13. 2->6 IEZALEL


1.1        Elementos constitutivos ou relacionados

Coro 2 – Querubins  
Príncipe: Ratziel.
Mundo do coro: 1 – Atziluth, Mundo das Emanações, Arquétipo, espírito – elemento Fogo
Signo: Gêmeos.
Elemento zodiacal: Ar.
Relação/elementos: Agua do Fogo atuando sobre o Ar da Agua.
Relação/mundos: “He” do Mundo de Atziluth sobre o “Vô” do Mundo de Briah.
Velas:  Amarela em cima e duas amarelas em baixo.
Incenso: [Cravo, mirra, almíscar, estoraque, âmbar, louro, aloe vera].
Letras: Yod – Zain – Lamed – Aleph – Lamed
Gemátria: 10+7+30+1+30 = 78 = 7+8 = 15 = 1+5 = 6
Arco:  61º a 65º graus da esfera zodiacal.
Invocação por domicílio: de 0° a 5° de Gêmeos ou 22 a 26 de Maio.
Invocação por rotação: de 12 a 13 de Aries: “Yod” ou 2 de Abril;

de 24 a 25 de Gêmeos: “He” ou 16 de Junho;

de 6 a 7 de Virgem: “Vô” ou 30 de Agosto;

de 18 a 19 de Escorpião: 2º “He” ou 11 de Novembro;

de 0 a 1 de Aquário ou 21 de Janeiro: quintessência.

Invocação pelo ciclo diário:   04:00:00 às 04:20:00 a partir da saída do Sol.
Invocação por conjunção:  Quando o Urano se encontra em um dos graus de Sol, ou seja, entre 5º a 6º, de 15º a 16º e de 25º a 26º de qualquer signo.
Atributo: Deus glorificado sobre todas as coisas.
Nome da essência: FIDELIDADE.
Nome da Força: Sabedoria harmonizadora ou Harmonia na vontade executiva.
Forças em ação: A força de Hochmah influenciada pelas energias de Tiphereth.
Sendero: 15, que une Hochmah a Tiphereth em sua trajetória de ida ou descenso pelas árvore e zodíaco.

1.2        Palavras chaves:

Fidelidade, reconciliação conjugal, familiar, etc., UNIDADE, não estamos sós, FELIZ MEMÓRIA, aprendizado, REENCONTROS, convencimento, AMIZADES DE PRINCÍPIOS, mesma visão, favores superiores, SABER A QUEM RECORRER.

(-) ignorância, MENTIRA, erro, FARISEUS (aparência).

1.3         Movimentação Sefirótica: Dois na sexta posição

Quando o 2 atua no 6 nos deparamos com Hochmah influindo no centro da coluna vertebral onde encontra-se Tiphereth. Astrologicamente refere-se a Urano em Leão (Leão da tribo de Judá), quando Deus e o homem se deram as mãos em Cristo, a substância que deve tornar-se carne em nós.

Esta alquimia significa, pois, que a providência se apresenta como uma força ativa, equilibrada, que se manifestárá segundo as necessidades gerais e por trata-se de uma substâcia universal não se apresentará em um ponto determinado. Facultará o restabelecimento da ordem social, a cura, a reparação nas micro sociedades pelas vias do supremo amor, sabedoria, pela atuação providencial sobre a vontade humana indicando o norte com lucidez, intuição natual para ponderar o justo

1.4        Arcano – Mundo: Seis de copas mundo de Atziluth.

Recebe o título de Senhor da Alegria. Refere-se ao elemento Agua e astrologicamente corresponde a posição do Sol transitando pelo terceiro decanato de Escorpião onde manifesta seus fluxos mediante as roupagens deste signo e sob as pulsações do regente deste decanato que é Júpiter.

Neste ponto o Amor-sabedoria de Hochmah expressa-se por intermédio de Tiphereth, a séfira que transmite mais LUZ que qualquer outra, responsável pela consciência, que tudo harmoniza, e pela manifestação da Vontade de Kether a nível prático. No mais, o resultado desta alquimia se exteriorizara ainda pelo tom prismático de Hesed, o coordenador deste subciclo evolutivo.

Temos então que Tiphereth atua sobre Geburah para implantar ou restaurar a harmonia no plano sentimental, o prazer e os amores perdidos, as privações impostas pelo cinco de copas. Ocorre o encontro de Geburah regente do signo de Escorpião com Hesed no terceiro decanato do mesmo signo e, tal qual sucede na arvore. Nesta carta Tiphereth equilibra os dois. Neste sentido são fechadas as feridas, rancores e perdoados os erros passando para o status de: “como se nada houvesse ocorrido”.

Quando o seis de copas se manifesta no mundo de Atziluth as forças do Filho, de Tiphereth atuam desde o mundo das emanações e se ao Filho corresponde fazer a Vontade do Pai aqui o fará utilizando-se de suas forças no intuito de restabelecer o que foi promulgado originalmente.

1.5             Virtudes concedidas:

1º.- A amizade, a reconciliação e a fidelidade conjugal.

2º.- Uma feliz memória.

3º.- Habilidade na execução de qualquer tarefa.

4º.- Para conseguir favores dos superiores e saber a quem devemos nos dirigir para pedi-los.

5º.- Proteção contra o erro, a ignorância e a mentira.

1.6               Descrição Sefirótica:

IEZALEL é o quinto da 2º ordem de anjos denominado como Coro dos Querubins, situa-se na morada filosofal de número 13, rege o sendeiro 15, que une Hochmah a Tiphereth em sua trajetória de ida ou descenso pelas árvore e zodíaco. Trata das forças de Hochmah o centro produtor de Amor-Sabedoria e, neste ponto, manifesta seus fluxos mediante as pulsações de Tiphereth, o centro produtor de consciência, vontade executiva a nível prático, harmonia, o “He” do Mundo de Atziluth sobre o “Vô” do Mundo de Briah, Agua do Fogo atuando sobre o Ar da Agua. Nesta casa nos deparamos com a essência filosofal chamada FIDELIDADE, o conjunto de qualidades, propriedades e atributos cuja a união com os mundos de cima, pelas vias da sabedoria, da verdade, da justiça, nos concede o sentimento de Unidade, a sensação espiritual de que não estamos só e, como esta unidade, nos mundos inferiores estão representados pela dupla personalidade: masculina e feminina, as forças superiores nos induzem a unir-se ao sexo oposto a fim de formarmos esta unidade, em simpatia com o que está acima, o santo Tetragrammaton, ponto básico para que ocorra a união de todas as coisas, Trata-se de uma força de Sabedoria harmonizadora ou Harmonia na vontade executiva, cuja fonte de amor produz diretivos de amizade, reconciliação e fidelidade, que possibilita a unidade criar a harmonia de ordem, concerto, beleza, a união entre o superior e o inferior, a unificação em todos os domínios, seja família, sociedade, pátria, união entre os povos, nações, raças, etc. Daí vem o atributo, esta qualidade imbuída de poder denominada Deus glorificado sobre todas as coisas.

As energias de sabedoria, amor e união tem sua origem no topo da coluna da misericórdia, sendo o “Yod” seu elemento iniciador que se expressará a nós em Tiphereth por estar mais próximo ao plano físico. De outro modo Urano atuaria de forma desintegradora, como Kether que também se expressa por Tiphereth. Mas Tiphereth expressa ainda a Binah que como ele: é um “Vô” e, tanto Hochmah como Binah possui um sendeiro direto com Tiphereth que, aliás, se comunica com todas as séfiras diretamente a exceção de Malkuth, que o faz por intermédio de Yesod – embora caiba lembrar que Malkuth é um puxadinho da 4º coordenada. Vemos ainda o Cristo com representação, em Atziluth e em Briah, onde Tiphereth está como “Vô”, o que nos dá o Tetragrammaton, que ocorre quando a trindade se une a unidade e, forçosamente teremos o segundo “He”, já em estado de manifestação, em algum ponto, no mundo acima e, da própria consciência, que será então o novo “Yod”, resultado dos triângulos logoico com o ético.

Esta 13ª morada possui a essência chamada Fidelidade que nos induz a Fidelidade para com Hochmah, o Arquétipo da Sabedoria, do Amor Primordial. Notamos aqui mais um ponto que representa o Cristo fazendo a Vontade do Pai, eis que Tiphereth é o filho, o Hochmah no centro da árvore, onde tem início o Nirvana, na 6º dimensão, e que sobe em oitavas infinitas. Assim, Cristo-Filho-Tiphereth (o manifestado) faz a vontade do Cristo-Pai-Hochmah (o imanifestado) e este último faz a vontade de Kether. Nos deparamos então com dois pontos que se referem a: “Quem viu a Mim, viu ao Pai. ”

A fidelidade é expressa ainda vivendo no mundo de Binah, do qual Tiphereth também é representante por ser o Vô do mundo de Briah; assim expressamos os valores de um plano acima, para o qual nos dirigimos. Ou seja, é necessário que haja o respeito às Leis de Binah para se chegar ao Reino de Deus, ao Pai, e não meramente uma aparência, conforme ensinou Cristo aos impacientes fariseus – aqueles que frequentam as escolas, igrejas, pelo status, para que todos vejam.

 

“Lucas 17:20 E, perguntado pelos fariseus sobre quando havia de vir o Reino de Deus, respondeu-lhes e disse: O Reino de Deus não vem com aparência [observação] exterior. ”

Temos cidades que tem tantas igrejas que deveriam formar uma orla de candidatos ao paraíso, são assembleias de todas as religiões por todos os lados, algumas fazem tanto barulho que incomodam os vizinhos impondo o culto a quem não deseja assistir, não oram a Deus, mas gritam para que outros vejam que estão “orando”; nessas e em outras igrejas, há beatas (s) que quase moram no local, outros que desejam aparecer bons, dão as mãos na hora de rezar, mas ao sair dali não respeitam os próprios irmãos, começam a brigar para sair do estacionamento e viram a cara para não dar de frente com o que estão fazendo, não conseguem enxergar o próximo, somente a si mesmos, trapaceiam nos negócios, mentem, induzem ao erro, usam magia negra para conseguir aquilo que ainda não adquiriram – o que de direito pela sua evolução natural, não se sentem responsáveis pelos seus atos e, em ato, já não reconhecem o outro como irmão. Uma amnésia os impede de ver que Cristo representa um auto sacrifício em direção ao próximo. Eis alguns dos Fariseus que almejam o Reino de Deus e o consequente Reino dos Céus.

A este respeito podemos dizer ainda que IEZALEL nos protege da presença dos fariseus, revelando-os, afastando-os, etc. É claro que inicialmente trabalhará no fariseu que há dentro de nós para que sua eliminação interior se traduza ao exterior.

O Amor de Hochmah tem sua expressão em Tiphereth cujo rosto físico é o Sol de onde saem infinitos raios que dá vida a tudo a milhões de quilômetros. Assim, podemos compreender que o Amor é um raio que sai de si em direção ao outro (não o contrário), sem exigir nada em troca, uma doação sem limites e quantos mais raios o saiam e mais distante cheguem maior será o Sol, sua Luz e, deste modo, compreendemos o que é um Ser Iluminado; ato de puro amor, seja lá onde esteja, ordem, seita, escola, etc. O Princípio é o mesmo e não pode ser oculto pois o esplendor do astro Rei é visível e sentido por todos.

Prosseguindo, temos tratado da fidelidade de cima, mas ocorre o mesmo em baixo, pois há um encadeamento universal em todas as coisas. Desta forma refere-se também às paixões e os hábitos contrários a ordem cósmica.

Urano ao nos concede a consciência de fidelidade existente nos mundos superiores e, assim, o indivíduo sabe, intrinsecamente, que não está só, já que passa a tem o sentimento de “Unidade”.

Contudo, em nosso plano esta “Unidade” é sentida principalmente pela união masculino e feminino, assim, o objetivo fundamental, para estar de acordo com os planos superiores, passa a ser a união com o outro sexo a fim de formar esta “unidade”. E, estando em baixo de acordo com a vontade dos Céus inicia-se a progressão para essa união que de outra forma não ocorreria já que viola os preceitos de união universal que cria e posteriormente organiza todas as coisas.

A fidelidade aos princípios Crístico que trata de Deus e Hochmah só passarão a existir a partir do momento em que se cumpram em nós as Leis de Binah, i.e., a partir do momento em que sejamos fieis cumpridores das Leis cósmicas. Só então estaremos sob a jurisdição de Hochmah e seremos fieis aos princípios Crístico.

IEZALEL deposita em nossos espaços vazios internos sua essência, nos transformando em um novo Homem, deixando caducas todas as regras de Binah, eis que a superamos e agora passaremos a uma oitava superior. Então o amor de Hochmah é derramado em nós e este amor passa a exteriorizar-se, o que ocasiona uma mudança de 180º em nossas vidas, eis que o comportamento passa a ser outro.

Esta energia de Fidelidade parte de Hochmah se situa em Tiphereth pelas vias de IEZALEL, a fim de que nossa Vontade executiva possa se projetar até Malkuth, o mundo material em que vivemos.

Cabe perceber que esta corrente parte de cima para baixo, e somente com esta força superior é que é possível realizar a obra. Então não é por acaso que tenhamos uma intuição e uma sensação de impotência de que o trabalho é impossível, já que o analisamos sob o mundo em que vivemos atualmente, o fazemos olhando de baixo para cima.

“Filipenses 4:13 Todas as coisas posso naquele que me fortalece. ”

Se nossa morada interna está plena desta energia de IEZALEL não nos desviaremos do caminho jamais, pois esta força transcendente nos acolhera ainda que estejamos a ponto de naufragar.

Basta que nos momentos críticos soltemos um jorro de Fidelidade e votaremos a estar conectados ao manancial de Amor e Sabedoria de Hochmah e, então, as dificuldades desaparecerão.

Outros Gênios trabalham com o homossexualismo:

  1. 1->8 CAHETEL Saneamento pelo controle dos sentimentos impetuosos, força de Vontade-mente;
  2. 2->6 IEZALEL: Saneamento pela unidade e fidelidade a Cristo as Leis cósmicas;
  3. 8->5 MITZRAEL: Cura do homossexualismo pela retificação dos desejos;
  4. 8->6 UMABEL: Ajuda a vencer as tendências advindas do passado quando se tinha sexo oposto.

Outros Gênios que conciliam o fogo com a água:

  1. 1->4 ELEMIAH: Hesed de Kether – é o 1º “He” do “Yod” Kether;
  2. 2->6 IEZALEL: Tiphereth de Hochmah é o 2º “He” do “Yod” Hochmah;
  3. 3->7 YEIAYEL: Netzah de Binah – Netzah é o 2 “He” do “Yod” Binah;
  4. 4->8 LECABEL: Hod de Hesed – Hod é o 2º “He” do “Yod” Hesed;
  5. 5->9 IEIAZEL: Yesod de Geburah – Yesod e o 2º “He” do “Yod” Geburah;
  6. 7->2 VEHUEL: Hochmah de Netzah – Netzah e o 2º “He” do “Yod” Hochmah – do 10 vai para o 1;
  7. 8->3 YEIALEL: Binah de Hod – Hod e o 2º “He” do “Yod” Binah – do 10 vai para o 1;
  8. 9->4 EYAEL: Hesed de Yesod – Yesod e o 2º “He” do “Yod” Hesed – do 10 vai para o 1.

1.7              Das virtudes concedidas:

1.7.1    A amizade, a reconciliação e a fidelidade conjugal.

A amizade ocorre quando duas pessoas percebem a mesma verdade. Esta geralmente está relacionada ao intelecto. O grande signo do Zodíaco considerado como o produtor de amizades é o de Aquário. Ocorre que aquário é o interiorizador das verdades supremas, sua função é contempla-las e compreende-las. Por isto é capaz de trazer para o mundo de Malkuth os conceitos mais difíceis de exteriorizar, que são apreendidos apenas com os corpos internos. Não é por acaso que Urano seja considerado o seu regente, já desde seu descobrimento. Então temos aqui a forte influência de Hochmah.

Cabe considerar que a amizade, aliança baseada em interesses comuns, não em princípios, na contemplação do universo e suas Leis, mantém-se apenas até um certo ponto. Ou seja, ao cessar a comunhão dos interesses, terminara, assim, a solidariedade e a mais íntima amizade, que pode até a passar ao seu revés: o ódio.

Contudo, quando duas pessoas contemplam o mesmo plano, sacando as mesmas deduções, primando pelo correto, sim, passam a ser amigas e temos, por conseguinte uma união mais interna, intensa, constante que pode permanecer sólida e inquebrantável, superando toda adversidade.

Temos visto que Hochmah e o grande promotor de harmonia, de ordem, beleza e o faz pelo sentimento de “Unidade”, de que todos somos “Um”. Desta forma é o grande unificador em todos os sentidos, em todos os campos de atuação, seja família, sociedade, pátria, união de povos, nações, raças, etc.

IEZALEL tem a função de unir, já nos planos superiores, as pessoas que compartilham da mesma visão do universo, cumprindo assim o desígnio de Hochmah de unir tudo o que pode ser unido e atua mediante a Vontade executora[1] de Tiphereth. A força resguardada na Lei de afinidade vibratória, levará a efeito, nas pessoas que estejam em sintonia com a mesma visão do universo, a se encontrarem, ainda que estejam em pontos distintos do planeta.

Observemos que esta Lei de afinidade vibratória tem sua origem a partir da dualidade, assim, atua desde Hochmah e exerce sua influência em todas as séfiras. Sentiremos sua maior manifestação quando em Mercúrio viermos a tratar dos Arcanjos que venham a encontrar os personagens, os quais, farão parte de nossas vidas, de acordo com o karma.

Neste ponto podemos concluir que as pessoas que são afins em ideias estão destinadas a encontrar-se. Eis que a dinâmica de IEZALEL é especialista na organização destes encontros. Daí surge o desejo de sair, viajar e onde ocorrem as “coincidências” entre lugares e pessoas. E como foi dito, estes encontros, muitas vezes correspondem a necessidade kármica do indivíduo ou entre as pessoas. Mas há também os encontros de regozijo, onde as pessoas com idênticas visões do universo podem unir suas forças e criar laços de amizades.

Temos ao lado uma foto de Albert Einstein‎ junto com Nikola Tesla. Exemplo de funcionamento da Lei de Afinidade vibratória coordenada, aqui, por IEZALEL. Em uma amizade como em um casamento podem haver alguns desentendimentos, mas o lastro de união é que vai dizer até onde vai esta amizade, e a visão conjunta do Universo é como um elástico que estica, mas traz de volta.

As pessoas que tem IEZALEL em seu horoscopo, obviamente seus pontos estão ativados e como consequência terá muitos amigos, caso contrário deverá fazer trabalhos nos dias e horas deste gênio para ativar estes pontos ou mesmo estar próximo de alguém que os tenha em seu mapa natal.

A reconciliação e a fidelidade conjugal nos remetem a que um dia estivemos conectados a alguém e por algum motivo não o estar mais.

IEZALEL estabeleceu a primeira conexão, mas se a vida nos separa, e nos encontrarmos novamente, assegurara o êxito desta primeira amizade. Faz com que a amizade prevaleça sobre todo o demais.

A fidelidade conjugal é um estado que deriva da compreensão da dinâmica do universo. Há uma parte masculina e outra feminina, contudo somos o universo em miniatura, o microcosmos homem, assim, levamos em nosso interior o outro sexo. Este outro sexo interiorizado em nós é que nos lança a conquista, a procura da pessoa capaz de assumi-la. Procuramos no parceiro a parcela do outro sexo, ideal, que seja semelhante a nós, deste modo, ser fiel ao outro é ser fiel a si mesmo. Busquemos a sabedoria do Gênio para compreender esta premissa.

Cumpre esclarecer que a perfeita união entre um casal se dá mediante o casamento dos centros humanos tais como intelectual, emocional, instintivo-motor e sexual, i.e., a união deve se configurar em todos os centros pois não havendo o complemento em um destes restará um espaço vazio, um vácuo que requisitará o seu complemento. Cumpre compreender o que seja a fidelidade ao corpo, ao casamento, a instituição familiar, etc., a fim de que a família seja sempre preservada e a sociedade venha a evoluir de modo saudável em um ambiente amistoso e equilibrado. As forças do alto sempre mantem a harmonia sem violar o livre arbítrio de modo que não obriga a viver junto pessoas que em um determinado ponto, momento de sua vida não querem mais permanecer unidas, ou se odeiem. Contudo, como temos aprendido, tudo ocorre de dentro para fora, de modo que se o trabalho interno não for realizado a única coisa que faremos é mudar o nome do problema. Se há predisposição interna para sanar as dificuldades IEZALEL será um grande agente neste sentido – “para fabricar ouro é preciso possuir um pouco do precioso metal”.

De um modo geral esta união de Hochmah com Tiphereth nos induz a um desejo de amizade, de reconciliação e fidelidade, de estar bem com todo o mundo, de não perturbar o andamento das coisas, das entidades.

Cabe lembrar que as forças relativas a Hochmah-Tiphereth são produtoras de sacrifício que supõe a fazer gestos em favor do outro, tais como renunciar, relevar, no campo moral, certas ofensas recebidas.

Outros gênios que tratam da fidelidade:

  1. 1->2 JELIEL: Fidelidade conjugal dos subordinados ao rei e aos governantes;
  2. 2->6 IEZALEL: Fidelidade conjugal e reconciliação entre esposos;
  3. 5->2 YEHUIAH: obediência e fidelidade dos subordinados;
  4. 6->3 MIKAEL: Obediência e fidelidade ao legítimo, líderes naturais;
  5. 6->9 MIHAEL: Fidelidade conjugal;
  6. 8->5 MITZRAEL: Fidelidade e obediência dos subordinados.

Outros Gênios trabalham com a amizade:

  1. 2->2 HAZIEL: A amizade e os favores dos grandes;
  2. 2->6 IEZALEL: Além dos interesses comuns, sincronicidade de princípios, idéias, contemplação do universo e suas Leis;
  3. 3->2 LAUVIAH: Retorno, reencontro de antigos amigos, afetos, etc.;
  4. 5->6 HAAMIAH: Proporciona o reencontro com a alma gêmea;

48 6->9 MIHAEL: Amizades com pessoas diferentes de nós que nos levarão a novas experiências;

  1. 8->6 UMABEL: Nos auxilia a encontrar amigos, pessoas que pensem como nós, inclusive o grande amigo;
  2. 9->3 MANAKEL: Amizades de bem, conscientes do Bem e do Mal.

1.7.2     Uma feliz memória.

IEZALEL facilita o aprendizado, já que favorece a memória, nos tornando hábeis, eis que a habilidade tem suas raízes na memória, desta e de outras existências. De outro lado já temos visto que a sabedoria de Hochmah nos leva a compreender as coisas sem necessidade de estuda-las. Trata-se de um saber vindo por revelação, por osmose. A revelação nos dá uma visão das coisas por dentro e por fora. Podemos aproveitar os dias e horas deste Gênio para a indagação, para a concentração e meditação.

PRÁTICA:

Uma boa prática de concentração consiste em se colocar diante de um objeto, planta, etc. em uma posição confortável para que fique por um bom tempo imóvel, faça um relaxamento, fixe-se no objeto durante algum tempo e feche os olhos. Comece a trabalhar sobre todas as propriedades do objeto, seja, sabor, cor, cheiro, etc. A medida que for adormecendo, o subconsciente começa a se manifestar. Então outras informações começarão a surgir e conforme o desenvolvimento, no caso de uma planta, animal, poder-se-á visualizar até o seu elemental, a essência o que representa a alma da planta, animal, etc.

IEZALEL nos concede ainda a chamada feliz memória que nos coloca em contato com experiências já aprendidas, seja nesta vida, seja em outras. Faz com que surja em nossa mente a visão das coisas feitas no passado e nos orienta com as informações, atitudes a tomar no porvir.

A alguns anos começamos a montar o arca bolso da Cabala. Inicialmente veio um impulso para juntar um monte de informações desconexas que não sabíamos o que seria e nem onde colocar. Isto sempre nos lembra o filme Contatos imediatos de 3º Grau. Pois foi isto o que ocorreu.

Aos poucos fomos compreendendo, mais do que isto, sentimos que existia uma ligação de alguma forma lógica em tudo. E estudamos as mais diversas escolas, mas as energias não batiam, assim, deduzimos que por algum motivo as informações foram alteradas. Aos poucos algumas coisas foram fazendo sentido. E sentíamos quando algo não estava certo. Até que um dia formamos a roda e então pudemos dizer “é isto”. E tudo ficou tão claro para nós e para quem pudesse ver.

Hoje, independente de nomes de entidades, sabemos que os universos estão baseados em Arquétipos. Assim, se em algum momento advém uma fraqueza ou dúvida nos miramos na arvore, na roda, na compreensão destes Arquétipos que dão sentido real, palpável a tudo e afirmamos, nada pode subsistir ou estar fora disto…

IEZALEL nos proporciona esta visão do que já aprendemos em outras existências para podermos seguir nosso caminho.

Mas está feliz memória não se refere somente a conhecimentos do passado. Pudemos observar que este Gênio nos traz também boas recordações que acalmam e alegram o coração. São memórias que faz com que nos sintamos bem conosco mesmo, recordações que nos auxiliam e dão forças em determinados momentos. Regozijo de bons momentos e grande auxilio em momento difíceis. Basta lembrar que esta união de Hochmah com Tiphereth é um jorro de bondade.

Outros Gênios trabalham com a memória:

  1. 2->6 IEZALEL: Uma feliz memoria – O aprendido e vivido nesta e em outras existências.
  2. 3->4 LEUVIAH: Recuperar a memória se perdida, registros akáshicos;
  3. 4->9 VASARIAH: Feliz memória, feitos positivos que nos ajudam nas decisões, registros akáshicos;
  4. 6->8 ASALIAH: Recuperar do passado os materiais que podem edificar o presente..

1.7.3     Habilidade na execução de qualquer tarefa.

Um dos nomes desta força constitui-se da harmonia de Hochmah que orienta a vontade de Kether em sua executividade constante em Tiphereth ou de “Harmonia na vontade executiva”.

Decorre da vontade primordial de Kether que tem seu espelhamento em Tiphereth que é muitas vezes, equivocadamente, ou por falta de outra palavra tem sido chamada de desejo. Contudo o desejo é um elemento passivo, que vem de fora para dentro, enquanto que a Vontade é ativa, eis que parte da vontade suprema, do nosso Íntimo.

Em Tiphereth as energias são exteriorizadoras, já que são de origem “Vô” no mundo de Briah e refletem as Leis de Binah que também são “Vô”.

Assim, Tiphereth exterioriza não só a vontade de Kether mas também o amor, a sabedoria, a unidade de Hochmah e, desta forma temos a vontade e a sabedoria executiva.

A habilidade executória vem justamente da exteriorização da inteligência de Binah e da sabedoria de Hochmah expressa em Tiphereth. Temos ainda que a unidade de Hochmah nos coloca em contato com todos os seres nos mais diversos planos e deste modo, com acesso a um conhecimento tão amplo que podemos executar qualquer tarefa habilmente.

1.7.4     Para conseguir favores dos superiores e saber a quem devemos nos dirigir para pedi-los.

Já temos, pois, o conhecimento do que vem a ser a “Unidade” de Hochmah e o projeto de Fidelidade que dele decorre. Sabemos ainda que Tiphereth é o exteriorizador de Binah que possui as memórias e, seu raio legislativo, coloca cada coisa em seu lugar, seja pelo projeto cósmico seja pela Lei do karma.

Este posicionamento de cada coisa também é exteriorizado por Tiphereth, mas acrescido a vontade de Kether e a infinita bondade de Hochmah. Então com a ajuda de IEZALEL que canaliza estas energias, saberemos a quem recorrer e receberemos junto um jorro, um manancial de energias unitárias que criam os laços de simpatia necessários a boa execução de nossos projetos.

Outros Gênios trabalham com a sincronicidade e o encontro de pessoas afins:

  1. 2->6 IEZALEL: Amigos, pessoas afins – saber a quem recorrer;

23 3->6 MELAHEL: Médico adequado para cura;

  1. 6->8 ASALIAH: Pessoas, entidades, lugares idóneos para realização de um propósito;
  2. 8->2 NEMAMIAH: Personagens Hochmah/Urano – papeis providenciais, negócios, pessoas;
  3. 8->3 YEIALEL: Personagens Binah/Saturno – papeis ligados a Lei cósmica;
  4. 8->4 HARAHEL: Personagens Hesed/Júpiter – indivíduos de autoridade e poder; lugar e momento certos – bolsa e oportunidades;
  5. 8->5 MITZRAEL: Personagens Geburah/Marte – Personagens conflitivos;
  6. 8->6 UMABEL: Personagens Tiphereth/Sol que serão nosso Sol, amigos, mestres, etc.;
  7. 8->7 IAH-HEL: Personagens Netzah/Vênus – substitutos quando temos que partir;
  8. 8->8 ANAUEL: Personagens Hod/Mercúrio – que influem sobre a inteligência, comerciantes, banqueiros;
  9. 8->9 MEHIEL: Personagens Yesod/Lua, encontram o elenco e montam a película de nossa existência, cada coisa em seu tempo devido.

1.7.5    Proteção contra o erro, a ignorância e a mentira.

O lado negativo da força

O outro lado deste Gênio produz o erro, a ignorância e a mentira que vem a direcionar a nossa vida. Influência a àqueles que não querem aprender nada. Algumas pessoas estão tão convencidas de sua inteligência, sua cultura e sua ciência e com base, no que em realidade constitui, em sua pseudo-sapiência são extremamente audazes. Assim como os de cima se unem pelas ideias, os de baixo o fazem em sua ignorância, seja por assembleias, congressos, programas de rádio e TV. IEZALEL também os juntam. E os ignorantes, mentirosos e equivocados tratam de seu tema com tanto fervor e ares de sapiência que chegam a fazer graça e são tomados como sábios, entendidos por seus ouvintes.

Tem-se dito que a ignorância, o erro, e a mentira são os três obreiros traidores de Hiram Abiff da tragédia maçônica. Isto nos lembra dos três traidores de Cristo: O Judas o demônio do desejo, Pilatos o demônio da má vontade e Caifas o demônio da mente.

Comparando o Cristianismo em termos maçônicos temos que:

Pilatos o demônio da má vontade corresponde a ignorância. O Mestre é atacado com a régua na garganta, que impede a laringe de pronunciar o conhecimento. Ocorre em razão de não querer apreender por de achar que sabe de tudo. Pilatos lavou as mãos ao invés de sanar a ignorância e evitar que se produzisse o erro.

Judas o demônio do desejo corresponde a mentira, com o esquadro no peito, plexo cardíaco ligado a intuição, deforma a verdade, utilizada para se conseguir o que não tem merecimento, aquilo do qual não pagou o preço, fruto da ambição.

Caifas o demônio da mente corresponde ao erro, com o malho, marreta na cabeça atacam a verdade induzindo ao erro, às falsas doutrinas.

O Mestre somente pode renascer após ter se ligado ao seu antepassado Caim, eis que fora necessária a união de Caim e Seth para o acabamento do templo, as duas forças ocultaram sua inimizade latente sob uma superficial demonstração de amizade.

No sentido negativo, IEZALEL ajuda a compreender o valor de suas virtudes pela liberação de seus opostos. Ocorre que a sabedoria é regenerada depois de ter sofrido os percalços da ignorância, do erro, da mentira. Dessarte, depois de serem lançadas espessas trevas se vislumbre a luz. A sabedoria, a verdade, não pode ser ocultada, enterrada por longo tempo, assim como não o foi Hiram Abiff; de outra forma, quanto mais atacada, com mais vigor ressuscita.

Cumpre ainda lembrar que estamos no reino de Hochmah, o reino da sabedoria e da verdade.

“João 14:6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao pai senão por mim. ”

Outros Gênios trabalham com afã de aprender:

  1. 2.6 IEZALEL: Evita o erro, a ignorância e a mentira;
  2. 3-6 NELCHAEL: Afã de aprender;
  3. 8->7 IAH-HEL: Afã de saber, união do intelecto com os sentidos rumo ao alto.

1.8        Escrituras

“S 98:4 (97-4) Jubilate Domino omnis  terra vociferamini et laudate et canite.

Clamai ao Eterno com gritos de alegrai, todos os moradores da terra: regozijai-vos, e cantai. ”

1.9         Oração

“IEZALEL: Deus Glorificado sobre todas as coisas.

IEZALEL: Dê-me, Senhor, a justa medida de tuas virtudes,

de modo que nem minha razão seja o juiz absoluto de todos os meus atos,

e nem minha imaginação pretenda ser dona e senhora de minha vida.

Faça com que os meus desejos aceitem os mandados de minha mente

e que a fidelidade reine entre as distintas tendências encerradas em meu Ser.

Ajuda-me, Senhor, a recordar as conquistas morais de meu passado,

e quando minha alma se projete ao mundo somente para expressar a justeza da verdade.

Tens me concedido a facilidade para aprender e convencer,

e quero, Senhor IEZALEL,

que afaste de mim as coisas que me apartam de despertar o interesse pelo eterno,

a fim de que saia de minha boca somente coisas úteis ou propósitos transcendentes.

Que possa ser, Senhor IAZALEL, o emissário convincente de tua eterna Verdade.”

 

1.10           Exortação

“Peregrino, tenho lhe concedido a suprema habilidade de convencer,

expressando com graça brilhantes ideias.

Tenho posto em ti este dom para que faças amigos, para que não vivas na solidão;

para que conquistes vontades e adesões com as quais hás de realizar vastos programas.

Tu deves colocar sua ambição em causas nobres,

deves manter vivo dentro de ti a vocação pelo sublime.

Já que, deste modo, com tuas virtudes e meu Gênio,

tu e Eu realizaremos neste mundo, grandes coisas.

Toca, portanto, a trombeta chamando a todos para a reunião;

faça com que soe forte, para que possam ouvir-te

todos aqueles em que as vicissitudes da vida tenham afastado de ti.

Eu os reunirei novamente, se estiver em tua vontade a conciliação,

porque o eterno me colocou acima de todas as coisas,

para que desde este ponto, cumpra, sem travas, minhas funções restauradoras.

Teu caminho humano é fácil e cômodo e, por ele, teu afã deve ser compartilhado. ”

 

Oração e exortação de Kabaleb.

[1] Vontade que atua nos planos mais baixos, mas muito acima do nosso, que difere da vontade primordial de Kether.

Clique na imagem ao lado para ser direcionado a pagina princial e baixar gratuitamente o livro.

A CABALA DE HAKASH BA HAKASH

Filosofia Metafísica Quântica Cabalística – TOMO III

Schemhammephorasch  שם הםףורש

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s