63. 8->8: ANAUEL


1.1       Elementos constitutivos ou relacionados

Coro 8 – Arcanjos  
Príncipe: Rafael.
Mundo do coro: 3 – Yetzirah, Mundo de Formação, Mental – elemento Ar
Signo: Aquário.
Elemento zodiacal: Ar.
Relação/elementos: Agua do Ar.
Relação/mundos: “He” do Mundo de Yetzirah.
Velas:  Laranja em cima e duas laranjas em baixo.
Incenso: [Canela, louro, jasmim, benjoim, casca de limão].
Letras: Ayin – Nun – Vau – Aleph – Lamed
Gemátria: 70+50+6+1+30 = 157 = 1+5+7 = 13 = 1+3 = 4
Arco:  311º a 315º graus da esfera zodiacal.
Invocação por domicílio: de 10º a 15° de Aquário ou 31 de Janeiro a 4 de fevereiro.
Invocação por rotação: de 2 a 3 de Gêmeos: “Yod” ou 24 de Maio;

de 14 a 15 de Leão: “He” ou 7 de Agosto;

de 26 a 27 de Libra: “Vô” ou 20 de Outubro;

de 8 a 9 de Capricórnio: 2º “He” ou 30 de Dezembro;

de 20 a 21 de Peixes ou 11 de Março: quintessência.

Invocação pelo ciclo diário:   20:40:00 às 21:00:00 a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção:  Quando Mercúrio se encontra em um dos graus de Mercúrio, ou seja, entre 7º a 8º, de 17º a 18º e de 27º a 28º de qualquer signo.
Atributo: Deus infinitamente bom.
Nome da essência: PERCEPÇÃO DA UNIDADE.
Nome da Força: Percepção, difusão da Unidade.
Forças em ação: A força de Hod resplandece as virtudes de seu próprio centro.
Sendero: 8, de Hod a Hod.

1.2               Palavras chaves:

RAZOABILIDADE, Religião unitária, SAÚDE, CURA, comercio, PERSUASÃO, intercambio, SENSO CRÍTICO, bancos, NEGOCIANTES, atividade, MOVIMENTO, publicidade, PERCEPÇÃO DA UNIDADE, oportunidade e conveniência, FOMENTO.

(-) Loucura, OBSESSÃO por algo ou alguém, XENOFOBIA, prodigalidade ruinosa, PERDULÁRIOS, nacionalismos, IDÉIA FIXA, prevenção de ACIDENTES, teimosia – mula empacada.

1.3              Movimentação Sephiroth: Oito na oitava posição

Quando o oito se manifesta na oitava posição o senso crítico atinge seu auge, Hod atinge a perfeição de sua esfera. Se na posição anterior Hod atuava em Netzah mirando para o alto, aqui Hod, sendo a exteriorização de Binah e de posse de uma experiência emotiva madura, assegurará que só chegará ao final os fluxos que sejam idóneos a intenção da alma, já que nos deparamos com o ponto de vista intelectual. Contudo mesmo ao centro desta frieza analítica Hod provoca uma conciliação.

A nível de manifestação, em nossa existência, dará uma alta capacidade crítica e de análise. No campo profissional a figura do expert em compras e grandes armazéns, já que Mercúrio tem sua influência no comércio, facilita as vendas, a apresentação racional dos produtos, seja contra ou a favor do que Netzah haja promovido.

As atuações aqui não são propriamente de realizar um ato, mas de persuasão do qual Hod-Mercúrio é o mestre não importando se o sentido é positivo ou negativo, de necessidade, oportunidade e conveniência de realizar determinado ato.

Quando estas energias se projetam para o externo dão luz ao indivíduo expert em mercados, intenções, política, atualidades, etc.

Astrologicamente corresponde a posição de Mercúrio em Gêmeos ou Virgem.

1.4              Arcano – Mundo: Oito de copas no mundo de Yetzirah

Recebe o título de Senhor do êxito abandonado. Refere-se ao elemento Agua e astrologicamente corresponde a posição de Mercúrio transitando pelo segundo decanato de Peixes onde manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo e sob as pulsações do regente deste decanato que é Marte.

Neste ponto o Amor-sabedoria de Hochmah expressa-se por intermédio de Hod o centro por meio do qual o Real Ser expressa sua Vontade sob a forma de pensamentos, por onde transita a sua memória, cuida da elaboração do intelecto por onde percorrem os pensamentos, as ideias; se encarrega de escrever o roteiro e pesquisar os personagens com os quais haveremos de edificar a história de nossa vida como resultante das forças tratadas nas séfiras acima, suas superiores. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizara ainda pelo tom prismático de Geburah, o coordenador deste subciclo evolutivo.

Aqui Hod realiza sua função crítica, por ser o representante de Binah (da Lei) e, com vigor é impulsionado por Geburah que ocupa a posição “He” no triângulo ético – temos, então, o duelo entre o pensamento e o sentimento.

Ocorre ainda que Hod representa a política dos desejos já que é o “He” do Mundo de Yetzirah, portando ativa nosso sistema emotivo. Assim, o indivíduo abandona um excessivo êxito amoroso, a pluralidade de amores, opções, para instituir o amor com apenas uma só pessoa.

Refere-se ainda a algo, ou uma exigência emotiva, em que o preço, condição fixados seja considerado muito alto, e daí venha o abandono. De outro modo pode ser que o preço fixado seja dolosamente alto, justamente para originar a desistência, para que o outro prescinda de satisfazer as condições.

Os sentimentos precipitam-se sobre os pensamentos e terminam por impor soluções ilógicas. A nível subconsciente pode ocorrer a inibição, a timidez provavelmente utilizada pelo Real Ser, por alguma área do subconsciente para renunciar a um êxito que talvez não deva ocorrer.

Quando o oito de copas atua no mundo de Yetzirah as manifestações desta pluralidade de opções se tornam presentes juntamente com o ânimo de escolha, uma pressão interna mais a lógica nos indicam que é hora de seguir um caminho e deixar tudo o mais.

1.5               Virtudes concedidas:

1º.- Ajuda-a a levar as nações ao cristianismo e a confundir os inimigos.
2º.- Protege contra acidentes.
3º.- Mantém a saúde e a cura das doenças.
4º.- Ajuda as práticas comerciais e bancárias.
5º.- Protege contra a loucura e ajuda a não cometer erros.

1.6               Descrição Sephiroth:

ANAUEL é o sétimo da 8º ordem de anjos denominado como Coro dos Arcanjos, situa-se na morada filosofal de número 63, rege o sendeiro 8, em que Hod resplandece as virtudes de seu próprio centro. Trata das forças de Hod o centro por meio do qual o Real Ser expressa sua Vontade sob a forma de pensamentos, por onde transita a sua memória, cuida da elaboração do intelecto por onde percorrem os pensamentos, as ideias; se encarrega de escrever o roteiro e pesquisar os personagens com os quais haveremos de edificar a história de nossa vida como resultante das forças tratadas nas séfiras acima, suas superiores; “He” do Mundo de Yetzirah, Agua do Ar. Nesta casa nos deparamos com a essência filosofal chamada PERCEPÇÃO DA UNIDADE, o conjunto de qualidades, propriedades e atributos onde a mente se dá conta, toma conhecimento de modo evidente do conjunto de regras pelas quais o mundo está ordenado, o funcionamento de todas as coisas, os segredos insondáveis, o movimento das energias, no que tange seu concatenamento em todas as direções, todos os planos. Trata-se de uma força de Percepção, difusão da Unidade, por onde transitam as energias de Hod, também conhecido como o mensageiro dos deuses, um coordenador natural das energias cósmica, que antecede a sua manifestação final, coloca tudo em seu lugar no esquema de elaboração, sana os percalços, os desvios acidentários a fim de que se cumpram os efeitos naturais, orienta a inteligência de modo que desapareçam as divisões que na análise fria não subsistem nem fazem sentido já que tudo veio da Unidade e tudo a ela voltará, nos leva a Percepção desta Unidade, de como toda esta gama energética infinita refere-se ao “Um” onde, no final de tudo, só existe uma Lei, a do Amor. Daí vem o atributo, esta qualidade imbuída de poder denominado Deus infinitamente bom.

Como na ordem criativa há uma inversão em que tudo começa pelos últimos, ao passo que Hod é o terceiro da coluna da esquerda e atua no último mundo de elaboração antes da cristalização, a tradição hermética afirma que o mundo do pensamento é o primeiro que reina na unidade já que tanto nos mundos físico, no mundo dos desejos, dos sentimentos tudo aparece como separado. Então ocorre o momento em que a mente domina sobre os sentimentos e se dá conta, percebe a Unidade como um Todo.

É quando desaparecem os sentimentos de se pertencer a uma raça, uma nação e então adentramos a categoria de cidadãos do Universo e deixaremos de agitar, reverenciar uma bandeira no sentido de separação territorial, de raça.

O amor a terra, o será, enquanto Universo, manifestação da vida, da harmonia que liga tudo a todos e todos a tudo. Quando algo de bom ou ruim ocorre do outro lado do mundo de algum modo afeta a todos e hoje já o temos percebido mais do que em outros tempos em razão do efeito da globalização seja no social, no econômico, do político.

Se há uma guerra em determinado ponto do mundo, ou um ditador comete crimes contra a humanidade haverão refugiados indo para todos lados e o estigma da maldade, da violência sofrida será levado para onde quer que se vá. Quando uma nova droga de cura é descoberta toda a humanidade ganha com isto. A violência ou a bondade que é acometido a um indivíduo (inclusive aos demais seres que compartilham o habitat conosco) atinge o sentimento dos demais, geram as notícias, discussões, o desejo de vingança ou a Vontade de sanar. Os resultados dos atos humanos podem gerar consequências graves ou de bondade extrema que atuam em efeito domino.

Algumas pessoas, povos já perceberam isto e acolhem os refugiados, tratam o indivíduo como alguém que é capaz de movimentar a massa, as Leis que protegem os indefesos como velhos, crianças, etc. evitam o dano maior. A criança malcuidada, vítima de violência no futuro devolvera o descaso e a violência à sociedade. O velho que não é tratado hoje referenda que o jovem de hoje ao envelhecer também não receba o amparo. Um pais abandonado a sorte por um ditador da margem ao aparecimento de outros ditadores até que surja o grande ditador, e a violência sofrida por um povo, o ódio pode se refletir por gerações e passar do indivíduo para um grupo e continuar fermentando

Quando tomamos conhecimento da mecânica das energias o patriotismo territorial dá lugar ao patriotismo Universal e somos livres para contemplar a arquitetura cósmica em toda sua grandeza, estaremos carimbando nosso passaporte para sermos cidadãos dos céus, não agitaremos mais a bandeira da xenofobia pois compreenderemos que no final seremos nós mesmos a vítima de nossas práticas.

ANAUEL nos libera tanto dos xenófobos como da xenofobia, dos preconceitos contra o estrangeiro, eis que, que a figura do estrangeiro desaparece de nosso interior e o mundo torna-se um lugar de concidadãos.

A xenofobia pretende estabelecer a unidade em espaços limitados como se fosse possível nos trancar em uma capsula no universo onde tudo é e está interligado. Em uma escala menor algumas pessoas só amam, auxiliam aqueles que fazem parte de seu clube fechado, de sua igreja, “Fraternidade”, etc.

Ao analisarmos a fabricação de um lápis perceberemos que a madeira vem de um lugar e que quem cortou a madeira usou uma motosserra ou machado que foi fabricado em outro lugar que adquiriu o aço do machado em outro lugar ou as peças em vários outros lugares, e o veículo que transporta em outro lugar, veículo este que foi fabricado com peças produzidos em vários lugares por pessoas diversas, e combustível de outro lugar extraído por várias pessoas de lugares diferentes com equipamentos que foram feitos de partes que foram confeccionados em vários lugares, as pessoas que trabalharam obtiveram a energia em seus corpos comendo diversos tipos de alimentos produzidos em muitas regiões por diversas pessoas e equipamentos, etc. Poderíamos prosseguir em ramificações que vão muito longe a falamos somente da madeira e não do grafite, da tinta, das máquinas que fabricaram o lápis, etc.

A falta de consciência da Unidade em que todos estamos integrados, o sentimento de nacionalismo que não vê o próximo como um irmão precipita as energias de ANAUEL para o abismo e a rebaixa até o ponto inferior em que se deu o impulso, esta energia repica e volta para sua origem, mas agora carregada de formatações que pareçam indesejáveis mas que na realidade foi o desejo de quem a impulsionou, trata-se da configuração dada pelo agente emissor e que originarão brigas, nacionalismos bélicos, bombas, misseis.

Os refugiados que não são acolhidos se veem obrigados a aderir ao regime dos ditadores. De outro lado deve-se considerar que quando um refugiado vem a nós o que em realidade nos veem é a oportunidade de sanarmos um erro, de redenção kármica, e evitar um mal maior. Hoje quando escrevo estas linhas alguns países da Europa estão de coração aberto recebendo refugiados enquanto outros não. Ocorre que o chamado mundo antigo foi palco de grandes maldades no passado e agora aparece de pronto uma oportunidade de sanar os equívocos evitando-se boa parte da dor. Não é por acaso que alguns países estão tão abertos, uma intuição interna está falando muito alto no intuito de se evitar um grande mal e efetivamente, sem sombra de dúvidas, tragédias de grandes proporções estão sendo evitadas.

Lembro-me de passar por algumas Cidades bastante xenófobas e o resultado kármico tem sido o desemprego, o aumento de roubos e violência, doenças, contrario sensu, de outra modalidade kármica, pode advir um grande fluxo de pessoas que desiquilibram toda a cidade. Por vezes uma cidade é testada então aparece um pequeno grupo de pessoas antes que o karma pela xenofobia seja liberado. Se estas pessoas são segregadas, vítimas de ódio, não conseguem tocar suas coisas para frente em razão da discriminação, não acolhimento, reserva de mercado que fecha todas as portas, etc…

“Lucas 10:10 Mas, em qualquer cidade em que entrardes e vos não receberem, saindo por suas ruas, dizei:

11 Até o pó que dá vossa cidade se nos pegou sacudimos sobre vós. Sabei, contudo, isto: que já o Reino de Deus é chegado a vós.

12 E digo-vos que mais tolerância haverá naquele dia para Sodoma do que para aquela cidade. “

No momento em que saírem da cidade o Karma é liberado, sim, é neste ponto, pois aí é quando a oportunidade termina, não há mais o que fazer e as vítimas seguem em frente no mesmo momento que advém o refluxo. Outra manifestação deste karma consiste em andar, andar, ser rejeitado, ser rejeitado e não encontrar o seu lugar.

Lembremos a história de Sodoma e Gomorra quando dois anjos adentraram a cidade para analisar o coração de seus habitantes e somente a família de Ló conseguiu se salvar. Esta alegoria trata do curso que tomam determinados tipos de energia, no caso temos em seu meio a xenofobia. Observe-se ainda que as testemunhas cósmicas são sempre em número de dois, um grupo de dois, duas testemunhas, sejam por quais modos se manifestem, precedem as tragédias ou a redenção. Os anjos disseram a eles:

“Gênesis 19:17 Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti, e não pares em toda esta campina; escapa lá para o monte, para que não pereças. ”

ANAUEL tem a missão de nos conduzir do emotivo para o razoável, do ódio a contemplação desta loucura e insensatez nos concede a compreensão da dinâmica universal eis que não há como contemplar o Unitário, participar dos grandes enigmas da criação enquanto esteja arraigado em nós o egoísmo, a pluralidade limitada, o amor a terra onde nossa estadia e meramente incidental, secundário por ocasião de nosso Karma. O atributo Deus infinitamente bom não trata de pedaços. Não se pode adentrar ao todo enquanto permaneçamos em estado de parte, com sentimentos e atitudes de porção, de quinhão, de banda…

1.7       Das virtudes concedidas:

1.7.1    Ajuda-a a levar as nações ao cristianismo e a confundir os inimigos.

Quando tratamos do cristianismo nos referimos a religião universal, aquela que decorre do fluxo das Leis Cósmicas que criaram e organizaram tudo o que existe nos diversos planos, mundos; em suma, o conjunto de regras pelas quais os mundos se ordenam. ANAUEL providencia para que estas regras se mostrem lógicas, evidentes, adequadas a razão. Esta lógica fará com que seus inimigos se convertam em adeptos dos valores Cristianos.

Este Gênio permite que após um processo de aprendizagem o indivíduo seja colocado diante da realidade Crística, que alcance a consciência de Hochmah após recapitular as fazes por que passam as almas antes de alcançar este estado de consciência de modo que diante das evidências não reste mais o que fazer a não ser reconhecer esta ordem cósmica já que se trata de um processo natural e, portanto, o único caminho a seguir tal como uma Lei da física, uma equação matemática, etc.

Já temos apreendido que as forças Crísticas pertencem ao mundo causal da 6º dimensão, que Tiphereth vem a ser o Cristo manifestado e Hochmah o Cristo imanifestado. Sabemos ainda que Hochmah, o segundo Logos, representa o amor-sabedoria então quando tratamos do cristianismo não estamos discorrendo sobre as divisões, ramificações advindas da igreja fundada por Constantino no concílio de Nicéia em 325 D.C., mas sim da religião universal na qual podemos conhece-la pela manifestação de sua dinâmica ou adentrando nos demais departamentos da natureza por intermédios das faculdades superiores, do dom que cada ser humano possui mas que apenas não sabe utiliza-lo por carência de informações.

Em última análise estamos tratando de converter as nações a espiritualidade verdadeira, quando adentramos nos mundos é empiricamente, objetivamente, com nossas faculdades internas e tomamos conhecimento da verdade, desta verdade que nos liberta conforme foi dito pelo Kabir Jesus que afirmava que ninguém chega ao Pai senão pelo Cristo, o que equivale a dizer que se trata do Amor-Sabedoria de Hochmah. A sentença é que não se chega ao Pai sem conhecer a verdade, sem que se torne se torne um sábio. Ser sábio é um dever, é cumprir com os ditames cósmicos, é ter vida em abundância já que o sábio domina as energias é pode melhorar tudo a sua volta.

Cabe ainda esclarecer que o Cristo se refere a uma energia de sacrifício, é o caminho direto que vai ao Pai, pela negação de si mesmo em favor do próximo – não se entra na Unidade como parte, como indivíduo, egoísmo. Então quando pedimos ao Cristo que nos auxilie a conseguir um cargo em que está outra pessoa, que nosso time ganhe em detrimento do outro, que nos ajude em uma competição temos aí uma contradição já que a essência Crística como já dissemos é de doação e todos os santos, entidades, forças, etc. pertencentes a este raio, a esta força, atuaram e atuam do mesmo modo.

Em tempos mais remotos às religiões pré-cristianas cada povo, cada cidade, tinha o seu Deus. Alguns destes deuses primitivos provinham de resquícios dos arquétipos, outros de egrégoras, da somatização das forças vitais concentradas dos povos. Augusto Cezar sabendo que além de travar uma luta física haveria de enfrentar estas energias vitais e arquétipas antes de suas batalhas procurava entrar em comunhão com estas forças, os deuses das cidades que haveria de atacar de modo a neutralizar o inimigo desde o alto.

Então não estamos tratando da uma espiritualidade de uma raça, de um povo, mas da primeira religião universal, a fonte de todo fluxo de energia.

ANAUEL tem este atributo de converter as nações a religião unitária e o faz já pelo questionamento de tudo o que está aí, coloca a primeira dúvida para que iniciemos a busca pela verdade, seja lá o que isto signifique e de onde vai dar. Inicia o processo por nosso interior, nossas nações internas, unificando nossas tendências com vistas a Verdade. A medida que a Verdade for se interiorizando a espiritualidade cristã, unitária penetrará em nós e as antigas crenças se retiram confusas.

Em nós existem três mentes a saber

Mente Sensual: A que nos utilizamos diariamente cujo conhecimento é capitado em razão dos cinco sentidos (visão, audição, tato, paladar, olfato), tem por base as percepções sensoriais exteriores, com todas suas teorias e excessos, nos evangelhos é tratada como a levedura dos saduceus. Jesus Cristo adverte dizendo:

“Mateus 16:6 E Jesus disse-lhes: Adverti e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.”.

Os saduceus são os responsáveis pelas doutrinas materialistas, ateístas, como a dialética marxista etc. Diga-se de passagem que estranhamente Marx foi enterrado com as honras de um rabino; há que se questionar o porquê!?

Mente Intermediária: Refere-se aos fariseus. Aqueles que frequentam seus templos, suas escolas, religiões, seitas etc., a fim de que todos os vejam. São os hipócritas que escutam a palavra, ou sobem nos palanques fala, maravilhas, mas não a executam em si próprios, não trabalham sobre si mesmos;

É na mente intermediária onde encontra-se depositadas as crenças, os dogmas inquebrantáveis, já que se limita a acreditar seja em razão da ignorância, pela preguiça de ir atrás das informações, comodidade, pelo medo entre eles mesmos – do inferno e outros do gênero, seja pela lavagem cerebral, etc.

Mente Interior: É o mediador, um instrumento de ação necessário para que a consciência se manifeste. Trabalha exclusivamente com os fatos recolhidos pela consciência do Ser. A mente interior jamais poderia funcionar sem os dados que a consciência interior, superlativa do Ser lhe proporciona. Então adentramos a verdade sobre o Karma, a lei do retorno, transmigração das almas, as energias que atuam e como atuam nos mais diversos planos, etc.

Don Immanuel Kant, um dos maiores filósofos que a humanidade já conheceu, faz uma distinção entre a crítica da razão subjetiva e a crítica da razão pura.  A razão subjetiva, racional, baseada nos cinco sentidos, jamais poderia nos trazer nada que estivesse dentro destes limites, contudo a Verdade só pode ser percebido pela Mente Interior, que nos conceda a razão pura. O Mental Superior transcende, pois, os cinco sentidos, a mente cultivada, trabalhada, dá origem ao intelecto e, se a mente não for trabalhada, não há o intelecto.

Com a mente interior adentramos aos processos intuitivos e podemos conversar frente a frente com os Elohim, com os Tronos, ter acesso às seções superiores do universo e do cosmos, conhecermos a gênese de nosso mundo e até assistir a própria aurora da criação e conhecemos não porque alguém tenha dito, mas sim pela experimentação direta.

A advém da mente interior, da experimentação direta, do conhecimento advindo sem intermediários de outro lado as crenças encontram-se depositadas na Mente Intermediária.

Quando permitimos que a espiritualidade, esta movimentação de nossas faculdades internas se manifeste instala-se em nós a religião unitária, o cristianismo verdadeiro e as antigas crenças se retiram confundidas e posteriormente se exterioriza esta luta contra a religião unitária e, porque conheceu a verdade, passara a emitir a luz que expurgarão as trevas.

1.7.2    Protege contra acidentes.

Quando tratamos dos acidentes nos vem à mente acontecimentos casuais, fortuitos, inesperados, a ocorrência qualquer acontecimento de natureza desagradável ou infeliz que tenha como consequência o dano, a perda, o sofrimento ou até a morte. Contudo na dinâmica cósmica tudo está encaixado em uma sequência de fatos, atos que movimentam tudo ao seu redor, mesmo no caos há uma ordem e se misturarmos quantidades de tintas aleatórias de várias cores teremos um resultado que a princípio pode parecer imprevisto, mas que a ciência em algum momento determinará o resultado pela sua quantificação, qualidade, disposição, etc., em algum cálculo extenso que haverá de ser colocado em um processo informatizado.

Do mesmo modo uma série de variáveis colocadas juntas podem conduzir a um resultado previsto em qualquer campo que seja desde que haja a fórmula correta. A exceção encontra-se quando as nossas faculdades internas entram em operação já que a natureza deixa de seguir seu curso natural e é modificada por nossa disposição interior então abrem-se as infinitas possibilidades tão sabidas pela física quântica.

Como ANAUEL é o coordenador destas energias cósmicas, de nossa disposição ao uso da razão, nos protege contra os acidentes, conserva nossa saúde além de curar as enfermidades já que faz com que o que atua em baixo funcione como o de cima, no cumprimento dos regramentos Universais e desta maneira o mundo se ordene em um remanso de paz.

Os acidentes bem como as enfermidades são gerados em razão dos desejos, são produtos do ego em uma relação de causa e efeito, porém, quando colocamos um freio a estes desejos e em seu lugar permitimos que a Vontade de nosso Ser Interno flua as causas são eliminadas. ANAUEL, protege a nós mesmos e, outras pessoas dos possíveis acidentes, nos auxilia a dominar os desejos pelo uso da razão, nos permite adentrar as causas que geram os acontecimentos e assim, trabalhando sobre as causas alteramos os efeitos, mudamos o nosso destino e deixamos de ser vítima das circunstâncias.

1.7.3    Mantém a saúde e a cura das doenças.

Esta natureza curadora consiste na superação das emoções e desejos que nos tem levado às condutas errôneas gerando a causa das doenças. Percebemos então que o processo de cura parte de nós. ANAUEL é um dos nossos Deuses internos, reflexo dos Arquétipos que carregamos em nosso interior, em nossa morada filosofal interna, então o que promove a cura é a consciência desta realidade, desta força que está dentro de nós e que devemos utilizar para consertar, sanar o nosso mundo interior e consequentemente nosso corpo físico e o mundo em que vivemos. Contrario senso, se o sujeito permanece passivo as orações não surtirão efeito pois os atos de magia exigem que se lance um ponto no mundo que deseja operar estas forças e movimente este ponto no caos até que este ponto se encontre consigo mesmo. É quando então a obra se realiza.

Outros Gênios trabalham pela cura em operações diversas, assim em resumo temos:

  1. 1->6 LELAHEL: cura pela cromoterapia e consciência dos atos danosos;
  2. 3->8 MELAHEL: cura mediante utilização das plantas medicinais, energias, cirurgias, pesquisas;
  3. 4->7 OMAEL: Cura o efeito das doenças pelos medicamentos;
  4. 5->8 REHAEL: Cura de doenças mentais relativa a relação Pai-filho e mantém a saúde pela maneira correta de pensar;
  5. 6->6 SEALIAH: Cura mediante o equilíbrio e a boa distribuição do sangue – o Tiphereth genuíno;
  6. 7->4 HAHASIAH: Cura pela compreensão do mal – cura a causa da doença;
  7. 8->5 MITZRAEL: Cura às enfermidades mentais, oriundas dos desejos: drogas, homossexualismo;
  8. 8->8 ANAUEL: Cura pela superação das emoções e desejos, altera-se a relação causa e efeito, cura a obsessão;
  9. 9->5 HABUHIAH: Cura eliminando hábitos nocivos – harmonia com universo – ñ vida dupla.

1.7.4    Ajuda as práticas comerciais e bancárias.

Este Gênio domina sobre o comércio, os banqueiros, os agentes de negócios, as pessoas nascida sob essa influência terá espírito sagaz e engenhoso, será laborioso e ativo. Como Mercúrio é o regente do mundo dos negócios e, assim, fará com que a pessoa que seja influenciada ANAUEL ou peça sua ajuda torne-se um comerciante hábil, já que assim como Hod-Mercúrio reflete as múltiplas atividades das séfiras reflete também as atividades humanas, inclusive todo que se relacione com a inteligência, fornece, pois, a claridade acerca do funcionamento das coisas e dependendo do nível evolutivo do indivíduo será aquele para o qual o cosmos não possui segredos ou ainda o negociante hábil que se movimenta no mundo das finanças, intercâmbios, compra e venda, etc. Poderá ser um ministro das finanças que apazigue o mercado ou aquele que restabeleça uma empresa em crise.

Ocorre que Mercúrio é considerado o planeta que gira mais rápido em torno do Sol, e assim, movimenta-se muito rapidamente por todos os demais planetas que fazem parte de nosso sistema solar, é o que mais produz aspectos, encontros com os demais planetas, se comunica com todos e por isto foi chamado o mensageiro dos deuses. Estes encontros, aspectos representa as atividades comerciais, de comunicação, etc., por isto Mercúrio-Hod tem sido em todos os tempos associado as atividades comerciais, a todo tipo de negócios seguindo, inclusive, o preceito de Hermes: “Assim como é em cima o é embaixo…”, de modo que todos estes encontros têm seus reflexos em nosso mundo e em nosso interior, i.e., preside também os intercâmbios em nossa natureza interna.

O intercâmbio de palavras, de pensamentos se manifesta ao exterior sob a forma de comércio, em um intercâmbio de mercadorias. Assim, quando esta função não se realiza em nosso interior, logo, se projetará para o externo se manifestará em nós sob a figura do comerciante e, então, passamos a existência vendendo tudo quanto é tipo de coisas.

O que incita alguém a comprar algo é o desejo ou a Vontade, conforme seja sua origem: ego ou Real Ser. Mercúrio sendo o grande comunicador permite que o desejo ou a Vontade tenha sua expressão e que os demais compreendam. ANAUEL, o mais genuíno representante mercurial, coloca a publicidade e o fomento que desaguará no intercambio, no comércio. Sem estes fluxos energéticos não seria possível a existência das grandes organizações comerciais e nem as pequenas.

Nos deparamos aqui com um paradoxo já que o mesmo ANAUEL que nos leva a Percepção da Unidade igualmente promova o comércio ou mesmo os negócios bancários. Isto ocorre em razão de que o intercambio interno de valores, esta subjetividade que circula nos levam a evidência de que as idéias passam por todos os cérebros como se cada um formasse uma parte do todo. Assim, quando observarmos que todas as cabeças estejam unidas em uma mesma corrente energética de modo que esta se imponha sobre os desejos, esta força irracional proveniente do ego estaremos com certeza adentrando a unidade e o paradoxo encontrará a sua solução.

Da prestação de serviços advém uma contraprestação, seja pecuniária, na forma de escambo, favores, etc., contudo, quando não ocorre esta contrapartida surge em nosso interior a figura do banqueiro que lança em seus apontamentos o que nos devem e a quitação a medida que vamos recebendo nosso crédito.

Assim, quando recebemos algo de graça advém a obrigação de darmos, e mais, também conceber de graça, tal como é o caso deste texto em que o recebemos sem custo, mas que a bondade, a iluminação recebida haverá de ser repassada um dia qualquer, nesta ou em outra existência para que outas almas sejam iluminadas sem que nada seja cobrado. A moeda aqui é o amor e a caridade que repassamos por que um dia, de algum modo a recebemos, fermentou e, transbordou-se em nós, agora passamos ao exterior. O contrário também pode ocorrer, que recebendo o conhecimento e negando seus benefícios ao próximo as portas se fechem em um futuro, em uma outra existência, de modo que sintamos que temos que encontrar algo, mas não consigamos colocar as mãos naquilo que não sabemos o que é…

Temos que Hod é o exteriorizador das idéias geradas por Binah já que é o terceiro, o “Vô” da coluna da esquerda. Agora as idéias provindas de Binah, de um ponto muito alto no mundo das emanações são postas em termos, em conceitos claros       de modo que nosso interlocutor se veja impossibilitado de pensar de outra forma, assim, mudará sua forma de pensar em favor de nossos argumentos, mas não para por aí, eis que gerará mudanças também na forma se expressar suas próprias idéias coadunando com as que acaba de receber.

A intervenção com as energias mercurianas tem um preço que deverá ser pago um dia ou outro. Assim, quando utilizamos destas forças para influenciar outra pessoa, seja positiva ou negativamente, geramos um crédito ou débito que deverá ser quitado em outro momento, talvez em outra existência

Esta nova maneira de ver as coisas permite uma evolução humana que não fica arraigado em si mesmo, mas havendo a troca de idéias todos evoluem assim como os planetas seguem o seu curso.

Por ser um exteriorizador de Binah, ANAUEL nos auxilia no tratamento dos pensamentos obsessivos, o apego exagerado a um sentimento ou a uma ideia desarrazoada já que o desarrazoamento não encontra guarida em Binah quanto mais passado pelo crivo da razão de Hod.

Do mesmo modo nos auxilia a tratar com pessoas desarrazoadas, teimosas (mula empacada). Ao mesmo tempo em que fornece os argumentos, a RAZOABILIDADE necessária ao convencimento, cria no outro a disponibilidade para a percepção. Observemos que em Hod, por ser o segundo de seu mundo, com espelhamento lateral e invertido de Hochmah, encontrasse em si o reflexo do Amor-sabedoria projetando para Malkuth – assim, embora de um modo grosseiro e ao mesmo tempo não menos verdadeiro, poderíamos dizer que dizer que enquanto Hochmah cuida da sabedoria de Kether, Hod trata da sabedoria de Malkuth.

A obsessão por algo ou por alguém, é extremamente prejudicial para nossa evolução mesmo porque ele representa algo fixo, que não se move e, assim, vai na contramão da ordem universal onde tudo está em movimento. Então quando o fixo se manifesta, cabe a Mercúrio colocar o movimento dispersar, dissolver estas energias.

Outros Gênios que nos auxiliam nos negócios e comércio:

  1. 3->7 YEIAIEL: Ajuda na divulgação do produto.
  2. 8->8 ANAUEL: Fornece os argumentos para o convencimento do negócio.

Outros Gênios trabalham com a sincronicidade e o encontro de pessoas afins:

  1. 2->6 IEZALEL: Amigos, pessoas afins – saber a quem recorrer;

23 3->6 MELAHEL: Médico adequado para cura;

  1. 6->8 ASALIAH: Pessoas, entidades, lugares idóneos para realização de um propósito;
  2. 8->2 NEMAMIAH: Personagens Hochmah/Urano – papeis providenciais, negócios, pessoas;
  3. 8->3 YEIALEL: Personagens Binah/Saturno – papeis ligados a Lei cósmica;
  4. 8->4 HARAHEL: Personagens Hesed/Júpiter – indivíduos de autoridade e poder; lugar e momento certos – bolsa e oportunidades;
  5. 8->5 MITZRAEL: Personagens Geburah/Marte – Personagens conflitivos;
  6. 8->6 UMABEL: Personagens Tiphereth/Sol que serão nosso Sol, amigos, mestres, etc.;
  7. 8->7 IAH-HEL: Personagens Netzah/Vênus – substitutos quando temos que partir;
  8. 8->8 ANAUEL: Personagens Hod/Mercúrio – que influem sobre a inteligência, comerciantes, banqueiros;
  9. 8->9 MEHIEL: Personagens Yesod/Lua, encontram o elenco e montam a película de nossa existência, cada coisa em seu tempo devido.

1.7.5    Protege contra a loucura e ajuda a não cometer erros.

O lado negativo da força

O programa afirma que o gênio contrário domina a loucura e a prodigalidade; influi sobre os que se arruínam devido a sua má conduta.

Enquanto o gênio de cima influi sobre a parcimônia, a suprema razão o de baixo perturba o bom andamento da inteligência e atuará com suprema loucura e prodigalidade, dará curso aos perdulários e a tudo o que careça de lógica e razão.

Cabe esclarecer, aqui, que não se trata aqui de uma debilidade mental, uma loucura patológica, mas sim aquela derivada da carência de razão, da irreflexão quando então os desejos sequestram a razão e este desenfreio o coloque aos seus serviços.

O estado perdulário, de prodigalidade ocorre quando o indivíduo se torna servo dos desejos, quando atue a irracionalidade, tal como emprestar dinheiro a quem não tem como pagar, alocar negócios falidos, luxuriaridades, vaidades, etc.

 

1.8        Escrituras

“S. 2:11 servite Domino in laetitia ingredimini coram eo in laude.

Servi a Jehovah com temor, rende-lhe homenagem com tremor. ”

 

1.9             Oração

“ANAUEL: Deus Infinitamente Bom.
ANAUEL: Permita-me, Senhor, que meus objetivos morais se cumpram.
Fazei com que os meus meios que estejam a serviço

de uma sociedade humana e fraterna.

Que tudo em mim funcione como nos céus

para que a minha harmonia suscite, nos demais, o desejo de emulação.
Fazei-me sensato, Senhor,

para que não perca nem uma gota do meu poder econômico em empresas vãs.

Quero ser o financiador da perfeição que Tu representas,

e quero que me mandes, Senhor, projetos em que investir,

a fim de que o meu ouro se converta em minha luz”.

 

1.10           Exortação

“Recebi a incumbência de transformar a luz em ouro e,

escolhi a ti para financiar a empresa da espiritualidade.

Os valores morais não podem expressar-se sem uma estrutura adequada.

O amor de Deus é um sentimento estéril

se for impossível comunicá-lo, transmiti-lo,
e, em ti, tenho posto os meios para que esta obra possa ser realizada.

Procure não te tomar, peregrino, como proprietário deste fluxo.
Tu é um simples depositário deste ouro,

que deves manter à disposição daqueles que te pedirem em nome de Deus.

Graças ao teu ministério, os povos abrirão seus olhos e verão.
Muitos serão os que poderão contemplar, graças a ti,
o esplendor de sua própria entidade humana”.

 

Oração e exortação de Kabaleb.

 

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina princial e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO III

Schemhammephorasch  שם הםףורש

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s