5 Minacharai: Cinco de Ouros


             Elementos constitutivos ou relacionados

Nome divino:יההו YHHV
Arcanjo:אםמודאל Asmodel
Anjo:ארזיאל Araziel
Anjo regente da casa:טואל Toel
Anjo do decanato:מנחראי Minacharai
Gênios dos quinquídios:9. 2->2 Haziel e 10. 2->3 Aladiah
Nome hebraico – Signo:Touro (Vau), Terra/Água da Terra הה
Força ativa do signo:Malkuth
Força ativa do Decanato:Geburah
Elementos concorrentes:Água da Água da Terra
Relação/mundos:He do He do 2º He ou sentimento do sentimento da ação ou Briah de Briah de Assiah
Tribo:Ephraim
Apóstolo:Felipe
Planeta regente do signo:Vênus
Planeta do decanato:Vênus
Posição zodiacal:2º decanato de Touro
Velas: 1 vermelha e duas verdes ou rosa
Incenso:[violeta, rosas, almíscar, lavanda, dama da noite e também o açafrão, etc.] e [sândalo, acácia, cipreste, absinto, balsamo e também a pimenta, a cebola, etc.]
Letras:Zain – Zain -Resh
Gemátria:7+7+200 = 214 = 2+1+4 = 5
Invocação por domicílio:de 10 a 20° de Touro ou 1 a 10 de maio
Invocação pelo ciclo diário:   02:40 às 03:20 h. a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção: Quando Vênus se encontra no 2º decanato de Touro.
Forças em ação:As forças de Vênus se expressam pelo signo de Touro ou ainda Água da Água da terra; as forças de Malkuth se expressam pelas vias do Água da Água pelas configurações de Geburah-Escorpião.
Sendeiro:Pelo signo: 7, de Netzah a Netzah; gênio 7->7: NITHAEL. Pela árvore: Netzah a Malkuth.


1.1    Segundo decanato de Touro

O segundo Decanato de Touro refere-se aos graus que vão de 10 a 20 do signo, ou seja, os nascidos entre 1 a 10 de maio (aproximadamente). No plano planetário é regido por Vênus por encontrar-se em analogia com o segundo signo da Terra; o segundo decanato de Touro é o He do He dos signos do Terra e, no Taro, é o domicílio do cinco de Ouros.

Na ordem sephirótica Malkuth exerce privilégio sobre ele, por ser o segundo signo do elemento Terra, e em segundo lugar, o Decanato, é regido por Geburah (quinta Séfira da Árvore Cabalística, que corresponde a Marte) por ser o quinto Decanato do elemento.

O Gênio do Decanato é מנחראי Minacharai que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação. Trata-se de Decanato He do signo de Touro que é um signo He – 2º He, Água da Terra הה, de modo que dará lugar a trabalhos próprios deste signo. Corresponde ainda ao mundo Cabalístico das ações.

Por se tratar do segundo Decanato no segundo signo da terra, quando o Ascendente, o Sol ou outros planetas se encontram nesta instância, executam-se os trabalhos próprios do signo, não havendo qualquer recapitulação como ocorria no primeiro Decanato que nos remetia a Capricórnio ou ainda uma antecipação do porvir como ocorre no terceiro Decanato. Trata-se do maior decanato de desfrute dos bens materiais do zodíaco.

Touro trás o resultado do ganho efetuado em esforços anteriores, o prazer, a recompensa por trabalhos realizados em outrora, o final de um grande ciclo de experiencias e aprendizado de modo que percebe o pagamento pelos trabalhos realizados em outras existências sob a forma de abundância material (por tratar-se do elemento terra). Este numerário virá de heranças, da própria sociedade e poderá ser cobrado a qualquer momento seja instintivamente ou através das mais diversas práticas espirituais, mentalizações, invocação dos gênios do Decanato, etc. As evocações e invocações dos Gênios deste decanato pressupões ainda a cobrança de Dharmas conquistadas por boas obras realizadas em outras existências de modo que para ter pressupõe que foi dado em outros tempos.

Como neste momento se está ao lado das classes abastadas, os menos favorecidos, que ainda não tem mérito para o poder material, o verão como inimigos, terão inveja de sua riqueza adquirida por intermédio de muitas penalidades sofridas anteriormente. Vislumbramos ai a figura dos socialistas, dos comunistas, que invejam, cobiçam e expropriam o que é do outro, tentando corromper a meritocracia imposta pelo universo em suas Leis de causa e efeito e que sempre impõe o caos pela incompetência daqueles que não realizaram os esforços e progressão necessários ao auto crescimento material, intelectivo, sentimental e da Vontade.

Este taurino pode até nascer em uma família pobre, se sua evolução assim o exigir, mas de algum modo virá sua recompensa seja pela loteria, herança ou o que for. Tudo ocorrerá de acordo com o equilíbrio das energias, da justiça cósmica.

Cabe esclarecer aqui que Touro é um signo fixo, de interiorização e acumulação dos valores do elemento que representam. A exemplo temos que Leão o segundo signo do Fogo, na qualidade de fixo acumula os valores morais; Escorpião, segundo da Água, os sentimentos; Aquário, segundo do Ar, as ideias e Touro, o segundo da Terra, os bens materiais.

Se no primeiro Decanato temos o banqueiro que trabalha com o dinheiro, aqui encontramos o rentista pois estamos tratando do desfrute, daquele que vive de suas ações, seus imóveis, seus negócios conduzidos e administrados por terceiros.

O segundo He, os ouros do Taro, representam o conteúdo material, no caso, o dinheiro e também o começo, o Yod de um novo ciclo, de modo que a vida de gozo e abundância se refere ainda a um novo ponto de partida da evolução espiritual e o dinheiro pode ser usado como uma excelente alavanca para este progresso, dependendo o que se faz com ele, eis que as possibilidades de ação aqui são enormes. Assim, com seus bens materiais o nativo lança um novo Yod, a edificação de um novo mundo, a configuração do que vem a seguir.

Mas, como foi dito, tudo dependerá do que venha a fazer com o que possui. O que fará com suas rendas? Adquirira suntuosidades para desfrute próprio ou empregará em empresas humanitárias, descobertas científicas, instituições filosóficas e espirituais?

O caminho que seguirá o mundo dependerá deste nativo e isto gera uma grande responsabilidade já que karmicamente o indivíduo será julgado tanto pelo que fez como pelo que deixou de fazer quando podia tê-lo feito. E quanto mais se é dado, mais se é cobrado. Muitos dos grandes magnatas gastam seus Dharmas debilmente ou mesmo criam karmas com o que possuem de modo que em outra existência (se tiverem no ciclo de 108) retornam como devedores.

Pode ocorrer que passem pela terra sem causar dano a ninguém, já que se encontram em um ponto elevado em razão de sua opulência e/ou poder e não podem ser atingidos, logo não tem necessidade de atacar (se o fazem o karma é proporcional a sua posição). De outro lado, também não fazem benefícios algum a humanidade limitando-se a distribuir pequenos favores a quem os rodeia como a sua família, alguns empregados próximos.

O espiritual está em Kether, o ponto mais alto da Arvore da Vida e o material, em oposição, está em Malkuth, o ponto mais baixo na árvore. Como este Decanato compõe-se do mais alto grau de disfrute material, é pois o que está mais afastado das realidades espirituais, eis que as doutrinas espirituais pregam sempre o desprendimento dos valores materiais. Pode ocorrer que para desencargo de consciência venham a escolher uma pessoa carente para auxiliar e livrar-se da culpa que sentem em algum ponto de seu interior enquanto desfrutam do que possuem.

Quem os observa sem conhecimento de causa podem taxa-los de egoísta, de qualquer modo cumpre compreender que para chegaram à fortuna presente tiveram que pagar o preço anteriormente, lutaram muito para chegar a este ponto.

Alguns taurinos compreendem o aspecto kármico e espiritual do momento em que vivem, sabem que o gozo é passageiro e tornam-se pródigos com o dinheiro. O que fazem hoje com suas posses determinará seu futuro, seu amanhã em outras existências. Poderá ser até o banqueiro do mundo em outro momento.

Com bons aspectos teremos a pessoa generosa, abnegada, cuja prosperidade só vai aumentar.

Com Plutão, Netuno e Urano (planetas relacionados a Kether e Hochmah) bem aspectados com seu Sol de nascimento, orientar-se-á para as grandes obras espirituais; com Saturno e Júpiter juntos: às sociais, de bondade e misericórdia; com Marte seu dinheiro será para empreendimentos arriscados; com Vênus para a arte, a beleza, amor individual, gozo dos sentidos e pequenas coisas que ajudam a viver melhor; com Mercúrio para a investigação, a filosofia, a verdade material, os meios de comunicação; com a Lua, dinheiro para trabalhos imaginativos, ou para a psiquiatria e o conhecimento interno do homem.

Com maus aspectos, se forem de tipo restritivo, com Saturno e Mercúrio particularmente, será o conservador de sua fortuna, do tipo que não sede nem aos seus e nem a si mesmo, haverá dificuldade para retirar de si um tostão que seja. Com os planetas expansivos como Uranos, Júpiter e Vênus (coluna da direita), ele dilapidará seus bens com prodigalidade e estará rodeado de pedintes.

O segundo Decanato é um He de modo que isto impulsiona uma tendência a interiorização da energia material. Isto significa uma tendência a conservação do que se tem de modo que se constitui em um grande mérito e, prova de sua evolução, opor-se a esta força e consentir-se em desfazer-se de seus bens para beneficiar aos demais.

Como Vênus é o regente deste Decanato, estes nativos recebem emanações de uma elegância em particular, de dons artísticos que não venham a exercer porque não necessitem em razão de sua prosperidade.

O temperamento deste nativo é pacífico já que sua situação não implica em necessidade de causar dano a outrem. No entanto sua missão é superar o apego aos bens materiais e seguir o caminho que o leve a ser útil a humanidade com o que possui.

             Carta do Tarô: Cinco de Ouros

 Recebe o título de Senhor do conflito terreno. Refere-se ao elemento Terra e astrologicamente corresponde a posição de Marte transitando pelo Segundo decanato de Touro onde Geburah manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo regido por Netzah-Vênus que o influencia e sob as pulsações do regente deste decanato que é Marte.

Neste ponto Hesed com o seu poder espiritual realizador das bondades, expressa-se por intermédio de Geburah que trata dos reajustes, da Justiça, da correção dos erros. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizará ainda pelo tom prismático de Netzah, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O cinco de Ouros é o 2º He (יהוה “Yod-He-Vô-He”) do quaternário dos cincos, deste modo, possui uma relação com Hesed o instrumentador do Paraíso e refere-se à influência de Geburah no plano físico (Geburah no 2º He). As energias de Geburah estão diretamente associadas a Malkuth, que representa a personalidade física em Assiah.

Aqui as forças de Geburah (sentimentais) contatam as de Netzah (mentais), responsável por estruturar um mundo feliz, harmônico e, então, a mente e os sentimentos trabalham em unidos. Porém como estamos tratando dos cinco a intromissão de Netzah significara a ingerência do futuro ideal em um presente que está longe de ser o que será (o que se deseja que venha a ser), quando estas forças possam configurá-la. Há, portanto, uma situação de utopia que haverá de instaurar um conflito entre o possível e o desejável, entre as forças do futuro que se deseja para o presente é o que efetivamente se tem. O indivíduo, haverá de trabalhar em algo de vanguarda, próprio de uma época avançada.

Em termos negativos (carta invertida), o indivíduo está envolvido em empresas que não lhe darão apoio, falharão com o mesmo, por não encontrar o marco adequado ao tempo em que suas mentes se encontram, e terá os problemas inerentes a essas falhas (falta de apoio).

Em termos positivos, será aquele que organizará a infraestrutura do mundo futuro, sem esperar reconhecimento ou mesmo que se lhe entendam. Por outro lado, estará na busca de uma felicidade antecipada, quando ainda não se esgotaram as energias da esfera da dor relativo ao presente em que vive. Trata-se de uma tentativa de escapar do karma.

A Astrologia sempre se refere a Marte como masculino e Vênus como feminino, de modo que esta busca pela felicidade antecipada pressupõe uma interação sexual, de alguma forma pelo matrimônio. Contudo esta união efetuada pelo cinco de ouros não está necessariamente associada ao amor, mas principalmente a interesses, e assim também o é com as relações profissionais aqui relacionadas.

Palavras chaves: 5♦ Conflito terreno, trabalho vanguarda, infraestrutura do futuro.

(Reta) Amantes, amor interessado, moda, acompanhante, organizador de festas

(Invertida) Vanguarda não aceita, desordem, caos, ruína, desarmonia.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s