32. 4->9: VASARIAH


1.1              Elementos constitutivos ou relacionados

Coro 4 – Dominações  
Príncipe: Tzadkiel.
Mundo do coro: 2 – Briah, Mundo das Criações, Astral, mundo dos desejos – elemento Agua.
Signo: Virgem.
Elemento zodiacal: Terra.
Relação/elementos: Fogo da Agua atuando sobre o Ar do Ar.
Relação/mundos: “Yod” do Mundo de Briah sobre o “Vô” do Mundo de Yetzirah.
Velas:  Azul em cima e duas brancas em baixo.
Incenso: [Noz-moscada, cravo da índia, café] e [Cânfora, murta, louro, arruda, eucalipto, hortelã, alecrim, patchouli, citronela, absinto].
Letras: Vô – Shin – Resh – Yod – Heh
Gemátria: 6+300+200+10+5 = 521 = 5+2+1 = 8
Arco:  156º a 160º graus da esfera zodiacal.
Invocação por domicílio: de 5° a 10° de Virgem ou 29 de agosto a 2 de setembro.
Invocação por rotação: de 1 a 2 de Touro: “Yod” ou 22 de Abril;

de 13 a 14 de Câncer: “He” ou 06 de Julho;

de 25 a 26 de Virgem: “Vô” ou 19 de Setembro;

de 7 a 8 de Sagitário: 2º “He” ou 30 de Novembro;

de 19 a 20 de Aquário ou 09 de Fevereiro: quintessência.

Invocação pelo ciclo diário:   10:20:00 às 10:40:00 a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção:  Quando Júpiter se encontra em um dos graus da Lua, ou seja, entre 8º a 9º, de 18º a 19º e de 28º a 29º de qualquer signo.
Atributo: Deus justo.
Nome da essência: CLEMÊNCIA.
Nome da Força: Poder Constituído.
Forças em ação: A força de Hesed que manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Yesod.
Sendero: Sub-sendeiro que une Hesed a Yesod em sua trajetória de ida ou descenso pelas árvore e zodíaco.

1.2               Palavras chaves:

Justiça, CLEMENCIA, advogado, ALTOS DIGNITÁRIO, nobreza, AUTO PERDÃO, facilidade de palavra, FELIZ MEMÓRIA, simpatia, MODÉSTIA, magistério, IMPARCIALIDADE.

(-) RIGOR, mas qualidade do corpo e alma, DESONRA, ultraje, mas recordações.

 

1.3               Movimentação Sefirótica: Quatro na nona posição

Indicam que Hesed está atuando em Yesod o veículo terminal das exteriorizações, o “Vô” mais próximo do mundo físico e que manifesta o produto final das três colunas e dos três mundos acima de Assiah bem como dos demais “Vô” da árvore. Observa-se, ainda, na coluna do meio que é o exteriorizador natural das Vontades de Kether, o seu “Vô”. Hesed é o “Yod” do mundo “He” onde Tiphereth é o “Vô” de modo que Kether dá um salto para impor sua vontade que vem poiada pelas benesses de Hesed e Tiphereth (que já vinha equilibrando as energias, inclusive os rigores de “Vô” Binah). A Vontade suprema trazendo a rastro energias de equilíbrio e bondade estão aqui se exteriorizando no nível mais baixo antes da cristalização final o que denota um resultado purificador seja lá como aparente, bom ou mal, os resultados.

1.4               Arcano – Mundo: Nove de paus no mundo de Briah

Recebe o título de Senhor de Grande Vigor. Refere-se ao elemento Fogo e astrologicamente corresponde a posição da Lua transitando pelo terceiro decanato de Sagitário onde manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo e sob as pulsações do regente deste decanato que é o Júpiter.

Neste ponto, Kether o primeiro ponto de partida na Arvore e no zodíaco, o centro produtor de iniciativas, a essência divina, expressa-se por intermédio de Yesod o centro produtor de imagens, que reflete tudo o que foi trabalhado pelos demais centros. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizara ainda pelo tom prismático de Hesed, o coordenador deste subciclo evolutivo.

Aqui, as imagens vêm do Mundo das Emanações pelas vias de Netzah, a séfira que representa o terceiro ciclo, o “Yod” do Mundo de Yetzirah. Ocorre que as energias de Kether não podem descer diretamente a Yesod pois causaria danos tanto a Yesod quanto a Malkuth dada a intensidade e sutileza de suas pulsações de modo que passa por Netzah que é um “Vô”, mas também um “Yod” em seu mundo, de onde que recebe e direciona para Yesod.

Quando as energias de Kether passam por Netzah dá lugar a grandes realizações, fama, renome, fortuna. Um fluxo que beneficia a todos.

Estas imagens projetadas ao cérebro emitem um grande impulso, uma vontade grandiosa ao indivíduo.

Quando o nove de paus atua em Briah estará somatizando no mundo dos sentimentos regidos por Hochmah o centro de vida produtor de harmonia, amor, providência e graça que serão trabalhados pelas séfiras do Triangulo Ético, de modo que as imagens ao serem projetadas a este plano se dissiparão em sentimentalismos diversos antes de sua exteriorização.

1.5               Virtudes concedidas:

1º.- Socorro contra os que nos atacam na justiça.

2º.- Ajuda do Rei e graça aos recursos que se dirigem ao poder.

3º.- Facilidades no relacionado com a justiça e a nobreza.

4º.- Uma feliz memória, facilidade de palavra, simpatia e modéstia.

5º.- Combate as más qualidades do corpo e da alma.

1.6               Descrição Sefirótica:

VASARIAH é o oitavo da 4º ordem de anjos denominado como Coro das Dominações, situa-se na morada filosofal de número 32, rege o sub-sendeiro que une Hesed a Yesod em sua trajetória de ida ou descenso pelas árvore e zodíaco. Trata das forças de Hesed, que expressam o Poder Divino, centro do qual emana todo o poder e, neste ponto, manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Yesod por onde são aportadas as imagens rumo a cristalização; o “Yod” do Mundo de Briah insurgindo-se no “Vô” do Mundo de Formação, o Fogo da Agua atuando sobre o Ar do Ar. Nesta casa nos deparamos com a essência filosofal chamada CLEMÊNCIA, o conjunto de qualidades, propriedades e atributos que ocorre quando um impulso de nosso Real Ser, de nosso Íntimo, com toda sua omnisciência, alcance sua plasmação já no mundo físico e cujo o resultado desta potencialização nos conduz a certas qualidades internas como a felicidade, o bem-estar, a alegria, e para tanto aproveita-se de nossa boa memória interna, de nosso Dharma e também aquela contida em nossos genes, de modo a nos orientar para situações felizes, torna-nos pródigos para conosco mesmo e posteriormente para com os demais. Trata-se de uma força de Poder Constituído, que transmite a segurança para a condução dos mais diversos assuntos de maneira equilibrada e justa; proporciona uma proteção, um fluxo de forças positivas, sempre que se faça necessário de modo que estas pulsações manifestam as qualidades de nobreza e magistério e, assim, assegurem a clemencia de juízes, reis, altos dignitários. Daí vem o atributo, esta qualidade imbuída de poder denominado Deus justo.

As energias de Hesed estão relacionadas com os reis, príncipes, altos dirigentes os quais são influenciados por VASARIAH que exerce sua proteção àqueles que necessitam dirigir recursos a estes signatários e faz com que se alcance a clemência dos juízes, reis, etc.

Esta força é conhecida ainda como Justiça Clemente. Cabalisticamente falando, fazer justiça, equivale a permitir que um impulso provindo de nosso Real Ser, portanto uma Vontade (não confundir com desejo – produto do ego animal), alcance um estado de plena manifestação no mundo físico.

Sendo VASARIAH o último dos Gênios do coro das Dominações, portanto regido por Hesed-Júpiter, suas virtudes alcançam a plena manifestação e o poder de Hesed chega ao estado de Justiça, ou seja, o impulso chegou ao ponto de plasmação e, este poder, toma a aparência de Misericórdia. Disso resulta que toda a justiça deve ser clemente ou não será justiça.

Sua atuação se faz bastante presente no chamado Princípio da Insignificância ou Bagatela, que teve sua cristalização escrita na máxima romana “minimis non curat praetor“, isto é, “o pretor não cuida de minudências (questões insignificantes)” que ocorre quando a ofensividade da conduta do agente é mínima, sua ação não oferece nenhuma periculosidade social, um baixo grau de reprovabilidade de comportamento. Deste modo invoca-se o arquétipo da clemência que no popular equivale a dizer: – Deixa para lá, não vale a pena, é muito pouco…, etc.

Caso

Certa vez solicitamos ajuda ao Gênio para nos livrar de uma situação em que nos colocaram injustamente e ficamos em uma espécie de limbo sem poder tomar qualquer atitude antes que alguma decisão fosse tomada.

O Gênio apareceu, na madrugada, al lado de meu leito e aparentava um menino de uns quatorze anos de idade, com cachos loiro em forma de parafusos que descia até a altura dos ombros, lembrava um jovem bem vestido ao estilo das cortes europeias com um babado branco, roupas algo laranjadas ao vermelho, botões dourados, mangas que iam até o braço e terminavam com uma barra branca.

Outra pessoa que também viu gênio descreveu aparência semelhante. Viu os protagonistas pedindo desculpas uns aos outros, ou seja, tratou a nível interno o karma que estava amarrando a situação. No mundo físico foi tomada uma decisão que se não foi a esperávamos ser a melhor, já que não sabíamos ao certo o que fazer, contudo nos deu a oportunidade se seguirmos em nosso destino e sair do limbo, em que por algum motivo kármico que não entendíamos, nos encontramos.

1.7        Das virtudes concedidas:

1.7.1    Socorro contra os que nos atacam na justiça.

Invoca-se o socorro desse gênio contra aqueles que nos atacam injustamente.

De um modo geral quando esta força se manifesta a pessoa, empresa se sente segura de si mesma, possuidora do bom direito, assim, sente-se capacitado par tocar as coisas com equanimidade e proceder de maneira justa. Concomitantemente apareça esta virtude em nós, e também a oportunidade de exerce-la, como ocorre, aliás, com todas as essências que interagem conosco. Assim o indivíduo se verá na obrigação de emitir juízos, pareceres acerca dos conflitos que possam aparecer e se vier a ser induzido a comparecer em Juízo aduzirá razões justas em sua defesa. Como está na atuação de um atributo, melhor será que exerça sua defesa pessoalmente ao invés de se deixar representar por advogado, nesse caso os serviços solicitados será o de providenciar seu comparecimento perante o Juiz onde exercerá seus poderes internos. Mesmo que for condenado, obterá a graça em seus recursos e se for culpado os magistrados se mostrarão clementes.

Para solicitar a ajuda do Gênio basta nomear a pessoa que nos ataca e citar o motivo pronunciando-se posteriormente o nome do Gênio e o Salmo 33:1:

“S 33:1 Domini quia rectum est verbum Domini et omne opus eius in fide.

Porque a palavra do Eterno é reta, e todas as suas obras se cumprem com fidelidade. ”

 

1.7.2    Ajuda do Rei e graça aos recursos que se dirigem ao poder.

Esse gênio domina a justiça, favorece a nobreza, os jurisconsultos, os magistrados e os advogados.

Hesed-Júpiter representa os reis, príncipes, altos dirigentes, signatários que fazem parte de nosso Ser Interno, do Reino do Pai e estão influenciados por VASARIAH exercendo sobre o indivíduo uma proteção sempre que se lhe peça auxílio. Hesed manifestará no clemente seus aspectos de nobreza e de magistério, de modo que o indivíduo se verá investido de uma dignidade de jerarquia. Ostentará um poder que embora não aparente estará presente em sua natureza interna o que, por sua natureza lunar, o tornará poderoso em recursos anímicos, em imaginação.

Levemos em conta que uma condenação não tem como objetivo a vingança, mas a condenação da atitude indesejada pelo exemplo a fim de que o acusado e os demais não se vejam tentados a proceder da mesma maneira.

A Clemencia pretende ir muito mais além. Com ela a culpa desaparece e leva junto a força negativa que estava lhe potenciando e nos levou a repetir o erro.

Para obter a clemencia dos reis, i. e., a clemencia daqueles que irão nos julgar temos primeiramente que exercer esta virtude para com nós mesmo, saca-la de nossa natureza interna e aplica-la primeiramente em nosso favor e posteriormente aos demais. Devemos lançar no ar o pensamento e o sentimento de Clemência. Se nós nos perdoamos, a sociedade também nos perdoa e desaparece a dívida que havíamos contraído. Dessarte, os juízos serão mais favoráveis e talvez sequer cheguemos a ir a julgamento; a intensão de citarmos ou mesmo o próprio expediente poderão desaparecer.

O auto perdão é um grande trunfo para obtermos a clemência e reflete diretamente em nossa capacidade de perdoarmos o próximo, aquele que nos causa o dano de alguma forma. Assim, devemos exerce-la em relação aos demais e solicita-las a nosso favor, preferencialmente nos dias é horas de regência desta energia.

Mateus 7:12 “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lhos também vós assim, porque esta é a lei e os profetas. ”

1.7.3    Facilidades no relacionado com a justiça e a nobreza.

Já vimos que fazer justiça a nível cabalístico consistem em que os impulsos de nosso Real Ser produza sua materialização nos mundos inferiores, e um destes impulsos que vem do alto refere-se justamente a Clemencia e, neste sentido, podemos dizer que não há justiça sem clemencia eis que se trata de uma manifestação arquétipa da dinâmica cósmica que pertence a coluna da direita e está diretamente ligada a Hesed-Júpiter de onde provem o selo da bondade. Esta bondade descende do ponto mais alto, mas se vê despojada durante sua elaboração em razão dos percalços que sofre em seu descenso à Malkuth ao passar pelo mundo dos sentimentos. No entanto quando as energias chegam a Yesod, sua etapa final, pronta para a materialização a bondade se manifesta sem os véus, em sua essência chamada Clemencia e absorve a tudo.

Como consequência material do especificado, à medida que nos acerquemos do programado de VASARIAH no momento em que nos encontramos com a pessoa que devíamos nos vingar, e até mesmo com a oportunidade de fazê-lo brotará em nos um relampejo de piedade e nos mostrando totalmente contrários ao que pretendíamos fazer, nós mostraremos clementes. Clemencia esta que é a expressão da Justiça que vem do alto, resultante do impulso de nosso Real Ser e refere-se a um estado de nobreza.

A virtude da nobreza nos coloca em contato com tudo o que se assemelha a ela seja no domínio do pensamento, sentimento e por fim nas manifestações materiais sejam elas humanas, empresarias, etc.

Contudo, vale lembrar que para que possamos utilizar desta essência chamada Clemencia faz-se necessário que a tenhamos em nós, mesmo que em pequena quantidade, já que o contrário significaria uma completa ruptura com nosso Ser Interno.

Assim, parafraseando os alquimistas, desvelamos um de seus mistérios, podemos dizer que para fabricar ouro é necessário possuir previamente uma quantidade do metal consequentemente para trabalhar com a Clemencia é preciso possui-la em nosso interior. O mesmo vale para todas as essências dos Gênios.

Temos percebido que esta ressonância age desde nosso foro interno e consequentemente nos espaços internos de nossos julgadores materializando-se posteriormente no mundo físico. Cabe lembrar que uma das principais funções de um Magistrado é trazer a Paz para a sociedade e em razão disto recebe muita energia provinda de Hesed-Júpiter.

O estado de nobreza que a Clemencia nos proporciona, faz ainda com que em razão da Lei de Afinidade Vibratória nos acerquemos de pessoas também nobres e com elas vivamos uma relação de amor e amizade.

Além dos julgadores este Gênio influencia os jurisconsultos, advogados e todos os que de algum modo estejam ligados a justiça, assim, se precisarmos ajuda de um advogado convém pedir o auxílio a VASARIAH em seus dias, horas e das pessoas nascidas neste período.

Este Gênio pode ainda ser de grande ajuda onde o Estado é corrupto e as “amizades” subservientes, nos ambientes em que a pessoalidade é essencial para sobreviver.

Outros Gênios auxiliam na advocacia:

  1. 2->7 MEBAHEL: Advocacia e a jurisprudência pro-inocente, verdade;
  2. 3->3 CALIEL: Advogados contra falso testemunho, jurisprudência;
  3. 4->9 VASARIAH: Auxilia a encontrar um bom advogado para conseguir clemência;
  4. 6->5 YLAHIAH: Auxilia a restituirmos o dano causado sem dor, bom advogado, benevolência do Juiz;

49 7->2 VEHUEL: Exprime a jurisprudência com amor e arte;

  1. 7-2 DANIEL: Auxilia a escolher um bom advogado eloquente;
  2. 9->6 ROCHEL: Auxilia a escolher um bom advogado de sucessões.

1.7.4    Uma feliz memória, facilidade de palavra, simpatia e modéstia.

A pessoa nascida sob essa influência terá memória excelente, palavra fácil, será amável, espiritualizada e modesta.

Objetivamente, temos percebidos que Yesod é o centro que converte em imagens todas as pulsações vindas das demais séfiras. Então temos que estas imagens são as memórias destas pulsações e lhes fornece a forma que permita a manifestação. Temos ainda que Hesed fazem com que suas qualidades intimas como a alegria, felicidade, bem-estar penetrem com força nesta memória induzindo o indivíduo a uma predisposição interna para esta felicidade.

Subjetivamente, trata-se das memórias que nos conecta com os feitos positivos acontecidos em nosso passado, seja desta existência ou em outras.       Basta lembrar que a vida exterior não é mais do que as imagens expressas de nosso interior e, no caso, positivada e potencialidade por Hesed que nos orienta para situações felizes. Estas memórias surgem como flash e nos auxilia na tomada de decisão, no caminho que devemos seguir. Mas refere-se também a lembranças que em algum momento nos alegram e fazem nos sentir bem conosco mesmo por vezes até melhorando a autoestima acerca de algo que fizemos bem. Não se trata aqui daquela autoestima que nos faz acharmos melhor do que os outros, da arrogância.

Em muitos indivíduos isto se dá mesmo que desconheçam o fenômeno, mas agora com a consciência da existência destas pulsações poderemos averiguar os momentos em que ocorrem, o link, ligação utilizada para compreendermos mais a nossa psique e o rumo que tomamos em razão das pulsações que vem de nosso Interno.

A feliz memória provém da faculdade de conectar com o nobre, seja do presente ou mesmo do passado e manifesta-se como uma inspiração que nos permite resolver de forma adequada, os mais difíceis problemas já que o nobre vem a ser o resultado anímico resultado da superação sem que se haja sucumbido as forças abismais. É, portanto, o verdadeiramente puro, a quintessência purificada de nossas ações a dinâmica humana pareada com a divina. Esta memória vai mais além de nossas experiências nesta ou em outras vidas já que Yesod é o exteriorizador de Binah onde estão os registros akáshicos da natureza, abarca, portando, todo o gênero humano e tudo que a humanidade conseguiu resolver facultando aquilo que pretendemos solucionar. A feliz memória nos permite ver as coisas com clareza e inconscientemente saberemos que aquela memória não nos pertence, ultrapassa as nossas experiências provindas de nossa ancestralidade e daí surgirá a modéstia a amabilidade com tudo e com todos e os problemas terão sua adequada solução.

Nos concede também a facilidade da palavra que tem relação com Júpiter, zona onde se encontram a semente dos sentimentos já que é o primeiro do mundo de Briah.

A simpatia, modéstia a amabilidade associado aos espíritos nobres e bondosos que preferem evitar o combate, o embate deixando o oponente ganhar e até preferindo que assim o seja atitudes próprias daqueles que possuem grandeza de alma.

Outros Gênios trabalham com a memória:

  1. 2->6 IEZALEL: Uma feliz memoria – O aprendido e vivido nesta e em outras existências.
  2. 3->4 LEUVIAH: Recuperar a memória se perdida, registros akáshicos;
  3. 4->9 VASARIAH: Feliz memória, feitos positivos que nos ajudam nas decisões, registros akáshicos;
  4. 6->8 ASALIAH: Recuperar do passado os materiais que podem edificar o presente.

Outros gênios que tratam da modéstia:

  1. 4->9 VASARIAH: A simpatia, modéstia a amabilidade associado aos espíritos nobres e bondosos;
  2. 7->9 POYEL: Originado do compartilhamento do sucesso, da moderação, simplicidade;
  3. 8->7 IAH-HEL: Modéstia que vence a ambição.

1.7.5    Combate as más qualidades do corpo e da alma.

O lado negativo da força

O gênio contrário domina todas as más qualidades do corpo e da alma.

Se as energias Hesed atua poderosamente no lado positivo desta energia e se as influências de Hod concede a inteligência dinamizada nesta atuação, no lado negativo ocorrerá o contrário com a mesma intensidade, mas agora, em sentido contrário. Deste modo as o Gênio abismal dominará as más qualidades do corpo e da alma, fara com que o indivíduo persiga todos os gozos e prazeres, a falsa nobreza que o mundo possa oferecer.

A saúde será perturbada com graves perturbações nos órgãos eis que a inteligência não estará atuando em seu funcionamento de acordo com a dinâmica cósmica e estará ainda atuando nesta desorganização a potencialidade de Hesed como grande agravante nestas perturbações. As pessoas com maus aspectos deste Gênio em seu horoscopo devem ficar atentos ao estado de saúde precário e solicitar a ajuda do lado positivo da força para superar estas dificuldades.

De outro lado as más qualidades da alma serão um reflexo contrário dos atributos do Gênio de cima de modo que a clemência será substituída pelo rigor, a nobreza pelo nobre (desonra, rebaixamento, baixeza, injúria, insulto, ultraje, afronta, molecagem, baixaria), a feliz memória pelas más recordações. A pessoa manifestará uma personalidade áspera, presunçosa, materialista.

Cabe ainda esclarecer que sempre que o mal se acerque de seu máximo esplendor, seu máximo poder estará mais próximo de sua extinção pois quanto maior seja sua força de atuação, maior será também a força de repulsão que o destruirá. Verificamos aqui a chamada Lei do Pendulo, que em uma de suas manifestações, inicialmente movimenta o pendulo de um lado até seu ponto culminante, os limites de sua força e posteriormente a força contrária o leva para o lado oposto. Isto explica o surgimento e a decadência dos impérios, imperadores, ditaduras como Egito, Roma, Inglaterra, França, Mussolini, Hitler, Stalin, Lenin, etc. 

1.8        Escrituras

“S 33:4 Domini quia rectum est verbum Domini et omne opus eius in fide.

A palavra do Eterno é reta, e todas as suas obras se cumprem com fidelidade. ”

 

1.9               Oração

“VASARIAH: Deus Justo.

VASARIAH: Pusestes, Senhor, uma dura tarefa sobre meus frágeis ombros.

Se as minhas vidas anteriores fizeram inevitável que agora julgue meus irmãos,

que defenda seus direitos e, os constranja para a realização de seus deveres,

manifesta-te em mim, Senhor VASARIAH,

de forma que seja eu mesmo um exemplo de retidão e de ordem.

Se me vejo obrigado a ser o veículo de sua Severidade,

ajude-me a não ser jamais, nem insolente nem prepotente ao enunciar as sentenças.

Ajuda-me a sentir, por meus irmãos, que julgo,

essa simpatia solidária que tornará mais leve o peso do castigo.

Em todo momento e em todo lugar.

Faça com que seja um modesto servidor de tua Lei

e não o braço arbitrário de um terrenal e injusto governo”.

 

1.10    Exortação

“Eu Te escolhi a ti para gerenciar a minha justiça, pois tua palavra é reta;

porque na Memória de suas vidas passadas não havia grandes paixões

nem instâncias emotivas pendentes que possam distorcer a sua visão correta das coisas.

Tu aceitaste, peregrino, submeter às exigências de seu karma pessoal

as necessidades do karma coletivo;

e quero que saibas que este sacrifício há de valer-te uma recompensa.

Diante de seus olhos haverão de desfilar todo o horror que circula pela coluna da esquerda

e tu, ao pé dessa coluna, deves ficar insensível a esse horror,

mas não indiferente às criaturas que as protagonizaram.

Entre a piedade e a cólera, hás de saber escolher, em todo momento,

o justo castigo que há de restaurar a ordem divina.

Esta é a delicada tarefa que te foi confiada.

Guarda-te de contemplar o espetáculo da vida de muito perto,

a fim de não impregnar-te das paixões da multidão,

ou mesmo de muito longe,

para não ver os seres humanos como simples formigas.

Em todo momento e em todo lugar, sejas o homem do justo meio-termo”.

 

Oração e exortação de Kabaleb.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina princial e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO III

Schemhammephorasch  שם הםףורש

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s