10 Mathravash: As de Copas


                   Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:הוהי HVHY
Arcanjo:מוריאל Muriel
Anjo:פכיאל Pakiel
Anjo regente da casa:כעאל Kael
Anjo do decanato:מתראוש Mathravash
Gênios dos quinquídios:19. 3->4 Leuviah e 20. 3->5 Pahaliah
Nome hebraico – Signo:Câncer (Cheth), Água/Fogo da Água יה
Força ativa do signo:Hesed
Força ativa do Decanato:Kether
Elementos concorrentes:Fogo do Fogo da Água
Relação/mundos:Yod do Yod de He ou Vontade da Vontade do sentimento ou Atziluth de Atziluth de Briah
Tribo:Issachar
Apóstolo:Judas Iscariotes
Planeta regente do signo:Lua
Planeta do decanato:Lua
Posição zodiacal:1º decanato de Câncer
Velas: 3 brancas
Incenso:[mirra, almíscar, estoraque, âmbar, e também aloe vera, cravo, louro, olíbano, etc.] e [cânfora, murta, louro, arruda, eucalipto, hortelã, alecrim, patchouli, citronela, absinto, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 0 a 10° de Câncer ou 22 de junho a 1 de julho
Invocação pelo ciclo diário:   06:00 às 06:40 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando a Lua se encontra no 1º decanato de Câncer.
Forças em ação:As forças da Lua se expressam pelo signo de Câncer ou ainda Fogo da Água da Água; as forças de Hesed se expressam pelas vias do Fogo da Água pelas configurações de Hesed-Câncer.
Sendeiro:Pelo signo: 9, de Yesod a Yesod; gênio 9->9: MUMIAH. Pela árvore: Subsendeiro de Yesod a Hesed; gênio 9->4: EYAEL.

             Primeiro decanato de Câncer

O primeiro Decanato de Câncer refere-se aos graus que vão de 1 a 10 do signo, ou seja, os nascidos entre 20 a 29 junho (aproximadamente). É regido pela Lua por encontrar-se em analogia com o próprio regente deste signo, o primeiro signo da Água; o primeiro decanato de Câncer é o Yod do Yod dos signos da Água e, no Taro, é o domicílio do As de Copas. Na ordem sephirótica Hesed exerce privilégio sobre ele, por ser o primeiro signo do elemento Água, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Kether (primeira Séfira da Árvore Cabalística) por ser o primeiro Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é מתראוש Mathravash que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato Yod do signo de Câncer que é um signo Yod – He, Fogo da Água יה, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das emanações.

Então, nesse primeiro Decanato, estão ativas as forças de Kether, por ser Câncer o primeiro dos signos da Água, e as de Hochmah, por ser a Água o segundo dos elementos de modo que Câncer é o He (isto é, o segundo) dos signos cardinais.

Deste modo, podemos perceber que que as chaves de este primeiro Decanato estão na Vontade-Amor. A semente na terra, a Vontade-Yod, interiorizada no Amor-He, tem o poder e produz a revelação de si mesmo como indivíduo. E o momento em que a alma humana se sente despertar de sua letargia.

Ao iniciar-se um grande Dia de Manifestação, o Mahamanvantara, quando o Ser Supremo sai da noite cósmica (Grande Pralaya), todas as partículas do seu ser despertam para a vida e clamam pelo “Eu sou!” dando lugar ao mais maravilhoso concerto que na existência possa conceber. O som da vida se espalha e ouve-se a sinfonia das esferas que acompanha essas vozes eufóricas que acabam de redescobrir sua existência, tomando consciência da potencialidade criadora que perderam ao terminar a última Grande Jornada, o Grande Pralaya, quando o Ser Supremo iniciou os bocejos que precedem o seu sonho cósmico. Neste primeiro Decanato de Câncer, a personalidade espiritual revive esse grande momento a nível individual e igualmente clama entusiasmada com o “Eu sou!” em seu estado “Ser sendo”.

Os trabalhos deste Decanato são onde o nativo toma consciência de si mesmo como indivíduo e descobre o potencial de que é portador, são aqueles em que nossa parte divina efetua depois de ter superado o ciclo de Fogo, onde a personalidade mortal haja sido um instrumento inconsciente nas mãos da Divindade.

Nesse estado o indivíduo se sente-se animado por uma imensa disponibilidade amorosa expansiva por todo o mundo, que cobre tudo o que foi criado oriundo desta fonte de amor, mas não existe ainda um objetivo exterior susceptível de captar esse impulso emotivo. É, pois, deste espaço zodiacal onde emanam as forças constitutivas dos sentimentos e dos desejos.

A missão destes nativos é ser a água da chuva que purifica tudo. Lembremos que na ordem dos fenômenos naturais este signo está relacionado as chuvas, as nascentes, rios correntes, etc. – Águas de cima – o ataque apaixonado, rápido. Sentimentos, emoções, paixões, coração, humanidade. As águas doces das quais os cabalísticos falam, as nuvens antes de precipitar.

Se estes nativos estão avançados em seu processo evolutivo, convertem-se em autênticos místicos, em cabeças visíveis da espiritualidade que ajudam os seus companheiros de cordada de escalada a aceder aos altos picos do conhecimento humano, eis que, seus sentimentos, seus desejos, vão para o topo, para o elevado.

Como os picos, as alturas são geralmente pouco frequentadas, a vida pode não ser fácil para Cancerianos e custa-lhes encontrar um companheiro de vida que esteja no mesmo nível. De modo que se querem emparelhar-se, haverão de descer ao vale e par ali encontrarão pessoas poderão conceder-lhes a companhia que precisam. Portanto não é por acaso que este nativo venha a tornar-se um ser solitário, com uma enorme vida interior que se expressará mediante a filosofia transcendente, a poesia, a pintura, a música etc.

Em razão de seu convívio social, baixará os olhos, por diversas vezes, em direção ao vale, onde o estado de consciência das pessoas geralmente transita, contudo, a resolução da questão não está em descer, mas em subir mais e mais, galgar os mundos acima, os mundos imateriais onde estão os seres de sua estirpe que o compreenderão.

O ato de criar é sempre um ato de amor, pois há uma doação e, neste ponto, típico de Hochmah (amor) por ser o segundo elemento, é o primeiro Decanato (criação), de modo que este Decanato se constitui em uma intensa e exaltante história de amor onde se descobre o potencial e se experimenta a Vontade de criar, ambos consubstanciados.

Contudo, em razão da força do primeiro Decanato, que é a semente pura não plantada, aqui ainda não apareceu o objeto exterior que canalize esse amor para um ponto determinado. Deste modo não se vislumbra no horizonte um homem, uma mulher, um objeto que monopolize esse amor, se perde nos confins do cosmos, vivificando e exaltando tudo o que encontra em seu caminho, flui livre em todas as direções. Ocorre então, que esse amor, sem curso, que procede de Deus, dá lugar a configuração do místico, do religioso, do teólogo, ou seja, termina por voltar a Deus.

Uma vez que este Decanato procede do ciclo espiritual do Fogo e, está impregnado da obra divina que foi executada na etapa Sagitariana (em outra existência) encontram-se aqui os mais ardentes amantes da Divindade.

Por outro lado, esse sopro sentimental está em um aspecto algo como intuitivo em razão da influência do “Um” do primeiro Decanato não ter ainda um porvir, encontra-se no período de emissão de modo que não se formou ainda o objeto exterior que com o passar do tempo aparecerá, sugando tudo ou parte desse amor que será depositado sobre algo ou alguém.

Os planetas nesse Decanato não se associarão para expressar este amor. Assim, a sua maneira cada um o fará a seu modo, de sorte que Saturno quererá codificá-lo em um ritual, Júpiter o expressara exteriormente, objetará que todos sejam testemunhas do seu amor, Marte imporá aos outros à força ou mortificará para que Deus veja que seu sentir é autêntico.

Os bons aspectos sobre este Decanato farão com que a manifestação religiosa encontre seus canais apropriados, que Câncer encontre as oportunidades de integração na sociedade. O resultado de suas produções artísticas poderá tornar-se celebres, serão aceitadas e difundidas.

Em contrapartida, os aspectos negativos colocarão o Canceriano em um lugar que não lhe corresponde, onde dificilmente poderá expressar o seu potencial, obrigarão o indivíduo a expressar seu amor pelo divino em condições dramáticas dificultarão as integrações.

Mas as coisas haverão de mudar e encontrar seu caminho se exercer com força suas virtudes, que consistem em emitir sentimentos puros para com o mundo, para com as pessoas com problemas em particular, para com a sociedade em geral.

Câncer possui uma virtude cardinal, que deve ser ativada em períodos difíceis, quando a vida fica difícil: aqui essa virtude é chamada de amor. Tudo começa por nós mesmos, desenvolvendo nosso próprio amor, de maneira que não venhamos a cair nos baixos patamares. Assim, quando nossos espaços internos estejam preenchidos com este amor, haverão de derramar-se sobre os demais em sua obra redentora de modo que todos os problemas se resolverão.

No nível evolutivo mais baixo deste Decanato não se deve esperar demasiado interesse pela vida civil. O indivíduo não valorizará as coisas em termos de economia e sentido prático, se verá pouco comovido pelos os conflitos sociais e arbitrariedades próprias do acontecer humano. Para ele a melhor maneira de resolver os problemas será confiado em Deus, a grande força amorosa que move tudo.

O Canceriano de evolução média, deste primeiro Decanato, vive no período da inocência e se não há muitos maus aspectos em seu assunto, terá uma vida plena e feliz, exerce uma forte atração sobre os demais e se liga a eles com facilidade. A fecundidade acompanha-o por toda parte e isso faz com que triunfe rapidamente naquilo que empreende.

             Carta do Tarô: Ás de copas

 Recebe o título de Raiz dos poderes da Água que significa a raiz do poder dos sentimentos e emoções. Refere-se ao elemento Água e astrologicamente corresponde ao primeiro decanato de Câncer onde Kether manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Yesod-Lua que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é Kether.

Neste ponto, Kether o primeiro ponto de partida na Arvore e no zodíaco, o centro produtor de iniciativas, a essência divina, expressa-se por intermédio de seu próprio centro. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Yesod, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O Às de Copas é o He (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário de ases, deste modo, possui uma relação com Hochmah o supremo representante do amor e refere-se à influência de Kether no plano astral (Kether em He).

Por tratar-se de um Ás também é um signo de iniciativa, contudo já caracterizado por uma motivação específica, uma forma na energia primordial que são os sentimentos. A iniciativa provém de uma instância sentimental e este poder dos sentimentos será tão decisório que cortara radicalmente tudo o que se interponha entre os sentimentos e a realidade. Trata-se de uma indicação de algo que começa com critérios puramente sentimentais, seja para o bem ou para o mal.

Cumpre observar aqui que o Ás de copas é o primeiro de seu ciclo, o número 1, Kether, mas, é o número 2 do ciclo dos elementos, o He destes, aquele que inverte a ordem primordial sendo considerado negativamente em relação ao 1, o que dá aso a inversão de valores daquela ordem primordial. No aspecto positivo produzirá uma integração entre os valores de Kether e Hochmah, mas, pelo aspecto negativo uma inversão as energias de Kether o que se reduzirá na má vontade, desinteresse, magnetismo contrário, a inversão das festas religiosas em comilança, beberagens, etc.

Palavras chaves: Raiz dos Sentimentos, iniciativa sentimental, emoções, iniciativa.

(Reta) Amor, festa, gala, alimento, hóspede, fecundidade, fertilidade;

(Invertida) Paixão, ódio, mutação, compra, venda, aluguel, bacanal.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s