25 Mishrath: Sete de Paus


             Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:ויהה VYHH
Arcanjo:אדוכיאל Advakiel
Anjo:Sameqiel םמקיאל
Anjo regente da casa:םויעםאל Suyasel
Anjo do decanato:משראת Mishrath
Gênios dos quinquídios:49. 7->2 Vehuel e 50. 7->3 Daniel
Nome hebraico – Signo:Sagitário (Samekh), Fogo/Ar do Fogo וי
Força ativa do signo:Binah
Força ativa do Decanato:Netzah
Elementos concorrentes:Fogo do Ar do Fogo
Relação/mundos:Yod do Vô de Yod ou Vontade de pensamento de Vontade ou Atziluth de Yetzirah de Atziluth
Tribo:Benjamim
Apóstolo:Santiago – Tiago
Planeta regente do signo:Júpiter
Planeta do decanato:Marte
Posição zodiacal:1º decanato de Sagitário
Velas: 1 verde ou rosa e duas vermelhas
Incenso:[sândalo, acácia, cipreste, absinto, balsamo e também a pimenta, a cebola, etc.] e [noz-moscada, cravo, café, etc.] e [violeta, rosas, almíscar, lavanda, dama da noite e também o açafrão, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 0 a 10° de Sagitário ou 23 de novembro e 2 de dezembro
Invocação pelo ciclo diário:   16:00 às 16:40 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando Marte se encontra no 1º decanato de Sagitário.
Forças em ação:As forças de Marte se expressam pelo signo de Sagitário ou ainda Fogo do Ar do Fogo; as forças de Binah se expressam pelas vias do Fogo do Ar pelas configurações de Netzah-Libra.
Sendeiro:Pelo signo: 19, de Geburah a Hesed; gênio 5->4: CHAVAKIAH. Pela árvore: 18, de Geburah a Binah; gênio 5->3: LEHAHIAH.   

             Primeiro 1º decanato de Sagitário

O primeiro Decanato de Sagitário refere-se aos graus que vão de 0 a 10 do signo, ou seja, os nascidos entre 20 a 29 de novembro (aproximadamente). No plano planetário é regido por Marte por encontrar-se em analogia com Áries, o primeiro signo do Fogo; o primeiro decanato de Sagitário é o Yod do Vô dos signos de Fogo e, no Taro, é o domicílio do sete de Paus. Na ordem sephirótica Binah exerce privilégio sobre ele, por ser o terceiro signo do elemento Fogo, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Netzah (sétima Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde a Vênus) por ser o sétimo Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é משראת Mishrath que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato Yod do signo de Sagitário que é um signo Vô-Yod, Ar do Fogo וי, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das emanações.

São trabalhos concernentes a recapitulação de Aries que não foram realizados corretamente naquele período. Ocorre que em Sagitário, o desígnio, que deveria penetrar em nós pela porta de Áries, e se interiorizar em nosso ser em Leão, haveria de se exterioriza agora dando lugar a uma criação que modifica o panorama do mundo no qual nos movemos. Contudo se os trabalhos correspondentes a Áries não foram efeituados, não é possível haver a interiorização correspondente em Leão e, portanto, nenhuma exteriorização pode ter lugar neste momento de Sagitário. Neste primeiro Decanato haverão de ser realizados ao mesmo tempo os três trabalhos que pelo acumula refletirá sua dificuldade: 1. Formação da semente, que deveria ter sido feita em Aries. 2. Interiorização em nossa terra corporal, tarefa Leonina. 3. Exteriorização para a sociedade, próprio de Sagitário.

A nota-chave de Áries é Vontade; a de Sagitário é Inteligência Transcendente. As duas notas unidas darão uma extraordinária Vontade de serviço da exteriorização da inteligência divina que o indivíduo leva dentro.

No estado evolutivo atual não compreendemos expansivamente os desígnios do nosso Real Ser, que haverá de deixar uma profunda marca na sociedade do seu tempo. Deste modo, estes Sagitarianos, em um momento de suas vidas sentirão o impulso de colocar-se a serviço do seu Real Ser, de abandonar tudo para empreender uma obra espiritual, embora possam não estar muito conscientes disto.

Ao estudar o primeiro Decanato de Leão vimos como a bondade infinita de Hochmah e Hesed guiavam os trabalhos (Hochmah exerce privilégio sobre ele, por ser o segundo signo do elemento Fogo, e em segundo lugar, o primeiro Decanato, é regido por Hesed (quarta Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde a Júpiter)); mas Sagitário se encontra sob os auspícios de Binah por ser o terceiro signo do seu Elemento, e embora Netzah governe o Decanato e Júpiter o signo – conforme já vimos no início deste tópico -, Binah e Marte juntos saberão ajustar as contas a esse indivíduo que desperdiçou por duas vezes consecutivas as ocasiões que lhe foram dadas.

Sobre ele cairá o rigor da lei marciana e o chicote da necessidade kármica vai flagelar suas costas. Consequentemente, este será, um Decanato de muitos trabalhos e aquele que estiver inscrito em seu programa não desfrutará de muita paz.

A vida do Sagitariano deste Decanato será uma constante agitação, uma batalha ganha e abandonada para abrir outro frente, sem tempo livre. Viverão permanentemente com a impressão de não dispor de tempo para seus múltiplos propósitos. Eles estarão seguindo um curso acelerado que não lhes dará tempo livre. Se interessarão e experimentarão tudo de modo que nada permanecerá por muito tempo em suas mãos. Isto porque seu impulso de iniciar, de ordenar e de transformar fará com que venha a liquidar os negócios que poderiam contribuir para a estabilidade em sua vida, eis que, ao renascer neles a força iniciadora (que estão recapitulando de Aries), desinteressar-se-ão pelo que já fora iniciado anteriormente.

Como desfrutarão de uma vida cheia de experiências, podem subir, de sua posição aos mais altos picos de a espiritualidade. Tudo em razão do chicote da lei que despertará suas consciências adormecidas.

A vida destes Sagitarianos estará dividida em três grandes fases, onde haverá constantes micro ciclos de modo que tudo ocorrerá em grande velocidade. Assim, 1. iniciarão em uma infância ou juventude turbulenta e agitada, onde muitas vezes até enlouquecem – estágio Ariano -, 2. para entrar em um período de silêncio e apatia -estágio Leonino-, e, então, 3. desembocar em uma ação prudente e sábia na etapa correspondente a Sagitário.

Os Sagitarianos do primeiro Decanato, serão excelentes na atividade de conselheiros de empresas, mas também de particulares, de pessoas em crises, sejam matrimoniais ou individuais, ou mesmo de países em crise, isto em razão de seus conhecimentos do espírito das leis (não confundir com a Lei das letras). Sua Casa X do primeiro Decanato de Virgem nos conduz a empresas que estão vivendo sua fase terminal, já que Virgem é o último signo do elemento Terra, um signo de abandono. De modo que estes Sagitarianos podem injetar uma nova vitalidade a estas empresas, salvando-as do naufrágio, já que Sagitário é o salvador por excelência. Estarão sempre a cumprir uma função transcendente a serviço de seu Real Ser, lá por onde esse Ser Interno determine, segundo as necessidades da providência e do destino individual das pessoas ao seu redor.

Os bons aspectos farão com que os trabalhos se desenrolem em circunstâncias favoráveis, articularão felizmente os diferentes períodos, as três fazes citadas.

Os maus aspectos farão com que os Sagitarianos enviem a sua mensagem arbitrariamente ou com excessivo rigor, e levarão a trabalhos e circunstâncias conflitantes, dramáticas, quando os aspectos ruins provir de Saturno-Marte-Mercúrio, os três planetas da coluna da esquerda da Arvore da Vida. Neste sentido, o chicote da lei impulsionará estes nativos para a inevitável meta que lhes foi atribuída. De outro modo, quando os maus aspectos decorrem de Urano-Júpiter-Vênus (planetas da coluna da direita da Arvore da Vida) o indivíduo agirá com demasiada permissividade.

Isso acontecerá igualmente quando houver bons aspectos no mapa natal, porem se formem dissonâncias através pelo trânsito, então a personalidade dos Sagitarianos será alterada pelo tempo que durar os maus aspectos. Todavia, como Sagitário se encontra sob o governo de Júpiter, que exalta o otimismo e a bondade, seu rigor será leve e sua tirania resultará normalmente sutil para os demais.

A principal lição que os nativos do primeiro decanato devem aprender é que a semente inseminadora que propicia todas as criações, o motor de todas as coisas é à vontade. Em Áries, a vontade é uma promessa de futuro; têm que ter fé, eis que a vontade haverá de mover montanha montanhas, como ensinou o grande Kabir; deste modo o primeiro Decanato de Sagitário vê como a vontade cria de imediato aquilo que se pretende, e esta é a lição que ficará em sua essência – lembrando aqui que o conhecimento que permanece é o apreendido pela essência não pela memória. À medida que evoluam sob outros signos, compreenderão mais e mais o poder desta barita mágica chamada vontade cuja matéria inerte se sujeita a tudo aquilo que se pretende, seja esta matéria: água, petróleo, ouro, amores, negócios, sistemas filosóficos, saúde ou qualquer outro material que a vontade seja manipulada. Neste sentido aos Sagitarianos do primeiro Decanato sempre irão muito bem com as coisas, eis que, são exemplos vivos, para os demais, de como o esforço conduz sempre a um sucesso material.

             Carta do Tarô: Sete de paus

 Recebe o título de Senhor do Valor. Refere-se ao elemento Fogo e astrologicamente corresponde a posição de Vênus transitando pelo primeiro decanato de Sagitário onde manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Hesed-Júpiter que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é o Vênus.

Neste ponto, Kether o primeiro ponto de partida na Arvore e no zodíaco, o centro produtor de iniciativas, a essência divina, expressa-se por intermédio de Netzah o responsável pelo gérmen do pensamento humano, pela vida dos sentidos aportando-lhes riqueza e exuberância, o detalhe artístico em tudo o que toca. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Geburah, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O Sete de Paus é o Yod (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário dos sete, deste modo, possui uma relação com Kether o iniciador supremo, o primeiro, que está acima de todas as coisas e refere-se à influência de Netzah no plano espiritual (Netzah em Yod).

Como estamos tratando principalmente de “Vô” – já que pairamos sobre o 3º mundo em Yetzirah que corresponde a Sephirah Binah e temos aqui a força primordial de Kether sob o elemento Paus e também juntamente com o momento “Yod” no terceiro mundo -, percebemos que há forte atuação de Kether sobre Netzah, ou seja a vontade primordial impõe uma exteriorização total que inclusive gera frutos, já que o “Yod” de Yetzirah corresponde aos resultados da operação executadas em Briah sendo este o seu segundo “He”. E para reforçar temos a ligação em forma de realizações advindas de Binah e de Tiphereth que também são “Vô” e que também fluem em Netzah como segundo “He”.

Então o que temos aqui como valor é o acumulado das transferências das emanações das seis Sephirah anteriores em que o sete de paus será o administrador e determinará a expansão seja da energia, de uma empresa ou indivíduo.

Indica que o indivíduo carrega as sementes de uma máxima amplificação que há de assumir a obra no qual esteja ocupado, que iniciou uma gestão com vistas a ampliação dos seus negócios, o seu próprio prolongamento através de outro, seja pelas vias de um cônjuge, parceiro, sócio ou aliado na busca de um complemento.

Então Netzah se insurge na busca de sua contraparte, a busca pelo outro, da pessoa que irá o complementar em vontade, sentimento e pensamento (por envolver os três mundos) para realização de uma obra em comum, trata-se de captação de pessoas afins. Temos assim a vontade em busca, emitindo energias de atração para junção com um complemento absoluto. O primeiro trabalho na busca desta expansão será o do convencimento de modo que se a energia se expressar debilmente (carta invertida) dará ensejo a insegurança.

No campo sentimental, significará que, após um período de relacionamento, o indivíduo escolhe estabelecer seu amor casando-se. Denota viagens para este fim, eis que, trata-se de uma exteriorização e a viagem é a realização material da exteriorização.

Palavras chaves: 7♣ Senhor do Valor, Busca do complemento, ampliação dos negócios.

(Reta) Viagens, negociação, comercio, casamento, intercâmbio, convencimento;

(Invertida) Indecisão, inconstância, versatilidade diversidade, insegurança.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s