMERO DE CANDIDATOS.
    AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS JÁ ENVIARAM AS PROVAS PARA O CONGRESSO NACIONAL, AINDA NÃO HOUVE NEUMA PUNIÇÃO (ABERTURA DE CPI) CONTRA O EXAME FRAUDULENTO DA OAB. A OAB QUER QUE OS BACHARÉIS SE EXPLODAM, A MESMA PROCURA PASSAR POR CIMA DE TODOS, INCLUSIVE SOBRE NOSSA CARTA MAGNA, PARA MANTER SUA RESERVA DE MERCADO.
    ATÉ QUANDO ALGUMA AUTORIDADE OU ALGUM POLÍTICO VAI TOMAR UMA INICIATIVA E DE DAR UM FIM NESTA ESCANDALOSA IMPUNIDADE, QUE É O EXAME DA OAB/FGV, O ÚNICO CURSO NO PAÍS QUE TEM EXAME PRIVADO, MESMO DEPOIS DO CIDADÃO POSSUIR O DIPLOMA APROVADO PELO MEC, É O CURSO DE DIREITO.
    A PRESIDENTA DILMA DEVERIA EDITAR UM DECRETO LEI OU OUTRA MEDIDA, PARA ACABAR COM ESTA DESGRAÇA SOCIAL, QUE IMPEDE MILHÕES DE BACHARÉIS DE TEREM ACESSO AO MERCADO DE TRABALHO EM IGUALDADE COM AS DEMAIS PROFISSÕES. CHEGA DE INJUSTIÇA, CHEGA DE ESCRAVIDÃO, CHEGA DE IMPUNIDADE, CHEGA DO EXAME DE EXCLUSÃO SOCIAL DA OAB!

    TRANSCREVEMOS MAIS UM TEXTO ABAIXO QUE O PRESIDENTE NACIONAL DA OAB, MARCOS VINICIUS, ENVOLVIDO DE FORMA COMPROVADA EM ESCÂNDALO NO ESTADO DO PIAUÍ:

    “Roubo no Piauí
    Advogados metem a mão em até 27% dos precatórios dos trabalhadores
    Burocracia sindical colabora com o golpe de entregar mais de R$ 100 milhões de servidores para advogados, que há anos vem sendo contestado por professores do PCO e outros

    Presidente da OAB, Marcus Vinícius Coelho, atua como advogados dos advogados que embolsaram mais de R4 100 milhões dos trabalhadoresRoubo no Piauí
    Escândalo dos precatórios envolvendo, entre outros, o Desembargador Luiz Gonzaga Brandão, do TJ-PI e Marcus Vinícius Coelho, presidente da OAB Nacional, que professores do PCO vinham denunciando há mais de 10 anos
    A imprensa local e nacional, divulgou nos últimos dias que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), está denunciando que o “presidente da OAB embolsou honorários irregularmente” ao se apoderar – junto com outros advogados – de cerca de R$ 108 milhões, equivalente a 27% de uma “indenização de R$ 400 milhões” que merendeiras e professores ganharam do governo do Piauí.
    “Um grupo de advogados, liderado por Marcus Vinícius Coelho, que nem sequer atuou no caso, estava faturando – e antes de muitos dos trabalhadores – R$ 108 milhões desse total; a corregedoria do Conselho Nacional de Justiça considerou irregulares os honorários dos advogados e mandou suspender os pagamentos” (Revista Época). (….)
    Nota: TEXTO FOI REDUZIDO DO ORIGINAL, POR ESPAÇO LIMITADO PARA ESTA PUBLICAÇÃO.

  5. sandra disse:

    Esperamos que a Presidenta Dilma, faça valer a CF, já que esse é seu ultimo mandato, é a sua chance de deixar seu nome na história, pense nisso Presidenta, com o poder que lhe é outorgado como Presidenta, acabando com esse exame maldito que nasceu das profundezas do inferno, você será a Presidenta depois do Getúlio Vargas, a mais lembrada, a mais considerada, a mais querida, é uma chance de ouro de apagar todos os erros, virar o disco e ficar com o nome na história. Essa chance lhe é dada, cabe a você aproveitar ou não, não se importe com os ditos contrários, pense apenas na sua história, na marca do seu nome, e no sinal de humanidade que vai deixar.

    • José disse:

      Alguns destes bandidos voltaram para as profundezas do inferno e outros permanecem até hoje perturbando os brasileiros . A era Collor deixou cicatrizes, nem à poupança do povo escapou . O Itamar já partiu, mas ficou o Collor, que não perdeu a majestade, a onde estiver corrupção lá está ele, com a mesma cara-de-pau. O STF é outro que só atrasa o desenvolvimento do nosso País, absolveu o Collor em mais de 100 processos, e foram unânimes em violar a Constituição para amparar essa farsa da OAB, em detrimento dos Bacharéis. E se não bastasse, ainda, tem alguns pilantras que defendem essas máfias desgraçadas e imundas. A maior vergonha para o Judiciário, é o próprio STF, que deveria dar exemplos.

  6. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    COMO PODEMOS CONFIAR NA IDONEIDADE DO EXAME CAÇA-NÍQUEL DA OAB, SE CADA VEZ MAIS O PRESIDENTE NACIONAL DA OAB, ESTÁ ENVOLVIDO EM ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO. A OAB ARRECADA MAIS DE OITENTA MILHÕES DE REAIS TODO ANO COM CERTAMES DA OAB. TAL ARRECADAÇÃO MILIONÁRIA, NUNCA HOUVE PRESTAÇÃO DE CONTAS AO TCU E A NINGUÉM.
    O GOVERNO DA PRESIDENTA DILMA É OMISSO, POIS DEIXA DE ARRECADAR IMPOSTOS MILIONÁRIOS PARA OS COFRES PÚBLICOS, POIS A OAB SE ESCONDE ATRÁS DE UMA IMUNIDADE, QUE NÃO TRAZ NENUM BENEFÍCIO SOCIAL PARA A SOCIEDADE DE MODO EM GERAL. ESTAMOS CHEGANDO NUM ÍNDICE DE REPROVAÇÃO DE MAIS DE 90%(NOVENTA POR CENTO) DOS QUE SE INSCREVE NO CERTAME DA OAB/FGV, POIS SUA AVALIAÇÃO É SEM ESCOPO PEDAGÓGICO, É UM JOGO DE CARTAS MARCADAS, RECHEADO DE PEGADINHAS, OS PROFESSORES SÃO ORIENTADOS A APROVAR UM DETERMINADO NÚMERO DE CANDIDATOS.
    AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS JÁ ENVIARAM AS PROVAS PARA O CONGRESSO NACIONAL, AINDA NÃO HOUVE NEUMA PUNIÇÃO(ABERTURA DE CPI) CONTRA O EXAME FRAUDULENTO DA OAB. A OAB QUER QUE OS BACHARÉIS SE EXPLODAM, A MESMA PROCURA PASSAR POR CIMA DE TODOS, INCLUSIVE SOBRE NOSSA CARTA MAGNA, PARA MANTER SUA RESERVA DE MERCADO.
    ATÉ QUANDO ALGUMA AUTORIDADE OU ALGUM POLÍTICO VAI TOMAR UMA INICIATIVA E DE DAR UM FIM NESTA ESCANDALOSA IMPUNIDADE, QUE É O EXAME DA OAB/FGV, O ÚNICO CURSO NO PAÍS QUE TEM EXAME PRIVADO, MESMO DEPOIS DO CIDADÃO POSSUIR O DIPLOMA APROVADO PELO MEC, É O CURSO DE DIREITO.
    A PRESIDENTA DILMA DEVERIA EDITAR UM DECRETO LEI OU OUTRA MEDIDA, PARA ACABAR COM ESTA DESGRAÇA SOCIAL, QUE IMPEDE MILHÕES DE BACHARÉIS DE TEREM ACESSO AO MERCADO DE TRABALHO EM IGUALDADE COM AS DEMAIS PROFISSÕES. CHEGA DE INJUSTIÇA, CHEGA DE ESCRAVIDÃO, CHEGA DE IMPUNIDADE, CHEGA DO EXAME DE EXCLUSÃO SOCIAL DA OAB!

    TRANSCREVEMOS MAIS UM TEXTO ABAIXO QUE O PRESIDENTE NACIONAL DA OAB, MARCOS VINICIUS, ENVOLVIDO DE FORMA COMPROVADA EM ESCÂNDALO NO ESTADO DO PIAUÍ:

    “Roubo no Piauí
    Advogados metem a mão em até 27% dos precatórios dos trabalhadores
    Burocracia sindical colabora com o golpe de entregar mais de R$ 100 milhões de servidores para advogados, que há anos vem sendo contestado por professores do PCO e outros

    Presidente da OAB, Marcus Vinícius Coelho, atua como advogados dos advogados que embolsaram mais de R4 100 milhões dos trabalhadoresRoubo no Piauí
    Escândalo dos precatórios envolvendo, entre outros, o Desembargador Luiz Gonzaga Brandão, do TJ-PI e Marcus Vinícius Coelho, presidente da OAB Nacional, que professores do PCO vinham denunciando há mais de 10 anos
    A imprensa local e nacional, divulgou nos últimos dias que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), está denunciando que o “presidente da OAB embolsou honorários irregularmente” ao se apoderar – junto com outros advogados – de cerca de R$ 108 milhões, equivalente a 27% de uma “indenização de R$ 400 milhões” que merendeiras e professores ganharam do governo do Piauí.
    “Um grupo de advogados, liderado por Marcus Vinícius Coelho, que nem sequer atuou no caso, estava faturando – e antes de muitos dos trabalhadores – R$ 108 milhões desse total; a corregedoria do Conselho Nacional de Justiça considerou irregulares os honorários dos advogados e mandou suspender os pagamentos” (Revista Época).
    Todas essas irregularidades não teriam sido colocadas em prática sem a traição da presidenta do SINTE-PI (Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí), Odeni de Jesus, que com o olho grande nos milhões dos precatórios fez várias tramóias como forma de abocanhar dinheiro dos precatórios dos professores e servidores. A primeira investida da Presidente foi convocação de uma assembléia irregular no dia 10 de março de 2010, sem convocatória específica sobre precatórios, no meio da semana, no clube do professor, onde nem todos os presentes eram beneficiários dos precatórios, e não teve representatividade uma vez que apenas 283 presentes na assembléia levando em conta do total de 30 mil professores e servidores sindicalizados, e propôs que fosse pago os 27%,de honorários para rachar entre um grupo de advogados, integrado – entre outros – pelo seu ex-marido.
    Vamos aos fatos:
    É importante esclarecer que essa ação teve início em 1993, tramitou 20 anos na justiça. Em 2002, o Presidente do TJ/PI o Desembargador Brandão expediu uma Ordem de Pagamento, determinando que Governo do Estado pagasse os precatórios no ano seguinte, mas, está ordem de pagamento sumiu durante todo governo do Wellington Dias (PT).
    Somente em 2012 foi feito um acordo é prejudicial aos professores e servidores
    Mais uma vez a presidenta Odeni prejudicou os professores quando agiu de forma unilateral, sem consultar a categoria beneficiária dos precatórios que são 11.401 professores e servidores, sem passar por aprovação em assembléia fez um “acordão” com o Tribunal de Justiça PI e o Governo Wilson Martins, (ata da audiência de conciliação 20/08/2012) envolvendo um débito precatorial de R$ 361.965.627,11 valor atualizado em 2012.
    Dentre os pontos prejudiciais do acordo destacam-se:
    A quebra da ordem cronológica de pagamento dos precatórios.
    O acordo desrespeita a ordem para pagamentos de precatórios, esse acordo está na está na contramão do artigo 100 da Constituição que diz: “Os pagamentos devidos pelas Fazendas Públicas Federal, Estaduais, Distrital e Municipais, em virtude de sentença judiciária, far-se-ão exclusivamente na ordem cronológica de apresentação dos precatórios e a conta dos créditos respectivas, proibida a designação de casos ou de pessoas nas dotações orçamentárias e nos créditos adicionais abertos para este fim”. A quebra dessa ordem cronológica de pagamento está na inclusão de mais outros grupos para pagamentos de precatórios fora da ordem cronológica. Esse é mais um dos motivos para a demora na conclusão do pagamento dos precatórios dos professores.
    Os erros de cálculos sem direito a revisão. Na lista de pagamento existem muitos erros de cálculos, mas a Presidente Odeni se nega a permitir a correção de valores. Um exemplo flagrante do erro cálculo foi o caso do Professor Alborino que trabalhou mais de trinta anos no estado e recebeu apenas R$ 5.660,00, sendo que havia professores que recebem mais de R$ 60 mil reais.
    Outra injustiça que está mantida no acordo é aos professores e servidores que comprovadamente contribuíam para SINTE em março de 1993, mas por erro do sindicato seus nomes não constam na lista publicada pelo sindicato, e sendo assim estes não irão receber os precatórios pois o SINTE não está permitindo a inclusão desse trabalhadores na lista atual de pagamento.
    Pagar 27% de honorários aos advogados é um assalto nos precatórios dos professores e servidores que trabalharam anos e anos não recebiam se quer o salário mínimo e agora esses gananciosos advogados ficarão milionários.
    Vale destacar que na assembléia Geral realizada em 1993 que autorizou o sindicato a recorrer para que os professores e servidores recebessem o salário mínimo esses advogados já eram funcionários contratados pelo Sindicato e já recebiam por esse trabalho e nesta Assembleia Geral que autorizou impetrar essa ação, não decidiu nada sobre 27% para advogados, portanto a regra não pode ser alterada no decorrer do processo.
    -Além disso, todos os professores, merendeiras, vigias, motoristas, zeladores e demais servidores da Educação, beneficiários dos precatórios, nenhum assinou contrato de honorários advocatícios.
    Outro dos grandes prejuízos desse acordo é que a conclusão do pagamento aos beneficiários que só será finalizado em 12 anos, isso quer dizer que a conclusão só acontecerá em 2024.
    O “acordão” dos precatórios feito pela burocracia sindical é um calote para muitos professores que já faleceram e não usufruíram do benefício dos precatórios e com essa proposta o pagamento só será concluído em 2024 Assim, o calote também vai atingir muitos professores que já estão doentes ou com a idade avançada que também não chegarão a receber.
    Os herdeiros que por conta de falecimento são os beneficiário dos precatórios, estão em dificuldade em receber seus precatórios ao enfrentar a burocracias dos inventários que são caras e demoradas e cara. O SINTE lava as mãos e também os advogados que hoje são milionários se negam a prestar assessoria jurídica a essas pessoas.
    O desembargador Luiz Gonzaga Brandão, do Tribunal de Justiça do Piauí, autor das ordens de pagamento aos advogados, descumpriu uma ordem anterior da Justiça, que havia determinado que, até que fosse resolvido o impasse com os honorários, os valores deveriam ser reservados numa conta judicial, pois tramitava na justiça processo de Nº 0016479-441- 8/08/2012 , 6ª vara Cível, Ação de Suspensão dos efeitos da Assembléia Geral, impetrado pelas Professoras Maria de Lourdes Soares Melo, Ana Moreira de Brito, Osmarina Lopes Vieira, Maria Auxiliadora Dias e mais outras no total 14 professoras. O Des. Brandão, contudo, determinou, numa decisão administrativa, que os depósitos fossem feitos nas contas dos advogados desrespeitando a decisão do Juiz da 6ª vara Cível.”
    FONTE: CAUSA OPERÁRIA ONLINE(MOVIMENTO OPERÁRIO).

    ____________________________________________________________________________________________________________________________

    26/08/2013 – 19:16

    MPF abre procedimento para apurar denúncias contra o presidente da OAB, Marcus Vinícius
    Escritório do presidente da Ordem advogava para os municípios e eleitoralmente para os prefeitos
    Autor: Redação Capital Teresina
    Após representação impetrada pelo advogado Gerson Velo, o Ministério Público Federal, através do Procurador da República Pedro Henrique Oliveira Castelo Branco, autorizou o “Procedimento Preparatório” que objetiva coletar elementos “visando à apuração dos fatos mencionados”. Em tese, isso siginfica que os escritórios dos advogados Marcus Vinícius Furtado Coelho e William Guimarães começam a ser investigados pelo MPF.
    Os escritórios faturaram vultuosas quantias dos municípios piauienses cujos prefeitos, por coincidência, eram os mesmos que os dois defendiam eleitoralmente. O que o Ministério Público Federal vai averiguar a partir de um inquérito administrativo é se “há provas nos referidos escritórios de pagamentos dos correspondentes gestores, já que muitos deles seriam defendidos na esfera eleitoral; que tipos de serviços teriam sido prestados pelos escritórios aos entes municipais; e, enfim, se teria havido licitação para a realização dos serviços cujos pagamento se listou”.
    William Guimarães é o atual presidente da OAB-PI e procurador do Estado. Seu escritório recebeu entre 2008 e 2012 mais de R$ 6 milhões de reais em contratos com dezenas de prefeituras do Piauí através de dispensa de licitação por notório saber. O presidente da OAB nacional, Marcus Vinícius, através do seu escritório e segundo os dados do TCE-PI, recebeu mais de R$ 3 milhões no mesmo período e também por dispensa.

    A comunicação à 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal sobre a instauração do procedimento foi feita último dia 15 de agosto.

    Veja Também
    Escritório do presidente da OAB-PI vai ser investigado pelo MPF
    O Capital Teresina já havia publicado uma matéria sobre o assunto.

    Fonte: Informativo Capital Teresina

    • José disse:

      Aqui no Estado do Rio Grande do Sul , aconteceram fatos semelhantes, com algumas diferenças: no Sul os Magistrados e Promotores não sem envolvem com às quadrilhas de Advogados. Eles falsificaram alvarás e assinaturas dos Juízes e abocanharam os precatórios dos funcionários públicos, sem nenhum escrúpulo, munidos com a carteira da OAB, grandes defensores da sociedade.

      • José disse:

        O Desembargador Luiz Gonzaga também tem que ser responsabilizado, por ter apoiado ilegalmente a máfia da OAB. Ele deveria dar o exemplo, e jamais ter desrespeitado uma ordem legal. É por isso que a OAB ataca e ofende moralmente as Universidades e os Bacharéis, chamando-os de estelionatários educacionais, e que os bacharéis, são burros e despreparados. Aí está a razão de tais agressões, quem deveria fiscalizar, passa apoiar esses bandidos .

  7. Hoje teve o cassino do sindicato da OAB .
    muita gente já esta reclamando da dificuldade das pegadinhas

    • José disse:

      O cruel de tudo isso é que o governo se acovarda diante da OAB e deixa esses bandidos extorquir o miseráveis reais dos bacharéis. O nosso País está podre e mergulhado na corrupção. No dia em que o povo se rebelar, com tantas injustiças, ninguém conseguirá segurar, como aconteceu durante a copa do mundo. Eles estão desafiando!

  8. Rodrigues disse:

    Não é crível que as pessoas não enxerguem a proporção de valores positivos e negativos da solução deste impasse em favor de pessoas que pretendem de alguma forma lícita trabalhar para o seu sustento e de sua família.
    chegam a zombar e trepidar daquelas pessoas que não conseguiram obter uma carteira vermelha.
    preferem preferem,sem nenhuma reflexão ,engordar o lastro da corrente que torce contra,sem ao menos verificar se aquelas pessoas que ,necessitadas deste desfecho positivo,possuem famílias e ,porque não dizer ,um sonho,em poder atuar profissionalmente.
    O lado humano da oposição parece que desapareceu e gratuitamente, enxerga a outra parte como inimigos,não há nenhum sentimento de solidariedade e de humanidade por parte deles, será que é por causa da milagrosa carteira vermelha?
    Não devemos crer que pelo simples fato de possuirmos uma carteira vermelha, viraremos o supra sumo do mundo jurídico.
    Por isso, penso que as desculpas de que a sociedade será lesada com a colocação de pessoas despreparadas para exercer a advocacia,são tipos de pensamentos de pessoas possuidoras destas carteiras vermelhas.São teses sem a menor sustentação de convencimento.
    Os Juizados ESpeciais Cíveis em todo território nacional joga por terra este embrolio, ou seja da necessidade da milagrosa carteira vermelha.Nos casos em que o valor da causa não exceda 20 SM, nem a presença de um advogado ,mesmo que do lado da parte ré possua ,não impedirá o êxito do autor,se a sua peticão foi bem elaborada por dos estagiários de núcleosjurídicos ou por alguém formado em direito.
    Quero dizer com isso tudo que o mercado selecionará o melhor como acontece normalmente em nossa sociedade.

  9. Tiago Meneghin disse:

    Não sei se os analfabetos aqui da página estão sabendo, mas a OAB enviou no início do ano uma carta ao Congresso Nacional, claro, em defesa do exame de ordem. Seria bom que os JUMENTÓIDES da OBB e do MNBD lessem a aludida carta… se é que sabem ler. Segue abaixo colacionado o teor da carta enviada pela OAB ao Congresso Nacional:

    “O Conselho Secional da Ordem dos Advogados do Brasil vem a público alertar a sociedade brasileira sobre os gravíssimos riscos à Justiça, à sociedade e ao Estado Democrático de Direito resultantes da proposta apresentada na Câmara dos Deputados, na forma do Projeto de Lei nº 2.154/2011, do Deputado Federal Eduardo Cunha, que pretende a extinção do Exame de Ordem.O Exame de Ordem completou, em 2014, 40 anos de existência, sendo consagrado no atual Estatuto da Advocacia e da OAB, Lei Federal nº 8.906/1994, que exige, do bacharel em direito, dentre outros requisitos, a sua aprovação para ser inscrito na OAB e se tornar advogado.O Exame de Ordem é um instrumento que a sociedade dispõe para aferição da capacidade técnica do Bacharel em Direito que pretenda exercer a advocacia.A defesa técnica é base do Estado Democrático de Direito. De nada adianta a Constituição do Brasil, ou as nossas leis – como o Código de Defesa do Consumidor, o Estatuto do Idoso, o Estatuto da Criança e do Adolescente -, assegurarem direitos aos cidadãos se eles não dispuserem de defesa técnica capacitada a defendê-los. E esse é o risco embutido na proposta de eliminação do Exame de Ordem. Uma cidadania fragilizada por falta de defesa efetiva de seus direitos, papel fundamental da democracia exercido pela advocacia.Temos aproximadamente 4 milhões de bacharéis em Direito e, lamentavelmente, parte significativa deles, que pretendeu se tornar advogado, não demonstrou conhecimento jurídico indispensável para exercer a advocacia.Não se desconhece o drama desses milhões de brasileiros que cursaram uma faculdade de Direito, não raras vezes com sacrifício pessoal e de sua família, para buscar realizar o sonho de tornar-se advogado. Infelizmente, porém, muitos deles, a par de seus esforços, não conseguiram, até por falta de condições oferecidas pelas respectivas faculdades de direito, finalizar o curso em condições de exercer a profissão.A solução desse grave problema social, porém, não passa pela criação de um outro drama, de dimensão bem superior, de permitir que pudessem se tornar advogados, e passar a ter depositada em suas mãos a defesa dos direitos dos cidadãos brasileiros, sem que tenham capacidade técnica de exercer a advocacia.O problema do número imenso de bacharéis sem capacidade de exercer as profissões jurídicas, no Brasil, está ligado umbilicalmente à gigantesca quantidade de faculdades de direito que, de forma irresponsável, passaram a ter seu funcionamento autorizado pelo Ministério da Educação nas últimas décadas. Entre os anos de 1997 e 2011, o número de cursos de Direito saltou de 200 para 1.100. Temos hoje mais faculdades de direito do que a soma das faculdades correlatas de todo o mundo.É essa irresponsabilidade do Poder Público, que há muito vem sendo denunciada pela Ordem dos Advogados do Brasil, que precisa da atenção dos nossos legisladores. Sem que se dê solução definitiva para esse quadro, com o fechamento das faculdades que têm como missão exclusivamente gerar lucro para seus donos, sem nenhum compromisso com a qualidade de ensino, será elevado, exponencialmente, o número de bacharéis sem condições de exercer qualquer das profissões jurídicas.
    Como o Poder Público não tem exercido seu poder de veto à abertura de novos cursos jurídicos e tampouco promovido a contento o fechamento daqueles que já demonstraram não cumprir requisitos mínimos para boa formação de seus estudantes, a existência do Exame de Ordem dá o balizamento aos jovens que queiram ingressar na advocacia, no momento de escolha da faculdade que irá cursar. Eliminar o Exame de Ordem representaria ainda tirar, desse estudante, esse elemento para sua escolha, favorecendo exatamente as piores faculdades.Enquanto se discute a criação de exame de igual natureza em outras áreas do conhecimento humano, como da medicina, e da já criação para os profissionais de contabilidade, o projeto de lei em questão segue na contramão da efetiva necessidade da sociedade, de ter a segurança de poder servir-se de bons profissionais.E nesse momento, no qual a sociedade brasileira deposita no sistema da Justiça a esperança para acabar com as mazelas que tanto prejudicam o desenvolvimento econômico e social do país, especialmente os males gerados pela corrupção, ao invés de buscar instrumentos para sua melhoria e valorização, o referido projeto acaba por atentar contra a administração da Justiça, pretendendo permitir que passem a ter capacidade postulatória pessoas que não apresentam condições técnicas para defender direitos. O advogado cumpre uma missão tão fundamental para a sociedade que a profissão é proclamada como indispensável à administração da Justiça pelo artigo 133 da Constituição brasileira. Depositar essa missão nas mãos de alguém sem preparo para exercê-la representará situação que o saudoso Ministro Rodrigues Alckmin, do Supremo Tribunal Federal, no julgamento da Representação nº 930, alertava: “Cabe indagar: quem exerce a advocacia sem a capacidade técnica necessária afeta outrem? A resposta é desenganadamente positiva. Causa prejuízos, à primeira vista, ao próprio cliente, fazendo-lhe perecer o direito ou deixando-lhe desguarnecido, mas também lesa a coletividade, pois denega Justiça, pressuposto da paz social. Atrapalha o bom andamento dos trabalhos judiciários, formulando pretensões equivocadas, ineptas e, por vezes, inúteis. Enquanto o bom advogado contribui para a realização da Justiça, o mau advogado traz embaraços para toda a sociedade, não apenas para o cliente”.Por tudo isso, o Conselho Secional do Estado de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil conclama a todos, notadamente os Senhores Deputados e Senhoras Deputadas, a prestigiar a Justiça e a Cidadania, rejeitando o projeto de lei 2.154/2011.

    Marcos da Costa, presidente da OAB SP”.

  10. José disse:

    Amanhã é o dia “D”, da OAB encher os bolsos as custas dos Bacharéis. A onde estão os defensores dos Bacharéis, o Presidente da Câmara, o Senador Paim que disse no Senado que o exame da ordem assim como está, não iria continuar, a onde estão, que não respondem. Que vergonha deixar uma instituição privada manter um governo paralelo e ainda pisar por cima dos governantes legalmente constituídos , principalmente da Presidente da República que covardemente silenciou diante da OAB. Cadê à justiça social, o brilho da estrela do PT e os Direitos Humanos!

  11. Domingo teremos mais um cassino do sindicato da OAB.
    A sorte esta lançada .

  12. Elço Ferreira dos Santos disse:

    Caro presidente da OBB, parabéns pela sua brilhante exposição na carta enviada a sra Presidenta Dilma, tenho alguma duvida, será que o ex ministro de educação Aloisio Mercadante, muito envolvido com a citada senhora, não ira influencia-la pára negar tal pedido?

  13. Esse cidadão que detém o simbolo daz OBD usa o nome americanizado.
    Deve por direito nacional USAR o seu nome de REGISTRO de NASCIMENTO
    Com todo respeito
    JOÃO RIBEIRO PADILHA. 82 de idade
    140515 as 11h43

  14. nair stehr disse:

    CPI, NO EXAME DA ORDEM., VAMOS VER SE AQUENTAM.

  15. José disse:

    Não dá pra entender o porquê que a OAB tem tanto medo de uma CPI, quem não deve, não teme. Ao contrário, os dirigentes da Entidade eram para pedir para apurar tantas denúncias contra a Instituição, e punir os responsáveis caso não sejam confirmadas. Outros dizem que ela está perdendo a credibilidade diante de tantas safadezas, o certo é que , quem defende a cidadania, no mínimo deveria defender a si próprio. Seguir o exemplo dos Petistas, ainda que eles sejam os maiores corruptos de toda história do País, jamais eles abandonam os seus bandidos, e ainda dizem: ” à estrela continua”, meia ofuscada , mas continua. O maior exemplo de amor pelos companheiros é do PT.

  16. José disse:

    Esse Professor da USP é do mesmo naipe dos dirigentes da OAB, portanto, o seu comentário não tem credibilidade. Qualquer cidadão tem o direito de se posicionar, mas com embasamento legal, no seu comentário . Se alguém estiver que corrigir alguma deficiência no ensino jurídico no Pais é o MEC e não a OAB e FGV. Eles não são habilitados para tal. Portanto , o Professor já começou dizendo besteiras. No entanto, se a Senhora Rose tem formação na área jurídica, sabe que os Bacharéis estão falando, e jamais publicaria a posição de um Professor com essa mentalidade´.

  17. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    A CPI – COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO

    PEDIDO: ABERTURA DE CPI CONTRA O EXAME DA OAB

    FUNDAMENTAÇÃO:

    CARTA ABERTA AOS MILHÕES DE BACHARÉIS EM DIREITO E SUAS RESPECTIVAS FAMÍLIAS:

    A/C DO TST (TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

    (….) A OAB É UM MONSTRO PARA SOCIEDADE, POIS O BACHAREL SE FORMA, SOFRE COM 5 ANOS DE ÁRDUOS INVESTIMENTO FINANCEIRO E PSICOLÓGICO, NO FINAL GANHA, MAS NÃO LEVA.

    A OAB É UMA MALDITA INSTITUIÇÃO, QUE DESTROE SONHOS DE MILHARES DE BACHARÉIS EM DIREITO, PORQUÊ É UM JOGO DE CARTAS MARCADAS, OS PROFESSORES SÃO ORIENTADOS A REPROVAR MAIS DE 85%(OITENTA E CINCOPOR CENTO), DOS QUE SE INSCREVE. TEM PROVAS EM PODER DAS ASSOCIAÇÕES, SINDICATOS E FEDERAÇÃO DOS BACHARÉIS, QUE HÁ MANIPULAÇÃO/FRAUDE EM TODOS OS CERTAMES DA OAB/FGV REALIZADOS ATÉ A PRESENTE DATA. PROVAS ESTAS, QUE JÁ FORAM ENVIADAS TAMBÉM PARA O CONGRESSO NACIONAL. E OS POLÍTICOS, O QUE ESTÃO FAZENDO PARA OS MILHÕES DE BACHARÉIS E FAMÍLIAS, INFELIZMENTE, NENUM RESULTADO CONCRETO ATÉ AGORA?

    SE NINGUÉM FIZER NADA, JÁ QUE A MAIORIA DOS POLÍTICOS SE CALAM, OS MILHARES DE BACHARÉIS CONTINUARÃO SER ESCRAVOS DO EXAME DA OAB. QUANTO MAIS SE REPROVA, AUMENTA AINDA MAIS A ARRECADAÇÃO. QUANTOS BACHARÉIS FALECERAM (PERDERAM SUAS VIDAS) DE DOENÇAS NO ÂMBITO DA PSIQUIATRIA, PSICOLOGIA E PSICANÁLISE, ESTUDANDO COMO LOUCOS, ACHANDO QUE UM DIA VAI PASSAR. IMAGINE QUEM FORMA NUMA FACULDADE, NO OUTRO DIA CAI A FICHA, QUE NÃO FORMOU PARA NADA. QUEM FORMA EM DIREITO O QUE É, SEM A CARTEIRA DA OAB? RESPONDEMOS: NADA………………….

    NOS CAUSA INDIGNAÇÃO A OAB(ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL), ESTÁ REALIZANDO NA DATA DE 29/05/2015, UM SEMINÁRIO NA RESPEITÁVEL INSTITUIÇÃO DO TST(TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO), COM APENAS PALESTRANTES QUE DEFENDE A MANUTENÇÃO DO EXAME DA OAB; MAIS UMA VEZ ESTÁ CRISTALIZADO A VIOLAÇÃO DO DIREITO DE ISONOMIA, PORQUE DEVERIA SER CONVIDADOS E CONFIRMADOS TAMBÉM A PRESENÇA DE PALESTRANTES QUE SÃO CONTRA A MANUTENÇÃO DO EXAME DA OAB/FGV. A OAB QUER IMPLANTAR NA CABEÇA DA SOCIEDADE, QUE SEU EXAME É BOM E NECESSÁRIO; SABENDO-SE QUE A CADA CERTAME IMPLANTADO, MAIS BACHARÉIS SÃO LANÇADOS NO MERCADO COMO BURROS, POR NÃO PASSAREM NO EXAME DE REPROVAÇÃO EM MASSA DA OAB/FGV, CERTAME ESTE, QUE É RECHEADO DE PEGADINHAS, CRUEL, DE ARRECADAÇÃO MILIONÁRIA, QUE DESTROE SONHOS DOS QUE INSCREVE NO CERTAME, PAGANDO UMA TAXA EXORBITANTE DE R$ 240,00(DUZENTOS E QUARENTA REAIS). O BACHAREL PAGOU CINCO ANOS DE FACULDADE PARA NADA. A OAB COBRA A TAXA ABSURDA PARA INSCRIÇÃO, O INSCRITO ARCA AINDA COM CUSTOS ABSURDOS COM LIVROS, CURSINHOS E NO FINAL NÃO PASSA. SE UM DIA PASSAR, TEM QUE TENTAR FAZER AS PROVAS NO MÍNIMO DEZ VEZES. RESSALTA-SE, NA MAIORIA DOS CASOS, O EXAMINANDO DESISTE. O ÍNDICE DE REPROVAÇÃO NO EXAME DA OAB CRESCE CADA VEZ MAIS. HOJE SÃO CERCA DE MAIS DE 85% DOS QUE INSCREVE, SÃO REPROVADOS. É UM ABSURDO, É SEM NOÇÃO, UMA ESCRAVIDÃO?

    HAVERÁ NOVAS ELEIÇÕES E NÃO VOTAREMOS EM NENUM POLÍTICO QUE DE FATO CONCLUÍRAM E CONSEGUIRAM APROVAR PROJETOS EM FAVOR DA CLASSE DOS QUASE CINCO MILHÕES DE BACHARÉIS EM DIREITO QUE SÃO ESCRAVOS DO EXAME DE EXCLUSÃO SOCIAL DA OAB, QUE DESTROE MILHARES DE SONHOS EM TODOS OS EXAMES APLICADOS. SERÁ QUE AINDA HÁ JUSTIÇA NESTE PLANETA TERRA?

    RIO DE JANEIRO – RJ, 11 DE MAIO DE 2.015

    JOSÉ SILO DA SILVA – PRESIDENTE ESTADUAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS DO RIO DE JANEIRO-RJ
    JOÃO BATISTA SUAVE – PRESIDENTE NACIONAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL
    PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS – PRESIDENTE NACIONAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS DESEMPREGADOS
    ROSANGELA SANTANA MENDONÇA – PRESIDENTE NACIONAL DOS BACHARÉIS VÍTIMAS DO EXAME DA OAB/FGV

  18. Sobre o teor da carta de WILIIAN JHONES acima idenficada, eis o que diz o bacharel em direito JOÃO RIBEIRO PADILHA.82 de idade.DIPLOMADO em 1974

    contato@obb.net.br
    CARTA ABERTA a PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROSSELF
    Willian JOHNES
    Quem esta CARTA de sua autoria deva ser apreciada, lida e respondida com toda segurança, firmeza e precisa de fato e de direito, recai na pessoa do PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA.
    Que é quem, pode e deve, sustentar no SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL nos autos do RECURSO ESPECIAL 603.530 x EXAME DE ORDEM, a nulidade absoluta do Exame de Ordem.
    Com dois votos lá apresentados por DEMÓSTENES TORRES ex senador Dem casado e outro voto proferido pelo ministro MARCO AURÉLIO
    OS VOTOS são nulos de pleno direito.
    Declarados sem a apreciação pelo Plenário do STF
    Sendo assim
    A presidenta DILMA não reúne condições morais, menos ainda da capacidade conferida pela LEI MAGNA nossa brasileira, de apreciar a sua CARTA ABERTA
    A Lei 8906/94 que cria exigência do exame de ordem ao bacharel em direito, nasce com o embrião de CRIME DE LESA PÁTRIA
    Toda dinheirama nos cofres da OAB desde o advento desta lei, pode e deve sim! Retornar aos cofres do TESOURO NACIONAL com urgência urgentíssima
    SOU o que SOU
    Brasileiro Nato. 82 de idade. Diplomado bacharel em direito no ano de 1974. No advento da Lei Verdadeira do bacharel em direito de número 4215/63
    AUTORIZO
    O criador da CARTA em referência, se desejar, que envie ao PROCURADOR DA REPÚBLICA o inteiro teor desta manifestação de ordem jurídica constitucional.
    “´” “É assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da reparação de dano material, moral e à imagem” CF artigo 5º V
    O exame de ordem é considerado crime de INJURIA ao diploma do bacharel em direito

  19. Rose disse:

    Boa Tarde. Bem, como está a situação e andamento da PEC 2154/11 atualmente, isto é, fim do Exame da OAB. Como esta os preparativos da manifestação dos bacharéis que ocorrerá dia 26 de maio de 2015, agora? Att.

    O professor da Faculdade de Direito da USP José Fernando Simão repudia a ideia da reserva de mercado. Para ele, “as boas universidades têm aprovação maciça” e o exame é necessário para controlar o acesso a um mercado “já inchado”. O País tem aproximadamente 700 mil profissionais registrados e forma todos os anos cerca de 80 mil bacharéis.
    “Sonho com o dia em que não precisaremos mais do exame, porque aí o País terá um ensino jurídico de qualidade”, diz o presidente da comissão da OAB responsável pela seleção, Walter de Agra Junior. “É balela o papo de reserva de mercado. Se tivéssemos mais filiados, arrecadaríamos mais e seríamos mais poderosos. Mas nosso compromisso é com a cidadania.”

    • Senhora Rose boa tarde,não venha com esses argumentos já ultrapassados e enganosos querendo manipular como o sindicato da Oab vem utilizando, afirmar que esse exame caça níquel protege a sociedade. Porque a senhora não questiona se um Sindicato como a OAB pode usurpar as prerrogativas do estado MEC, recebendo mais de 80 milhões por ano com esse nefasto exame, não pagando impostos, e pior sem prestar contas a senhor ninguem.

      • MÁRCIO MOURA disse:

        Rose, procure ler o Parecer do PGR – Procurador Geral da Republica e não se deixe levar por aqueles que se locupletam com a “Industria” em que se tornou o vexame da OAB. São R$.80. Milhões arrecadados por anos SEM prestar contas ao TCU ou qualquer órgão do Governo. Qual o motivo de cursos como Bel. Médico, Bel. Engª Civil e outros que trabalham com vidas humanas diretamente NÃO serem submetidos a tal exame??? Defender o exame da OAB se pressupõe um profundo desconhecimento da Carta da Republica. Mas, não perca muito tempo lendo toda a Constituição vigente, massacrada por uma Entidade de Classe/Privada, basta ler o Parecer do PGR Dr. Rodrigo Janot onde elenca a Inconstitucionalidade do exame, é curto, só tem 42 paginas. Se você me pergunta por que o Ministro Marco Aurélio relator do RE 603.583/11 desconstitui o Parecer: Pergunte a ele, visto que duas semanas antes ele disse numa faculdade de Brasilia que o “Exame da OAB não tinha guarida na CF”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s