12 Alinkir: Três de Copas


             Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:הוהי HVHY
Arcanjo:מוריאל Muriel
Anjo:פכיאל Pakiel
Anjo regente da casa:כעאל Kael
Anjo do decanato:אלינכיר Alinkir
Gênios dos quinquídios:23. 3->8 Melahel e 24. 3->9 Haheuiah
Nome hebraico – Signo:Câncer (Cheth), Água/Fogo da Água יה
Força ativa do signo:Hesed
Força ativa do Decanato:Binah
Elementos concorrentes:Ar do Fogo da Água
Relação/mundos:Vô do Yod de He ou pensamento da Vontade do sentimento ou Yetzirah de Atziluth de Briah
Tribo:Issachar
Apóstolo:Judas Iscariotes
Planeta regente do signo:Lua
Planeta do decanato:Júpiter
Posição zodiacal:3º decanato de Câncer
Velas: 1 branca e duas azuis
Incenso:[noz-moscada, cravo, café, etc.] e [cânfora, murta, louro, arruda, eucalipto, hortelã, alecrim, patchouli, citronela, absinto, etc.] e [Erva de Santa Maria, enxofre, raiz de guiné, gengibre, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 20 a 30° de Câncer ou 13 a 22 de julho
Invocação pelo ciclo diário:   07:20 às 08:00 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando Júpiter se encontra no 3º decanato de Câncer.
Forças em ação:As forças de Júpiter se expressam pelo signo de Câncer ou ainda Ar do Fogo da Água; as forças de Hesed se expressam pelas vias do Ar do Fogo pelas configurações de Binah-Sagitário.
Sendeiro:Pelo signo: Subsendeiro de Hesed a Yesod; gênio 4->9: VASARIAH. Pela árvore: 4, de Hesed a Hesed; gênio 4->4: YERATHEL.

             Terceiro decanato de Câncer

O terceiro Decanato de Câncer refere-se aos graus que vão de 20 a 30 do signo, ou seja, os nascidos entre 11 a 20 de julho (aproximadamente). No plano planetário é regido por Júpiter por encontrar-se em analogia com o terceiro signo da Água; o terceiro decanato de Câncer é o Vô do Yod dos signos da Água e, no Taro, é o domicílio do três de Copas. Na ordem sephirótica Hesed exerce privilégio sobre ele, por ser o primeiro signo do elemento Água, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Binah (terceira Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde a Saturno) por ser o terceiro Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é אלינכיר Alinkir que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato Vô do signo de Câncer que é um signo Yod – He, Fogo da Água יה, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das criações.

Neste terceiro Decanato também se realizam trabalhos de antecipação. Enquanto indivíduo do segundo Decanato vivia antecipadamente o amor por si mesmo, próprio do Escorpião, o adscrito ao terceiro, pulando essa etapa, viverá o amor para com os demais, próprio de Peixes, os quais ele canalizará todo o fluxo de sentimentos que ele recebe das fontes cósmicas.

Dessarte, a força primordial dos sentimentos encontra-se aqui unida a essa outra força doadora que em seu momento surgirá de forma impetuosa e fará com que o nativo precipite esses sentimentos sobre os demais, inundando-os, com o seu amor.

De outro lado, estão aqui todos aqueles que, não tendo assumido sua personalidade emotiva, seus sentimentos, em uma primeira vez rejeitou-os novamente uma Segunda etapa, de modo que, encontram-se agora, com uma disciplina pendente que deverá inevitavelmente ser liquidada. Encontram-também os ofensores reincidentes da espiritualidade, aqueles que a negaram uma e outra vez e saíram das abordagens espirituais, levantando barricadas contra os místicos, esotéricos, etc., refugiando-se em conventos, com o pretexto de que o mundo é mau e que é preciso fugir do mundano.

No processo evolutivo, nos é dada sempre três oportunidades, pela lei do três, Triamazicano, quando falhamos uma primeira vez, à segunda lição nos é fornecida com uma delicadeza, mas se também descartamos essa segunda oportunidade, a terceira vem: “debaixo de vara”.

Neste ponto, as experiências emotivas serão apresentadas com tal força, que não poderão ser evitadas. Tudo é feito de modo inconscientemente, por sua forma de proceder, estarão sempre vivendo situações tensas, onde quer que ponham os pés a tempestade não tardará a aparecer com seus cônjuges, com seus filhos, com seus pais, com seus amigos e suas namoradas. Estarão sempre navegando entre dois dramas, que eles mesmos criaram para si, em suas entranhas, a fim de experimentarem as emoções.

A pessoa com este decanato muito ativado pela presença de planetas, será um grande condutor de força emocional, forças estas que penetrarão nela para serem descarregadas em um instante, como um raio. Deve-se levar em conta que a abundância na disponibilidade de uma determinada matéria cósmica depende da utilização que fazemos de tal matéria e se aqui atua energeticamente de pronto, por vezes de forma prejudicial em razão dos sentimentos desenvolvidos, isto vale para toda a espiritualidade, pois é a prática que abre os canais e desenvolve as faculdades. Mas prosseguindo, se este indivíduo descarregar seus sentimentos por toda a parte, atrairá para ele quantidades consideráveis de matéria sentimental, de modo que se tornará uma fonte inesgotável de energias emotivas.

O terceiro decanato tem ligação com Peixes, Tiphereth – eis que no segundo ciclo zodiacal[1] יהוה – “Yod-He-Vô-He”, equivale ao signo de Peixes (o terceiro signo do segundo elemento: a Água) e, nesta configuração tem relação com a letra Zain (veja o tomo I). Nesta configuração podemos afirmar que em Peixes, o amor que se derrama tem um impulso, simbolizado por essa flecha lançada ao ar, que é imagem do Zain, letra hebraica formada com os materiais deste signo. Simbolicamente trata-se de uma flecha lançada a todos lados, dando lugar à interpretação de indeterminação cósmica, mas isto deve se ao fato de que Peixes é um signo aberto a todas as emoções em todas as direções possíveis; é um signo onde que as emoções explodem. No entanto cada indivíduo adscrito a esse signo de Peixes aponta a sua flecha para um objetivo particular: aquele que corresponde ao seu mundo interno, desenvolvido no período precedente, na etapa correspondente a Escorpião.

Ocorre que esta orientação dos desejos não será possível ao cidadão do terceiro decanato de câncer, eis que no estágio de Escorpião, no segundo Decanato de Câncer, esta interiorização não se realizou. Como não foram criados os padrões interiores, não haverá um objetivo externo, de modo que, pela falta de um centro de gravidade, as energias obedecerão aos impulsos planetários que vão se ativando nela e a força emotiva será descarregada por esta pessoa indiscriminadamente.

Será necessário estudar com cuidado seu Horóscopo natal deste nativo para saber para onde se descarregará a torrente de seus sentimentos. Cumpre averiguar os trânsitos planetários, o predomínio sucessão de planetas, já que quando essa Vontade interna não existe, as forças vão se descarregando à medida que são recebidas. Contrario senso, quando existe um plano interno, todas estas energias podem ser conservadas e utilizadas para a execução do plano.

Os bons aspectos sobre este Decanato farão com que o indivíduo se entregue a nível sentimental a causas que produzirão um crescimento harmônico de sua consciência, conforme o planeta dominante no momento. Este nativo será impulsionado, ao ritmo dos fluxos astrais e, dará sua fidelidade de um modo total ao aspecto ativo naquele momento em seu céu. Isto significa que essa pessoa não poderá ser fiel a uma causa, a um movimento, para um ideal ou uma pessoa. Poderá até voltar a suas antigas fidelidades quando voltar a reinar o impulso que o levou a elas, de modo que veremos esta pessoa retornar ao que um dia amou e a dedicar-se a isso, o que quer que seja, com abnegação.

Os maus aspectos farão com que a exteriorização sentimental seja feita sob o impulso de sentimentos tormentosos, águas amargas que perturbarão a pureza dos sentimentos de Câncer. Isto significa que o indivíduo prestará seu apoio a tudo que é obscuro, violento, difícil, ignóbil, escuro. Também sua fidelidade mudará de horizonte, mas em pontos semelhantes. Dara a sua enorme força emotiva aos movimentos, de pequenos grupos, pessoas que, combatem contra a representação material de tais valores. Será o sustentador incondicional de tudo o que se opõe à ordem, à luz, à unidade.

Se estes aspectos negativos podem acentuar o dramatismo de suas experiências, de outro lado estes cancerianos serão obrigados a trabalhar com seus sentimentos, suas paixões; saberão o que é a força das emoções e estarão em condições de julgar-se a si mesmos de modo que as emoções sejam submetidas e postas ao serviço do seu Real Ser, e que a solução não consiste em excluí-las, mas trabalhar sobre elas.

A partir das disposições das forças planetárias em seus temas, o nativo deste Decanato, tem como principal qualidade, a imaginação, isto é, a capacidade de construir imagens a partir de uma realidade determinada, montando um filme com final feliz ou infeliz, de levar esses filmes internos mais além do real, serão fabuladores excelentes e ainda que Mercúrio não esteja bem aspectado, podem atuar como novelistas, roteiristas e trabalhar em todas as profissões onde se utilize a imaginação.

Como projetam suas imagens internas sobre temas de ficção, a atividade literária é altamente recomendada para eles. Atuando assim, evitarão que seus roteiros internos girem em torno de sua pessoa, de sua família e aprenderão a lidar com os seus sentimentos graças à ação de personagens imaginários e não serão eles o próprio protagonista de suas histórias além da possibilidade de ganhar muito dinheiro com sua atividade, posto que sua Casa II se encontra no Leão, o signo que rege o os ganhos monetários, assim, os dramas sairão de sua existência.

             Carta do Tarô: Três de copas

  Recebe o título de Senhor da Abundância Sentimental. Refere-se ao elemento Água e astrologicamente corresponde a posição de Saturno transitando pelo terceiro decanato de Câncer onde Binah manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Yesod-Lua que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é Saturno.

Neste ponto o Amor-sabedoria de Hochmah expressa-se por intermédio de Binah o construtor do universo, centro instituidor de todas as coisas de onde emanam a Lei e a ordem. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Hesed, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O Três de Copas é o He (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário dos três, deste modo, possui uma relação com Hochmah o supremo representante do amor e refere-se à influência de Binah no plano astral (Binah em He).

Aqui Binah cristaliza, torna disponível, a abundância de Hochmah, o regente do elemento Água, predispõe disponível a esfera sentimental. Trata-se, portanto, da abundância de sentimentos e emoções até então contidas.

Ocorre que Binah sendo uma energia cristalizadora acaba por exteriorizar, desvelar o sentimentalismo de Hochmah de forma livre e abastada. Trata-se, dessarte, de sentimentos que até então estiveram contidos na esfera de Hochmah, como agente imanifestado e que ainda não havia chegado à expressão.

Surge, deste modo, o compromisso “vis a vis” em uma fidelidade excludente por parte de Binah, que por possuir características limitadoras propõe aprisionar a energia a uma forma, dessarte, termina por renegar todas as outras possibilidades.

De outro modo Binah está bastante ligada à Malkuth onde planta o último estágio da forma, sua materialização mais densa e visível. Assim, a abundância de Hochmah é disponibilizada por Binah pela exteriorização da energia na forma e vemos, assim, a fertilidade de Binah em seu aspecto de Ceres (deusa da agricultura e fertilidade).

Palavras chaves: 3♥ Senhor da Abundância sentimental, êxito.

(Reta) final feliz, declaração de amor;

(Invertida) Indecisão, cura ilusória, explicação confusa.


[1] Configuração adotada por alguns Cabalistas onde Aleph é Áries; Beth é Leão; Ghimel é Sagitário; Daleth é equivale a transição do signo de Sagitário (o último do Fogo) para o de Câncer (o primeiro da Água); He é Câncer; Vô é Escorpião; Zain é Peixes …

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s