X. Capricórnio: Kashenyaiah


Nome divino (Atziluth):HYHV היהו
Arcanjo (Briah):Hanael הנאל
Coro Angélico (Yetzirah):Saritiel םריטיאל
Anjo regente da casa correspondente (Assiah):Kashenyaiah כשניעיה
Planeta regente:Saturno
Elem. Signo/Sephirótico:Terra/Fogo da Terra יה
Relação/mundos:“Yod” do Mundo de Assiah
Apóstolo:Pedro – Simão
Tribo:Zebulon
Cartas do Tarô:Rei de Ouros יה que rege Ás, Dois e Três de Ouros.
Hora planetária e astrol.:18 às 20 horas da saída do Sol; de 271º a 300º no zodíaco.
Período:20 de dezembro a 18 de janeiro
Velas:3 Índigo
Incenso:[Erva de Santa Maria, enxofre, raiz de guiné, gengibre, etc.]
Letras:Kaph – Shin – Noun – Yod – Ayin – Yod – He
Gemátria:20+300+50+10+70+10+5 = 465 = 4+6+5 = 15 = 1+5 = 6
Região do corpo:Joelhos, pele, coluna, ossos
Metal:Chumbo
Pedra:Onix negro
  1. Informações gerais do signo

Capricórnio, livre das teorias imprime a colocação das mãos na massa. É o signo cardinal de Terra, o Yod do seu elemento e o segundo He dos signos cardinais. Portanto, é a porta de entrada no mundo físico, realizando com as mesmas funções que Áries, Câncer e Libra sem seus respectivos elementos (todos Yod). No processo criativo, Capricórnio é regido por Malkuth, a Séfira representante de nossa Terra[1], e nele se reflete as virtudes de Kether. No zodíaco tem Saturno como regente. Capricórnio pertence o mundo de ação cabalístico (Assiah).

No estágio anterior representado por Gêmeos (último signo aéreo – exteriorizador), nós vimos o homem empenhado em estruturar o mundo de acordo com suas ideias. Contudo chegado ao fim do processo, o indivíduo percebe de que não bastam as ideias para mudar o mundo, que é preciso colocar as mãos na massa e transformá-lo fisicamente, colocando tijolo sobre tijolo, até que seja criada a nova realidade. Esse é o trabalho de Capricórnio.

Escolher os materiais para a obra é a principal missão dos nativos deste signo, que são muitas vezes, arquitetos, engenheiros, mestres de obras. Ou, então, aplicam o seu talento para a obra social, são os que instituem o marco físico em que uma sociedade poderá estabelecer-se e funcionar. Construtores de casas, de instituições, de fundações, de sociedades, são também os construtores do templo do Espírito, se são o suficientemente avançados para isso.

Os maus aspectos planetários sobre Capricórnio são perigosos porque representam uma má escolha do material físico para a edificação da obra e em tal caso, se o indivíduo é arquiteto, seus edifícios desmoronarão, e se é engenheiro, suas pontes caíram, suas máquinas funcionam mal. Nas construções sociais, nos negócios, os maus aspectos anunciam precária estabilidade e ruína próxima.

Quando um excesso de planetas se configura em Capricórnio, teremos um homem voltado para as realizações materiais de modo que toda a sua vida, seus afetos, suas ideias, se verão condicionados ao material.

Palavras chaves:

(+) Construção física e espiritual da obra.

(-) Ruina de edificações, precariedade.

  • Casa X

Esta Casa expressa na Terra as potencialidades de Capricórnio. Neste signo se encontra a matéria-prima para a construção do universo físico. A Casa X nos indicará a maneira utilizada pelo indivíduo para construir esse universo, ou seja, veremos nele as aptidões para o exercício de uma profissão.

É a através deste canal que o homem deixa suas pegadas na Terra, já que sua ação volitiva (Atziluth) e emotiva (Briah) será criadora de uma realidade mais distante. Assim, a Casa X aponta sua atividade presente através do trabalho diário de acordo com o elemento que se encontra a Casa, deste modo:

Se a Casa X se localiza em signos de Fogo, isso indica que o indivíduo terá uma vocação para um ofício relacionado aos valores morais, como o sacerdócio, a filosofia, a política, a educação, o conhecimento profundo das coisas.

Se se encontra em signos de Água, se inclinará para atividades relacionadas aos sentimentos e paixões e todos os valores subjetivos e efêmeros que deles se desprendem. Será alguém que com o seu trabalho alimenta os instintos, os desejos, os sonhos da humanidade.

Se se encontra nos signos de Ar, será um trabalhador intelectual que vai deixar sua marca nas ideias ou será o servidor de uma ideia, grande ou pequena, filosófica ou comercial.

Se estiver em signos de Terra, trabalhará diretamente com os objetos físicos, alternando sua forma primitiva de uma forma ou de outra.

Todas as forças do universo gravitam em torno da Casa X, já que o objetivo da Criação é ir transformando uma ideia em pedra para, numa fase posterior, transmutar uma pedra em essência espiritual. Agora estamos na fase involutiva em que o espírito desce para a matéria, de modo que essa convergência de todos os impulsos para a Casa X faz com que este seja um ponto chave no horóscopo. É o ponto em que o indivíduo encontrará todas as facilidades possíveis para realizar o seu programa humano.

Quando um grande número de planetas se encontra acima do horizonte, em torno da Casa X, que constitui o zênite, o ponto mais alto do céu do indivíduo, a pessoa gozara de grandes facilidades para o acesso a posições de honra. Sejam quais forem as suas capacidades reais, uma Casa X abarrotada de planetas é a garantia de que o indivíduo será diretor geral de algo. Em contrapartida, uma Casa X órfã de planetas é sintoma de que se carece de auxílios e que a pessoa terá que conquistá-lo todo com o seu próprio esforço.

A Casa X rege o pai (enquanto a casa IV rege a mãe) e nos indica o seu caráter, a sua posição, os seus problemas. Neste sentido é indicador da situação social da família. O pai físico é um reflexo do pai espiritual, de Kether, a mais alta hierarquia criadora. Se nossas relações com a divindade são artificiosas, arbitrárias, escuras, veladas, incertas, teremos um pai físico que expressará essas características: será violento, ranzinza, beberrão pobre em recursos, etc. O defeito do progenitor nos revelará o género de barreira existente entre nós e a divindade. E também, através dele, do pai físico, Deus nos indica o caminho para salvação e o obstáculo que nos separa dele. A obediência ao pai físico, por arbitrários que sejam seus pareceres, é o caminho mais reto para alcançar uma visão do esplendor espiritual.

O conflito entre pais e filhos, próprio do mundo atual, ilustra o dramático afastamento do homem de sua fonte espiritual. O amor para com o pai revela uma natureza fiel ao desígnio do espírito. A Casa X indicará, igualmente, as relações do indivíduo com a sua essência espiritual.

Os maus aspectos planetários sobre este sector dificultarão a vida profissional da pessoa, bem como de suas relações com o pai. A profissão não dará de si o que caberia esperar pelo talento do indivíduo. O trabalho carecerá de continuidade e não será o mais adequado para suas aptidões, dificultando a descoberta de um emprego em que essas habilidades possam ser usadas.

Já falamos sobre os efeitos de uma concentração planetária em neste setor. Acrescentamos que produz, além disso, uma pessoa extrovertida, vivendo de cara ao exterior, cultivando uma intensa vida social de festejos, comemorações, coquetéis, festas mundanas que lhe dão ocasião de relacionar-se e obter vantajosos postos profissionais, mas se verá privado de toda privacidade e não poderá fixar raízes sem nada.

Palavras chaves:

(+) Aptidão profissional, materialização das ideias, facilidades, honra, diretoria, pai, essência espiritual.

(-) Vida profissional difícil, relação ruim com o pai, incapacidade de usar dons profissionais, falta de privacidade.

  • Descrição Sefirótica

Capricórnio é o décimo signo do Zodíaco constituído e também o décimo dos chamados Zodíaco constituinte – por elementos -, aquele considerado pelo nome sagrado יהוה – “Yod-He-Vô-He”, pelos elementos e na seguinte ordem: 1º, 2º e 3º do Fogo, 4º, 5º e 6º da Água, 7º, 8º e 9º do Ar e 10º, 11º e 12º da Terra. Na arvore Sephirótica corresponde ao primeiro signo de Malkuth. E pois o primeiro signo da trilogia da Terra. Corresponde, deste modo, a fase de inicialização deste elemento. É um signo cardinal, ou seja, a porta de entrada por onde as energias cósmicas penetra no homem, como ocorre em Aries, Câncer e Libra. O Gênio do signo é כשניעיה Kashenyaiah que poderá ser invocado ou evocado para sanar tudo que seja de seu atributo neste interstício ou mesmo de interesse do nativo em sua senda evolutiva, quanto mais em seu período de manifestação.

  • Signo, elemento, planeta ou ciclo zodiacal

Na sequência das Letras que criaram o mundo a décima terceira letra refere-se a Men. Esta letra, pelo ciclo zodiacal יהוה – “Yod-He-Vô-He” (veja Tomo I) representa os materiais provenientes de Capricórnio por ser o primeiro signo da Terra. No ciclo Sepher Yetzirah expressa a letra Ayin como a ligação dos planos superiores com os inferiores pelas vias da plasmação das energias. Representa a plasmação da matéria Universal, a promoção de sua estabilidade, consistência, a união do que até então estava suspenso e sem rumo.

Na sequência do nome impronunciável Jehovah יהוה – “Yod-He-Vô-He”, terminado os trabalhos de Gêmeos, o terceiro signo do Ar, inicia-se o processo criativo com o primeiro signo de Terra: Capricórnio. Nos deparamos aqui com o peregrino que saiu do ciclo do Ar, cheio de teorias, que acredita que a lógica e a razão podem resolver todos os problemas, mas com pouca experiência nas questões práticas. Aprenderá aqui a importância de se fazer as coisas no tempo certo, que no mundo material existem outros valores a serem considerados, terá que levar a teoria à prática e colocar a mão na massa cristalizar o saber teórico em saber real.

Aqui faz-se presente a citação de Eclesiastes aceca do tempo, onde afirma que há um tempo para cada coisa e, há também, uma certa relação com o Arcanjo mercuriano MEHIEL (64. 8->9):

“Eclesiastes 3:1-8 TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu:

Há tempo de nascer, e tempo de morrer: tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou:

Tempo de matar, e tempo de curar: tempo de derribar, e tempo de edificar:

Tempo de chorar, e tempo de rir: tempo de prantear, e tempo de saltar:

Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar:

Tempo de buscar, e tempo de perder: tempo de guardar, e tempo de deitar fora:

Tempo de rasgar, e tempo de coser: tempo de estar calado, e tempo de falar:

Tempo de amar, e tempo de aborrecer: tempo de guerra, e tempo de paz.”

Deste modo, este nativo aprenderá que a razão para que um negócio seja concluído satisfatoriamente dependerá de aguardar o tempo certo, assim, sua primeira lição consistirá em compreender o valor do tempo para que tudo saia bem e não o contrário e de onde se projetará seu papel de deus criador como finalidade perseguida pelos homens, seus triunfos e fracassos.

Como se trata do primeiro signo terrestre, o programa humano deste nativo consistirá então, em edificar formas arquétipas e sociais, ou seja, instituições que deem guarida à vida social.

Binah-Saturno é o ponto espiritual e o planeta regente de Capricórnio no marco zodiacal e como tal visa dar coesão das coisas para depois fragmenta-las em unidades menores para que possam ser assimiladas. Algo como concentrar em si toda a energia do universo e depois dividi-las em átomos, moléculas, células, etc. de modo que seu papel é ser o estruturador e consolidador do Universo, temos aqui os buracos negros sucedidos pelos big-bangs…

Capricórnio é o primeiro signo do ciclo da Terra, não por sua ordem correlativa no Zodíaco, já que na ordem dos doze signos vem antes Touro e depois Virgem, mas porque, sendo signo cardinal, a Terra aparece aqui como semente da própria terra, como potencial criador de tudo o que os homens construíram através dos tempos e tiveram sua cristalização no mundo físico.

Discorrendo a ordem de Jehovah יהוה – “Yod-He-Vô-He” nos damos conta de que a força do Fogo penetra por Áries; a força da Água penetra por Câncer; a força do Ar penetra por Libra e a da Terra penetra por Capricórnio. Disto concluímos Capricórnio é o signo cardinal e terrestre dos construtores, daqueles que colocam a primeira pedra em qualquer edificação, seja ela material ou espiritual, que dá, portanto, a consistência em tudo que seja criado.

Os capricornianos são em boa parte arquitetos, engenheiros, mestres e obra, pedreiros e peões, mas também encontramos os edificadores de sistemas políticos, os legisladores, aqueles que constroem normas, regulamentos já que as Leis se iniciam no três, em Binah-Saturno, do mesmo modo nos deparamos com os fundadores de instituições, os gestores de empresa, os que criam pontes e vias de comunicação materiais como estradas ou digitais de modo que os capricornianos estão sempre organizando a convivência em geral.

Se o Sol do nativo forma aspectos positivos haverá de construir realidades sociais, criar instituições, leis justas que se adaptem aos ditames cósmicos que beneficiarão todos, quanto mais se são capazes de captar a pare oculta de seu programa; suas construções serão harmônicas, sólidas, duradouras, altamente benéficas; o tipo mais sensitivo construirá também quadros que favoreçam a expressão do espírito.

Os aspectos dissonantes farão com que seus edifícios ruam, desmoronem já que haverão de utilizar fundações precárias e materiais de baixa qualidade de moro que haverá muitas reclamações por parte de seus usuários.

E quando tratamos do edifício não se trata somente aquele feito de tijolos e argamassa, mas também o familiar, social, sendo que neste último haverão dissonâncias legais, regras incompatíveis e injustas, tudo ao seu redor será movediço.

A busca da verdade para este nativo só se realizará a nível funcional dada a materialidade do elemento Terra, assim, será um positivista incrédulo do tipo São Tomé (apostolo de Virgem). Neste sentido, abominam as especulações metafisicas, que são tomadas por inútil e perda de tempo, assim, a existência dos filósofos lhes parece desnecessário já que não geram nada de material.

Quando alguém nasce com uma missão específica, o Universo oferece conjuntamente os meios necessários para realizar seu mister, de modo que o capricorniano sendo um construtor nato lhe será facultado os meios econômicos para construir qualquer coisa que seja, também terá fácil acesso a postos de gestão.

A energia monetária, o ouro material vem a ser precisamente a cristalização da luz, do ouro espiritual, deste modo quando esta energia se materializa, quando se manifesta em um plano, no outro fica carente. Deste modo quando dispomos de muita energia espiritual a energia material se torna minguada e no anverso ocorre do mesmo modo, ou seja, é muito raro possuir as duas fontes de energia simultaneamente. Capricórnio é um signo de Terra, por isto tem dificuldades em perceber o lado mais sutil do Universo, daí seu desprezo pelos filósofos e tudo que não seja palpável.

O capricorniano é o tipo sério, pouco risonho, de aparência fria e calculista, estressada dando a perceber que carregam o mundo nas costas, sempre preocupados.

A construção do mundo material vem em grande parte relacionada aos signos da Terra, quanto mais ao signo cardinal que estudamos no momento. Sendo o primeiro signo terrestre governa o mundo das pedrarias daí sua dureza e rigidez mental. O capricorniano mostra-se como um legítimo cabeça dura, quando tem algo em mente é difícil fazê-lo mudar de ideia. Esta rigidez tem um lado bom, a da palavra dada que não volta atras, um enorme senso de responsabilidade.

Já vimos que todos temos que passar pelo caminho zodiacal na sequência de Jehovah יהוה – “Yod-He-Vô-He”. Pois bem quando chegamos a este ponto isto implica que já passamos pelos trabalhos espirituais (“Yod”), emotivos (“He”), intelectuais (“Vô”) e agora construímos nossa morada material (“He”) juntamente com a da sociedade a fim de que ali possamos viver.

E comum que identificados com a tarefa material o Capricornianos venham a se esquecer de sua origem espiritual de modo que se guiam mais pelos resultados práticos e se guiam menos pelas regras morais ou mesmo pela imposição da razão. Mas de tanto baterem a cabeça haverão de perceber que tudo está ordenado pela inteligência cósmica e a sua ordem e, que o resultado de suas experiências, os fará voltar a esta espiritualidade.

Os capricornianos do tipo superior têm um grande sentido de dever, são ótimos pedagogos, são pragmáticos. As mulheres são boas esposas, fieis até a morte, trabalhadoras. Os do tipo inferior são bastante egoístas e por isto acabam arrumando muitos inimigos. Alguns nativos se apegam muito ao dinheiro e acabam se tornando avaros

Capricórnio rege os Joelhos, pele, coluna, ossos. É regido por Saturno de onde vem o anjo da morte, aquele que corta o cordão de prata no momento em que deixamos definitivamente o corpo físico.

PRATICA:

Nos joelhos encontram-se armazenadas as energias relacionadas ao nosso instinto de sobrevivência, daí que cambaleiam diante de algum perigo. Entre em Alfa e imagine-se caminhando sobre um ataúde, mas com ele no centro de suas pernas, com os joelhos meio dobrados, como se fosse pular um obstáculo enquanto move os joelhos da direita para a esquerda com a firme intenção de carregar os joelhos com o chumbo volátil de Saturno.

  • Carta do Taro: Rei de Ouros

Localização na Arvore da vida: Hesed (He)

No zodíaco o domicílio do Rei de Ouros é Capricórnio.

Arcanos que governa: Ás de Ouros, Dois de Ouros e Três de Ouros

Rei de Ouros possui os atributos de Hesed, na qualidade de 2º He do mundo das emanações (Atziluth) e Yod do Munda de Criação (Briah) e representa o poder dos gozos materiais. Quando esta carta aparece no nosso jogo indica-nos que a abundância, o bem-estar material está indo para derramar-se sobre nós como uma torrente de felicidade. Indica, evidentemente, que em anteriores atuações melhoramos o bem-estar dos outros, que lhes temos servido, temos trabalhado para garantir que nada lhes tenha faltado, e agora são eles nos dão ombro para nos encostarmos e para que possamos viver o nosso paraíso.

O Rei de Ouros anuncia a chegada a nós do acesso à opulência. O personagem desse enviado pode adquirir diversas nuances, manifestar-se de uma maneira pluralizada e ser o rosto de uma multidão de clientes que vêm para o nosso negócio de modo que ter múltiplos benefícios, facilmente e que permita o acesso a esse paraíso inscrito na linha do nosso destino; pode ser o agente individual que nos coloque no caminho do sucesso, nos venda o bilhete premiado, nos aconselhe em investimentos produtivos, nos fornece em um negócio de alta rentabilidade, etc.

Palavras chaves: R♦ Rei de Ouros, Abundância, bem-estar.

(Reta) Portador de riquezas, sorte, negociante, comerciante, banqueiro, especulador.

(Invertida) Negócios sujos (beneficia o outro), corruptor, deformador.


[1] Gaia, considerada como a terra primordial, da qual se formam todas as coisas, está em analogia Capricórnio.

 A segunda terra é Rea, considerada como a mãe de formação das diferentes espécies, e está em analogia com Touro.

A terceira e Deméter, era uma terra cultivada, graças ao esforço do homem, uma produtora do trigo e protetora das colheitas. Está em analogia com Virgem.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina principal e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO II

A ODISSEIA ZODIACAL

Autor: Inácio Vacchiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s