51. 7->4: HAHASIAH


1.1       Elementos constitutivos ou relacionados

Coro 7 – Principados  
Príncipe: Haniel.
Mundo do coro: 3 – Yetzirah, Mundo de Formação, Mental – elemento Ar
Signo: Sagitário.
Elemento zodiacal: Fogo.
Relação/elementos: Fogo do Ar atuando sobre o Fogo da Agua.
Relação/mundos: “Yod” do Mundo de Yetzirah sobre o “Yod” do Mundo de Briah.
Velas:  Verde ou rosa em cima e duas azuis em baixo.
Incenso: [Violeta, rosas, açafrão, almíscar, lavanda, dama da noite] e [Noz-moscada, cravo da índia, café].
Letras: Heh – Cheth – Shin – Yod – Heh
Gemátria: 5+8+300+10+5 = 328 = 3+2+8 = 13 = 1+ 3 = 4
Arco:  251º a 255º graus da esfera zodiacal.
Invocação por domicílio: de 10 a 15° de Sagitário ou 3 a 7 de dezembro.
Invocação por rotação: de 20 a 21 de Touro: “Yod” ou 11 de Maio;

de 2 a 3 de Leão: “He” ou 26 de Julho;

de 14 a 15 de Libra: “Vô” ou 8 de Outubro;

de 26 a 27 de Sagitário: 2º “He” ou 19 de Dezembro;

de 8 a 9 de Peixes ou 27 de Fevereiro: quintessência.

Invocação pelo ciclo diário:   16:40:00 às 17:00:00 a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção:  Quando           Vênus se encontra em um dos graus de Júpiter, ou seja, entre 3º a 4º, de 13º a 14º e de 23º a 24º de qualquer signo.
Atributo: Deus oculto.
Nome da essência: MEDICINA UNIVERSAL OU PEDRA FILOSOFAL.
Nome da Força: Inspiração Poderosa.
Forças em ação: A força de Netzah que manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Hesed.
Sendero: 21, que une Netzah a Hesed em sua trajetória de retorno pelas árvore e zodíaco.

1.2              Palavras chaves:

PEDRA FILOSOFAL OU MEDICINA UNIVERSAL, descobrimentos, assinaturas e CORRESPONDÊNCIA das coisas, VERDADE PRIMEIRA, mistérios da sabedoria, Ser (49), Fazer (50), Executar (51) saber ONDE e com QUEM se mete (peculiaridades, alquimia), REDENÇÃO SOCIAL, cura a distância, DESÍGNIOS OCULTOS, química, SEGREDOS DA NATUREZA, física, BOA-FÉ -, PROSPERIDADE.

(-) CHARLATÕES, engano, CIÚMES.

1.3              Movimentação Sefirótica: Sete na quarta posição

Aqui Netzah estará atuando sobre Hesed e como Netzah é o primeiro do mundo responsável pela exteriorização, o fluxo será total, sem limites. Os recursos de Hesed serão utilizados em sua plenitude, sem freios e as construções serão esplendorosas, suntuosas, espetaculares. Haverá movimentação entre pessoas importantes e fácil obtenção de favores de autoridades, magnatas, dirigentes, pessoas bem situadas (antigos reis e príncipes) que garantirão privilégios, favores, proteção para os negócios. Amores por pessoas gordas ou que pareçam maiores do que são, devido as influências expansivas Jupterianas.

No lado negativo surgirão os gigolôs, proteções em razão de trocas afetivas, o amante estipulado, matrimônios arranjados.

Astrologicamente corresponde a posição de Vênus em Sagitário ou Peixes.

1.4              Arcano – Mundo: Quatro de paus no mundo de Yetzirah

Recebe o título de Senhor da Obra Perfeita. Refere-se ao elemento Fogo e astrologicamente corresponde a posição de Júpiter transitando pelo primeiro decanato de Leão onde manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo e sob as pulsações do regente deste decanato que é o Marte.

Neste ponto, Kether o primeiro ponto de partida na Arvore e no zodíaco, o centro produtor de iniciativas, a essência divina, expressa-se por intermédio de Hesed, o poder espiritual realizador das bondades. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizara ainda pelo tom prismático de Geburah, o coordenador deste subciclo evolutivo.

Hesed leva a perfeição as últimas consequências, o esplendor que tudo toca. Não se trata de algo novo que precise passar pelas quatro fases de evolução “Yod-He-Vô-He”, senão de algo que já está pronto e em fase de acabamento final onde o objetivo é deixar sua marca, sua impressão. Basta lembrar que Hesed é o segundo “He” desta evolução.

Quando o quatro de paus se manifesta no mundo de Yetzirah atuam sob a regência de Binah a obra perfeita e acabada passa agora pela adequação a norma antes de cristalizar-se, uma espécie de tutela da Divindade antes de seguir e uma busca pela auto perfeição até com martírio se necessário, um perfeccionismo.

1.5              Virtudes concedidas:

1º.- Elevar a alma à contemplação das coisas divinas e descobrir os mistérios da sabedoria.

2º.- Vocação para a medicina, levando a descobertas maravilhosas.

3º.- Ver-se em uma missão redentora.

4º.- Conhecimentos de física e química, revelação dos segredos da natureza.

5º.- Protege contra os que abusam da boa-fé.

1.6        Descrição Sefirótica:

HAHASIAH é o terceiro da 7º ordem de anjos denominado como Coro dos Principados, situa-se na morada filosofal de número 51, rege o sendeiro 21, que une Netzah a Hesed em sua trajetória de retorno pelas árvore e zodíaco. Trata das forças de Netzah responsável pelo gérmen do pensamento humano, pela vida dos sentidos aportando-lhes riqueza e exuberância e, neste ponto, manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Hesed, que expressa o Poder Divino, centro do qual emana todo o poder, o realizador das bondades; o “Yod” do Mundo de Yetzirah sobre o “Yod” do Mundo de Briah, Fogo do Ar atuando sobre o Fogo da Agua. Nesta casa nos deparamos com a essência filosofal chamada MEDICINA UNIVERSAL OU PEDRA FILOSOFAL, o conjunto de qualidades, propriedades e atributos que possibilitam o restabelecimento do bom funcionamento dos corpos em todos os planos, a cura definitiva, eis que, nos permite conhecer a causa do mal, deste modo, nos coloca em condições de saneamento. Por estas pulsações nos deparamos com os remédios universais para os males, com o conhecimento de como lidar com os diferentes elementos que compõem a matéria ou que se expressem nos reinos da natureza. Trata-se de uma força de Inspiração Poderosa onde o Amor-sabedoria facilita, inocula a compreensão da obra divina, transmite a natureza das coisas por revelação e, assim, nos permite conhece-las antes mesmo de sua experimentação, seja relativo ao abstrato (superior) ou ao concreto (inferior). Netzah propaga a graça, a bondade infinita, eleva a alma a contemplação dos mistérios da sabedoria divina (Hochmah) constantes nos planos superiores e que se encontram encerrados em Hesed, o depositário primogênito da resultante יהוה – “Yod-He-Vô-He”, dos mistérios de Hochmah que são revelados por seu imediato inferior da coluna da direita à mente concreta no Mundo de Formação. Pela coluna da direita os conhecimentos são recebidos por revelação e não pela experiência, pela dor, como ocorre pela esquerda, as forças da direita nos evidenciam como são as coisas nos mundos superiores, nos transmitem os infinitos conhecimentos ocultos, as propriedades dos reinos inferiores, o manuseio das foças curativas. Daí vem o atributo, esta qualidade imbuída de poder denominado Deus oculto.

Enquanto o Gênio anterior atua pelas vias de Netzah apoiando o reto e o justo emanado de Binah, na Lei e no regulamento, naquilo que deve Ser, neste ponto HAHASIAH institui a graça de Hesed de modo que Netzah passe a inspirar a sua infinita bondade. Vimos que as forças anteriores 49 e 50 nos aportam o Saber Ser e o Saber Fazer. Este Gênio será, pois, o executor destes estados e se encarregará de exteriorizar as virtudes adquiridas anteriormente já que corresponde a terceira força a disposição de Netzah, portanto com características exteriorizadoras e utilizará para tanto a inspiração.

Outros Gênios que nos inspiram na instalação de nossos empreendimentos:

49 7->2 VEHUEL: Inspiração de Ser – Encontra o lugar e as pessoas que acolherão;

50 7->3 DANIEL: Inspiração de Fazer – Forma de como chegar a elas;

51 7->4 HAHASIAH: Inspiração para executar, saber com quem ou lugar que está se metendo – peculiaridades, alquimia.

 1.7             Das virtudes concedidas:

1.7.1      Elevar a alma à contemplação das coisas divinas e descobrir os mistérios da sabedoria.

Para contemplar as coisas divinas, a verdade primeira, é necessário mirar para o alto, para os planos superiores, fechar os olhos, dar as costas para o mundo físico, para o material e assim poderemos ver o ultra da natureza. Descobrir um mistério equivale a desvela-lo, torna-lo eminente, faze-lo reluzir, sacar para o exterior o que antes estava oculto.

Já sabemos que a Sabedoria está em Hochmah; contudo as três forças supremas têm sua cristalização pelo procedimento יהוה – “Yod-He-Vô-He” cujo segundo “He” encontra-se em Hesed onde a forma abstrata de Hochmah se faz visível, compreensível, se revela a mente concreta e pode ser acessada quando HAHASIAH eleva a vista de Netzah até Hesed já que este Gênio é o encarregado de institui-los no Mundo de Formação. Neste processo contemplamos nosso Hochmah interno, sua sabedoria para tirarmos proveito de tudo quanto seja possível para nosso intendo e no auxílio dos demais.

1.7.2      Vocação para a medicina, levando a descobertas maravilhosas.

Esse gênio domina a química e a física, revela os maiores segredos da natureza, notadamente a pedra filosofal e a medicina universal.

O fato de HAHASIAH se mover de Netzah a Hesed em seu caminho de volta pela árvore denota grande luminosidade eis que trata de uma subida pela coluna da direita por onde descende o Amor-sabedoria de Hochmah e é claro sendo Hesed o resultado da escala יהוה – “Yod-He-Vô-He” do mundo das Emanações confere neste retorno grandes benefícios.

Já vimos em LELAHEL (6. 1->6) que a LUZ se refere a capacidade de entender, compreender as coisas e HAHASIAH (51. 7->4) é o encarregado de nos comunicar o entendimento que provem dos mundos superiores, eis que o raio ne Netzah se dirige nessa direção. O oposto do que ocorre com OMAEL (30. 4->7) o Gênio número trinta que trabalha nesta mesma direção, mas no sentido descendente e, assim, nos capacita a entender o mundo material.

Enquanto OMAEL (30. 4->7) atua sobre os efeitos já que nos concede a compreensão do corpo humano, as técnicas para restabelecer o bom funcionamento, HAHASIAH atua sobre as causas e por isso sua essência é chamada de MEDICINA UNIVERSAL eis que promove a cura definitiva fornecendo o conhecimento causal do mal que nos aflige e, assim, nos coloca em condições de erradicar o mal em questão.

Os nascidos sobre estas energias são grandes curadores, aqueles que prescrevem remédios universais. O dom que carregam independe de diploma e mesmo não tendo o conhecimento acadêmico sobre medicina cabe escutar suas recomendações já que HAHASIAH falará por seu intermédio fornecendo, de alguma forma, o conhecimento para extirpar o mal definitivamente.

Outros gênios que atuam no descobrimento de novos medicamentos:

  1. 4->7 OMAEL: Atua sobre os efeitos, no corpo, movimento descendente;
  2. 7->4 HAHASIAH: Atua sobre as causas movimento para o alto – MEDICINA UNIVERSAL.

Outros Gênios trabalham pela cura em operações diversas, assim em resumo temos:

  1. 1->6 LELAHEL: cura pela cromoterapia e consciência dos atos danosos;
  2. 3->8 MELAHEL: cura mediante utilização das plantas medicinais, energias, cirurgias, pesquisas;
  3. 4->7 OMAEL: Cura o efeito das doenças pelos medicamentos;
  4. 5->8 REHAEL: Cura de doenças mentais relativa a relação Pai-filho e mantém a saúde pela maneira correta de pensar;
  5. 6->6 SEALIAH: Cura mediante o equilíbrio e a boa distribuição do sangue – o Tiphereth genuíno;
  6. 7->4 HAHASIAH: Cura pela compreensão do mal – cura a causa da doença;
  7. 8->5 MITZRAEL: Cura às enfermidades mentais, oriundas dos desejos: drogas, homossexualismo;
  8. 8->8 ANAUEL: Cura pela superação das emoções e desejos, altera-se a relação causa e efeito;
  9. 9->5 HABUHIAH: Cura eliminando hábitos nocivos – harmonia com universo – ñ vida dupla.

1.7.3      Ver-se em uma missão redentora – redenção social.

Esta MEDICINA UNIVERSAL não trata somente do corpo físico, da psique individual, mas nos permite compreender também os males que afetam a sociedade, assim, o filósofo, o sociólogo e demais cientistas afins são os Doutores sociais, os médicos da sociedade.

A cura social refere-se, portanto, a uma forma de pensar, sentir e agir doentia, por vezes próprio da combinação, do encontro de pessoas em determinado tempo e espaço, tal como ocorre da união de elementos químicos que atuando conjuntamente produzem determinados efeitos. Assim, a missão redentora será a combinação dos elementos de modo a proporcionar a neutralidade de determinadas reações, mas aqui tratados em um âmbito social.

Como HAHASIAH agrega em si os desígnios ocultos de Hochmah (e por isto é chamado de Deus Oculto) nos permite atuarmos sem que sejamos um instrumento cego, mas sim iluminando a consciência e, deste modo, passemos a atuar sobre a causa e não sobre os efeitos dos males sociais.

A atuação pelo efeito se dá geralmente pela repressão, seja pelas vias policiais, da justiça, etc. ao passo que a cura pela causa vai desde o momento primeiro que deu origem a determinado ato ou fato. A exemplo podemos citar a criança que não vai à escola e acaba adentrando as drogas, a violência, ao roubo, dependência, tráfico até tornar-se o chefe do crime organizado. Ou ainda aquele que sofre violência na infância (física, sexual, etc.) e posteriormente transfere para a sociedade o mal que lhe fizeram em razão da omissão, do medo, covardia, etc.

Cumpre esclarecer aqui que a questão kármica é de fundamental importância em tudo o que ocorre de ruim na vida da pessoa, contudo estamos tratando da coluna da direita onde vigora o Amor-sabedoria de Hochmah. Acrescente-se a isto que todos estamos em processo de evolução ou involução. A medida que o Amor-sabedoria toma forma, os karmas são amenizados e até extintos, pelas vias da graça compartilhada. Assim, uma sociedade cresce junta e não em parte, de modo que os que estão mais acima acabam por tornar-se cada vez mais responsáveis pelos que estão abaixo. Isto porque tudo flui com vistas a Unidade e a medida que evoluímos nos damos conta de que o outro faz parte deste todo e que se não o sanarmos: acabará por contaminar nossas aguas.

 

1.7.4      Conhecimentos de física e química, revelação dos segredos da natureza.

A pessoa nascida sob essa influência amará as ciências abstratas; se interessará particularmente em conhecer as propriedades e as virtudes atribuídas aos animais, aos vegetais e aos minerais; se distinguirá na medicina por suas curas maravilhosas e fará muitas descobertas úteis à sociedade.

Os filósofos da idade média eram os detentores de todo o conhecimento de sua época, seja a medicina, química, física, astronomia, astrologia, matemática, ciências da natureza em geral, etc. A escolástica foi última manifestação desta concentração de conhecimentos, que vem desde os filósofos antigos, ainda que, com as pinceladas da igreja.

Os programas que tratavam da química e física em verdade procuravam esconder os conhecimentos mais profundos da natureza e deveriam chamar-se alquimia e metafísica, lembrando que o radical “meta” provém do grego antigo μετα (metà) = depois de, além de tudo, em resumo “além da física” e, para os dias de hoje, trataríamos como física quântica que pode ser traduzida como a física das infinitas possibilidades, uma mecânica não linear que aparenta projetar-se no caos e ainda assim é parte de um ordenamento – mesmo que não possa ser compreendido a primeira vista, tal como ocorre com os fractais.

Este domínio sobre a química, física, ciências abstratas, nos sugere a posse da arte das múltiplas combinações energéticas, cujo resultado destas combinações nos é dado a conhecer com antecedência do mesmo modo que um químico sabe o que ocorrera ao misturar determinados elementos, substâncias. Assim tomamos posse da ciência prévia conhecida como Pedra Filosofal já que a sabedoria nos desvela a natureza das coisas e nos permite conhecer o resultado antes mesmo da experimentação.

Do mesmo modo este Gênio nos torna aptos para saber com quem nos metemos ao nos associarmos e inclusive as associações das pessoas entre si e, tratando-se de uma empresa, intuiremos onde vender nossos produtos e serviços ou mesmo onde não aportar.

HAHASIAH nos desvela o que se esconde por trás de um sorriso, as entidades, energias que congregam pessoas, lugares, instituições. O que veremos com o auxílio deste Gênio pode não ser agradável e as situações, circunstancias podem se mostrar bastante desconfortáveis, mas colocará as claras onde haveremos de nos meter. Nestes instantes cumpre compreender que algo estará sendo mostrado a nós no intuito de se evitar um dano maior. Basta citar que um dos aspectos destas energias se revela pelo encontro, encosto em autoridades, pessoas da high Society, etc., visando interesses próprios, de modo que venham a apresentar altas pulsações de simulações e/ou dissimulações (falsidade).

De outro lado estas pulsações nos mostram também tudo o que podemos sacar de determinadas situações e uma vez descoberta podemos utiliza-las, coloca-las em prática de modo a operacionalizar os êxitos.

A força 49 já nos auxiliava neste sentido nos colocando em contato com Hochmah, porém agora, com a força 51, que se torna operativa em razão de ser a terceira força que, trabalhada por Netzah, ressalta as características exteriorizadoras. Quando confiamos na Sabedoria, aceitamos suas desvelações como verdadeira e a utilizamos em nossa vida, nossas empresas, poderemos colher os bons frutos, nos alegrar, desfrutar.

Neste contesto nossos interesses se expandirão tanto para o abstrato e superior quanto para o concreto inferior e a sua Sabedoria irá dizer-lhe como conciliar os diferentes elementos que compõem a matéria, os que se expressam na vida vegetal e animal, sabendo assim a utilização que se deva dar a cada coisa, cada elemento. Esta força abre um período de prosperidade sem precedentes, cabe saber direciona-las corretamente e aproveitar.

HAHASIAH nos ensina acerca das assinaturas e correspondências das coisas, o selo planetário, zodiacal que levam todos os animais, plantas, metais, a identidade, o DNA, as correspondências necessárias para entrarmos em contato com determinado tipo de força pelo processo psíquico-espiritual seja para o conhecimento ou atividade. Com estas assinaturas podemos nos sentar em uma cadeira, entrar em estado “Alfa”, nos concentrarmos nestes símbolos e entrar em contato com os elementais, mundos, seres, etc.

Cabe alertar que nem sempre estas correspondências nos tem sido apresentada corretamente e há muitos equívocos nos diversos manuais. A exemplo sabemos que o estanho pertence a Júpiter, o ouro ao Sol, o cobre a Vênus, e conhecemos até as assinaturas de uns poucos. Com a ajuda de HAHASIAH poderemos ter êxito nos estudos destas assinaturas, correspondências, conhecer as propriedades e as virtudes atribuídas aos animais, aos vegetais e aos minerais, perfumes, etc. (objeto de outro Tomo). já que nos facilitará a inspiração, a intuição que produz maiores resultados do que as observações práticas

“Penso 99 vezes e nada descubro. Deixo de pensar, mergulho no silêncio, e a verdade me é revelada.

Albert Einstein”

Estamos tratando de conhecimentos que vem de um ponto muito alto em que o intelecto não pode alcançar, onde a observação prática não tem acesso pois está além dos cinco sentidos ordinários, portanto, repetimos, só pode vir mediante a inspiração e este raio que une Netzah a Hesed, que mira para o alto nos faculta acessar este conhecimento que é a Alta e Verdadeira Ciência já que tudo vem do alto.

De outro lado HAHASIAH nos auxilia nos processos de cura a distância, mesmo que não conheçamos a pessoa a qual estamos atuando. Assim, se a assinatura e correspondência das coisas nos coloca em contato com as forças da natureza, um objeto qualquer, que tenha o DNA de uma pessoa, foto, etc. também facilita para que nos coloquemos em contato com o enfermo e possamos atuar no processo de cura.

Os antigos alquimistas chamavam o conhecimento da alta ciência de pedra filosofal – é claro que tratamos aqui de seu aspecto filosófico -, como a verdade essencial que se encontra entre nosso interior e, a partir do qual, decorre todos os arrazoamentos justos pois estão em harmonias com as Leis Universais a chamada Lei Natural. Este ordenamento é estudado hoje, em parte, nas cadeiras de filosofia e, acredita-se que deva ser a base para todas as demais Leis, afim de que, o positivismo, ao caminhar paralelamente com a criação, tudo esteja de acordo com a Ordem Universal e, de fato, empiricamente, as observações levarão a conclusão que tudo se processa deste modo – “assim como é em cima, o é embaixo”.

Já temos visto que as forças da Direita atuam por revelação e as da Esquerda pela experiência, ou seja, pelo sofrimento, pela dor. HAHASIAH providencia para que se apresente perante nós a realidade de como são as coisas no o mundo de cima, uma vez que Netzah, mira para o alto e nos inspira com o que vê.

A partir daí e da análise destas Leis nos mundos superiores por intermédio da investigação direta por aqueles que tem a capacidade de fazê-lo (é no mundo atual são poucos embora todos tenham a capacidade) poderemos redigir as leis mais polémicas como a questão do aborto, da pena de morte, alteração do DNA, da genética, pelos cientistas em oposição ao processo natural, etc. sem enfrentamentos contrapostos às Leis Universais.

Sem a verdade fundamental as ideias não têm como se sustentar pois apoiam-se em falsas premissas. HAHASIAH nos aporta a Pedra Filosofal, a verdade primeira que nos permite compreender a dinâmica do universo, a origem e como se processam suas Leis. Esta é a pedra angular de todo o edifício seja do conhecimento ou de manipulação das energias.

“1ª Pedro 2:7-9 E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram, essa foi a principal da esquina;

e uma pedra de tropeço e rocha [penha] de escândalo, [para os ofender] para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; [que são rebeldes] para o que também foram postos.

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a gente [nação] santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”

Tratando-se de manipulação de energia refere-se diretamente as energias criadoras que são depositadas nos órgãos sexuais, sobem pelos canais Idá, Pingalá e Sushuma com a prática do Sahaja Maithuna, o despertar do Kundalini, de modo positivo.

Outros gênios que tratam da pedra filosofal:

  1. 1->4 ELEMIAH: nos fornece a Vontade Poderosa para realização da alquimia.
  2. 1->5 MAHASIAH: Retificação da obra VITRIOL.
  3. 7->4 HAHASIAH: Pedra filosofal, verdade primeira para cura.

Ademais a astrologia cabalística reza que quando os pontos astrológicos de HAHASIAH são transitados por planetas ou mesmo quando uma conjunção Sol-Lua, (Lua Nova), cai em seu ponto de domínio o Gênio estelar tem atuação relacionada com o planeta transitante, com a casa que rege o planeta em questão e auxilia na cura desse órgão.

Tratando se da progressão na escala יהוה – “Yod-He-Vô-He” no primeiro senário por rotação referente ao elemento Fogo atuará sobre nossa personalidade moral que perceberá instintivamente a verdade; o segundo ponto refere-se ao elemento Agua e impregnará o sentimento com a verdade; no terceiro ponto regido pelo Ar o Gênio impregnará com essa essência a razão; no quarto ponto que é relativo a Terra o seu conhecimento, doutrina se cristalização no comportamento e por fim vem a quintessência onde ocorrerá a síntese de todos os pontos anteriores. De um modo geral as manifestações de todos os Gênios seguem este roteiro.

As pessoas nascidas sob a influência deste Gênio possuem infinitos conhecimentos que não vêm de um estudo ou de uma experiência física, material, mas que as provem em razão de merecimentos oriundos de outras existências. Será conhecedor das propriedades dos reinos inferiores, já que tem acesso facilitado as assinaturas e correspondências das coisas e possuirá poderes curativos, já que nele se acumulam as virtudes provenientes da coluna da Direita. Pode repor a saúde dos corpos doentes e em qualquer domínio em que atuar, será alguém eminentemente útil e providencial.

1.7.5      Protege contra os que abusam da boa-fé.

O lado negativo da força

Quando a força entra ao revés, o que se coloca em movimento, o que surge é o Sabedoria-Amor da arvore negativa de modo que o Amor de cima se torna possessivo, fragmentado votado ao egoísmo. Se Hochmah distribui suas virtudes como o Sol, emana suas luzes a todos, o amor do abismo é menor pois afasta e isola o objeto adorado para que ninguém mais possa apreciá-lo, gozar dele. Temos aqui o sentimento de posse, dos ciúmes. É como aquele que prende o pássaro cantador, que estando feliz por sua liberdade, alegra a todos; então este é aprisionado para que somente o carcereiro possa ouvi-lo. Diga-se de passagem, que aquele que aprisiona as aves terão grandes dificuldades para a saída conscientemente do corpo físico, dado que, tanto as aves como esta habilidade estão associadas ao elemento Ar, assim, prendendo-se as aves cria-se uma espécie de jaula psicológica para si mesmo.

O que ocorre com o amor também acontece com a sabedoria que se converte em mera capacidade executiva que é explorada em proveito próprio. Contudo como se trata de uma sabedoria abismal, leva o selo da precariedade, tem seu tempo de vida marcado e esta habilidade executiva com fundação na areia há de desmoronar, as promessas não serão cumpridas porque estão sobre bases movediças e o esplendor será mais aparente do que a realidade em razão de sua efemeridade.

Por isto o Gênio abismal influencia os charlatões e todos aqueles que abusam da boa-fé das pessoas prometendo-lhes coisas extraordinárias, mais do que realmente não podem conceder. Provavelmente utilizarão as virtudes recebidas, se as receberam, para fins materiais. Mas também pode ocorrer que seu amor ao próximo seja desmesurado ao ponto de que seu desejo de ajudar seja superior as forças, capacidade disponíveis nele.

Ocorre ainda que na busca pelo caminho espiritual nos deparamos com o labirinto do conhecimento e encontramos pessoas que afirmam ter o conhecimento quando em verdade não os tem. Então abrem escolas, salas de consultas, centros de estudos e práticas enquanto falam daquilo que desconhecem. Fazem com que as pessoas que lhes acessam gastem verdadeiras fortunas prometendo o caminho e não chegam a lugar algum. Contudo chega o dia em que a verdade aparece e as vítimas se afastam do falso mestre, pastor, sacerdote, etc.

Nos dias e horas destas quadraturas são os momentos mais propícios para cair nas emboscadas. Estas armadilhas ocorrem a indivíduos que buscam poderes, a palavra de poder sem que estejam dispostos a oferecer uma contrapartida. Lembremos que o caminho para o alto passa por Binah que induz a restrição, ao equilíbrio, a Justiça e a Hochmah o sacrifício. É necessário, portanto que se produza a mudança interior, no comportamento, hábitos, etc.

A palavra só a tem quem a encarnou, trata-se de um trabalho interno. O mentiroso não pode ter o dom da palavra, pois a mentira nada cria e, portanto, atua em sentido oposto a ordem cósmica. Não basta a vibração do ar sem a força do Espírito. Assim, aqueles que querem obter poderes sem realizar os trabalhos enganam-se a si mesmos e atraem os charlatões para seu caminho por Lei de afinidade vibratória, pois se o encontramos fora é porque o temos em nosso interior, ainda que em estado de incubação e, se queremos algo sem ter mérito então a ordem dada ao cosmos é que desejamos enganar e sermos enganados. Deste modo, a vítima viverá no engano até que depois de vilipendiado se dê conta de seus falsos valores e assim retorne a Verdade nominada Pedra Filosofal.

 

1.8        Escrituras

“S 104:31 (103-31) sit gloria Domini in sempiternum laetabitur Dominus in operibus suis.

Que a glória do Eterno subsista, por todos os séculos. Que o Eterno se regozije com suas obras. ”

 

1.9              Oração

“HAHASIAH: Deus Oculto.

HAHASIAH: Ó Eterno! Se me hás escolhido para ser

o braço da tua Justiça e o executor de sua Providência,

ajuda-me a suportar o peso de meus erros

e aponta em minha conta meus atos de bondade,

de forma que a balança de minhas atuações na terra

se aproxime o seu ponto fiel.

Instrua-me, Senhor, sobre teus ocultos desígnios,

a fim de que não venha a ser seu instrumento cego;

fazei com que minha consciência se veja iluminada com Tua luz”.

 

1.10          Exortação

“Faça os pedidos com responsabilidades, peregrino,

e o Eterno ouvirá a tua voz;

por isso te constituiu agora sob a minha jurisdição.

Não haverá de resultar-te cômodo e nem confortável ser o executor da minha Justiça,

porque os teus irmãos, os homens, não te verão como realmente és.

Em tua executoriedade, peregrino, é fácil que te percas,

que confunda os Meus poderes com os teus poderes;

que confunda o meu rigor com o seu rigor,

e que sejas, assim, um criador de desordem e caos.

Por isso, é necessário que procures o Meu alento em teu interior, e se o encontrardes,

verás que em meu rigor subjacente uma Bondade oculta;

essa Bondade, peregrino, que permite a Vida subsistir.

Encontrar essa Bondade em ti, há de ser a tua grande aventura humana.

Se não achares, se não a vivificas, se não derramas ao seu redor,

terás perdido a partida e não serás mais que um pobre cachorro em um mundo de lobos”.

 

Oração e exortação de Kabaleb.

 

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina princial e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO III

Schemhammephorasch  שם הםףורש

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s