15 Sahiber: Seis de Paus


             Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:הויה HVYH
Arcanjo:ורכיאל Verkiel
Anjo:שרטיאל Sharatiel
Anjo regente da casa:עואל Oel
Anjo do decanato:םהיבר Sahiber
Gênios dos quinquídios:29. 4->6 Heiyel e 30. 4->7 Omael
Nome hebraico – Signo:Leão (Teth), Água/Água do Fogo הי
Força ativa do signo:Hesed
Força ativa do Decanato:Tiphereth
Elementos concorrentes:Ar da Água do Fogo
Relação/mundos:Vô do He de Yod ou pensamento do sentimento da Vontade ou Yetzirah de Briah de Atziluth
Tribo:Judah
Apóstolo:Simão
Planeta regente do signo:Sol
Planeta do decanato:Júpiter
Posição zodiacal:3º decanato de Leão
Velas: 1 amarela e duas azuis
Incenso:[noz-moscada, cravo, café, etc.] e [mirra, almíscar, estoraque, âmbar, e também aloe vera, cravo, louro, olíbano, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 20 a 30° de Leão ou 13 a 23 de agosto
Invocação pelo ciclo diário:   09:20 às 10:00 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando Júpiter se encontra no 3º decanato de Leão.
Forças em ação:As forças de Júpiter se expressam pelo signo de Leão ou ainda Ar da Água do Fogo; as forças de Hochmah se expressam pelas vias do Ar da Água pelas configurações de Tiphereth-Peixes.
Sendeiro:Pelo signo: 20, de Hesed a Tiphereth; gênio 4->6: REIYEL. Pela árvore: 16, de Hesed a Hochmah; gênio 4->2: NITH-HAIAH.

             Terceiro decanato de Leão

O terceiro Decanato de Leão refere-se aos graus que vão de 20 a 30 do signo, ou seja, os nascidos entre 10 a 20 de agosto (aproximadamente). No plano planetário é regido por Júpiter por encontrar-se em analogia com o signo de Sagitário, o terceiro signo do Fogo; o terceiro decanato de Leão é o Vô do He dos signos de Fogo e, no Taro, é o domicílio do seis de Paus. Na ordem sephirótica Hochmah exerce privilégio sobre ele, por ser o segundo signo do elemento Fogo, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Tiphereth (sexta Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde ao Sol) por ser o sexto Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é םהיבר Sahiber que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato Vô do signo de Leão que é um signo He-Yod, Água do Fogo הי, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das emanações.

Neste terceiro Decanato de Leão efetuam-se trabalhos de antecipação relativos ao terceiro signo do Fogo: Sagitário. Temos aqui que o Amor-Sabedoria de Hochmah se funde com a inteligência exteriorizador de Binah no qual reside Sagitário. Estão neste grupo aqueles que em outras existências atuaram no segundo Decanato de Leão, mas não assimilaram suas lições.

Aqui, nascem os homens da promessa, os que hão de despertar no mundo uma imensa esperança, os precursores de um universo fraterno. Sentem a necessidade de espalhar entre seus irmãos esta força criadora do Amor-Sabedoria de Hochmah e inundar os homens com esta força perturbadora que queimaria por dentro o este Leonino que não a repartisse.

No terceiro decanato é um exteriorizador e, portanto, onde se exteriorizam os valores do signo, isto é, se exterioriza o Amor-Sabedoria de Hochmah. Enquanto no segundo Decanato temos o homem passivo, aqui neste Decanato há alguém que está impaciente por comunicar aos outros os seus valores internos e ser um mestre, um guru, um iniciado que forma um grupo com muitos seguidores. Esta comunicação é feita de modo um pouco desconcertante, desconfortável, incomoda de modo que transmita a aparência de um paladino que leva a bandeira fazendo as viagens próprias do signo de Sagitário para outros lugares onde sua missão o leva.

Em Leão a semente espiritual se interioriza e em seu terceiro Decanato atuam forças exteriorizadoras sob as ordens de Júpiter-Hesed (regente de Sagitário). Esta interiorização se volta para acima e ocorre então no indivíduo um estado de pré-consciência dos valores interiorizados nele. A pessoa deste Decanato terá a pré-revelação (porque na fase Leão o indivíduo não está consciente dos novos trabalhos que está realizando.) do Amor-Sabedoria que Hochmah tem depositado nela e que será descoberto plenamente graças à projeção exteriorizadora de Binah que atua em todos os processos Vô. A pre-reveleção refere-se a um estado em que o Leonino só sente que aquela felicidade interior que o inunda, – um prenuncio do mundo futuro-, deste modo, tem que compartilhá-la, tem que proclamar aos que não vivem essa felicidade que há um outro mundo, inefável, a alcance de todos e que um dia poderão viver na plenitude deste amor. Sendo este Leonino do tipo elevado sua palavra será criadora e sua visão do porvir alcançará níveis proféticos criando nas multidões uma imensa esperança.

Em Leão só se pode operar através da fé, um atributo de Hochmah de onde ela surge e se exterioriza por Binah. Trata-se, pois, de uma fé viva que pulveriza as estruturas materiais para construir luminosos edifícios, plenos de liberdade. Aqui ainda não e ensina as Leis do mundo, pois esta função é eminente do ciclo do Ar, quando então a mecânica cósmica é “vista” pelo indivíduo.  

Vimos o nível elevado, contudo se o seu nível evolutivo é médio, a pessoa buscara nos livros santos algo que está em sintonia com sua ordem interna e tornar-se-á difusora das doutrinas sagradas, da religião, seja pessoalmente, ou ainda entrando numa ordem religiosa e exercendo um apostolado através dela.

Os domínios em que se realizam trabalhos de antecipação não são lugares confortáveis, daí que o terceiro decanato de Leo não seja agradável, uma vez que se realiza um trabalho numa posição desequilibrada, de um terreno que não é o apropriado para o que se está fazendo.

Como os postos confortáveis estarão já ocupados por seus legítimos titulares, -os de Sagitário (exteriorizadores) -, ele deverá contentar-se com as tribunas que os demais rechaçam, provavelmente longe de sua cidade natal, nas missões longínquas, nos lugares onde habitam doentes graves, nos terceiros mundos depauperados, e será ali onde poderá desdobrar todo seu potencial de amor e de entrega.

Ocorre que a difusão da palavra divina é uma função própria de Sagitário, que é um exteriorizador, não de Leão (um interiorizador), de modo que este nativo (embora com características exteriorizadora do terceiro Decanato) desdobrará um enorme ardor na proclamação de suas convicções (oriundas de Hochmah – Amor-Sabedoria) e talvez veja entristecido como outros que não possuem tanto zelo como o seu (moralidade da segunda Sephira) cheguem mais facilmente ao público que ele gostaria de abordar.

Os bons aspectos farão com que este Leonino seja uma pessoa abnegada, generosa, desprendida, que sentirá prazer em sacrificar-se pelos outros, ajuda-los e levará uma vida fecunda e útil. Será o sacerdote por vocação e atuará com grande mister, farão com que as engrenagens funcionem perfeitamente e que as virtudes interiores de amor e sabedoria encontrem a sociedade adequada, na qual possa frutificar.

De outro lado os maus aspectos farão com que o Leonino seja o que trará a fé ao moribundo, ao condenado, a comunidades conflituosas ou que estejam vivendo num estado de calamidade, pois estes maus aspectos fazem com que a mecânica humana funcione mal, de modo que este trabalho poderá ser realizado condições precárias, rodeadas de dificuldade e de dramas negativos.

Quando encontramos no mapa natal planetas negativos, mal aspectados, perceberemos que eles produzirão as coisas ao revés de modo que teremos o renegado, que proclama a destruição da fé, ao que inspira o ódio. Observaremos inda a elevação da figura do fanático, do inquisidor que, em nome da moral e da religião, pode dizimar metade da humanidade, pondo uma virtude mal compreendida acima da própria vida.

A Casa X de Leo se encontra em Touro, isto indica, profissionalmente, que os objetivos materiais do signo consistem em harmonizar o solo (já que Touro é um signo terrestre), tornando-a mais bela (influência de Vênus em Touro), mais agradável; em converter o mundo em uma autêntica obra de arte. Daí que muitos Leoninos tenham aptidões para a escultura, pintura ou música e, assim, devem esculpir a harmonia e a arte em seu próprio interior para em seguida, exteriorizar sua sinfonia interna e tornar as relações sociais mais harmônicas, ou seja, devem criar a harmonia em seu entorno, eis o seu autêntico objetivo. Os nativos desse terceiro Decanato são, para seu entorno, promessa de dias venturosos.

             Carta do Tarô: Seis de paus

 Recebe o título de Senhor da Vitória Equilibrada. Refere-se ao elemento Fogo e astrologicamente corresponde a posição do Sol transitando pelo terceiro decanato de Leão onde Tiphereth manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Tiphereth-Sol que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é o Sol.

Neste ponto, Kether o primeiro ponto de partida na Arvore e no zodíaco, o centro produtor de iniciativas, a essência divina, expressa-se por intermédio de Tiphereth, a Sephirah que transmite mais LUZ que qualquer outra, responsável pela consciência, que tudo harmoniza, e pela manifestação da Vontade de Kether a nível prático. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Hesed, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O Seis de Paus é o Yod (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário dos seis, deste modo, possui uma relação com Kether o iniciador supremo, o primeiro, que está acima de todas as coisas e refere-se à influência de Tiphereth no plano espiritual (Tiphereth em Yod).

Aqui as forças de Hesed e Tiphereth estão em harmonia eis que Tiphereth como Vô do segundo ciclo é o executor natural de Hesed. Então a força “Vô” impulsa o desenvolvimento exuberante da planta – neste momento em que sai da terra e se desenvolve. Dessarte temos a frutificação de Hesed no paraíso de Tiphereth.

Sabemos que em Hesed tudo se desenvolve indistintamente, sem restrições e que, em um futuro, termina por acarretar a intervenção de Geburah. Contudo, como Tiphereth exerce a função de “Vô”, como Binah, este mesmo mecanismo de restrição elimina a necessidade da atuação de Geburah, o que significa um grande prenúncio de vitória equilibrada e justa, respeitando os adversários. Dessarte, esta força equilibrante atua de forma definitiva sobre a Lei primordial trazendo a paz e a unidade perdida.

De outro ponto temos Kether manifestando-se pelas vias de Tiphereth, ou seja, a vontade do Pai sendo expressa pelo Filho, de modo harmônico e equilibrado, o que também resulta na vitória da Vontade.

Palavras chaves: 6♣ Senhor da Vitória equilibrada.

(Reta) Riquezas, luxo, abundância, expansão, unificação, respeito do inimigo, grandeza de alma;

(Invertida) Esperança – espera, promessa, previsão.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s