Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre os 300 mil cativos da OAB #FimDaReservaDeMercadoDaOAB


OPINIÃO

Salve o dia 7 de setembro

“Aqueles que negam liberdade aos outros não a merecem para si mesmos.” (Abraham Lincoln). 

Alô Senhores candidatos a Presidente da República Federativa do Brasil, não podemos brincar com o desemprego que assola o país, nem fingir de moucos aos abusos praticados por entidades que só tem olhos para os bolsos dos seus cativos, gerando fome, desemprego, doenças psicossociais e outras comorbidades diagnósticas,  quais são suas propostas para abolir de vez o trabalho análogo a de escravos, a escravidão contemporânea da OAB, rumo a resgatar cerca de 300 mil cativos devidamente qualificados  pelo omisso Estado (Ministério da Educação – MEC), jogados nas cavernas do desemprego pelos mercenários da OAB?

No próximo dia 7 de setembro será comemorado o 197º da Independência do Brasil. Foi indubitavelmente um dos fatos históricos mais importantes do nosso país. Marcou a ruptura política entre Brasil e Portugal ou  seja o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Esse importante evento ocorreu exatamente no dia 7 de setembro de 1822, o denominado “Grito do Ipiranga”, às margens do riacho Ipiranga, na  atual cidade de São Paulo.

Mas que liberdade é essa que decorrido todo esse tempo (197º da Independência do Brasil),  e 130º da República e 130º da abolição da escravidão, ainda hoje o país depara com a vergonhosa escravidão contemporânea de uma elite que não aceita a ascensão  de filhos de pessoas humildes  nos quadros da advocacia? Sendo obrigados a submeter ao famigerado exame caça-níqueis da OAB, ou seja  ser obrigado a decorar cerca de 181 mil leis, haja vista que nesse certame não existe conteúdo programático, uma prova calibrada não para medir conhecimentos e sim para reprovação em massa. Quanto maior reprovação maior o faturamento dos mercenários e ainda manter sua reserva indecente de mercado.

Criam-se dificuldades para colher facilidades. Só OAB, sem computar a indústria dos cursinhos e seus satélites, já faturou nos últimos vinte e dois anos,  mais R$ 1.0 BI (um bilhão de reais), sem nenhuma transparência, sem nenhum retorno social e sem  prestar contas ao  Egrégio Tribunal de Contas a Uni]ao – TCU, num verdadeiro desrespeito aos Princípios Constitucionais insculpidos no art. 37 – CF, triturando sonhos e diplomas, gerando fome, desemprego, depressão, síndrome do pânico, síndrome de Estocolmo, doenças psicossociais e outras comorbidades diagnósticas,  uma chaga social que envergonhado país dos desempregados.

Filhos da elite não precisam ralar, pagar altas mensalidades. Eles estudam nas melhores universidades públicas, cursaram as melhoras escolas, não trabalham, por isso têm   maiores chances de serem aprovados no jabuti da OAB e mais tarde serem escolhidos via listas de apadrinhados para ocupar vagas nos Tribunais Superiores, via o chamado  quinto dos apadrinhados.

Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre os milhares de cativos e/ou escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo Estado (MEC), jogos ao banimento sem direito à liberdade do emprego e renda. Que o Princípio Constitucional da  Igualdade, do livre exercício profissional cujo título universitário habilita, enfim que que a voz da igualdade, seja estendida a milhares de forros, cativos e/ou escravos contemporâneos da OAB, que insiste  impor essa excrescência, como um caminhão desgovernado,  numa verdadeira afronta a dignidade da pessoa humana.

Infelizmente ainda não atingimos a real transformação de colônia em nação forte, e independente, respeitada pelas demais nações do mundo, haja a inexistência de liberdade de expressão; a censura impera nas redações dos jornais que só publicam matérias de interesses dos poderosos, não obstante carência de políticos e estadistas sérios  comprometidos com a moral, a ética a decência e os bons costumes e a geração de emprego e renda.

A propósito a história tem nos revelado que os maiores impérios e as grandes civilizações desmoronaram-se, a partir do instante em que os bons costumes, o caráter, a moral, a ética e o decoro, deram lugar à permissividade dos costumes, à impunidade, ao cinismo, ao deboche, à libertinagem, à institucionalização indecorosa de novos padrões comportamentais, enfim, à corrupção generalizada nos poderes da nação.

É triste revelar que o meu Brasil, antes mesmo de se transformar numa grande potência, está se dissolvendo no lamaçal da corrupção, com tantos bandidos públicos impunes. Ainda há tempo da sociedade, a exemplo de outrora, acordar, levantar o traseiro, sair às ruas, e exigir dos governantes mais seriedade no trato da coisa pública, porque o povo não aguenta mais conviver com o pântano fétido da corrupção que nos envergonha perante o mundo. Reaja, Brasil!

É notório que o nosso sistema educacional  brasileiro  sempre foi forma atroz de propaganda eleitoral ou de locupletacão dos aproveitadores da consciência pública, ou  seja sem compromissos com a verdade e com a decência, penalizando os alunos pela má qualidade do ensino superior.

Nos idos da minha infância na terra dos saudosos e inesquecíveis conterrâneos, Castro Alves, o abolicionista Luiz Gama e do  colega jurista Rui Barbosa, somente os filhos das famílias abastadas, ou seja das classes dominantes do Brasil, tinham acesso aos Cursos de Direito, enfim exercer a advocacia, Magistratura etc. Eles zarpavam atravessando o atlântico para cursarem direito, na Universidade de Coimbra em Portugal. De retorno ao nosso país, ocupavam os principais cargos públicos estratégicos.

Porém com o advento de os governos FHC, Lula e Dilma, aumentaram o número dos cursos jurídicos em nosso país, girando em torno de 1308 faculdades de direito, todas autorizadas e reconhecidas pelo Estado (MEC), com o aval da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB..

Doravante, descendentes de escravos, filhos de prostitutas, trabalhadores rurais, guardadores de carros, catadores de lixo, empregadas domésticas outras camadas mais pobres da população também podem ser advogados.

Acontece que os mercenários da OAB e plantonistas da internet, acham isso um absurdo, como pode o país ter 1308 faculdades de direito? Como poder ter  mais bibliotecas jurídicas no Brasil do que bocas de fumo e cracolândias?

A Lei maior deste país é a Constituição Federal que é bastante clara em seu art. 209:  compete  ao poder público avaliar o ensino. Isso é papel do MEC junto as IES que integram o Sistema Federal do Ensino, e não de sindicatos. A Lei nº 10.861, de 2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, o Sinaes, não possui nenhum dispositivo permitindo a interferência das corporações no processo avaliativo, este da competência exclusiva do MEC para as IES que integram o sistema federal de ensino.

É notório que as desigualdades sociais neste país dos desempregados e aproveitadores são por causas de indivíduos, sindicatos e entidades inescrupulosas que fazem o “rent seeking”      ” uma espécie de persuadir os governos débeis, corruptos,  omissos e o enlameado Congresso Nacional a conceder favores, indecentes, benefícios e privilégios a exemplo do jabuti,  o pernicioso caça níqueis exame da OAB.

Não é da alçada de nenhum órgão de fiscalização da profissão avaliar ninguém. Art. 209 da Constituição diz que compete ao poder público avaliar o ensino. Assegura art. 5º inciso XIII, da Constituição: “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer.

O art. 29 § 1º do Código de Ética Disciplina da OAB (Das regras deontológicas fundamentais) “Títulos ou qualificações profissionais são os relativos à profissão de ADVOGADO, conferidos por universidades ou instituições de ensino superior, reconhecidas).Esse disposto foi revogado pelo novo Código de Ética da OAB. Mas a revogação  tem efeito “ex-nunc”.

Art. 205 CF. “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases – LDB – Lei 9.394/96, art. 43  “a educação superior tem por finalidade (.); inciso 2 – formar diplomados nas diferentes áreas. Art. 48 da LDB: os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular.” Isso vale para medicina, administração, psicologia, economia, engenharia (…), enfim para todas as profissões menos para advocacia? Isso não é discriminação?

Art. 206 da Constituição,  diz que o ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;  II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;  III – pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;  IV – gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais; (…) VII – garantia de padrão de qualidade.

A OAB precisa substituir o verbo arrecadar pelo verbo humanizar. Precisa respeitar a Convenção nº 168 da Organização Internacional do Trabalho – OIT relativa à Promoção do Emprego e à Proteção contra o Desemprego, assinada em Genebra, em 1º de junho de 1988. Precisa ser parceira dos bacharéis em direito (Advogados), ao invés de algoz.

Tudo isso em sintonia com a Declaração Universal dos Direitos Humanos,  um dos documentos básicos das Nações Unidas e foi assinado em 1948. Nela estão enumerados os direitos que todos os seres humanos possuem.

Está previsto Artigo XXIII -1 -Toda pessoa tem o direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, à justas e favoráveis condições de trabalho e à proteção contra o desemprego. Os documentos que o Brasil é um dos signatários, impõem a obrigação de tomar medidas para garantir o exercício do direito ao trabalho como meio de prover a própria vida e existência.

A privação do emprego é um ataque frontal aos direitos humanos. Afinal a função primordial dos Direitos Humanos é proteger os indivíduos das arbitrariedades, do autoritarismo, da prepotência e dos abusos de poder

Se  Karl Marx fosse nosso contemporâneo, a sua célebre frase seria: Sem sombra de dúvida, a vontade da OAB, consiste em encher os bolsos, o mais que possa. E o que temos a fazer não é divagar acerca da sua vontade, mas investigar o seu poder, os limites desse poder e o caráter desses limites.

Assim como no passado a elite predatória do nosso país, não aceitava o fim da escravidão se utilizando dos mais rasos e nefastos argumentos, (FAKE NEWS) tipo: “Acabar com a escravidão iria ocasionar um grande derramamento de sangue e outras perversidades. Sem a escravidão, os ex-escravos ficariam fora de controle, roubando, estuprando, matando e provocando o caos generalizado” hoje essa mesma elite não aceita o fim da escravidão contemporânea da OAB, o fim cassino e/ou caça – níqueis exame da OAB plantando nas revistas e nos jornais nacionais (vale quanto pesa), manchetes fantasiosas, (FAKE NEWS),  tais como: Exame da OAB  protege o cidadão?. O fim do Exame da OAB será um desastre para advocacia? Qualidade dos advogados despencaria sem exame da OAB, outros alegam que o exame da OAB se faz necessário em face da existência no país de 980 faculdades de direito, falta de fiscalização do MEC e a extensão territorial. Então questiono por que a OAB não fiscaliza? Ah nobre jurista Vasco Vasconcelos, isso dá trabalho não gera lucro fácil e farto..

Vamos falaras verdades? OAB não tem interesse em melhorar o ensino jurídico, não tem poder de regulamentar leis e não tem poder de legislar sobre exercício profissional. Além de usurpar papel do omisso Ministério da Educação, OAB para calar nossas autoridades, depois do desabafo do então Presidente do TJDFT, Lécio Resende: Exame da OAB é uma exigência descabida. Restringe o direito do livre exercício profissional cujo título universitário habilita. Dias depois, pasme, a OAB, isentou do seu exame caça níqueis os bacharéis em direitos oriundos da Magistratura do Ministério Público e os bacharéis em direitos oriundos de Portugal, usurpando assim o papel do omisso Congresso Nacional. E com essas tenebrosas transações, aberrações e discriminações essa excrescência é Constitucional? Onde fica o princípio da Igualdade insculpido em nossa Constituição? A Declaração Universal dos Direitos Humanos repudia qualquer tipo de discriminação por ferir de morte os direitos humanos.

Isso é Brasil. São quase 14,0 milhões de desempregados entre eles cerca de 300 mil cativos ou escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo omisso Estado (MEC), jogados ao banimento, sem direito ao primado do trabalho. Se OAB está realmente preocupada com a melhoria do ensino jurídico deste país, pergunto: Qual foi o percentual desse montante quase R$ 1.0 bilhão de reais, foi destinado à melhoria do ensino jurídico e/ou reforço das qualificações dos seus cativos ou escravos contemporâneos?

Afinal a função primordial dos Direitos Humanos é proteger os indivíduos das arbitrariedades, do autoritarismo, da prepotência e dos abusos de poder. É indubitavelmente uma vergonha internacional, que deve ser denunciado à Organização Mundial do Trabalho – OIT, bem à Corte Interamericana de Direitos humanos..

Volto mais uma vez a clamar aos Senhores membros da Associação para a Prevenção da Tortura (APT), Organização Internacional do Trabalho – OIT, Organização dos Estados Americanos – OEA, Tribunal Penal Internacional –  TPI e Organização das Nações Unidas – ONU, foge da razoabilidade o cidadão acreditar nos governos omissos, covardes e corruptos,  numa faculdade autorizada e reconhecida pelo Estado (MEC), com aval da OAB e depois de passar cinco longos anos, fazendo malabarismo, pagando altas mensalidades investindo tempo e dinheiro e depois de formado, atolado com dívidas do Fies, cheques especiais, negativado no Serasa/SPC, com o diplomas nas mãos, outorgado e chancelado pelo Estado (MEC), com o Brasão da República, ser jogado ao banimento, impedido do livre exercício da advocacia cujo título universitário habilita por um sindicato que só tem olhos para os bolsos dos seus cativos e/ou  escravos contemporâneos. Onde está (ir) responsabilidade social desse governo e da própria OAB?

A Carta Magna Brasileira foi bastante clara ao determinar em seu art. 170 que a ordem econômica está fundada no trabalho humano e na livre iniciativa e tem por finalidade assegurar a todos uma existência digna, conforme os ditames da justiça social, observando, entre outros, o princípio da busca pelo pleno emprego. Ao declinar sobre a Ordem Social, (art. 193) a Constituição estabeleceu que a ordem social tem como base o primado do trabalho e como objetivo o bem-estar e a justiça sociais.

Também a Constituição Federal estabelece, por meio do art. 8º (caput) e inciso V do referido artigo, é livre a associação sindical, ou seja, ninguém será obrigado a filiar-se ou manter-se filiado a sindicato.

Creio que o Ministério Público Federal,  instituição permanente essencial à função jurisdicional do Estado, o qual de acordo com o art. 127 da Constituição, possui  missão primordial de defender a ordem jurídica, os direitos sociais e individuais indisponíveis, tendo a natural vocação de defender todos os direitos que abrangem a noção de cidadania, não pode se omitir e tem a obrigação, sob o pálio da Constituição Federal entrar em cena, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI, com pedido de liminar, para suspender a eficácia   do inciso IV do art. 8º da Lei nº 8.906/94  ou seja para extirpar esse câncer  exigir o fim da última ditadura, a escravidão contemporânea da  OAB, o pernicioso, concupiscente, famigerado caça-níqueis exame da OAB, uma chaga social que envergonha o país dos desempregados. Tudo isso porque privação do emprego é um ataque frontal aos direitos humanos: Assistir os desassistidos e integrar na sociedade os excluídos.

A OAB precisa substituir o verbo arrecadar pelo verbo humanizar. Precisa respeitar a Convenção nº 168 da Organização Internacional do Trabalho – OIT, relativa à Promoção do Emprego e à Proteção contra o Desemprego, assinada em Genebra, em 1º de junho de 1988.

Durante o lançamento do livro ‘Ilegalidade e inconstitucionalidade’ do Exame de Ordem do corregedor do TRF da 5º Região, desembargador Vladimir Souza Carvalho, afirmou que exame da OAB é um monstro criado pela OAB. Disse que nem mesmo a OAB sabe do que ele se trata e que as provas, hoje, têm nível semelhante às realizadas em concursos públicos para procuradores e juízes. “É uma mentira que a aprovação de 10% dos estudantes mensure que o ensino jurídico do país está ruim. Não é possível falar em didática com decoreba”, completou Vladimir Carvalho.

Se os advogados condenados nos maiores escândalos de corrupção de todos os tempos, o lava-jato e o petrolão, (…)  têm direito a reinserção social, direito ao trabalho, porque os condenados ao desemprego pela leviatã OAB, sem a ampla defesa e o devido processo legal, não têm direito ao primado do trabalho?

Onde está responsabilidade social da OAB? Se para ser ministro da maior Corte de Justiça do país, o Egrégio Supremo Tribunal Federal – STF, não precisa ser advogado, basta o cidadão ter mais de trinta e cinco nos e menos de sessenta e cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada conforme art.101 da Constituição. Se para ocupar vagas nos Tribunais Superiores, OAB se utiliza de listas de apadrinhados da elite? Via o quinto dos apadrinhados?  Por quê para ser advogado o bacharel tem que passar por essa cruel humilhação e terrorismo?

Como esses escravos contemporâneos da OAB irão comprovar experiências de dois ou três anos, exigidos nos concursos públicos da Magistratura? Como vão conseguir pagar os empréstimos do Fies? Se não tem direito ao primado do trabalho? Correndo sério risco de serem presos por exercício ilegal da profissão?

Por último, no momento em que o Brasil estará comemorando no próximo dia 7 de setembro,  o 197º da Independência, isso significa liberdade? Então seria de bom alvitre, um ótimo dia para a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, num gesto de extrema grandeza, em respeito ao direito ao primado do trabalho, a Constituição Federal, notadamente o direito do livre exercício profissional, cujo título universitário  habilita, abolir de vez a última ditadura, a escravidão contemporânea da OAB, enfim a libertação de cerca de 300 mil cativos devidamente qualificados pelo omisso  Ministério  Educação, sem direito ao primado do trabalho, num verdadeiro acinte à Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Mirem-se na Bandeira Brasileira ( Ordem e Progresso)e na Bandeira  do Estado  Minas Gerais  (Libertas Quae Sera Tamen) ”, ou seja “Liberdade Ainda que Tardia

Vasco Vasconcelos,

escritor  e  jurista

Brasília-DF

vasco.vasconcelos@brturbo.com.br

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM, OAB e marcado , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre os 300 mil cativos da OAB #FimDaReservaDeMercadoDaOAB

  1. Ari Pitanga disse:

    PARA REFRESCAR A MEMORIA DOS BACHARÉIS EM DIREITO NA ELEIÇÃO QUE OCORRERÁ NO DIA 07.10.2018.
    VEJAM ABAIXO OS NOMES DOS DEPUTADO QUE VOTARAM CONTRA A URGÊNCIA DO PROJETO DE LEI 2154-2011.
    APÓS O NOME DO DEPUTADO QUE VOTOU CONTA OS BACHARÉIS ESTÁ ESCRITO A PALAVRA “NÃO”.
    ENTÃO NÃO VOTE NO SUJEITO, FAÇA CAMPANHA CONTRA E NÃO DEIXE QUE SEUS FAMILIARES VOTEM EM NENHUM DOS NOMES ABAIXO:

    54a. LEGISLATURA
    SEGUNDA SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA
    SESSÃO EXTRAORDINÁRIA Nº 336 – 04/12/2012

    Abertura da sessão: 04/12/2012 18:51
    Encerramento da sessão: 04/12/2012 20:00

    Proposição: REQ Nº 6062/2012 – URGÊNCIA PARA O PL Nº 2154/2011 – Nominal Eletrônica

    Início da votação: 04/12/2012 19:41
    Encerramento da votação: 04/12/2012 19:59

    Presidiram a Votação:
    Marco Maia

    Resultado da votação

    Sim: 145
    Não: 233
    Abstenção: 6
    Total da Votação: 384
    Art. 17: 1
    Total Quorum: 385
    Obstrução: 1
    Presidente da Casa: Marco Maia – PT /RS

    Presidiram a Sessão:
    Marco Maia – 18:51

    Orientação
    PT: Liberado
    PMDB: Liberado
    PSD: Não
    PSDB: Não
    PrPtdobPrpPhsPtcPslPrtb: Liberado
    PP: Liberado
    PSB: Liberado
    DEM: Não
    PDT: Liberado
    PTB: Liberado
    PvPps: Não
    PSC: Liberado
    PCdoB: Sim
    PRB: Liberado
    PSOL: Não
    Minoria: Não
    GOV.: Liberado
    Parlamentar UF Voto
    DEM
    Abelardo Lupion PR Não
    Alexandre Leite SP Obstrução
    Antonio Carlos Magalhães Neto BA Não
    Augusto Coutinho PE Não
    Betinho Rosado RN Não
    Claudio Cajado BA Não
    Davi Alcolumbre AP Não
    Eli Correa Filho SP Não
    Fábio Souto BA Não
    Felipe Maia RN Não
    Jairo Ataide MG Não
    João Bittar MG Sim
    Júlio Campos MT Não
    Lael Varella MG Não
    Luiz Carlos Setim PR Não
    Mandetta MS Não
    Mendonça Filho
    Mendonça Filho

    PE Não
    Mendonça Prado SE Não
    Onyx Lorenzoni RS Não
    Pauderney Avelino AM Não
    Paulo Cesar Quartiero RR Não
    Rodrigo Maia RJ Não
    Ronaldo Caiado GO Não
    Vitor Penido MG Não
    Total DEM: 24
    PCdoB
    Alice Portugal BA Sim
    Assis Melo RS Sim
    Chico Lopes CE Sim
    Daniel Almeida BA Sim
    Delegado Protógenes SP Sim
    Evandro Milhomen AP Sim
    Jandira Feghali RJ Sim
    Jô Moraes MG Sim
    João Ananias CE Sim
    Perpétua Almeida AC Sim
    Total PCdoB: 10
    PDT
    André Figueiredo CE Não
    Ângelo Agnolin TO Não
    Damião Feliciano PB Sim
    Dr. Jorge Silva ES Não
    Enio Bacci RS Sim
    Felix Mendonça Júnior BA Sim
    Flávia Morais GO Não
    Giovani Cherini RS Sim
    Giovanni Queiroz PA Não
    João Dado SP Não
    Manato ES Não
    Marcelo Matos RJ Sim
    Marcos Medrado BA Sim
    Marcos Rogério RO Não
    Miro Teixeira

    RJ Não
    Oziel Oliveira BA Sim
    Paulo Pereira da Silva SP Sim
    Paulo Rubem Santiago PE Não
    Reguffe DF Não
    Sebastião Bala Rocha AP Não
    Sueli Vidigal ES Não
    Vieira da Cunha RS Não
    Wolney Queiroz PE Sim
    Zé Silva MG Sim
    Total PDT: 24
    PEN
    Berinho Bantim RR Sim
    Total PEN: 1
    PMDB
    Adrian RJ Não
    Alberto Filho MA Sim
    André Zacharow PR Sim
    Aníbal Gomes CE Sim
    Antônio Andrade MG Não
    Asdrubal Bentes PA Sim
    Benjamin Maranhão PB Sim
    Carlos Bezerra MT Não
    Danilo Forte CE Não
    Darcísio Perondi RS Sim
    Edinho Araújo SP Não
    Edinho Bez SC Não
    Edio Lopes RR Sim
    Edson Ezequiel RJ Sim
    Eduardo Cunha RJ Sim
    Elcione Barbalho PA Sim
    Eliseu Padilha RS Sim
    Fabio Trad MS Não
    Fátima Pelaes AP Sim
    Fernando Jordão RJ Sim
    Gabriel Chalita SP Sim
    Genecias Noronha CE Sim
    Geraldo Resende MS Não
    Giroto MS Não
    Hugo Motta PB Não
    Íris de Araújo GO Não
    João Arruda PR Não
    João Magalhães MG Sim
    Joaquim Beltrão AL Não
    Júnior Coimbra TO Sim
    Leandro Vilela GO Não
    Lelo Coimbra ES Não
    Leonardo Picciani RJ Sim
    Lucio Vieira Lima BA Sim
    Luiz Pitiman DF Não
    Marçal Filho MS Não
    Marcelo Castro PI Sim
    Marinha Raupp RO Não
    Marllos Sampaio PI Não
    Mauro Benevides CE Não
    Natan Donadon RO Sim
    Nelson Bornier RJ Sim
    Nilda Gondim PB Não
    Odílio Balbinotti PR Não
    Osmar Serraglio PR Não
    Pedro Chaves GO Não
    Pedro Novais MA Sim
    Professor Setimo MA Sim
    Renan Filho AL Não
    Rodrigo Bethlem RJ Sim
    Rogério Peninha Mendonça SC Sim
    Ronaldo Benedet SC Não
    Rose de Freitas ES Não
    Sandro Mabel GO Não
    Saraiva Felipe MG Sim
    Valdir Colatto SC Não
    Wladimir Costa PA Sim
    Total PMDB: 57
    PMN
    Jaqueline Roriz DF Não
    Total PMN: 1
    PP
    Afonso Hamm RS Sim
    Aline Corrêa SP Não
    Beto Mansur SP Sim
    Carlos Magno RO Sim
    Cida Borghetti PR Sim
    Dilceu Sperafico PR Não
    Eduardo da Fonte PE Sim
    Esperidião Amin

    SC Sim
    Gladson Cameli AC Sim
    Jair Bolsonaro RJ Sim
    João Leão BA Sim
    João Pizzolatti SC Sim
    José Linhares CE Não
    Lázaro Botelho TO Sim
    Luis Carlos Heinze RS Sim
    Luiz Argôlo BA Sim
    Mário Negromonte BA Sim
    Missionário José Olimpio SP Não
    Nelson Meurer PR Sim
    Paulo Maluf SP Não
    Pedro Henry MT Sim
    Rebecca Garcia AM Sim
    Roberto Balestra GO Não
    Roberto Britto BA Não
    Roberto Teixeira PE Não
    Simão Sessim RJ Sim
    Toninho Pinheiro MG Não
    Vilson Covatti RS Sim
    Waldir Maranhão MA Sim
    Total PP: 29
    PPS
    Almeida Lima SE Não
    Arnaldo Jordy PA Não
    Carmen Zanotto SC Não
    Roberto Freire SP Não
    Rubens Bueno PR Não
    Sandro Alex PR Não
    Total PPS: 6
    PR
    Aelton Freitas MG Sim
    Anthony Garotinho RJ Não
    Aracely de Paula MG Não
    Bernardo Santana de Vasconcellos MG Não
    Davi Alves Silva Júnior MA Sim
    Dr. Adilson Soares RJ Não
    Francisco Floriano RJ Não
    Gorete Pereira CE Não
    Henrique Oliveira AM Não
    Inocêncio Oliveira PE Não
    João Carlos Bacelar BA Sim
    Jorginho Mello SC Não
    José Rocha BA Não
    Luciano Castro RR Sim
    Lúcio Vale PA Sim
    Maurício Quintella Lessa AL Não
    Maurício Trindade BA Não
    Milton Monti SP Sim
    Paulo Feijó RJ Não
    Paulo Freire SP Sim
    Ronaldo Fonseca DF Não
    Descobri o que os deputados fazem:
    VOCÊ DE PALHAÇO!!! Agora somos Eu e Você; Abestado!Sou palhaço; não burro.

    Veja que aprendi rapidinho.Virei Deputado e você: PALHAÇO!!!

    enganei-vocês-abestados-tiririca

    Tiririca

    SP Não
    Vinicius Gurgel AP Abstenção
    Wellington Fagundes MT Sim
    Wellington Roberto PB Sim
    Zé Vieira MA Não
    Zoinho RJ Não
    Total PR: 27
    PRB
    Antonio Bulhões SP Sim
    Cleber Verde MA Não
    George Hilton MG Sim
    Heleno Silva SE Sim
    Jhonatan de Jesus RR Sim
    Márcio Marinho BA Sim
    Otoniel Lima SP Sim
    Vilalba PE Não
    Vitor Paulo RJ Sim
    Total PRB: 9
    PRTB
    Aureo RJ Sim
    Total PRTB: 1
    PSB
    Alexandre Roso RS Não
    Ariosto Holanda CE Não
    Audifax ES Não
    Beto Albuquerque RS Sim
    Domingos Neto

    CE Sim
    Edson Silva CE Não
    Fernando Coelho Filho PE Sim
    Givaldo Carimbão AL Sim
    Glauber Braga RJ Não
    Gonzaga Patriota PE Não
    Isaias Silvestre MG Sim
    José Stédile RS Abstenção
    Keiko Ota SP Não
    Laurez Moreira TO Não
    Leopoldo Meyer PR Não
    Luiza Erundina SP Sim
    Márcio França SP Sim
    Mauro Nazif RO Sim
    Pastor Eurico PE Sim
    Paulo Foletto ES Não
    Ribamar Alves MA Sim
    Romário RJ Sim
    Sandra Rosado RN Sim
    Valadares Filho SE Não
    Valtenir Pereira MT Não
    Total PSB: 25
    PSC
    Andre Moura SE Sim
    Antônia Lúcia AC Não
    Carlos Eduardo Cadoca PE Não
    Costa Ferreira MA Sim
    Hugo Leal RJ Não
    Lauriete ES Sim
    Nelson Padovani PR Não
    Professor Sérgio de Oliveira PR Não
    Takayama PR Não
    Zequinha Marinho PA Não
    Total PSC: 10
    PSD
    Ademir Camilo MG Sim
    Armando Vergílio GO Não
    Arolde de Oliveira RJ Sim
    Carlos Souza AM Sim
    César Halum TO Não
    Danrlei De Deus Hinterholz RS Não
    Diego Andrade MG Não
    Edson Pimenta BA Não
    Eduardo Sciarra PR Não
    Eleuses Paiva SP Não
    Eliene Lima MT Não
    Fábio Faria RN Não
    Felipe Bornier RJ Sim
    Fernando Torres BA Não
    Francisco Araújo RR Não
    Geraldo Thadeu MG Não
    Guilherme Campos SP Não
    Guilherme Mussi SP Sim
    Hélio Santos MA Não
    Heuler Cruvinel GO Não
    Homero Pereira MT Não
    Irajá Abreu TO Não
    João Lyra AL Não
    José Carlos Araújo BA Não
    José Nunes BA Não
    Júlio Cesar PI Não
    Junji Abe SP Sim
    Liliam Sá RJ Não
    Manoel Salviano CE Não
    Marcos Montes MG Não
    Moreira Mendes RO Não
    Nice Lobão MA Não
    Onofre Santo Agostini SC Sim
    Raul Lima RR Não
    Roberto Santiago SP Não
    Silas Câmara AM Não
    Thiago Peixoto GO Não
    Walter Ihoshi SP Não
    Walter Tosta MG Não
    Total PSD: 39
    PSDB
    Alberto Mourão SP Não
    Andreia Zito RJ Não
    Antonio Imbassahy BA Não
    Bonifácio de Andrada MG Não
    Bruna Furlan SP Não
    Bruno Araújo PE Não
    Carlaile Pedrosa MG Não
    Carlos Brandão MA Não
    Carlos Sampaio SP Não
    Domingos Sávio MG Não
    Duarte Nogueira SP Não
    Dudimar Paxiúba PA Não
    Eduardo Azeredo MG Não
    Eduardo Barbosa MG Não
    Emanuel Fernandes SP Não
    Izalci DF Não
    João Campos GO Não
    Jutahy Junior BA Não
    Luiz Carlos AP Não
    Luiz Fernando Machado SP Não
    Luiz Nishimori PR Não
    Marcio Bittar AC Não
    Marco Tebaldi SC Não
    Nelson Marchezan Junior RS Não
    Nilson Leitão MT Não
    Otavio Leite RJ Não
    Paulo Abi-Ackel MG Não
    Pinto Itamaraty MA Não
    Raimundo Gomes de Matos CE Não
    Reinaldo Azambuja MS Não
    Ricardo Tripoli SP Não
    Rodrigo de Castro MG Não
    Valdivino de Oliveira GO Não
    Vanderlei Macris SP Não
    Walter Feldman SP Não
    Wandenkolk Gonçalves PA Não
    William Dib SP Não
    Total PSDB: 37
    PSL
    Dr. Grilo
    Deputado Dr. Grilo traiu os Bacharéis – click aqui para ver

    10156098_710983995619173_1020957240_n[1]

    MG Não
    Total PSL: 1
    PSOL
    Ivan Valente SP Não
    Jean Wyllys RJ Não
    Total PSOL: 2
    PT
    Afonso Florence BA Sim
    Alessandro Molon RJ Não
    Amauri Teixeira BA Sim
    Angelo Vanhoni PR Não
    Antônio Carlos Biffi MS Sim
    Assis Carvalho PI Abstenção
    Benedita da Silva RJ Não
    Beto Faro PA Não
    Carlos Zarattini SP Sim
    Cláudio Puty PA Não
    Dalva Figueiredo AP Sim
    Décio Lima SC Sim
    Devanir Ribeiro SP Não
    Domingos Dutra MA Sim
    Dr. Rosinha PR Sim
    Edson Santos RJ Sim
    Erika Kokay DF Não
    Eudes Xavier CE Não
    Fernando Marroni RS Não
    Gabriel Guimarães MG Não
    Geraldo Simões BA Não
    Henrique Fontana RS Abstenção
    Iriny Lopes ES Não
    Janete Rocha Pietá SP Não
    Jesus Rodrigues PI Não
    Jilmar Tatto SP Sim
    João Paulo Lima PE Sim
    João Paulo Cunha SP Sim
    Jorge Bittar RJ Não
    José Airton CE Sim
    José Guimarães CE Sim
    Josias Gomes BA Não
    Leonardo Monteiro MG Sim
    Luci Choinacki SC Abstenção
    Luiz Alberto BA Sim
    Luiz Couto PB Não
    Marco Maia RS Art. 17
    Marcon RS Sim
    Miriquinho Batista PA Sim
    Nelson Pellegrino BA Não
    Newton Lima SP Sim
    Padre João MG Sim
    Padre Ton RO Não
    Paulo Ferreira RS Sim
    Paulo Pimenta RS Sim
    Paulo Teixeira SP Não
    Pedro Uczai SC Sim
    Policarpo DF Não
    Reginaldo Lopes MG Sim
    Ricardo Berzoini SP Sim
    Sibá Machado AC Sim
    Taumaturgo Lima AC Não
    Valmir Assunção BA Não
    Vander Loubet MS Não
    Vanderlei Siraque

    SP Não
    Vicente Candido SP Não
    Vicentinho SP Sim
    Waldenor Pereira BA Não
    Zé Geraldo PA Sim
    Zeca Dirceu PR Sim
    Zezéu Ribeiro BA Sim
    Total PT: 61
    PTB
    Antonio Brito BA Não
    Celia Rocha AL Não
    Jorge Corte Real PE Não
    José Augusto Maia PE Não
    José Chaves PE Não
    Josué Bengtson PA Sim
    Magda Mofatto GO Não
    Ronaldo Nogueira RS Não
    Sabino Castelo Branco AM Sim
    Sérgio Moraes RS Abstenção
    Silvio Costa PE Não
    Walney Rocha RJ Não
    Total PTB: 12
    PTdoB
    Lourival Mendes MA Sim
    Luis Tibé MG Não
    Total PTdoB: 2
    PV
    Antônio Roberto MG Sim
    Dr. Aluizio RJ Não
    Fábio Ramalho MG Sim
    Henrique Afonso AC Não
    Paulo Wagner RN Sim
    Penna SP Não
    Rosane Ferreira PR Não
    Sarney Filho MA Não
    Total PV: 8
    CENIN – Coordenação do Sistema Eletrônico de Votação.

    Não se trata de vingança; trata-se de Justiça.

    • Ari Barbosa disse:

      Com base na lista acima; já sei o meu voto para Presidente da República em quem será. Também já sei em quem votar para Governador, Senadores, Deputados Federal e Estadual. Os traíras já expurguei.
      Se alguns dos que escolherei forem eleitos; farei o acompanhamento do mandato.

  2. joão batista suave disse:

    O projeto de lei 397/11, corrobora com os princípios de “boa fé e direito adquirido”, entre outros; pois o examinando que passou na primeira fase do exame da OAB, adquiriu um direito. Não é razoável que ele repita o exame da primeira fase da OAB novamente, se não passar na segunda fase da OAB, mesmo com direito a uma REPESCAGEM.

    A proposta corrobora com o princípio da RAZOABILIDADE, aumentando de uma para duas chances de repescagem, quem foi aprovado na primeira fase do exame da OAB. Desde já, pedimos o apoio da OAB, através de seu Presidente do Conselho Federal.

    São Paulo, Capital, 20/09/2018

    João Batista Suave
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados

  3. José disse:

    O tempo passa e eles não aprendem a lição. Constantemente se vê na mídia grupos sendo atacados por falta de respeito. Se a OAB cuida-se só de fiscalizar os grandes escritórios que estão envolvidos com os políticos corruptos já prestariam um grande serviço a população. Nem vou falar na Igreja que gosta de dar sermão e não cuida da pedofilia dentro da própria casa. O que mais temos são bandidos moralistas. Dia 07 de out. é o dia de fazer uma grande limpeza! A justiça está fazendo a parte dela, o povo tem que fazer a sua!

  4. Gustavo disse:

    A chance do exame acabar é ZERO. Seria uma aberração isso acontecer. O sistema de ensino já é péssimo, acabar com o exame seria o golpe final. Esse povo ao invés de perder tempo se humilhando, rastejando e alimentando essa ilusão, deveria estudar para passar. Enquanto isso os picaretas pedem votos dos desesperados bacharéis, prometendo o impossível. Lamentável.

  5. Antonio Oziris Mantovani disse:

    … Eu sou a favor…

  6. Antonio Oziris Mantovani disse:

    Eu sou na favor do exame da OAB, inclusive a cada 5 (cinco) anos todos os advogados, deveriam ser obrigados a prestar um novo exame da OAB em face as grandes mudança e para aferir sua capacidade e atualização.

  7. José disse:

    Vamos parar com as ofensas seu mal educado! O resultado da falta de respeito é catastrófico! Quem planta ódio , colhe temporal. Defende a tua OAB sem agredir os outros, seu nojento.

  8. RENATO disse:

    Artigo XXIII – 1 – Toda pessoa tem o direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, à justas e favoráveis condições de trabalho e à proteção contra o desemprego.

    DAQUI A POUCO APARECE ALGUM BACHAREL ANALFABETO EXIGINDO UM CARGO NA MAGISTRATURA CITANDO ESSE ARTIGO!

    ADVOGADO TEM QUE PASSAR NO EXAME DE ORDEM! NÃO É CARIDADE!

    VAI ESTUDAR SEU MERDA!

  9. Sidney disse:

    quanto vitimismo! ser advogado não é direito adquirido, é mérito! vai estudar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s