23 Nundohar: Cinco de Copas


             Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:וההי VHHY
Arcanjo:ברכיאל Barkiel
Anjo:םאיציאל Saitziel
Anjo regente da casa:םוםול Susul
Anjo do decanato:ננדוהר Nundohar
Gênios dos quinquídios:45. 6->6 Sealiah e 46. 6->7 Ariel
Nome hebraico – Signo:Escorpião (Nun), Água/Água da Água הה
Força ativa do signo:Geburah
Força ativa do Decanato:Geburah
Elementos concorrentes:Água da Água da Água
Relação/mundos:He de He de He ou sentimento do sentimento de sentimento ou Briah de Briah do Briah
Tribo:Dan
Apóstolo:Judas Alfeu
Planeta regente do signo:Marte
Planeta do decanato:Marte
Posição zodiacal:2º decanato de Escorpião
Velas: 3 vermelhas
Incenso:[sândalo, acácia, cipreste, absinto, balsamo e também a pimenta, a cebola, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 10 a 20° de Escorpião ou 3 a 12 de novembro
Invocação pelo ciclo diário:   14:40 às 15:20 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando Marte se encontra no 2º decanato de Escorpião.
Forças em ação:As forças de Marte se expressam pelo signo de Escorpião ou ainda Água da Água da Água; as forças de Geburah se expressam pelas vias do Água da Água pelas configurações de Geburah-Escorpião.
Sendeiro:Pelo signo: 5, de Geburah a Geburah; gênio 5->5: MENADEL. Pela árvore: 5 Geburah a Geburah; gênio 5->5: MENADEL.

             Segundo decanato de Escorpião

O segundo Decanato de Escorpião refere-se aos graus que vão de 10 a 20 do signo, ou seja, os nascidos entre 30 de outubro a 8 de novembro (aproximadamente). No plano planetário é regido por Marte por encontrar-se em analogia com o segundo signo da Água; o segundo decanato de Escorpião é o He do He dos signos da Água e, no Taro, é o domicílio do cinco de Copas. Na ordem sephirótica Geburah exerce privilégio sobre ele, por ser o segundo signo do elemento Água, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Geburah mesmo (quinta Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde a Marte) por ser o quinto Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é ננדוהר Nundohar que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato He do signo de Escorpião que é um signo He-He, Água da Água הה, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das criações.

Neste Decanato se desenvolvem os trabalhos de interiorização dos sentimentos, Água-Água, próprios de Escorpião.

Este plano anímico refere-se aos sentimentos, emoções, desejos que se opõem a si mesmos, desconsiderando a Vontade e que permanecem fechados numa esfera profunda interna sem aflorar para o exterior. O indivíduo vive intensamente por dentro em vez de fazê-lo para fora, encontra-se assim como num mundo de silêncio, isolado dos demais por uma parede invisível. Ninguém sabe da explosão de vida que se desenvolve em seu interior ou mesmo o que sente.

Observando este individuo tem-se a impressão de que não se interessa por nada, que “não sabe, não opina, não responde”. Contudo nele há uma grande sensibilidade que não encontra canais de expressão, no entanto, mais dia, menos dia haverá de saltar em ato desmensurado que ninguém esperava.

As atividades neste indivíduo são internas, de modo que a criação vai por dentro, embora este nativo viva externamente como em uma grande noite, em seu interior tudo é luz. E como seu interior é Luz, essa iluminação de sua natureza interna fará com que este nativo não obedeça às influências exteriores, que para este indivíduo é noite, mas mirará para o interior, que percebe com clareza meridiana. Visto de fora, o seu comportamento será para os que o observam um mistério, eis que ele segue a voz de sua consciência, de suas razões íntimas, de modo que, perante a dificuldade ou facilidade, sua linha será totalmente ilógica já que não vê o obstáculo ou o abismo exterior que todos veem. Esse indivíduo se ama a si mesmo porque se vê internamento, de modo que, vive deslumbrado pela Luz que está em seu interior, o espetáculo de sua natureza interna. Nela descobre Deus e a compreensão de sua transcendência, encontra a verdade, a ordem, a harmonia. Cego para o exterior, mas fascinado pelo interno, dessarte contempla o esplendor da obra divina em seu seio.

Na natureza, tudo é dinâmico e, o que permanece em um estado determinado sem evoluir, torna-se retrogrado pois todo o universo continua a caminhar. Se o estado interno deste nativo for dinâmico então sua evolução o levará a formar sua concepção interna, de outro modo será o signo do tédio, sem a exteriorização do que tem por dentro.

A missão do nativo do segundo decanato será de comunicar aos demais a sua felicidade interior, plasmar sua luz ao mundo exterior, procurar fora essa harmonia que descobriu dentro de si.

Se fracassar em seu desígnio já não assimilará novas energias, as quais, depois de chocar com esse sonho interno que se cristalizará como pedra, regressarão ao seu primitivo centro. Isto significa que que a fonte da emotividade procedente de Câncer, voltará a Câncer e nessa viagem de retorno levará a alma de Escorpião que não soube lançar fora de si sua luz o que produzirá o regresso ao passado, um retorno, retrocesso na mandala dos signos. Poderá voltar a situações já superadas, mas que ainda lhe proporcionam segurança.

Poderá tornar-se uma eminência no domínio do conhecimento da alma já que observa o efeito das paixões sobre o seu próprio corpo e estuda essas influências nos demais indivíduos por analogia. Acabará por saber muito sobre os mecanismos da alma já que vive intensamente por dentro e não por fora.

Não exercerá uma influência direta na sociedade por ser um ser silencioso por excelência, de outro modo o fará indiretamente tornando-se um incrível centro de pressão de modo que poucos poderão escapar ao seu influxo direto ou indireto, já que a maior parte das vezes atua inconsciente sobre a mente dos outros. Pode até mesmo tornar-se o indutor de um crime pois é capaz de levar os indivíduos a cometer todos os tipos de ações, sejam elas positivas ou negativas. Negativas, se em vez de acumular amor na sua natureza interior, acumula ódio.

Por suas tendências intrínsecas, os nativos do segundo Decanato de Escorpião são elementos extremamente psíquicos, capazes de compreender a dialética e a dinâmica do cosmos sobre o seu próprio ser interno e os cosmos externos também em toda sua plenitude, são capazes de comunicar de alma em alma; de receber e de captar mensagens telepáticas, eis que aqui entra o adagio hermético “como é em cima o é embaixo e vice versa” que vale para dentro e para fora, interno e externo. Deterá o entendimento emocional a tal ponto que não poderá coloca-las em ideias coerentes, ou mesmo apresentar as “provas” exigidas pelos catedráticos, no entanto será para nós um deposito de dados de primeira grandeza.

Os indivíduos que veem com tanta clareza o que há dentro de si acabam por destacar-se em todos os tipos de profissões onde seja o objeto trabalhar por dentro de modo que estes nativos sejam cirurgiões, serão excelentes engenheiros industriais, médicos, ginecologistas, engenheiros, mineiros, também açougueiros que são cirurgiões em mais baixa escala.

Os bons aspectos sobre este Decanato ajudarão a viver rodeados de afetos e de atenções, eis que, o amor próprio se tornará amor ao próximo.

Os maus aspectos farão com que o indivíduo se lance na busca de tudo o que se parece com esta visão interna, contudo o espaço interior não será harmônico de maneira que a sua exteriorização também não o será. De maneira irracional, irá obstinadamente ao encontro do mal e viverá o inferno. Tornar-se-á um absorvente do ódio externo uma esponja de todo o ódio que circula à sua volta.

A pessoa que tenha estes maus aspectos em seu mapa natal não deve associar-se a outros indivíduos que, em seu tema, tenha planetas que formem maus aspectos com o seu, pois estes maus aspectos se somariam como se fossem os seus próprios. Vale aqui o adagio: “me diga com quem andas e te direi quem es”. Os maus aspectos sobre este Decanato são um ponto muito delicado.

             Carta do Tarô: Cinco de copas

 Recebe o título de Senhor do Prazer Turvado. Refere-se ao elemento Água e astrologicamente corresponde a posição de Marte transitando pelo segundo decanato de Escorpião onde Geburah manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Geburah-Marte que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é Marte.

Neste ponto o Amor-sabedoria de Hochmah expressa-se por intermédio de Geburah que trata dos reajustes, da Justiça, da correção dos erros. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Geburah, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O Cinco de Copas é o He (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário dos cincos, deste modo, possui uma relação com Hochmah o supremo representante do amor e refere-se à influência de Geburah no plano astral (Geburah em He).

Em Hochmah tudo é amor, providência e restauração, da harmonia violada, através da graça, portanto uma recuperação de forma positiva. Já em Geburah essas qualidades são expressas de forma negativa, pela dor, mas a sua manifestação é episódica, limitada ao tempo em que é necessário para reparar o erro. Portanto, quando se nota que o mal se manifesta a uma pessoa, cumpre não nos identificar com este mal, uma vez que ele desaparecerá dela quando esta tenha cumprido os seus objetivos, equilibrado suas energias. Os nossos julgamentos são baseados em um mal aparente e resulta equivocado quando contrastado com a verdade universal.

Aqui o cinco pretende, pôr fim, perturbar ao que seria um prazer malévolo e considerado sem limites posto pelo quatro do mesmo naipe. O cinco (Água da Água) atua sobre os sentimentos (Água) administrados por Hochmah que sob influência de Geburah podem ir da paixão mórbida ao amor pelo disforme, e pode, inclusive, ocasionar a impotência, frigidez.

Os lados mais espiritualizados destas forças referem-se aos indivíduos que descem aos campos infortunados dos enfermos no intuito de aportar-lhes caridade. No aspecto negativo sugere deleite ao disforme ou ao que for inferior e também aos trabalhos difíceis, heroicos e arriscados em que se maneja a água, a faca, etc.

Geburah (Água da Água) o gestor dos sentimentos que administra o Karma e é por estes sentimentos que o indivíduo permanece atado ao passado, portanto, o sentimento é o grande produtor de Karma ao passo que a Vontade, regida por Kether, nos projeta para o futuro. Neste sentido, esta carta indica que a pessoa está influenciada pelo passado.

Se a carta é equilibrada (seu lado bom aqui é invertido) indica que esta ligação se expressa fisicamente pelas pessoas da família, amigos, amores, etc., de outro lado se esta carta se apresenta na posição para cima então refere-se a antigos inimigos.

Palavras chaves: 5♥ Senhor do Prazer turvado – privação de amor, prazer, impotência, frigidez, amor ao disforme.

(Reta) Trabalhos difíceis, heroicos, dívida kármicas, testamento;

(Invertida) Consanguinidade, amigos de infância, velho amor, pátria, linhagem.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s