26. 4->3: HAAIAH


1.1       Elementos constitutivos ou relacionados

Coro 4 – Dominações  
Príncipe: Tzadkiel.
Mundo do coro: 2 – Briah, Mundo das Criações, Astral, mundo dos desejos – elemento Agua.
Signo: Leão.
Elemento zodiacal: Fogo.
Relação/elementos: Fogo da Agua atuando sobre a Ar do Fogo.
Relação/mundos: “Yod” do Mundo de Briah sobre o “Vô” do Mundo de Atziluth.
Velas:  Azul em cima e duas brancas em baixo.
Incenso: [Noz-moscada, cravo da índia, café] e [Enxofre, raiz de guiné, gengibre].
Letras: Heh – Aleph – Aleph – Yod – Heh
Gemátria: 5+1+1+10+5 = 22 = 2+2 = 4
Arco:  126º a 130º graus da esfera zodiacal.
Invocação por domicílio: de 5° a 10° de Leão ou 29 de julho a 2 de agosto.
Invocação por rotação: de 25 a 26 de Aries: “Yod” ou 16 de Abril;

de 7 a 8 de Câncer: “He” ou 29 de Junho;

de 19 a 20 de Virgem: “Vô” ou 13 de Setembro;

de 1 a 2 de Sagitário: 2º “He” ou 24 de Novembro;

de 13 a 14 de Aquário ou 03 de Fevereiro: quintessência.

Invocação pelo ciclo diário:   08:20:00 às 08:40:00 a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção:  Quando Júpiter se encontra em um dos graus de Saturno, ou seja, entre 2º a 3º, de 12º a 13º e de 22º a 23º de qualquer signo.
Atributo: Deus oculto.
Nome da essência: CIÊNCIA POLÍTICA.
Nome da Força: Poder regulamentador ou legislador.
Forças em ação: A força de Hesed que manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Binah.
Sendero: Sub-sendeiro que une Hesed a Binah em seu caminho de retorno pela árvore e de ida pela roda do zodíaco.

1.2               Palavras chaves:

POLÍTICA, plenipotenciários, DIPLOMACIA, processo, LEGISLAÇÃO, favor dos juízes, GRANDES DECISÕES, verdade pela razão, JUSTIÇA, contemplação.

(-) Traição, CONSPIRADORES, ambição.

1.3               Movimentação Sefirótica: Quatro na terceira posição

Pelos portais do quatro entramos na bondade, misericórdia de Hesed. Quando esta energia vai para a terceira posição está à procura da norma mais adequada para o gerenciamento em geral de forma a que tudo seja o menos traumático possível.  Há aqui uma tutela por parte da divindade no intuito de transcendência onde serão sacrificados os prazeres humanos.

Temos, então, o discípulo que procura a complacência do mestre que carrega em si os rigores de Binah. Nos deparamos com a autoimolação, a busca do castigo divino, a situação inconfortável do qual virá o mártir. Aqui busca-se a perfeição interior, mas ainda não há o preparo para atingi-la, assim, há a adesão a situações externas que aparentam afinidade com seu impulso interno, mas como não se mostra perfeita, advém o recolhimento, volta-se novamente à busca interna para então reencontrar sua verdade.

Corresponde a posição astrológica de Júpiter em Capricórnio.

1.4               Arcano – Mundo: Três de paus no mundo de Briah

Recebe o título de Senhor da força estabelecida. Refere-se ao elemento Fogo e astrologicamente corresponde a posição de Binah transitando pelo terceiro decanato de Áries onde manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo e sob as pulsações do regente deste decanato que é o Júpiter.

Neste ponto, Kether o primeiro ponto de partida na Arvore e no zodíaco, o centro produtor de iniciativas, a essência divina, expressa-se por intermédio de Binah o construtor do universo, centro instituidor de todas as coisas de onde emanam a Lei e a ordem. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizara ainda pelo tom prismático de Hesed, o coordenador deste subciclo evolutivo.

O três de paus representa o “Vô” de “Yod” já que o “Vô” é a terceira manifestação do nome impronunciável “YHVH” (יהוה – “Yod-He-Vô-He”) mais conhecido como Jehovah. O naipe de paus que governa a carta está relacionado com a “Yod” a primeira letra do nome. Isto indica que Binah estabelece, consolida a vontade emanada de Kether concretizando o designo primordial. Algo que até então seria intenção, potência e que passa a ser uma realidade, ato manifesto.

Quando o Três de paus atua mundo de Briah indica que os trabalhos se desenvolverão sob as perspectivas de Hochmah, com sabedoria e auxilio providencial. A previdência trabalhará na direção da vontade e serão encontradas as circunstâncias propícias para a realização.

1.5              Virtudes concedidas:

1º.- Ganhar um processo e obter o favor dos juízes.

2º.- Proteção na busca da verdade.

3º.- A contemplação das coisas divinas.

4º.- Êxito na política e na diplomacia.

5º.- Proteção contra os conspiradores e os traidores.

1.6               Descrição Sefirótica:

HAAIAH é o segundo da 4º ordem de anjos denominado como Coro das Dominações, situa-se na morada filosofal de número 26, rege o sub-sendeiro que une Hesed a Binah em sua trajetória de retorno pelas Árvore e de ida pelo zodíaco. Trata das forças de Hesed, que expressam o Poder Divino, centro do qual emana todo o poder e, neste ponto, manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Binah, o construtor do universo, centro instituidor de todas as coisas de onde emanam a Lei e a ordem; o “Yod” do Mundo de Briah sobre o “Vô” do Mundo de Atziluth, Fogo da Agua atuando sobre a Ar do Fogo. Nesta casa nos deparamos com a essência filosofal chamada CIÊNCIA POLÍTICA, o conjunto de qualidades, propriedades e atributos que nos permite subordinar as ambições aos ditames de uma instancia superior, de uma Vontade mais elevada, ainda que o mister de seus benéficos, desígnios não sejam visíveis de imediato – já que Binah reside no Mundo das Emanações -, promove para que tudo se adeque a Lei, a Justiça e, assim, gerem os espaços sociais em que estas qualidades possam ser integradas. Trata-se de uma força de Poder regulamentador ou legislador, que permite encontrar soluções adequadas para grupos, assembleias, tribunais, congressos, em consonância com a ciência, com as Leis Cósmicas. No mais, faculta o surgimento dos grandes condutores da sociedade, os plenipotenciários que atuarão em condições de se chegar aos acordos, ainda que por vezes tenham que agir de maneira incógnita, mas sempre mirando para o alto. Daí vem o atributo, esta qualidade imbuída de poder denominada a Deus oculto.

Notemos aqui que o número 26 corresponde ao nome de Deus quando utilizamos os cálculos gemátricos para calcular o valor numérico do Tetragrama Sagrado: “Yod” = 10, Hê = 5, Vau = 6, Hê = 5; 10 + 5 + 6 + 5 = 26, cujo número menor é 8 (2+6) – a Justiça ou Ajustamento. É sabido que a verdadeira sabedoria está contida no conhecimento do Verdadeiro Nome de Deus e, que este, está relacionado diretamente a pedra cúbica de Yesod. Oras! Já sabemos que Yesod no corpo humano está localizado na região sexual. É a partir daí que encontraremos a palavra perdida. Se está perdida é porque em algum momento não o esteve. O que está perdido é o verbo criador, a capacidade de verbalizar e está verbalização plasma algo ou alguma coisa. Quando as energias criadoras, do sexo, pelas vias do “Sahaja Maithuna ”, sobem pelos canais medular, “Ida”, “Pingala” e “Sushuma’ até a laringe, então restaura sua capacidade de gerar. Cabe lembrar que as energias devem subir em direção a Kether e para tanto são necessários os méritos do coração pois o curso para o alto está guardado pelas Leis Cósmicas. Contudo, como na natureza tudo é dual há aqueles que fazem as energias baixarem, o que ocorre quando de suas perdas e mediante processos físico-psicológicos de reabsorção, então nos mundos internos aparece a famosa cauda de satã que é a projeção das energias para baixo da espinha dorsal.

O número 26 neste ponto sugere grandes poderes ligados a Kether, já que trabalha com o nome de יהוה onde tudo se reduz a unidade, também a Binah como criador e no caso presente o legislador e o atributo do plenipotenciário de Hesed, resultante da união das três forças primarias potencializadas pela da Unidade.

Dessarte, nos deparamos com o poder de Hesed e a justiça instituía de Binah que propicia aos indivíduos influenciados por esta energia serem os grandes condutores da sociedade, preparados para tomar decisões de repercussão geral, eis que temos um poder que se sujeita às Leis.

O comum é que aqueles que desejam ser os representantes do povo atuem em realidade como representantes de si mesmos, de suas próprias ambições, contudo os políticos influenciados por este Gênio atuarão sob a influência de uma vontade superior, assim, sempre que nos deparamos com políticos pouco confiáveis podemos pedir o auxílio a HAAIAH.

O desenvolvimento da vocação segue o percurso de יהוה. Inicialmente em “Yod” se despertará uma vocação para a política; posteriormente em “He” a semente é plantada e se enraíza, interioriza-se no indivíduo; em “Vô” o indivíduo inicia o exercício da política e por fim no segundo “He” torna-se o político e faz grandes realizações. Estas transformações iniciam-se sob a influência de 25º a 26º de Aries e segue a roda pelos demais pontos de influência a cada 72 graus.

Temos observado que em geral os políticos gozam de boa saúde, isto ocorre porque as energias de Binah antes de atuar por fora atuam por dentro em razão dos impulsos de Hesed, fazendo com que todos os órgãos funcionem normalmente, de acordo com a Lei.

1.7               Das virtudes concedidas:

1.7.1    Ganhar um processo e obter o favor dos juízes.

Como estamos tratando das energias de Binah refere-se, portanto, a processos em que se esteja defendendo a causa justa. E como tudo se desenvolve de dentro para fora e de cima para baixo a justiça interna que venha do alto, em concordância com as Leis cósmicas haverão de exteriorizar-se e, se alguém, injustamente, ataca o indivíduo, o fiel da balança acusará o seu peso perante a medida do justo que vem deste o cume e seus propósitos se verão arruinados.

Cabe esclarecer aqui que em Hesed reside as forças que fomentam a ambição seja como impulso de realizar algo ou as que almejam violar o curso natural das coisas e passar por cima de seus semelhantes para adquirir alguma coisa. A ambição tem suas raízes no medo, seja da pobreza, da miséria, da velhice, do futuro sombrio assim, para sentir-se seguro almeja-se o dinheiro e o poder.

Nos planos internos Júpiter e o agente do poder, a autoridade máxima de nosso olimpo, que trata qual de nossos impulsos prevalecerão. Quando as energias de HAAIAH se manifestam imediatamente aparece uma figura superior que está acima de Hesed, a dos Juízes que serão favoráveis à nossa causa porque estará de acordo com a Lei (nossa Lei interior) e, portanto, resulta justa já que atua conforme as Leis Cósmicas das quais as Leis humanas são um mero reflexo.

Quando a virtude da Justiça tenha alcançado o terceiro nível de desenvolvimento, ou seja, a fase “Vô” passarão a manifestar-se no exterior, em nosso espaço social e então nós veremos atuar nos tribunais de justiça com vistas o domínio social e político ditando valores de uma instância mais elevada.

Outros Gênios que auxiliam com processos:

  1. 3->3 CALIEL: Auxilio conta os processos injustos e escandalosos;
  2. 4->2 HAAIAH: Obter o favor dos Juízes para ganhar um processo;
  3. 6->5 YLAHIAH: Proteção dos magistrados para ganhar um processo;
  4. 6->8 ASALIAH: Verdade nos processos internos e externos;

49 7->2 VEHUEL: Devolve a noção do Justo.

1.7.2    Proteção na busca da verdade.

A verdade é algo que vem dos planos mais elevados, onde nos deparamos com a formação de todas as coisas, a origem de tudo. Já sabemos que a criação tem sua primeira manifestação a partir o três, da união entre o positivo e o negativo, quando a energia é aprisionada em uma forma mediante as Leis que fornecem a medidas de todos os acondicionamentos. Binah é a responsável pelo aprisionamento da energia à forma, o legislador da existência, da manifestação, que reduz a liberdade do movimento, a luz, de modo que esta limitação, este congelamento do movimento, restrição possa findar-se na execução dos multiversos paralelos mais abaixo.

Hesed é o resultado desta operação e a semente de uma nova sequência que ao mirar para o alto, ao manifestar suas pulsações pelo rosto de Binah trata justamente de refletir o poder pelas vias das verdades primeiras que a tudo originaram, então nos deparamos com a verdade ao contemplar as coisas divinas desde seu primeiro ponto e, assim, é capaz de, perceber a dinâmica dos mundos superiores – com base nas correspondências e analogias -, compreender os mundos de baixo e, como estamos tratando de Binah, a inteligência se faz presente, diferentemente do Gênio anterior (25. 4->2: NITH-HAIAH) que o fazia pela iluminação.

Binah como criador tem em si as memorias de todos os aprisionamentos da energia à forma, tanto nos planos acima como nos derivados já que tudo o que foi criado partiu de suas Leis e Hesed guarda em si o resultado desta criação e o elo com o criador, eis que, na semente há também o DNA de sua origem.

1.7.3    A contemplação das coisas divinas.

Esta contemplação divina também é feita pelas vias da lógica e da razão assim, o indivíduo de HAAIAH é capaz de perceber a dinâmica do universo dos mundos de cima e estabelece as correspondências analógicas no mundo em baixo. Neste sentido é capaz de adentrar na dinâmica do Mundo do Pensamento, do inconsciente coletivo e instituir as melhores opções aos mecanismos sociais.

O Gênio anterior efetua a contemplação das coisas divinas, mas pelas vias da revelação, diferentemente deste que atua pela razão, pelo poder da inteligência, resultado da união de Hesed expressando-se por Binah enquanto mira para o alto, no caminho de retorno.

Deste modo o indivíduo atuará de acordo com as Leis Cósmicas sujeitando suas ambições a estas Leis das quais as humanas são mero reflexo.

1.7.4    Êxito na política e na diplomacia.

Refere-se a um grande leque de influências que engloba os plenipotenciários, embaixadores, diplomáticos, tratados de paz, de comércio, convenções, correios, despachos dos agentes em geral, despachos, expedições secretas.

A política tem por finalidade o desenvolvimento da sociedade com o mínimo de tropeços, problemas que seja possível e daí as leis que regulam o comportamento para que a liberdade de uns não incomode o direito de outros e, assim, haja a paz social, e a convivência seja possível. A política define como se desenvolverão todos os setores da sociedade, seja a economia, a saúde, a educação, etc.

Em nosso interior também temos um sistema político que determina quais as tendências prevalecerão. E comum o embate entre os desejos e a mente, ou entre sentimentos e pensamentos. O desejo quase sempre prevalece por estar ligado a energia dos sentimentos – que está em um plano mais elevado -, contudo a mente veio em um período posterior da criação e nem sempre tem a força para vencer os desejos que está intimamente ligada aos sentimentos que a alimentam.

Diante desta dicotomia faz-se necessário o surgimento do homem político em nosso interior que pretende dialogar, fazer um tratado mente-coração. Quando isto não ocorre impera a Lei do mais forte e os impulsos se manifestam à medida que aparecem sem que haja qualquer controle de sua aparição ou mesmo de intensidade. Deste modo se aparece um impulso violento este é executado sem que haja qualquer freio e pode chegar ao assassinato. Contudo quando o homem político aparece em nós estes impulsos já não podem manifestar-se em razão de uma ordem de valores em que o impulso é questionado.

Vejamos o exemplo de um homem que deve a outro uma pequena quantia e aquele não paga o valor. O credor tem impulso de tirar a vida do devedor. Eis que surge o homem político em seu interior e diz: “Uma vida por um pouco de dinheiro é desproporcional e depois tem o acerto com a justiça”. Deste modo o impulso é contido e não produz o dano.

HAAIAH se encarrega de dar a cada tendência o que esteja na justa medida a fim de que os impulsos passionais que destroem nossa vida, saúde, e nos colocam a margem da sociedade não possam chegar as suas consequências. Produz a harmonia interior oferecendo assim as condições para que esta harmonia se expresse em nosso exterior.

A medida que evoluímos internamente em nosso externo ocorre o mesmo e, assim, como existe uma organização cósmica também há esta ordem em miniatura em nosso interior. Temos não só o político, mas o diplomata, o plenipotenciário, o embaixador, os mais diversos agentes que firmam tratados, expedições que exigem a máxima discrição para levar os tratados a bom termo, basta que passemos a vigiar nossos pensamentos, sentimentos e os encontraremos todos.

Meditemos na oração do Pai nosso na parte em que se diz: Venha a nós o Vosso Reino, seja feita a vossa Vontade assim na terra como no céu… … porque é seu o Reino. É necessário que a voz de nosso Real Ser se faça presente a desordem, a anarquia e que dê o comando: Basta! E impeça que os impulsos vagueiem e atuem a medida em que surjam. Assim, os impulsos que atendem a ordem começam a submeter os impulsos incontrolados que desvanecem pela falta de alimento ou podem ainda ser destruídos pela nossa Divina Mãe Negra que rege o reino de Binah de onde toda criação se origina e consequentemente para onde toda energia deve retornar ao seu dispor.

Os impulsos negativos constituem o ego animal, são energias degradadas, desordenadas que criamos com nossos pensamentos e sentimentos negativos. Esta energia sai de nós e atua de forma incontrolada, possui a inteligência que herdou de nós mesmo. Como constitui-se de um defeito, ao ser eliminadas, de seu interior sai novamente a energia primordial que retorna a nós, agora como uma virtude.

Em nosso interior temos o Reino, o exército de nosso Real Ser, todo este contingente atua para nossa elevação e para a destruição das tendências deletérias e nas mais diversas funções. Assim temos em nosso interior os, diplomatas, plenipotenciários, países, alguns em guerra, e precisam firmar tratados, os dez sefirotes, os doze apóstolos, os anjos dos 36 descanados, das 28 casas da Lua, Maria, José, São João Batista, Abraão, Moises, os seres mitológicos e entre eles Morféu, nosso mestre interno dos sonhos que nos auxilia inclusive no desdobramento astral, temos ainda os 72 exércitos de anjos dentre os quais HAAIAH, pois o primado de Hermes afirma: “Assim como é em cima o é em baixo e vice versa”. Para evoluirmos precisamos colocar o Reino em ordem, para que as Leis do Céu sejam as mesmas em nosso interior e consequentemente se exteriorizem no mundo em que vivemos.

HAAIAH auxilia no intuito de que os nossos políticos, diplomatas internos exerçam seu mister com habilidade, para que os impulsos sejam moderados e quando não o sejam apareça então a figura dos plenipotenciários ostentando seus poderes para impor a ordem aos rebeldes.

No campo empresarial esta energia auxilia a ocupar importantes cargos na organização patronal, ditando as regras que será bem aceta pelos demais. O prestígio em cargos extra empresarial refletira no bom andamento da empresa, em sua expansão, viabilizando contratos com outras empresas do setor e até do estrangeiro.

Outros Gênios trabalham com a diplomacia:

  1. 3->7 YEIAIEL: Diplomacia e renome no comércio;
  2. 4->2 HAAIAH: Êxito na política e na diplomacia;
  3. 6->3 MIKAEL: Muito olfato na diplomacia para detectar conspirações e segredos;
  4. 7->2 VEHUEL: Transmite tudo com amor e arte.

1.7.5   Proteção contra os ambiciosos, conspiradores e os traidores.

          O lado negativo da força

A ambição refere-se à incapacidade em moderar os impulsos excessivos tais como o medo, paixões, ciúmes, inveja, quando o indivíduo é incapaz de organizar-se de acordo com os parâmetros das leis divinas de “Yod-He-Vô-He” – semear, cuidar, crescer e dar frutos nos tempos devidos espoliando o curso natural. Como está a desobedecer às etapas naturais atuará do fim para o começo pretendendo colher os frutos e nesta desordem tenderá a conspiração, a traição para vencer os obstáculos naturais que surgirão a fim de tentar equilibrar o mal feito mesmo que cause trauma, danos. Do mesmo modo estará ligado a superiores que usurparão suas funções.

Nos processos judiciais aparecerão a figura do traidor que revela algo comprometedor e consequentemente a perda da ação.

 

1.8        Escrituras

“S119:145 (118-145) coph clamavi in toto corde exaudi me Domine praecepta tua custodiam.

Te invoco com todo o meu coração;

Escuta-me, Eterno, a fim de que guarde os teus estatutos.”

 

1.9         Oração

“HAAIAH: Deus Oculto.

HAAIAH: Permita-me, Senhor, ser na terra o depositário de vossa Luz,

o digno depositário de vosso Verbo,

e se me são concedidos poderes para arbitrar conflitos entre os povos,

ajudar-me de modo que possa aportar soluções dentro de uma perspectiva cósmica, pensando no bem do povo, das pessoas e,

na harmonia com que tudo deva encadear-se em vosso universo.

Desperta em mim a inquietude pelo o transcendente,

a fim de que a tua luz armazenada

possa ser o teu embaixador, teu plenipotenciário,

aquele que desde a coluna do centro

aporte o equilíbrio para os que vivem gozosos à vossa direita e,

aos que se encontrem perdidos no caminho da esquerda.

Entre o bem e o mal, permita-me ser o homem justo”.

 

1.10           Exortação

“Tens sido programado, peregrino, para ser o paladino das grandes causas,

para aportar a tua luz e teu verbo nos momentos excepcionais.

Os homens hão de saber, por seu intermédio,

a enorme carga criadora que contém a palavra;

hão de saber como a paz ou a guerra dependem, por vezes,

de como as vibrações do ar passam pela laringe.

Grande é a sua responsabilidade, peregrino,

já que suas falhas , seus erros, podem ser fatais para a vida de todo um povo.

Estar ciente desta responsabilidade é o teu primeiro dever.

É necessário saber que se o eterno te colocou sob a minha custódia,

foi em razão de seu insistente apelo,

por suas persistentes solicitações em uma vida passada.

Não dê agora um passo para trás.

Não diga: “Eu não pedi para fazer isso”.

Se utilizas a luz que vem de mim para nutrir ambições pessoais,

para distorcer, desvirtuar a verdade estabelecida em outras mentes,

Meu Aleph, que é a vida e morte, te destruirá.

Porém, se rendes testemunho de minhas virtudes,

poderás contemplar em tua mente

a excelência do espetáculo das esferas em sua marcha”.

 

Oração e exortação de Kabaleb.

 

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina princial e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO III

Schemhammephorasch  שם הםףורש

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s