.0 AIN SOPH AUR, “L.V.X. ILIMITADA” ZERO COMO BASE DA VIBRAÇÃO POSSÍVEL


AIN SOPH AUR significa Luz Ilimitada e é o terceiro véu da Existência Negativa na Árvore da Vida. Segundo Macgregor Mathers “O oceano sem limites da luz negativa não procede de um centro, pois não o possui. Ao contrário, é essa luz negativa que se concentra em um centro, que é a primeira das Sephiroth manifestas, Kether, a Coroa.”

Contudo Kether não representa uma posição no espaço e o AIN SOPH AUR, como já vimos, é descrito como um círculo cujo centro está em toda parte e cuja circunferência não está em nenhum lugar de modo que apesar desses estados se desenvolverem sucessivamente no tempo, eles se manifestam simultaneamente no espaço já que todos os tipos de existência estão presentes no ser.

Um bom exemplo pode ser expresso pelo que ocorre em uma solução saturada, em um líquido aquecido onde vão se formando cristais ao se baixar a temperatura. Aqui temos uma imagem adequada para simbolizar a Sephirah Kether. Então tomemos um copo de água fervente a nele dissolvamos o máximo de açúcar que for possível dissolver. Deste modo, à medida que a mistura for se esfriando, veremos os cristais de açúcar tornando-se visíveis novamente. Obteremos aqui um conceito através do qual poderemos imaginar a existência da Primeira Manifestação oriunda do Imanifesto Primordial. Neste diapasão, o líquido está transparente a sem forma, mas uma mudança ocorre nele, a os cristais começam a aparecer, sólidos, visíveis a definidos. Assim, se dá a semelhança do que ocorre da Luz Ilimitada a Kether se cristalizando nessa Luz.

Cada Sephirah contém a potencialidade de tudo que a segue na escala da manifestação descendente, de Kether à Malkuth.

O Imanifesto (AIN SOPH AUR) flui sempre sob pressão para Kether, até a evolução chegar à extrema simplicidade da forma de existência do Primeiro Manifesto.

Assim como Kether cristaliza a Luz Ilimitada (AIN SOPH AUR), a segunda Sephirah, Hochmah, cristaliza, da mesma forma, a Kether nesse novo modo de ser e assim sucessivamente até Malkuth seguindo o caminho do relâmpago ou espada flamejante.

AIN SOPH AUR: É o terceiro aspecto, segundo a Cabala Hebraica; aí encontra-se o Primeiro Cosmo, o Protocosmo puramente espiritual, o Absoluto Solar, Absoluto Solar espiritual, formado por múltiplos Sóis Espirituais. Ocorre que cada Universo do Espaço Infinito possui o seu próprio Sol Central e a soma de tais Sóis Espirituais constitui o AIN SOPH AUR (Absoluto Solar espiritual) que no Universo total se desdobra do seguinte modo:

Protocosmos 1° – Protocosmo (o Absoluto Solar ou Absoluto Solar Raio da Criação – Cosmologia Gnósticaespiritual), o primeiro é formado por múltiplos Sóis Espirituais, transcendentais, divinais, pelas vias do Grande Alento, o Raio de Okidanock, o Universo (todos os Multiversos). Todo sistema solar é governado por um desses Sóis Espirituais. Nosso conjunto de mundos possui seu Sol Espiritual próprio, igualmente como todos os outros sistemas solares do inalterável infinito.

No Protocosmo ou Primeiro Cosmo não existem Leis mecânicas e está governado por uma Única Lei, portanto a liberdade e felicidade é plena. O Protocosmo está no nível de Kether. Ao se afastar do Sagrado Sol Absoluto ou Absoluto Solar espiritual, penetramos em mundos cada vez mais e mais complicados onde se introduz o automatismo, a mecanicidade e a dor.

2° – Aiocosmo, a segunda ordem de mundos é formada, realmente, com todos os milhões de sóis, planetas, firmamento que viajam através do espaço, por Todas as Galáxias, os Multiversos (conjuntos de Todas as Galáxias). Trata-se de um Universo de três Leis, i.é, qualquer átomo possui dentro da sua natureza íntima, tão somente três Átomos do Absoluto. Está no nível de Hochmah e Binah.

3° – Macrocosmo, o terceiro jogo de mundos é formado pelas galáxias em separado, por nossa galáxia, por esta grande Via-Láctea, que tem como capital cósmica central o sol Sírio. É governado por seis Leis, ou seja, qualquer átomo possui dentro da sua natureza íntima, tão somente seis Átomos do Absoluto. Está no nível de Hesed e Geburah.

4° – Deuterocosmo, a quarta ordem é representada por qualquer sistema solar, aqui, pelo nosso Sistema Solar de ORS, com seus planetas (Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno), governado por 12 Leis, há maior densidade que os anteriores, pois, possui 12 Átomos do Absoluto. Está no nível de Tiphereth.

5° – Mesocosmo, a quinta ordem corresponde aos planetas, aqui, a Terra com vinte e quatro Leis e, portanto, vinte e quatro Átomos do Absoluto. Está no nível de Netzah e Hod.

6° – Microcosmo (Homem) a sexta ordem é o Microcosmo Homem governado por quarenta e oito Leis, portanto qualquer organismo humano possui quarenta e oito Átomos do Absoluto. Está no nível de Yesod pois nove é a medida do Homem. Não somos os únicos habitantes do Infinito, existem muitos mundos habitados, assim, qualquer habitante do Cosmo ou dos Cosmos é um autêntico Microcosmo.

7° – Tritocosmo, a sétima ordem está no reino mineral submerso, mundos infernos, sob a crosta do planeta em outro plano e é governado por noventa e seis Leis e à medida que vai se descendo a planos inferiores estas Leis vão se multiplicando por 2, 3, 4 até 9, ou seja, para 96 Átomos do Absoluto depois 192, 384… (96 x 2, x 3, x 4, x 5, x 6, x 7, x 8 e x 9), nos darão 864 leis. Está no nível de Malkuth e de seus submundos ou Qliphoth (cascas), Tártarus grego, o Avichi hindu, o Averno romano, o Inferno cristão, etc…

Em nossos reinos submersos encontramos o Rei Minos (veja a Divina Comédia) que enrola sua cauda – cujo comprimento está em conformidade com o alcance de nossos atos, já que estes são o resultado final de todo o nosso processo interno – tantas vezes quantas voltas forem necessárias para indicar a região psíquica em que nos encontramos.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH TOMOS I capaClique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO I

ÀRVORE DA VIDA – OTZ CHIIM

ELEMENTOS, PLANETAS, SIGNO, TARO

 

Autor: Inácio Vacchiano