Servidor sofre Assédio Moral por não ser corrupto


Obs: Os dados pessoais foram modificados para segurança da vítima.

Ola FULANA!
Entendo no que está passando, pois passei por algo semelhante.
Vasculharam toda a minha vida, cartórios, vida pessoal, quebra de sigilo telefônico, correspondências, bancário (inclusive com força da Polícia Federal), alguns sob a determinação ABUSIVA (assédio processual) do processo administrativo e outras de forma completamente ilegal.
Costumo dizer que eu e minha família sentimos o peso da máquina Judiciária em nossos ombros.
Estávamos receosos que inventariam alguma coisa, como colocar uma droga no veículo ou em nossas casas.
Às vezes vasculhavam o lixo em nossa calçada e tínhamos serias dúvidas de que estava fazendo isto…
Foram vários anos até que não aguantando as pressões fui internado por várias vezes em um hospital psiquiátrico – enfim minha aposentadoria saiu…
Conselho:
Não peça demissão. Você está onde está por mérito seu. Não de isso de graça para ninguém…
Procure ajuda médica, e, com sua família um bom advogado na área administrativa.
Guarde todos os documentos referentes. Represente, ponha tudo no papel (isto é prova).
Se no final você tiver forças e fôlego, processe por dano moral e material.
Faça isto na Justiça Comum, pois a Justiça Federal protege o Estado e os Criminosos que fazem isto.
Há um verdadeiro descaso enraizado neste órgão.
E sabe por quê? Porque eles são Doutores nestas atitudes…
Não podem recriminar o que mais tem dentro de si…
Estes incompetentes narcisistas não sabem agir de outra forma…
Boa sorte,
MENSAGEM ORIGINAL
Inacio Vacchiano
From: Fulana
Sent: Wednesday, July 06, 2011 8:11 AM
To: InacioVacchiano
Subject: Assédio Moral no Trabalho
Dr. Inácio,Vi o anúncio do seu site no blog do sindicato dos petroleiros. Eu passo por uma situação, muitíssimo peculiar, porque o Assédio Moral que venho sofrendo desde 1996, é orquestrado por uma articulação de políticos, empresários e agentes do Governo. Tudo começou em 1995, quando eu estava requisitada na Presidência da República, e recusei a participar das atividades ilícitas do Governo. Desde então, colocaram-me sob o julgo do ex-diretor da Abin – Agência Brasileira de Inteligência, o Coronel De Cunto, que explicitou verbalmente que não me queriam mais trabalhando para o Governo, e que eu deveria pedir demissão do meu órgão de origem, a Petrobras.

Bem, creio que ninguém melhor do que a comunidade de inteligência seria tão eficaz em aplicar as técnicas de assédio, ou tortura psicológica, porque no meu caso, o processo extrapola o ambiente de trabalho, na realidade, o trabalho é o meio mais fácil para me manterem monitorada.

Resumindo, de 1996 até hoje, eu perdi absolutamente tudo: família, residência, amigos, profissionalismo, em fim, dignidade humana. A única coisa que me restou foi o meu trabalho, o qual ingressei por concurso, mas que todos os dias ainda ouço o desejo de que eu me aposente por invalidez.

Já fiz inúmeros registros em delegacias, procuradorias, ong´s de direitos humanos, mas ninguém nem me responde. Estou absolutamente isolada de tudo e todos, e não tenho o direito à Justiça. Delapidaram todo o meu patrimônio, que resumia-se em um simples imóvel, e nenhum advogado ou autoridade judicial me ouve.

Os que ainda tem algum apresso por mim, disseram-me para sair do país. E eu lhe pergunto: – Será essa a única saída?

Meu site: Fulana

Fulana de Tal
Petrobras – Petróleo Brasileiro S/A
Gás e Energia – GE-CORP/AR

9 respostas para Servidor sofre Assédio Moral por não ser corrupto

  1. Sônia Pimentel disse:

    Pior do que o Assédio Moral no trabalho, é o Familiar. É muito triste ser assediada no único local que, teoricamente, deveria te apoiar quando da possibilidade do assédio no trabalho. Fui aposentada por “alienação mental”, apesar de 2 atestados de não ser portadora, mas quem irá desconfiar de uma mãe e irmã que se “mostram” amorosas e preocupadas, quando na verdade querem somente te destruir? Todos sabemos que a inveja foi o motivo do primeiro homicídio da humanidade. Que a perversão já foi prevista na Bíblia Sagrada (II Tessalonicenses 2:1-12, a ciência já experimentou que a maldade é ausência de empatia. A corrupção já começa em casa, quando a mentira, hipocrisia, inveja e egoísmo são aceitos, justificados ou imitados. Nos momentos de desespero, a única coisa que consigo pensar é: AINDA NÃO SEI O QUE ESTOU FAZENDO AQUI, ONDE NÃO EXISTE JUSTIÇA PREVENTIVA.

  2. Pingback: Confederação dos Servidores Públicos do Brasil lança cartilha sobre Assédio Moral #assediomoral | Inacio Vacchiano

  3. BS disse:

    Prezado Inácio Vacchiano. Obrigada pela corajosa dissertação. Imagino a dor e a sublimação da dor ao escrevê-la. Estou me sentindo num verdadeiro purgatório, no mínimo, por passar situações semelhantes no serviço público. Escrevo-lhe para parabenizá-lo, pois a enviei a todos que conheço, e também para saber se poderia indicar-me, em caráter de urgência, um advogado ÍNTEGRO, em Brasilia/DF. Minha via crucis a procura de um está insuportável. Infelizmente, um servidor honesto, que vive de sua remuneração, não dispões de acesso a renomados profissionais do direito. POR FAVOR, não divulgue meu nome e me ajude. Não publique o comentário, nem o meu nome.
    Obrigada.

    • Assediados disse:

      Beatriz querida,
      seu nome aparece!
      Não tem como o dono do blog administrar isso. Não tem como não publicar o seu nome se você não mandou a mensagem como anônimo. Se você não quer aparecer, crie um e-mail fake.
      Sentimos muito pelo seu sofrimento, e desejamos de coração que você possa encontrar o profissional que está procurando.
      Assediados

    • Inacio Vacchiano disse:

      BS!

      Só deu para alterar seu nome depois de publicado.

      Olha, sei que para uma pessoa assalariada arrumar um advogado que abrace sua causa não é fácil, sem contar com o sacrifício de retirar qualquer parte de um dinheiro contado para pagar as contas do mês.

      Sugiro que procure seu Sindicato para conseguir tal apoio, outra opção é a defensoria pública (que já está saturada).

  4. Assediados disse:

    Infelizmente conheço na pele os sentimentos que envolvem toda a tragédia do Assédio Moral no trabalho.
    Mas o que a “Fulana” tem vivido, realmente, por tantos anos… ninguém merece sofrer.
    O pior é que tudo isso tem um alto custo, que infelizmente, nenhum dinheiro do mundo paga.

  5. Assediados disse:

    Dr. Inacio Vacchiano,
    Gostaríamos de ter sua autorização para reproduzir seu artigo NA ÏNTEGRA e com link para sua página, no Blog Assediados.
    Gratos pela atenção
    Assediados

    • Inacio Vacchiano disse:

      Colega!

      Nossa página é pública, pode ser reproduzida sim. Na época apenas protegemos a identidade da vítima, pois mais divulgações poderia lhe causar ainda mais embaraços. Não posso lhe garantir que um dia ela venha a tornar pública por si mesma o ocorrido, pois sentimento psicológico de assédio moral é muito semelhante ao estupro… E é cumum que a vítima ainda tenha sentimentos de culpa por um bom periodo até que se de conta do que realmente ocorreu.

  6. Assediados disse:

    Conheça e faça parte do blog “Assediados”.
    Um espaço onde vítimas de assédio ou dano moral podem relatar suas histórias, compartilhar experiências, e buscar caminhos para tornar o ambiente de trabalho um espaço seguro, onde seres humanos sejam tratados com o respeito e a dignidade que merecem. Um espaço onde você estará recebendo sempre informações atualizadas sobre Assedio Moral no trabalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s