30 Yasgedibarodiel: Três de Ouros


             Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:היהו HYHV
Arcanjo:הנאל Hanael
Anjo:םריטיאל Saritiel
Anjo regente da casa:כשניעיה Kashenyaiah
Anjo do decanato:יםגדיברודיאל Yasgedibarodiel
Gênios dos quinquídios:59. 8->4 Harahel e 60. 8->5 Mitzrael
Nome hebraico – Signo:Capricórnio (Ayin), Terra/Fogo da Terra יה
Força ativa do signo:Malkuth
Força ativa do Decanato:Binah
Elementos concorrentes:Ar do Fogo da Terra
Relação/mundos:Vô de Yod do 2º He ou pensamento da Vontade de Ação ou Yetzirah de Atziluth de Assiah
Tribo:Zebulon
Apóstolo:Pedro – Simão
Planeta regente do signo:Saturno
Planeta do decanato:Mercúrio
Posição zodiacal:3º decanato de Capricórnio
Velas: 1 branca e duas laranjadas
Incenso:[canela, sementes de louro, jasmim, benjoim, casca de limão, maçã, etc.] e [Erva de Santa Maria, enxofre, raiz de guiné, gengibre, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 20 a 30° de Capricórnio ou 10 a 19 de janeiro
Invocação pelo ciclo diário:   19:20 às 20:00 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando Mercúrio se encontra no 3º decanato de Capricórnio.
Forças em ação:As forças de Mercúrio se expressam pelo signo de Capricórnio ou ainda Ar do Fogo da Terra; as forças de Malkuth se expressam pelas vias do Ar do Fogo pelas configurações de Binah-Sagitário.
Sendeiro:Pelo signo: Subsendeiro de Hod a Binah; gênio 8->3: YEIALEL. Pela árvore: Subsendeiro de Hod a Malkuth.

               Terceiro decanato de Capricórnio

O terceiro Decanato de Capricórnio refere-se aos graus que vão de 20 a 30 do signo, ou seja, os nascidos entre 9 a 18 de janeiro (aproximadamente). No plano planetário é regido por Mercúrio por encontrar-se em analogia com o terceiro signo da Terra; o terceiro decanato de Capricórnio é o Vô do Yod dos signos do Terra, na ordem sephirótica, como força ativa regente do Decanato, refere-se a Binah ao passo que no Taro é o domicílio do três de Ouros. Na ordem sephirótica Malkuth exerce privilégio sobre ele, por ser o primeiro signo do elemento Terra, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Binah (terceira Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde a Saturno) por ser o terceiro Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é יםגדיברודיאל Yasgedibarodiel que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato Vô do signo de Capricórnio que é um signo Yod – 2º He, Fogo da Terra יה, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das ações.

Neste Decanato se realizam, além dos próprios do signo, trabalhos de antecipação, correspondentes a Virgem. A associação de Capricórnio (signo das construções – por ser o primeiro terrestre) com Virgem (signo de demolições – por ser o último terrestre tendo que se desfazer de tudo para entrar na espiritualidade de Áries-Fogo) em um mesmo Decanato traz as ideias de construção e demolição, de modo que os adstritos a este Decanato participarão das tarefas de construção em Capricórnio, mas derrubando os edifícios já construídos para dar origem a novas construções.

Será o por exemplo o feirante que constrói sua barraca provisória que logo será desmanchada com o final da feira ou mesmo aquele que acampa e em pouco tempo terá que desmontar sua barraca ou ainda a construção de um parque de diversões ou para os jogos olímpicos, trata de toda construção provisória.

No domínio das construções espirituais tratará de legislações provisórias, de normas exceção e tudo o que não seja definitivo.

Sendo Virgem o signo terrestre final, rege a terceira idade, os nativos deste Decanato serão, pois, arquitetos de geriátricos, de casas de repouso ou de clínicas para idosos. Cuidarão ainda da recuperação de terrenos com velhas obras para novas construções, ou remoção de fachadas.

Mercúrio é o regente deste Decanato, portanto a lógica e a razão se farão presentes em todos os trabalhos de demolição promovendo a retidão e o discernimento.

No campo social estes nativos serão os do contra, encontrar-se-ão em oposição as sociedades civis, partidos, governo, etc. em que atuam. Ocorre que seus impulsos interiores o levarão a ser os construtores oposto daquilo que seus pares defendem e se por algum motivo estes opositores mudarem sua posição, os capricornianos do terceiro Decanato também mudarão a sua para continuarem sendo opositores.

Se os bons aspectos sobre este Decanato prevalecerem, isto fará com que estas mudanças sejam, no campo de trabalho, político, moral, social, ocorra de modo harmônico e o que for derrubado será o que realmente precisava ser derrubado. Neste sentido este indivíduo será um eficaz colaborador do seu companheiro do primeiro Decanato já que estará antecipando de forma imediata o futuro e, assim, deixará livre o terreno para aquele que pretenda construir. Fará desaparecer o velho das cidades atuando em direção ao seu rejuvenescimento seja a nível material ou anímico dando ensejo aos aspectos harmônicos e perfeitos. As influências benéficas de Mercúrio farão com que o que seja derrubado esteja de acordo com o que a sociedade realmente deseja na etapa em que se encontra.

De outro modo, se prevaleceram os aspectos dissonantes haverá riscos tanto para os edifícios como para seu próprio corpo já que capricórnio tem forte relação com o elemento Terra, quanto mais em seu aspecto construtivo. Assim, estas dissonâncias não só atuarão sobre o aspecto construtivo, mas também a destrutiva sem possibilidade de reconstrução como a destruição de sobrepostos históricos. Socialmente tratando, estará sempre em oposição sendo incapaz de integrar-se.

Em sua visão de futuro, vislumbrará tal distancia, que caso venha a destruir o material do presente não poderá levar a cabo sua construção do futuro em razão de seu propósito utópico. Sua vida se caracterizará por derrubar antes de levantar de modo que haverá constantes rupturas com o passado.

Os maus aspectos sobre o ascendente neste terceiro Decanato dará lugar a casas, pontes que cai em ruina, explosões, vítima de acidentes aprisionada em escombros.

Se os planetas violentos, como Saturno e Marte confluírem sobre este Decanato formando muitos aspectos, dará ensejo ao dinamitador de estruturas.

Caso a tendencia dos maus aspectos sejam interiorizadas ao invés de exteriorizadas, isto dará ensejo a ameaça a estrutura orgânica, a demolição interna. Ocorre que Capricórnio oferece a matéria-prima para a elaboração das estruturas físicas, começando com as nossas internas e em nosso corpo físico, este signo rege o esqueleto, assim, os bons aspectos indicação de que os materiais com que o esqueleto está construído são firmes e os maus aspectos indicarão problemas nos ossos mas, de outro modo, indicará que a seleção dos materiais não foram bem elaboradas nos ciclos anteriores relativos ao Fogo-Vontade; Água-sentimento-moral; Ar-pensamento e ideias.

Tratando-se dos maus aspectos:

No primeiro Decanato o material não será firme desde a origem, ou seja, a pessoa pode ser débil na Vontade, devido a um desejo perverso, a contradição a Vontade do Real Ser – Kether – Mundo de Atziluth.

No segundo decanato será a falha do Ser emotivo, o que produzirá circunstâncias que levarão o indivíduo a adoecer, acidentes que partirão os ossos, devido a falha moral, desrespeito a sabedoria – Hochmah – Mundo de Briah.

No terceiro decanato o mal virá do mental e os ossos se lhe quebrarão em um momento de sua existência devido a acidentes, explosões, cursos mal elaborados, influência de Binah-Saturno – Mundo de Yetzirah.

             Carta do Tarô: Três de Ouros

 Recebe o título de Senhor da das obras materiais sociais. Refere-se ao elemento Terra e astrologicamente corresponde a posição de Saturno transitando pelo terceiro decanato de Capricórnio onde Binah manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Binah-Saturno que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é Saturno.

Neste ponto Hesed com o seu poder espiritual realizador das bondades, expressa-se por intermédio de Binah o construtor do universo, centro instituidor de todas as coisas de onde emanam a Lei e a ordem. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Hod, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O Três de Ouros é o 2º He (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário dos três, deste modo, possui uma relação com Hesed o instrumentador do Paraíso e refere-se à influência de Binah no plano físico (Binah no 2º He). Aqui, as energias de Binah estão diretamente associadas a Malkuth, que representa a personalidade física em Assiah.

Assim observamos uma colaboração entre Binah-Saturno e Hesed-Júpiter. A mitologia nos ensina que Júpiter, filho de Saturno, destronou seu pai, assim, quando estas duas forças se encontram, o segundo sempre acaba por usurpar os poderes do primeiro, ou seja, a abundância material (Júpiter) vai aproveitar as virtudes de Binah para instituir-se e consolidar-se. E que abundâncias são estas senão a consolidação da riqueza, utilização de recursos materiais uma realização de trabalho, justo e equitativo. Contudo Binah é uma força primordial que pertence aos três supremo e a utilização das suas energias para fins materiais será uma perversão de valores. Esta carta indica, portanto, a externalização da riqueza. Comparando com o dois de ouros a riqueza servia ao gozo pessoal, mas aqui será usada em um caráter menos pessoal, aos demais, para a realização de obras sociais, financiamentos, quanto mais Hesed e Binah se entendam. Tais atos originarão títulos, diplomas e enobrecimento contudo se a pressão de Binah for mais forte, a ânsia de nobreza será pueril e os impulsos do indivíduo serão breves e deslocados.

Palavras chaves: 3♦ S. obras materiais sociais, exteriorização de riquezas (sociais), obras sociais.

(Reta) Nobreza, grandeza, renome, grandeza de alma, ações generosas;

(Invertida) Puerilidade, frivolidade, mediocridade, covardia, pequeno, objeção.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s