Vasco: É PROIBIDO PROIBIR – OAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #FimDaReservaDeMercadoDaOAB


OPINIÃO

OAB:  É PROIBIDO PROIBIR

“A Verdade vos Libertará” (João 8:32).

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. 

Acreditando na liberdade de expressão e cônscio de que a censura em nosso país havia sido abolida desde 05 de outubro de 1988, data da Promulgação da Constituição Federal, na qualidade de escritor, jurista e defensor dos direitos humanos, usando do exercício de direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à cidadania, reivindiquei no último dia 30.03, por escrito, junto ao nobre Presidente da colenda OAB, PROTOCOLO OAB-CF 31/03/2017  17:48 BRT  nº 49.0000.2017.002646-8), a inclusão do meu nome entre os juristas e especialistas convidados a debater em Audiência Pública  a ser promovida pela colenda OAB  no dia 11.04, sobre a abertura de nos cursos jurídicos, em face  a Instrução Normativa do MEC/Sesu nº01/2017.

O referido pleito foi reiterado no dia 01.04.2017 com o fito de contribuir com debate, em sintonia com a defesa do regime democrático e a pluralidade de ideias, haja vista que toda e qualquer audiência pública decente faz-se imperioso abrir espaços democráticos para que todas as pessoas que possam sofrer os reflexos  de futuras decisões, tenham oportunidade de se manifestar em condições de igualdade às mais variadas opiniões ou seja ouvir o direito de defesa, o princípio do contraditório e com o devido processo legal.  Mas até hoje (11.04) data do evento em tela, não recebi nenhuma resposta da OAB.

Não sei se foi por descaso, censura e/ou o medo da OAB de ouvir as verdades sobre o pernicioso famigerado, concupiscente, famigerado  caça-níqueis exame da OAB, bem como a libertação ou inserção no mercado de trabalho de cerca de 130 mil cativos e/ou escravos contemporâneos da OAB, devidamente qualificados pelo omisso MEC, jogado ao banimento, sem direito ao primado do trabalho.

Em face dessa censura, peço “vênia” para publicar na íntegra, as minhas palavras que seria proferida naquele evento, caso o meu nome não fosse barrado.

Senhor Presidente da Colenda OAB, Senhores Conselheiros, plêiade de convidados aqui presentes, estudantes de direito e demais operadores do direito.

De todos os aspectos da miséria social nada é tão doloroso quanto o desemprego” (Jane Addams).

Honra-me ocupar esta Tribuna, na qualidade de escritor jurista, defensor dos direitos humanos, defensor do direito ao primado do trabalho, para lhe felicitar o nobre Presidente da OAB, Dr. Claudio Lamachia, pela feliz iniciativa promover nesta data essa Audiência Pública para debater a abertura de novos cursos jurídicos, em face da Instrução Normativa nº1 de 23 de fevereiro de 2017 editada pela Secretaria de Regulação do Ensino Superior do Ministério  da Educação, publicada no Diário Oficial da União de 23 de fevereiro de 2017 que “Estabelece os procedimentos e o padrão decisório para os pedidos de autorização dos cursos de graduação em direito ofertados por Instituições de Educação Superior – IES integrantes do Sistema Federal de Ensino, na modalidade presencial.

Esse importante evento significa a presença da colenda OAB nos grandes temas que envolvem a população brasileira.

Reconheço que é motivo de ufanismo e de brasilidade para todo e qualquer cidadão brasileiro, independentemente de ser operador do direito ou não, zelar pelas nossas instituições. OAB foi símbolo de luta notadamente nos grandes acontecimentos nacionais.

Trata-se de uma das entidades guardiãs da Constituição Cidadã, vinha se notabilizando a cada dia pela nobre missão de  “defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado democrático de direito, os direitos humanos, a justiça social, e pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas, também  promover, com exclusividade, a representação, a defesa, a seleção e a disciplina dos advogados em toda a República Federativa do Brasil, conforme está estampado em seu  artigo 44 da Lei nº 8.906 de 04 de julho de 1994 que  “Dispõe sobre o Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).”

Hoje OAB “sobrevive graças a memória do seu passado se limita nos interesses corporativistas da categoria, com veleidades políticas de seus líderes, e assim soloprando a maior parte do múnus público”. Conforme tão bem explicitou Hélio Schwartsman bacharel em filosofia, e editorialista do jornal Folha de S. Paulo, edição de 08/11/2009, no Artigo: Símbolo do corporativismo.

Se  limita a usurpar papel do Estado (MEC), notadamente art. 209 que diz que (compete ao poder público avaliar o ensino), para impor sua máquina de arrecadação cujo faturamento é de fazer inveja o rei das máquinas caça-níqueis. Uma chaga social que envergonha o país. Aliás  essa é a única indústria brasileira que não sofre com a crise que assola o país. Só contabiliza lucros e que se dane os seus cativos, que se dane a crise do desemprego que assola o país..

Todas as vezes que o seu exame caça-níqueis  é ameaçado de extinção ela aparece com novidades. Não foi à toa que o tema chegou à novela Vida da Gente da Rede Globo e até ao Programa do Jô que de maneira parcial e irresponsável só ouviu o lado dos mercenários e se negou a ceder espaço idêntico aos Movimentos Sociais dos Bacharéis em Direito que exigem o fim da escravidão contemporânea da OAB.

Na novela da seis da Rede Globo, cônscia, segundo especialistas  que novela é coisa de alienado,  ou seja  subproduto cultural, enfim  estratégia de dominação em massa,  criou até um personagem onde a esposa reclamava do marido que fez várias vezes o exame da OAB, sem sucesso e pedia  para  ele para mudar de profissão,  com o firme propósito de incutir nas cabecinhas de bagres a necessidade  de tal excrescência, (exame da OAB).

Creio que OAB não precisava se afirmar perante os advogados inscritos em seus quadros; não  deve e nem  precisava valer de tais tipos de expedientes. Isso é no mínimo ridículo e inaceitável para uma entidade que outrora  defensora da ética, com o firme propósito, de tirar proveito próprio para tornar perene sua máquina   de triturar sonhos diplomas e empregos.

Como é sabido, Audiência Pública é um mecanismo de participação popular como instrumento de participação social e legitimação das atividades da Administração  Pública, constitui importante contribuição para fortalecimento de democracia participativa e de fundamental importância para promoção de diálogo com os atores sociais com o fito de encontrar alternativas para solução de problemas que afligem nossa população não obstante servir de instrumento para colheita de depoimentos, opiniões de especialistas sobre os mais variados temas inclusive a abertura de novos cursos jurídicos.

Indubitavelmente esse diálogo democrático promovido entre atores sociais torna mais fácil a solução do conflito social com a participação de todos ficando assim, mais fácil encontrar remédios, complementos e suplementos, enfim soluções capazes de encurtar os caminhos entre o desejável e o alcançável. Se não agrada a todos, pelo menos irá valorizar o diálogo social na construção de alternativas para solucionar o os problemas que os afligem a abertura de novos cursos jurídicos e a inserção dos bacharéis em direito (advogados), profissionais devidamente qualificados pelo Estado(MEC), no mercado de trabalho.

Destarte na qualidade de escritor e jurista um dos poucos juristas a defender o Programa Mais Médico na Tribuna do Egrégio Supremo Tribunal Federal, em 2014, autor da ideia que acabou com o entulho burocrático do Governo do Distrito Federal, grande vencedor do Concurso de Desburocratização do GDF anos atrás com a fantástica ideia da Racionalização e Regionalização do Alvará de Funcionamento; autor da ideia da criação do dinheiro com caracteres em braile, para facilitar a vida dos deficientes visuais, ou seja o 1º brasileiro que antes mesmo de ser eleito Senador da República a ter um Projeto de Lei aprovado por unanimidade do Senador Federal (PLS 104/96); aqui estou para  propor  ideias rumo à humanização da OAB, a melhoria do ensino jurídico, o fim da última ditadura a escravidão contemporânea da OAB, o famigerado caça-níqueis exame da OAB,  bem como a inserção dos seus cativos no mercado do trabalho em sintonia com a geração de emprego e renda.

Assegura o art. 133 da Constituição: “O advogado é indispensável à administração da Justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei”.

Segundo o Novo Dicionário Aurélio “Advogado é o “Bacharel em direito legalmente habilitado a advogar, i. e., a prestar assistência profissional a terceiros em assunto jurídico, defendendo-lhes os interesses, ou como consultor, ou como procurador em juízo”.

Antes da promulgação da Lei Áurea, era legal escravizar e tratar as pessoas como coisa, para delas tirar proveito econômico. A história se repete: o caça-níqueis da OAB, cuja única preocupação é bolso de advogados qualificados pelo Estado (MEC),jogados ao banimento, renegando pessoas a coisas.

É notório que o nosso sistema educacional sempre foi forma atroz de propaganda eleitoral ou de locupletacão dos aproveitadores da consciência pública, ou  seja sem compromissos com a verdade e com a decência, penalizando os alunos pela mal qualidade do ensino.

Nos idos da minha infância na terra dos saudosos e inesquecíveis conterrâneos, Castro Alves, o abolicionista Luiz Gama e do  colega jurista Rui Barbosa, somente os filhos das famílias abastadas,  das classes dominantes do Brasil, tinham acesso aos cursos de direito, enfim exercer a advocacia, Magistratura etc. Eles zarpavam atravessando o atlântico para cursarem direito, na Universidade de Coimbra em Portugal. De retorno ao nosso país, ocupavam os principais cargos públicos estratégicos.

Porém com o advento de os governos FHC, Lula e Dilma, aumentaram o número dos cursos jurídicos em nosso país, girando em torno de 1308 faculdades de direito, todas autorizadas e reconhecidas pelo Estado (MEC) com o aval da OAB.

Doravante descendentes de escravos, filhos de prostitutas, trabalhadores rurais,  guardadores de carros, catadores de lixo, empregadas domésticas índios e outras camadas mais pobres da população também podem ser advogados. Mas os plantonistas da internet, acham isso um absurdo, como pode o país ter 1308 faculdades de direito? Ter  mais faculdades de direito,  bibliotecas jurídicas do que cracolândias?

Durante o lançamento do livro ‘Ilegalidade e inconstitucionalidade do Exame de Ordem do corregedor do TRF da 5º Região, desembargador Vladimir Souza Carvalho, afirmou que Exame de Ordem é um monstro criado pela OAB. Disse que é uma mentira que a aprovação de 10% dos estudantes mensure que o ensino jurídico do país está ruim.  Não é possível falar em didática com decoreba”, completou Vladimir Carvalho.

Foge da razoabilidade o cidadão acreditar numa faculdade de direito autorizada e reconhecida pelo Estado (MEC), com aval da OAB e depois de passar cinco longos anos, fazendo malabarismo, pagando altas mensalidades investindo tempo e dinheiro e depois de formado, atolado com dívidas do Fies, cheques especiais, negativado no Serasa/SPC, com o diploma outorgado e chancelado pelo Estado (MEC), com o Brasão da República, ser jogado ao banimento, impedido do livre exercício cujo título universitário habilita, pelos mercenários que só tem olhos para os bolsos dos seus escravos. Onde está  responsabilidade social da OAB?

A Lei maior deste país é a Constituição Federal que é bastante clara em seu art. 209:  compete  ao poder público avaliar o ensino. Isso é papel do MEC junto as IES que integram o Sistema Federal do Ensino.

A Lei nº 10.861, de 2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, o Sinaes, não possui nenhum dispositivo permitindo a interferência das corporações no processo avaliativo, este da competência exclusiva do MEC para as IES que integram o sistema federal de ensino.

OAB “data-venia”  não tem interesse em melhorar o ensino jurídico, não tem poder de regulamentar leis e não tem poder de legislar sobre exercício profissional. Além de usurpar papel do omisso Ministério da Educação-MEC, OAB para calar nossas autoridades, depois do desabafo do então Presidente do TJDFT, Desembargador Lécio Resende: “Exame da OAB é uma exigência descabida. Restringe o direito do livre exercício profissional cujo título universitário habilita”. Dias depois, pasme, a OAB,  isentou do seu exame caça níqueis os bacharéis em direitos oriundos da Magistratura, do Ministério Público e os bacharéis em direitos oriundos de Portugal, usurpando assim o papel do omisso Congresso Nacional. E com essas tenebrosas transações, aberrações e discriminações essa excrescência é Constitucional? Onde fica o princípio da Igualdade insculpido em nossa Constituição? A Declaração Universal dos Direitos Humanos repudia qualquer tipo de discriminação por ferir de morte os direitos humanos.

Eis aqui outra verdade censurada pela mídia. Esse pernicioso exame da OAB, trata-se na realidade de um grande jabuti plantado vergonhosamente na Lei nº8.906/94, com a única preocupação de manter reserva pútrida de mercado num país dos desempregados e não obstante faturar alto. Criam-se dificuldades para colher facilidades: Taxas médias dos concursos nível superior apenas R$ 85, taxa concurso público para OAB/DF apenas R$ 75; taxa do pernicioso caça-níqueis exame da OAB, pasme, R$ 240? Um abuso ou assalto ao bolso.

Estima que nos últimos vinte e um anos  só OAB, abocanhou extorquindo com altas taxas de inscrições e reprovação em massa, cerca de quase R$ 1,0 bilhão de reais. Se OAB está realmente preocupada com a melhoria do ensino jurídico deste país, pergunto: Qual foi o percentual desse montante destinado à melhoria do ensino e/ou reforço das qualificações desses cativos ou escravos contemporâneos?  Por quê  esses recursos tosquiados dos bolsos desses  escravos contemporâneos, não são revertidos no reforço das suas qualificações?

Já imaginou os prejuízos incomensuráveis que esse exame caça-níqueis vem causando ao país dos desempregados? Onde está a responsabilidade social da OAB outrora defensora dos direitos humanos?

A OAB não pode insistir num exame excludente como o seu famigerado caça-níqueis e deveria num gesto de grandeza extirpar esse câncer do nosso ordenamento jurídico.

OAB e FGV além de usurparem vergonhosamente papel do Estado (MEC) ainda se negam a corrigir com seriedade as provas da segunda fase do X caça-níqueis Exame da OAB. Uma excrescência tão grande que de acordo com o Blog Bocão News, levou o ex- Presidente da OAB/BA, Saul Quadros Filho em seu Facebook, a fazer duras críticas à empresa que organiza atualmente o exame da OAB.

Uma excrescência tão grande que de acordo com o Blog Bocão News, levou o ex-presidente da OAB/BA, nobre advogado dr. Saul Quadros Filho em seu Facebook, a fazer duras críticas à empresa que organiza atualmente o exame da OAB. De acordo com Saul Quadros Filho, a FGV comete tantos erros na confecção da prova que é preciso urgentemente cobrar da instituição o mínimo de competência. (…) Portanto, o dever do Conselho Federal é cuidar da qualidade das provas ou então aposentar o exame. (…) No atual momento o Conselho Federal tem que ser solidário e não o algoz dos que “foram reprovados” pela FGV quando, na verdade, se tem alguém que merece ser reprovada é, induvidosamente, a própria Fundação Getúlio Vargas, endureceu Quadros.

Isso significa afirmar que um bom advogado se faz ao longo dos anos de experiências forenses e não com exame caça-níqueis, até porque o papel de qualificação é das universidades e não dos  Conselhos de Fiscalizações das  Profissões. Essa prova não é para medir conhecimento e sim reprovação em massa. Quanto maior reprovação maior o faturamento. Criam-se dificuldades para colher facilidades.

Não é justo Excelências punir por antecipação, milhares de bacharéis em direito, (advogados) sem o devido processo legal, (Due Processo f law” ) arquivando recursos administrativos, cerceando a ampla defesa, aplicando prova tipo casca de banana, para reprovação em massa ao ponto do Eminente Professor Renato Saraiva, desabafar que não passaria no exame da OAB, diante das tremendas injustiças que vem praticando OAB: Ele afirmou:

LUTE POR SEUS DIREITOS no Blog Exame de Ordem, Fonte: http://www.portalexamedeordem.com.br/renato/2011/03/lutem-por-seus-direitos/

“Excelentíssimo Presidente da OAB, Excelentíssimos Conselheiros da OAB e Representantes da FGV. Tenho 10 anos de Magistério, 7 livros editados sobre Trabalho e Processo do Trabalho, com 70 mil livros em média vendidos anualmente. Fui aprovado num do concursos  mais difíceis do Brasil, o do Ministério Público do Trabalho – MPT. Já preparei e APROVEI no exame de ordem, talvez, mais da metade do quadro atual de advogados. Portanto, de exame de ordem, eu entendo.

O QUE ESTÃO FAZENDO COM OS EXAMINANDOS É UMA COVARDIA!!!

VOU SER CLARO: EU, RENATO SARAIVA, NÃO PASSARIA NESSE EXAME, POIS ERA HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL TERMINAR A PROVA.

UMA PROVA FEITA POR UM DESEQUILIBRADO, ALGOZ, CARRASCO, SELVAGEM, RECHEADA DE QUESTÕES SEM FUNDAMENTAÇÃO OU ALTAMENTE CONTROVERTIDAS.

PRONTO! DIVULLGUEM PARA TODOS!!! RENATO SARAIVA AFIRMOU QUE NÃO PASSARIA NA PROVA. É VERDADE!!! SÓ FALTA  O PRESIDENTE DA OAB DIZER QUE EU, RENATO SARAIVA, NÃO ESTAVA PREPARADO PARA A PROVA.

QUAL SERÁ A DESCULPA AGORA?

MEUS ALUNOS E OUVINTES. NOSSA MISSÃO É APOIÁ-LOS!!

AGORA, NÃO ESPEREM QUE NINGUEM LUTE A LUTA DE VOCÊS!

VOCÊS DEVEM LUTAR. É PREFERÍVEL MORRER LUTANDO DO QUE SE CURVAR A UM SISTEMA INJUSTO E DESUMANO.

LUTEM! LUTEM LUTEM! “

RENATO SARAIVA

O que deve ser feito é exame periódico durante o curso, efetuando as correções necessárias na grade curricular e não esperar o aluno se formar fazendo malabarismo, pagando altas mensalidades, sacrificando sua vida e vida dos seus familiares, enfim investindo tempo e dinheiro, para depois dizerem que ele não está capacitado para exercer a advocacia.

Assegura a Constituição Federal art. 5º- XIII, “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases – LDB – Lei 9.394/96 art. 48 diz: os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular. Isso vale para medicina engenharia, psicologia, arquitetura, administração, (…), para  todas profissões menos, pasme, para advocacia? Isso é pura  discriminação.  Onde fica o Princípio Constitucional da igualdade?  A Declaração Universal dos Direitos do Homem, de 1948, repudia a discriminação, em quaisquer de suas formas, por atentar contra a dignidade da pessoa humana e ferir de morte os direitos humanos.

O papel de qualificação é de competência das universidades e não da OAB. A própria OAB reconhece isso. É o que atestava o art. 29 § 1º do Código de Ética Disciplina da OAB “Títulos ou qualificações profissionais são os relativos à profissão de advogado conferidos por universidades ou instituições de ensino superior, reconhecidas. Esse dispositivo foi revogado de forma sorrateira pelo novo Código de Ética da OAB. Lembro que revogação tem efeito “ex-nunc”.

Qualidade de ensino se alcança, com a melhoria das Universidades, suas instalações modernas, equipamentos, laboratórios, bibliotecas, valorização e capacitação dos seus professores, inscritos nos quadros da OAB, e não com exame caça-níqueis, parque das enganações, (armadilhas humanas).

Conclamo mais uma vez os dirigentes da OAB a respeitarem a Declaração Universal dos Direitos da Pessoa Humana, aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 1948, Artigo XXIII  -1 – Toda pessoa tem o direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, à justas e favoráveis condições de trabalho e à proteção contra o desemprego.

Exame da OAB por si só não qualifica ninguém, se assim fosse não teríamos advogados na criminalidade. OAB tem que se limitar a fiscalizar os seus inscritos e puni-los exemplarmente, fato que não está acontecendo veja o que relatou a REPORTAGEM DE CAPA DA REVISTA ÉPOCA Edição nº 297 de 26/01/2004“O crime organizado já tem diploma e anel de doutor. Com livre acesso às prisões, advogados viram braço executivo das maiores quadrilhas do país.

A OAB precisa substituir o verbo arrecadar pelo verbo humanizar. Precisa respeitar a Convenção nº 168 da Organização Internacional do Trabalho – OIT, relativa à Promoção do Emprego e à Proteção contra o Desemprego, assinada em Genebra, em 1º de junho de 1988.

Afinal a função primordial dos Direitos Humanos é proteger os indivíduos das arbitrariedades, do autoritarismo, da prepotência e dos abusos de poder. É indubitavelmente uma vergonha internacional, que deve ser denunciado à Organização Mundial do Trabalho – OIT, bem à Corte Interamericana de Direitos humanos..

Durante o julgamento julgamento  que desproveu o RE 603.583  o nobre Ministro do Supremo Tribunal Federal – STF,  Luiz Fux apontou que o exame da OAB caminha para a inconstitucionalidade se não forem criadas formas de tornar sua organização mais pluralista. Para Fux, manter a elaboração e organização do exame somente nas mãos de integrantes da OAB pode suscitar questionamentos em relação à observância, pela entidade, de princípios democráticos e republicanos. “Cumpre à OAB atender às exigências constitucionais de legitimação democrática da sua atuação, que envolve, entre outros requisitos, a abertura de seus procedimentos à participação de outros seguimentos da sociedade”, reiterou. Para o ministro, a forma como o exame é produzido atualmente é uma “falha” que acarretará, no futuro, “a efetiva inconstitucionalidade da disciplina do exame da OAB”.

Estima que nos últimos vinte e um anos  só OAB, abocanhou extorquindo com altas taxas de inscrições e reprovação em massa, cerca de quase R$ 1,0 bilhão de reais. Se OAB está realmente preocupada com a melhoria do ensino jurídico deste país, pergunto: Qual foi o percentual desse montante destinado à melhoria do ensino e/ou reforço das qualificações   desses cativos ou escravos contemporâneos?

Quem forma em medicina é medico, em administração é administrador, em psicologia é psicólogo, em engenharia é engenheiro (…) e quem forma em direito é sim advogado e não cativos ou escravos contemporâneos da OAB, tanto é verdade que a maioria dos advogados inscritos nos quadros da OAB, não submeteu a essa  excrescência e se fosse submetidos hoje nesse exame, seriam todos reprovados.

Pergunto ao Senhor Presidente da OAB e aos omissos Senadores da República e Deputados Federais e membros do Ministério  Público Federal : Como esses cativos ou escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo omisso MEC vão conseguir pagar o Fies? Como vão conseguir experiências de dois ou três anos, exigidos nos concursos para Magistratura Se não têm direito ao primado do trabalho? Correndo risco de serem presos por exercício ilegal da profissão?

Vamos humanizar OAB. Ela precisa ser parceira dos bacharéis em direito, ao invés de algoz. A maioria dos advogados aqui presentes não submeteram a essa excrescência.

Por fim se os advogados condenados nos maiores escândalos de corrupção de todos os tempos, o lava-jato e o petrolão, (…)  têm direito a reinserção social, direito ao trabalho, porque os condenados ao desemprego pela leviatã OAB sem a ampla defesa e o devido processo legal, não têm direito ao primado do trabalho?

Ora, se para ser Ministro do Egrégio  STF não precisa ser advogado, basta o cidadão ter mais de trinta e cinco anos e menos de sessenta cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada (art. 101 CF).  Se para ocupar vagas nos Tribunais Superiores  OAB se utiliza de listas de apadrinhados da elite (Quinto dos apadrinhados)?  Por quê para ser advogado o bacharel tem que passar por essa cruel humilhação e terrorismo.

Ensina-nos Martin Luther King “Há um desejo interno por liberdade na alma de cada humano. Os homens percebem que a liberdade é fundamental e que roubar a liberdade de um homem é tirar-lhe a essência da humanidade”. “Na nossa sociedade, privar um homem de emprego ou de meios de vida, equivale, psicologicamente, a assassiná-lo.

Isso é Brasil quase 14 milhões de desempregados entre eles cerca de 130 mil cativos ou escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo omisso Estado (MEC), jogados ao banimento, sem direito ao primado do trabalho. OAB não pode insistir num exame excludente como o seu caça-níqueis e deveria num gesto de grandeza extirpar esse câncer do nosso ordenamento jurídico.

Estou convencido que existem sim alternativas humanitárias e inteligentes tipo: Estágio Supervisionado e/ou  Residência Jurídica.  Quando criança trabalhando na roça com meu saudoso e inesquecível pai Sr. Antônio Sodré, (Símbolo de caráter e Honestidade), semeando a terra para plantar o sustento da nossa família, ao arar a terra, com uma dupla de bois, quando o mais velho estava prestes a  se aposentar, meu pai colocava um jovem boi para aprender com o mais velho. Aprendi  que “ A bove majore discit arare minor”   (O boi mais velho ensina o mais novo a arar), um belo exemplo para os mercenários da OAB, resgatar essa entidade que no passado prestou relevantes serviços ao país e hoje atua na contramão da história.

Assim como Martin Luther King, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, em 14.10.1988, em face sua luta no combate à desigualdade racial através da não violência, “I have a dream” (Eu tenho um sonho): Em respeito ao primado do trabalho, à Constituição Federal e à Declaração Universal dos Direitos Humanos, libertar  e inserir no mercado de trabalho  cerca de 130 mil cativos e ou escravos contemporâneos da OAB, sem direito ao primado do trabalho, não obstante extirpar esse câncer, banir urgente do nosso ordenamento jurídico, o jabuti mais lucrativo do país, o pernicioso, concupiscente, famigerado caça-níqueis exame da OAB, (bullying social), uma chaga social que envergonha o país dos desempregados. Mirem-se nos ensinamentos do Papa Francisco: Já não escravos. Mas irmãos. Devemos construir pontes, em vez de erguer muros.

Vasco Vasconcelos,

escritor e jurista. Brasília-DF. E-mail: vasco.vasconcelos26@gmail.com

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM e marcado , . Guardar link permanente.

71 respostas para Vasco: É PROIBIDO PROIBIR – OAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #FimDaReservaDeMercadoDaOAB

  1. JOSE SILO DA SILVA disse:

    CARTA ABERTA Nº 1.222, AOS PRESIDENTES DA ANB(ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS BACHARÉIS), OBB(ORDEM DOS BACHARÉIS DO BRASIL), MNDB, BAÇÃO, MABRA E TODAS DEMAIS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO O PAÍS(BRASIL):
    Diante de várias tentativas, nossas associações, que defende o fim do exame corporativista da OAB/FGV, pediram uma audiência com os Ex-Presidentes da República, Dilma Roussef, Luiz Inácio Lula da Silva(Lula), Fernando Henrique Cardoso e por último, Michel Temer.
    Nunca tivemos nenhuma resposta por parte deste Governo Federal, nem tampouco dos Ex- Presidentes da República, citados acima. Mais uma vez, pleiteamos, apoio de todas as Associações dos Bacharéis, dentro do território nacional, para nos mobilizarmos de caráter urgente, para realizarmos um protesto pacífico em frente do Palácio do Governo Federal, e em frente do Congresso Nacional, para pedirmos o fim corporativista do “EXAME DA OAB”, ou a mudança da aplicação do Exame, pelo MEC(MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO E CULTURA).
    O Presidente Michel Temer, sempre defendeu a manutenção do EXAME DA OAB, agora todas as seccionais, exceto uma, e o Presidente do Conselho Federal da OAB, protocolaram o pedido de IMPECTMAN contra o governo atual, na Câmara dos Deputados Federais, na data de 25/05/2017(quinta feira).
    A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil), sempre traiu o Presidente Michel Temer e os outros Ex-Presidentes, pedindo os afastamento dos mesmos, demonstrando de forma cristalina, que sempre esteve contra seus objetivos políticos.
    O exame da OAB/FGV, sempre reprovou em massa, mais de 90%(noventa dos inscritos), com suas avaliações recheadas de pegadinhas, quanto mais se reprova, mais aumenta a arrecadação, além do Conselho Federal da OAB, distribuir de forma injusta, todo bolo do mercado de trabalho, para quem passa nos seus exames corporativistas.
    Outrossim, mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito, já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, tentando passar no exame da OAB, por mais de quinze vezes, sem lograrem êxito.
    Senhores Presidentes, que defendem os Bacharéis Brasileiros, façam algunha coisa, vamos à luta, tomem todas as medidas coletivas de forma pública, para que os Bacharéis diplomados pelo MEC, possam exercer a profissão de ADVOGADO, dentro do nosso estado, democrático de direito, com liberdade e dignidade. Não se pode esperar mais!
    São Paulo, Capital, 26 de Maio de 2.017
    APOIO A CARTA ACIMA: João Batista Suave-Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis em Direito do Brasil, Sede: ES; Pedro dos Santos Cardoso de Freitas -Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados, Sede: SP; Jurandir dos Santos Silva – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do RJ; José Silo da Silva -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de MG; Rosangela Coutinho da Silveira -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da BA; Fernando Pimentel da Costa -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Alagoas; Brigite de Albuquerque- Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de SC; Antonio Pimentel -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Acre; Joana Santana de Mendonça -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Amapá; Silvio Rodrigues Pereira -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Amazonas; Nilson Suave Batista -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Ceará; Luiz Carlos da Silva- Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Goiás; Maria Alice Mendonça -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Distrito Federal; Silvana Pinto da Silva -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Maranhão; Cláudia Pires de Oliveira -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso; Fernanda da Fonseca -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso do Sul; Joaquim Cardoso de Melo -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Pará; Silviano Cardoso de Melo -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Paraíba; Gilson da Cunha -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Paraná; Arlindo Sarney de Oliveira -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Pernanbuco; Glória Silva Barbosa – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Piauí; Mariane de Matos -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Rio Grande do Norte; Alice de Carvalho -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Rondônia; Eliene Santana -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Roraim; Rita de Cássia -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Sergipe; Gabriela Caiado Cardoso-Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito de Tocantins.

  2. ANA PAULA DA SILVA disse:

    ***************************************************************************************************************************E AGORA PRESIDENTE MICHEL TEMER, VAI CONTINUAR DEFENDENDO O EXAME DA OAB/FGV?

    CARTA ABERTA Nº 33 AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA MICHEL TEMER:
    Diante de várias tentativas, nossas associações, que defende o fim do exame corporativista da OAB/FGV, pediram uma audiência com Vossa Excelência, nunca tivemos nenhuma resposta por parte deste Executivo. Pela última vez, pleiteamos com a máxima vênia, que tome alguma medida prevista em lei e dentro de sua competência, para extinguir o Exame da OAB/FGV ou mudá-lo para aplicação do MEC(Ministério da Educação e Cultura).

    Infelizmente, Vossa Excelência, sempre defendeu a manutenção do EXAME DA OAB, agora todas as seccionais, exceto uma, e o Presidente do Conselho Federal da OAB, pede seu afastamento do Cargo de Presidente da República. Portanto, a OAB, traiu sua confiança, demonstrando de forma cristalina, que sempre esteve contra seus objetivos políticos.

    Ressalta-se, que a OAB(Ordem dos Advogados do Brasil), pediu anteriormente o afastamento do Ex-Presidente Fernando Collor de Mello e da Ex-Presidente Dilma Rousseff, logrando êxito.

    São Paulo, Capital, 22 de Maio de 2.017

    APOIO A CARTA ACIMA: João Batista Suave-Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis em Direito do Brasil, Sede: ES; Pedro dos Santos Cardoso de Freitas -Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados, Sede: SP; Jurandir dos Santos Silva – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do RJ; José Silo da Silva -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de MG; Rosangela Coutinho da Silveira -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da BA; Fernando Pimentel da Costa -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Alagoas; Brigite de Albuquerque- Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de SC; Antonio Pimentel -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Acre; Joana Santana de Mendonça -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Amapá; Silvio Rodrigues Pereira -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Amazonas; Nilson Suave Batista -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Ceará; Luiz Carlos da Silva- Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Goiás; Maria Alice Mendonça -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Distrito Federal; Silvana Pinto da Silva -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Maranhão; Cláudia Pires de Oliveira -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso; Fernanda da Fonseca -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso do Sul; Joaquim Cardoso de Melo -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Pará; Silviano Cardoso de Melo -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Paraíba; Gilson da Cunha -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Paraná; Arlindo Sarney de Oliveira -Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Pernanbuco; Glória Silva Barbosa – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Piauí; Mariane de Matos -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Rio Grande do Norte; Alice de Carvalho -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Rondônia; Eliene Santana -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Roraim; Rita de Cássia -Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Sergipe; Gabriela Caiado Cardoso-Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito de Tocantins.

  3. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    “ORDEM DOS BACHARÉIS DO BRASIL
    CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA MICHEL TEMER
    18 de novembro de 2016
    Excelentíssimo Senhor Presidente Michel Temer
    Antes de iniciar essa carta gostaria de não me desculpar pela minha honestidade, visto que honestidade não é uma característica e sim um dever.
    Como é de conhecimento público, em suas declarações, a geração de empregos é prioridade em seu governo, porém, assim como no governo anterior, as prioridades em prol do povo continuam sendo secundárias perante interesses corporativos, tanto que até o momento nada foi feito para poupar ou ajudar sequer os desempregados vítimas dessa tragédia econômica, causada por uma minoria que não dá a mínima pelo sofrimento dos inocentes que padecem com suas consequências. Exemplo disso é a OAB, que mesmo assistindo o maior desemprego da história, que já se tornou uma calamidade, com a conivência do Estado, continua gerando desempregos para centenas de milhares de brasileiros através do exame de ordem, bacharéis em direito que deveriam estar advogando e não ocupando centenas de milhares de vagas de trabalho nos mais diversos setores do mercado.
    É compreensível que, tanto o Excelentíssimo Senhor Presidente, como os demais governantes não conheçam as consequências do desemprego, até porque, não sentem na pele tais consequências que são cruéis, portanto, com todo respeito, seria interessante se ao menos o senhor se colocasse no lugar de um pobre pai de família desempregado, vendo seus filhos ou netos pedindo um pão para comer e se sentir impotente por não poder comprar, vendo-os com fome sem ter a quem recorrer e ainda ter que pagar impostos sabendo que não haverá retorno por conta da corrupção.
    Segundo o Senhor, Presidente, sua intenção não é popularidade e sim colocar o país no rumo do desenvolvimento, gerar empregos e fazer com que a economia se fortaleça, porém, o que a sociedade tem acompanhado é o empenho em seu governo pelo aumento de arrecadação sem nada a oferecer em troca, ou seja, mais saúde, mais educação e segurança, sendo que ao contrário disso a sociedade vive um caos devido à redução de investimentos nessas áreas.
    No intuito de colaborar com o governo na geração de centenas de milhares de novas vagas de trabalho em diversos setores e até mesmo no aumento da arrecadação, a Associação Ordem dos Bacharéis do Brasil, simplesmente denominada OBB, por intermédio de seu presidente, Willyan Johnes, por duas vezes protocolou na Coordenação da Documentação da Presidência da República, solicitação de audiência com Excelentíssimo Presidente, onde, até o presente, ambas foram ignoradas, essas que em seus teores mostraram claramente uma forma de gerar centenas de milhares de novas vagas de emprego nesse momento tão crucial e também, uma forma de aumentar a arrecadação fazendo com que a OAB contribua com sua respectiva parcela de impostos, visto que arrecada uma soma astronômica anualmente em todos os estados e municípios no território nacional e não presta contas ao Estado de direito mesmo não sendo contemplada com a imunidade tributária na Constituição Federal.
    Senão vejamos Senhor Presidente:
    Centenas de milhares de bacharéis em direito que ainda não perderam seus empregos em diversos seguimentos, por não poderem advogar, ocupam centenas de milhares de vagas em diversos setores comerciais e produtivos, nas indústrias, comércio, serviços… Sendo que já cumpriram todos os requisitos exigidos pelo MEC durante cinco anos de estudos e mesmo assim são impedidos pela OAB de trabalharem na profissão escolhida por conta da obrigatoriedade de um exame mal elaborado, cheio de pegadinhas, com fim de reprova em massa, imposto pela OAB com objetivo de faturar por volta de oitenta milhões de reais anualmente sem ter que prestar contas dessa fortuna ao Estado de direito.
    É de conhecimento público que o senhor defende o exame de ordem, no entanto, também é de conhecimento público que o senhor diz que a geração de empregos é prioridade em seu governo e com isso, sendo de seu conhecimento que o fim desse caça níqueis geraria centenas de milhares de novas vagas de empregos em diversos setores, visto que essas vagas seriam desocupadas pelos novos advogados e preenchidas por outras centenas de milhares de desempregados, na atual conjuntura, não seria bom para a sociedade rever seu conceito a respeito? Afinal, não dá para servir a Deus e ao diabo. Até porque, em entrevista no programa “Fantástico” da TV Globo, no intuito de justificar a qualificação de sua esposa para assumir um cargo na área social do governo, o senhor afirmou que ela é advogada mesmo não tendo prestado o exame de ordem e tampouco inscrita na OAB e nesse caso, como advogado e especialista em direito constitucional, o senhor está correto, pois bacharel em direito no mundo inteiro é advogado, tanto que faz parte da grade curricular do curso de direito o estatuto da OAB, o código de ética do advogado e não de qualquer outra profissão. Só não é para a OAB, que nem mesmo a lei 12.605 de 2012, que obriga as instituições públicas e privadas a expedir diplomas e certificados com a designação da profissão (advogado) e o grau obtido (bacharel em direito), fez com que a OAB a cumprisse e admitisse a injustiça praticada contras centenas de milhares de bacharéis em direito por todo o país. Que poder é esse?
    Art. 1o As instituições de ensino públicas e privadas expedirão diplomas e certificados com a flexão de gênero correspondente ao sexo da pessoa diplomada, ao designar a profissão e o grau obtido.
    Quanto a aumentar a arrecadação, Senhor Presidente, não é justo penalizar as empresas e toda a sociedade com uma carga tributária tão expressiva enquanto a OAB arrecada bilhões de reais entre exame de ordem, anuidade dos advogados, contratos milionários com estados, Xerox em todos os fóruns, procurações… Não presta contas desse montante exorbitante e de seus bens ao Estado de direito como se fosse um estado paralelo com seus palácios, que tenta governar por intermédio de seu poder econômico e de influência, pois sua arrecadação anual é maior que o PIB de muitos países.
    Isso sem contar Senhor Presidente, que o FIES financiou e financia o curso de direito para milhares e milhares de brasileiros com dinheiro público, esses que, depois de formados, ao invés de ingressarem livremente no mercado de trabalho na profissão financiada e pagar o financiamento de seus estudos, para validar seus diplomas, (um absurdo) são encaminhados para a OAB, que fatura milhões de reais anualmente com a venda da esperança do trabalho digno, cobrando uma taxa de inscrição absurdamente cara que nada garante aos financiados e demais bacharéis em direito que também são explorados, arrecadando assim, uma fábula a custa do desemprego, da miséria e prejuízo à sociedade visto que só ela arrecada em cima de tais financiamentos, pois a maioria financiada não consegue emprego e não têm como pagar o FIES, sendo que o fim dessa prova devolveria milhões de reais aos cofres públicos, aumentando a arrecadação com o retorno desse dinheiro. Seria o Estado um agenciador de clientes para a OAB?
    Enfim Senhor Presidente, sendo o senhor um advogado que não prestou o exame de ordem, casado com uma bacharela que segundo o senhor é advogada, um presidente que defende em suas declarações a importância da geração de empregos e o aumento na arrecadação, não seria esse o momento de tomar providências a respeito? Pois se trata de centenas de milhares de novas vagas de trabalho, retorno de milhões de reais de financiamento público pelo FIES e de bilhões de reais não declarados pela OAB. Isso sem contar com milhões de reais que entrariam com os impostos pagos pelos novos advogados, esses que contratariam milhares de novos assistentes, gerando ainda mais consumo e mais empregos.
    BRASIL, ORDEM E PROGRESSO PARA TODOS.
    Willyan Johnes
    Ordem dos Bacharéis do Brasil”

    NOTA: O texto acima foi transcrito na íntegra por PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS.

  4. jurandir dos santos silva disse:

    **********************************CARTA ABERTA AO PRESIDENTE MICHEL TEMER, DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA:

    QUEREMOS O FIM DA COBRANÇA DAS ANUIDADES DEVIDAS A OAB(ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL) E AOS CONSELHOS DE CLASSE PROFISSIONAIS EM GERAL, POIS A OAB E OS CONSELHOS DE CLASSE, COBRAM AS ANUIDADES, NA CONTRAPARTIDA, NÃO HÁ PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM FAVOR DA CLASSE DOS PROFISSIONAIS VINCULADOS NOS SEUS QUADROS.

    OUTROSSIM, A OAB E DEMAIS CONSELHOS DE CLASSE, DEVERIAM SER FISCALIZADOS PELO TCU(TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO), POIS ESTES CONSELHOS NÃO PRESTAM CONTAS DE FORMA PÚBLICA E TRANSPARENTE DO QUE ARRECADAM.

    Rio de Janeiro, Capital, 28 de Abril de 2.017

    João Batista Suave
    Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

    José Silo da Silva
    Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

    Ana Paula da Silva
    Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

    Simone dos Santos Freitas
    Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Maria Paula Soares
    Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Rosângela Sarney
    Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Paulo Marinho da Silveira
    Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

  5. jose disse:

    Um dos defensores do Presidente Temer, no TSE é nada mais e nada menos que o antecessor do atual presidente nacional da OAB. Essa é uma das razões que ele não levanta uma palha em prol dos bacharéis, nem ouve os seus apelos. São todos farinha do mesmo saco, jogam todos no mesmo time. Vamos aguardar para ver se o TSE julga a chapa Dilma-Temer o mais rápido possível ou vai aguardar até o termino seu do mandato?

    • Alves disse:

      O Janot tbm, é contra o exame de ordem da OAB! só estar faltando denuncias contra este Sindicato que se diz o intocável para quem sabe ele entrar com uma representação.

    • Alves disse:

      Quem sabe se fizer uma matéria no youtube sobre a inconstitucionalidade do exame de ordem da oab, poderemos mostrar para o mundo,sobre os direitos Humanos contido em nossa Nação brasileira!!!.

      • jose disse:

        Concordo com a sua ideia, começando pelo valor da taxa do exame que são de R$ 240,00, na medida que o Enem cobra R$ 82,00 , que será feito em duas fases. Só que as autoridades não enxergam esse valor abusivo, e não querem saber quem são os beneficiários. São como os ex-presidentes, não sabiam da roubalheira!

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      CARTA ABERTA AOS PRESIDENTES E TODAS AS DIRETORIAS DOS CANAIS ABERTOS DE TELEVISÃO DA REDE RECORD, REDE SBT, REDE BANDEIRANTES E REDE GLOBO

      CARTA Nº 03/2017

      *Ref. Pedido de Socorro da Imprensa Nacional em Geral

      Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, servimos da presente, para pedir apoio destes respeitáveis meios de comunicação, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.

      O exame da OAB,reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que se inscrevem neste certame corporativista. Mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito,já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes, sem lograrem êxito.

      O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais,sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.

      O único curso de nosso país,que precisa de exame complementar da OAB, mesmo depois do formado,estar de posse de um diploma universitário de “Bacharel em Direito”, registrado no MEC(Ministério de Educação e Cultura), é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.

      A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil),promove a cada exame, o aumento do desemprego em nosso país(Brasil);segundo fonte atual do IBGE,número de desempregados,já ultrapassam mais de 14(quatorze) milhões.

      A classe dos Bacharéis em Direito, são incorporados neste massacre aos trabalhadores brasileiros. Os bacharéis, já formados, com seus diplomados validados pelo MEC, são impedidos de terem acesso com dignidade ao mercado de trabalho, por causa do corporativismo da OAB.

      Ressalta-se,todas as atividades na área do direito privado, como consultoria, advocacia,assessoria,direção jurídicas, etc,são privativas dos que passaram no exame da OAB(advogados). Até na área de docência, mesmo o bacharel

      possuindo doutorado, as faculdades exigem a carteira da OAB.

      Outrossim,infelizmente, para realizarem concurso público nas áreas da procuradoria municipal, estadual e federal; defensor,delegado de polícia,conciliador,entre outros,tem que ter inscrição na OAB.

      Por derradeiro,pergunta-se para que serve o curso universitário de Bacharel em Direito? A OAB, através do seu corporativismo, joga os bacharéis em direito no limbo, cinco anos com investimento financeiro e psicológico na universidade, sem ter na prática,nenhuma utilidade e finalidade.

      São Paulo, Capital, 01 de Maio de 2.017

      João Batista Suave
      Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

      José Silo da Silva
      Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

      Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
      Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

      Ana Paula da Silva
      Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

      Simone dos Santos Freitas
      Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Maria Paula Soares
      Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Rosângela Sarney
      Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Paulo Marinho da Silveira
      Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

      Roberto Pimentel Temer
      Presidente Nacional das Rádios Integrativas dos Bacharéis do Brasil

      Antonio Henrique Cardoso
      Presidente Nacional da TV ONLINE DOS BACHARÉIS DO BRASIL

    • jurandir dos santos silva disse:

      CARTA ABERTA AO TCU(TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO), AO PRESIDENTE MICHEL TEMER, DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES

      REF. PEDIDO DE CPI (INVESTIGAÇÃO) DAS CONTAS DE TODOS OS CONSELHOS DE CLASSE

      TODOS 0S CONSELHOS DE CLASSE, DEVERIAM SER FISCALIZADOS PARA SABER SE HÁ ALGUMA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VINCULADOS AOS SEUS ASSOCIADOS. SE NÃO HÁ EFETIVA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, OS CONSELHOS DETECTADOS, DEVEM SER EXTINTOS E AS TAXAS(ANUIDADES) COBRADAS, DEVEM SER RESTITUÍDAS AOS INSCRITOS NOS SEUS QUADROS.

      OS CONSELHOS COBRAM ANUIDADES, MAS NÃO PRESTAM NENHUM SERVIÇO EM BENEFÍCIO AOS SEUS ASSOCIADOS; HÁ SIM, APENAS UMA FISCALIZAÇÃO DA PROFISSÃO.

      RIO DE JANEIRO, 10 DE MAIO DE 2.017

      João Batista Suave
      Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

      José Silo da Silva
      Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

      Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
      Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

      Ana Paula da Silva
      Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

      Simone dos Santos Freitas
      Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Maria Paula Soares
      Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Rosângela Sarney
      Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Paulo Marinho da Silveira
      Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

      Roberto Pimentel Temer
      Presidente Nacional das Rádios Integrativas dos Bacharéis do Brasil

      Antonio Henrique Cardoso
      Presidente Nacional da TV ONLINE DOS BACHARÉIS DO BRASIL

      • Alves disse:

        Michael Temer se ele quiser poderá dar uma resposta para a “OAB” editando, MP, Lei que estingue o estatuto da “OAB” que, estar sendo mais forte que a Constituição Federal!!……

  6. jose disse:

    No Estado do Rio Grande do Sul , 40 concursos públicos e licitações estão sendo investigados, das Prefeituras e do Estado.
    O responsável pelas investigações é o MP. Alguns já estão presos. Os acordos eram feitos entre funcionários públicos e as empresas responsáveis pelas aplicações das provas.
    Mais reforça a ideia que o Ministério Público Federal tem o dever de investigar a OAB e a FGV. Saber as razões das reprovações em massa. Sem denegrir à imagem de qualquer instituição, que não deve, não tem o que temer. Seria importante até mesmo, para avaliar às Universidades de Direito.

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      CARTA ABERTA AOS PRESIDENTES E TODAS AS DIRETORIAS DOS CANAIS ABERTOS DE TELEVISÃO DA REDE RECORD, REDE SBT, REDE BANDEIRANTES E REDE GLOBO
      CARTA Nº 03/2017
      *Ref. Pedido de Socorro da Imprensa Nacional em Geral
      Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, servimos da presente, para pedir apoio destes respeitáveis meios de comunicação, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.
      O exame da OAB,reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que se inscrevem neste certame corporativista. Mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito,já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes, sem lograrem êxito.
      O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais,sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.
      O único curso de nosso país, que precisa de exame complementar da OAB, mesmo depois do formado, estar de posse de um diploma universitário de “Bacharel em Direito”, registrado no MEC(Ministério de Educação e Cultura, é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.
      A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil),promove a cada exame, o aumento do desemprego em nosso país(Brasil);segundo fonte atual do IBGE,número de desempregados,já ultrapassam mais de 14 (quatorze) milhões.
      A classe dos Bacharéis em Direito, são incorporados neste massacre aos trabalhadores brasileiros. Os bacharéis, já formados, com seus diplomados validados pelo MEC, são impedidos de terem acesso com dignidade ao mercado de trabalho, por causa do corporativismo da OAB.
      Ressalta-se,todas as atividades na área do direito privado, como consultoria, advocacia,assessoria,direção jurídicas, etc, são privativas dos que passaram no exame da OAB(advogados). Até na área de docência, mesmo o bacharel
      possuindo doutorado, as faculdades exigem a carteira da OAB.
      Outrossim, infelizmente, para realizarem concurso público nas áreas da procuradoria municipal, estadual e federal; defensor, delegado de polícia,conciliador,entre outros, tem que ter inscrição na OAB.
      Por derradeiro, pergunta-se para que serve o curso universitário de Bacharel em Direito? A OAB, através do seu corporativismo, joga os bacharéis em direito no limbo, cinco anos com investimento financeiro e psicológico na universidade, sem ter na prática, nenhuma utilidade e finalidade.
      São Paulo, Capital, 01 de Maio de 2.017
      João Batista Suave
      Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

      José Silo da Silva
      Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

      Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
      Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

      Ana Paula da Silva
      Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

      Simone dos Santos Freitas
      Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Maria Paula Soares
      Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Rosângela Sarney
      Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Paulo Marinho da Silveira
      Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

      Roberto Pimentel Temmer
      Presidente Nacional das Rádios Integrativas dos Bacharéis do Brasil

      Antonio Henrique Cardoso
      Presidente Nacional da TV ONLINE DOS BACHARÉIS DO BRASIL

    • Alves disse:

      José! vcs, já pensaram em fazer um vídeo e postar no Youtbe, contando tudo sobre as irregularidades da OAB, dos poderes Executivo, Legislativo e do Judiciário que rasgam a Constituição Federal em tratando se do exame da OAB?, garanto que o mundo inteiro irá saber….

  7. jose disse:

    Os defensores dos acusados de vários crimes da operação lava jato disseram que agora vão surfar com a decisão da 2º turma do STF, no que diz respeito ao Habeas Corpus do Zé Dirceu. O Habeas Corpus foi impetrado com base no artigo 5º, LXVIII, da Constituição Federal e do caput do artigo 647, do Código de Processo Penal.
    Os bacharéis em direito não tiveram a mesma sorte com o RE 603.583-RS , que alegou a inconstitucionalidade do exame da ordem.
    Para o Zé e para a OAB tem o STF para surfar, exceto para os bacharéis em direito.

  8. AGATHA SARNEY disse:

    “A fim de beneficiar esposa e mais 4 MILHÕES de Bacharéis em Direito o Presidente Temer poderá regularizar o exame de ordem imposto pelo sindicato dos advogados mais conhecido como OAB.

    ——————————————-

    Para justificar cargo para esposa, Temer turbina currículo de Marcela

    Ao contrário do que disse o presidente interino, Marcela Temer não pode ser considerada advogada porque não tem registro na OAB

    FILIPE COUTINHO
    Michel Temer e Marcela Temer (Foto: Agência O Globo)Michel Temer e Marcela Temer (Foto: Agência O Globo)
    O presidente interino, Michel Temer, exagerou ao falar de sua mulher, Marcela, ao afirmar que ela era advogada, como forma de justificar sua qualificação para ter um cargo na área social do governo, caso Dilma Rousseff seja afastada em definitivo.

    Em entrevista ao programa “Fantástico”, da TV Globo, Temer disse que Marcela era qualificada e citou o fato de ser advogada como credencial para trabalhar no governo. “Ela tem formação nessa área?”, questiona a repórter. “Tem. Ela é advogada, né, e tem muita preocupação com as questões sociais”, disse Temer, que é advogado e especialista em Direito Constitucional.

    Questionada, a assessoria de imprensa da OAB de São Paulo não localizou os registros de Marcela. Procurado, o conselho federal da OAB também disse que ela não consta nos registros da entidade. “Não consta do Cadastro Nacional dos Advogados o nome da sra. Marcela Tedeschi Araújo Temer. Esse cadastro mostra a relação de todos os inscritos na OAB (profissionais e estagiários) e pode ser consultadoaqui“, disse a OAB em nota.

    Para ter a inscrição na OAB é preciso, além de ser formado em Direito, passar em duas fases do exame de ordem e manter o pagamento da anuidade em dia. O assunto é objeto de polêmica e já foi até alvo de projeto de lei para liberar os bacharéis em Direito para atuar mesmo sem OAB, em razão dos altos índices de reprovação no exame.

    ÉPOCA pediu esclarecimentos à assessoria de Temer, mas ainda não obteve resposta.”

    Fonte: Época

  9. jose disse:

    O Presidente Temer disse que vai marcar o seu governo com grandes mudanças, uma delas foi liberar o FGTS inativos, o segunda foi desobrigar o empregado a se filia no Sindicato da categoria.
    Só está faltando ele acabar com a obrigatoriedade da filiação nos Conselhos de Classe, principalmente o da OAB, acabar com arrogância e o ganho fácil. Fazer cumprir o artigo 5º inciso XX, da Constituição Federal. Para ser um bom governo tem que acabar com o Monopólio , Carteis e Máfias, foram eles que destruíram a nossa economia.

    • AGATHA SARNEY disse:

      CARTA ABERTA AO PRESIDENTE MICHEL TEMER, DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA:

      QUEREMOS O FIM DA COBRANÇA DAS ANUIDADES DEVIDAS A OAB(ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL) E AOS CONSELHOS DE CLASSE PROFISSIONAIS EM GERAL, POIS A OAB E OS CONSELHOS DE CLASSE, COBRAM AS ANUIDADES, NA CONTRAPARTIDA, NÃO HÁ PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM FAVOR DA CLASSE DOS PROFISSIONAIS VINCULADOS NOS SEUS QUADROS.

      OUTROSSIM, A OAB E DEMAIS CONSELHOS DE CLASSE, DEVERIAM SER FISCALIZADOS PELO TCU(TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO), POIS ESTES CONSELHOS NÃO PRESTAM CONTAS DE FORMA PÚBLICA E TRANSPARENTE DO QUE ARRECADAM.

      Rio de Janeiro, Capital, 28 de Abril de 2.017

      João Batista Suave
      Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

      José Silo da Silva
      Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

      Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
      Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

      Ana Paula da Silva
      Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

      Simone dos Santos Freitas
      Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Maria Paula Soares
      Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Rosângela Sarney
      Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Paulo Marinho da Silveira
      Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

      • jose disse:

        Essa carta aberta tem tudo a ver com a realidade dos Sindicatos e dos Conselhos de Classe . Segundo os especialistas alguns Sindicatos eram de fachadas, só serviam alguns partidos políticos.
        Com os Conselhos de Classe não são diferentes, só uma meia dúzia são beneficiados, é o famosos cabide de empregos, ganho fácil, sem fazer esforço algum, sem ser fiscalizados. Aliás, o Presidente já era para ter colocado na reforma trabalhista. Ser facultado, fazer cumprir o artigo 5º inciso XX, da Constituição Federal. Ninguém está pedindo nada fora da Constituição, que é a mesma que garante ele na presidência.

  10. jose disse:

    Na realidade o projeto da reforma trabalhista que faculta o trabalhador pagar ou não o Sindicato, nada mais é do que o cumprimento do art. 5º inciso XX , da Constituição Federal. Aliás, ele Presidente deveria estender a mesma lei para os Conselhos de Classe. Um dos papeis do Presidente é cumprir e fazer cumprir a Constituição, até porque, ele está no poder graças o art. 84 parágrafo 4º, desta mesma Constituição, que proíbe investigar crimes cometidos antes de assumir o cargo de chefe do Executivo.

  11. A Constituição Federal! Os tratados Internacionais…. Vem sendo violadas por meio dos nossos representantes dos três poderes!.

    • A Constituição Federal! Os tratados Internacionais…. Vem sendo violadas por meio dos nossos representantes dos três poderes!.
      Responder!.

      • JOSE SILO DA SILVA disse:

        CARTA ABERTA AO PRESIDENTE MICHEL TEMER, DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA:

        QUEREMOS O FIM DA COBRANÇA DAS ANUIDADES DEVIDAS A OAB(ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL) E AOS CONSELHOS DE CLASSE PROFISSIONAIS EM GERAL, POIS A OAB E OS CONSELHOS DE CLASSE, COBRAM AS ANUIDADES, NA CONTRAPARTIDA, NÃO HÁ PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM FAVOR DA CLASSE DOS PROFISSIONAIS VINCULADOS NOS SEUS QUADROS.

        OUTROSSIM, A OAB E DEMAIS CONSELHOS DE CLASSE, DEVERIAM SER FISCALIZADOS PELO TCU(TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO), POIS ESTES CONSELHOS NÃO PRESTAM CONTAS DE FORMA PÚBLICA E TRANSPARENTE DO QUE ARRECADAM.

        Rio de Janeiro, Capital, 28 de Abril de 2.017

        João Batista Suave
        Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

        José Silo da Silva
        Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

        Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
        Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

        Ana Paula da Silva
        Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

        Simone dos Santos Freitas
        Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

        Maria Paula Soares
        Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

        Rosângela Sarney
        Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

        Paulo Marinho da Silveira
        Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

    • JOSE SILO DA SILVA disse:

      CARTA ABERTA AO PRESIDENTE MICHEL TEMER, DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA:

      QUEREMOS O FIM DA COBRANÇA DAS ANUIDADES DEVIDAS A OAB(ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL) E AOS CONSELHOS DE CLASSE PROFISSIONAIS EM GERAL, POIS A OAB E OS CONSELHOS DE CLASSE, COBRAM AS ANUIDADES, NA CONTRAPARTIDA, NÃO HÁ PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM FAVOR DA CLASSE DOS PROFISSIONAIS VINCULADOS NOS SEUS QUADROS.

      OUTROSSIM, A OAB E DEMAIS CONSELHOS DE CLASSE, DEVERIAM SER FISCALIZADOS PELO TCU(TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO), POIS ESTES CONSELHOS NÃO PRESTAM CONTAS DE FORMA PÚBLICA E TRANSPARENTE DO QUE ARRECADAM.

      Rio de Janeiro, Capital, 28 de Abril de 2.017

      João Batista Suave
      Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

      José Silo da Silva
      Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

      Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
      Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

      Ana Paula da Silva
      Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

      Simone dos Santos Freitas
      Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Maria Paula Soares
      Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Rosângela Sarney
      Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Paulo Marinho da Silveira
      Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

  12. jose disse:

    Tem uma música que se chama “CIDADÃO”, que tem a seguinte letra: Fui eu quem criou a terra, enchi o rio , fiz a serra, não deixei nada faltar, hoje o homem criou asas e na maioria das casas eu também não posso entrar.
    Essa música vem a calhar com a realidade do governo:
    Fui eu quem criou os Conselhos, Fundações e Sindicatos, não deixei nada faltar, mais o homem criou assas e a maioria deles eu não posso fiscalizar.
    É simples, se não pode fiscalizar, corta a receita deles, como está sendo feito com os Sindicatos.

  13. JOSE SILO DA SILVA disse:

    CARTA ABERTA AO PRESIDENTE MICHEL TEMER, DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA:

    QUEREMOS O FIM DA COBRANÇA DAS ANUIDADES DEVIDAS A OAB(ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL) E AOS CONSELHOS DE CLASSE PROFISSIONAIS EM GERAL, POIS A OAB E OS CONSELHOS DE CLASSE, COBRAM AS ANUIDADES, NA CONTRAPARTIDA, NÃO HÁ PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM FAVOR DA CLASSE DOS PROFISSIONAIS VINCULADOS NOS SEUS QUADROS.

    OUTROSSIM, A OAB E DEMAIS CONSELHOS DE CLASSE, DEVERIAM SER FISCALIZADOS PELO TCU(TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO), POIS ESTES CONSELHOS NÃO PRESTAM CONTAS DE FORMA PÚBLICA E TRANSPARENTE DO QUE ARRECADAM.

    Rio de Janeiro, Capital, 28 de Abril de 2.017

    João Batista Suave
    Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

    José Silo da Silva
    Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

    Ana Paula da Silva
    Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

    Simone dos Santos Freitas
    Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Maria Paula Soares
    Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Rosângela Sarney
    Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Paulo Marinho da Silveira
    Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

    • jose disse:

      Realmente eles não prestam contas, são os intocáveis, os poderosos, às custas do dinheiro do trabalhador . É o famoso cabide de emprego, é o antro da corrupção. Basta olhar para o Lula e saber da onde ele veio. Com os Conselhos não são diferentes, basta uma boa investigação por parte da Polícia, MPF e Justiça. No que se referem aos Sindicatos, não é mais necessário o controle externa, eles não terão mais rendas compulsórias. “Eles se enrolaram na própria teia”.

  14. jose disse:

    Os Conselhos de Classe Profissionais que se cuidem , principalmente o da OAB. Diante das delações da lava jato de envolvimentos dos Sindicatos na corrupção, o Congresso resolveu tomar uma atitude drástica com a reforma trabalhista, ou seja: acabar com à obrigatoriedade da contribuição sindical dos empregados, que eram recolhidas anualmente, desde a época do Presidente Getúlio Vargas, na década de 40.
    Jamais devemos generalizar, mas tudo que perde a sua essência e o seu objetivo tem que ser exterminado. Conselhos de Classe que não cuidam dos seus profissionais estão indo para o mesmo caminho dos Sindicatos, mais precisamente a OAB.

    • JOSE SILO DA SILVA disse:

      ******ATENÇÃO! DIA 28/04/2017(nesta sexta feira), HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, CONTRA A REFORMA TRABALHISTA, CONTRA A CORRUPÇÃO E PELO FIM DO EXAME DA OAB. CORRUPÇÃO DE FORMA GERAL, MASSACRA OS TRABALHADORES E A CLASSE MENOS FAVORECIDA DE NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

      AO PRESIDENTE E TODA DIRETORIA DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO(CARTA ABERTA Nº02):
      Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, servimos da presente, para pedir apoio deste respeitável meio de comunicação de caráter mundial, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.

      O exame da OAB,reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que se inscrevem neste certame corporativista. Mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito,já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes, sem lograrem êxito.

      O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais,sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.

      O único curso de nosso país, que precisa de exame complementar da OAB, mesmo depois do formado, estar de posse de um diploma universitário de “Bacharel em Direito”, registrado no MEC(Ministério de Educação e Cultura, é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.
      A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil),promove a cada exame, o aumento do desemprego em nosso país, segundo fontes do IBGE,número de desempregados aumenta para 12,9 milhões em janeiro/2017.A classe dos Bacharéis em Direito, são incorporados neste massacre aos trabalhadores brasileiros. Os bacharéis, já formados, com seus diplomados validados pelo MEC, são impedidos de terem acesso com dignidade ao mercado de trabalho, por causa do corporativismo da OAB.

      Ressalta-se,todas as atividades na área do direito privado, como consultoria, advocacia,assessoria,direção jurídicas, etc, são privativas dos que passaram no exame da OAB(advogados). Até na área de docência, mesmo o bacharel possuindo doutorado, as faculdades exigem a carteira da OAB.

      Outrossim, infelizmente, para realizarem concurso público nas áreas da procuradoria municipal, estadual e federal; defensor, delegado de polícia,conciliador,entre outros, tem que ter inscrição na OAB.
      Por derradeiro, pergunta-se para que serve o curso universitário de Bacharel em Direito? A OAB, através do seu corporativismo, joga os bacharéis em direito no limbo, cinco anos com investimento financeiro e psicológico na universidade, sem ter na prática, nenhuma utilidade e finalidade.

      São Paulo, Capital, 18 de Abril de 2.017
      João Batista Suave
      Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

      José Silo da Silva
      Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

      Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
      Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

      Ana Paula da Silva
      Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

      Simone dos Santos Freitas
      Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Maria Paula Soares
      Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Rosângela Sarney
      Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

      Paulo Marinho da Silveira
      Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

      • REINALDO FERREIRA DE SOUSA disse:

        Eu REINALDO FERREIRA DE SOUSA, Bacharel em Direito, apoio o nobre Escritor e Jurista VASCO V. VASCONCELOS, pela coragem e dedicação em defesa dessa nossa classe tão sofrida e massacrada pelo Governo Federal, omisso, que deixa o sindicato OAB, a fazer o seu papel de fiscalizador, precisamos no Brasil de Homens de coragem e atitudes como o nosso defensor. EU DIGO NÃO AO EXAME DE ORDEM, pois esse exame não qualifica e nem tão pouco forma ADVOGADO, é simplesmente um sindicato de classe.

  15. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    ******ATENÇÃO! DIA 28/04/2017(nesta sexta feira), HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, CONTRA A REFORMA TRABALHISTA, CONTRA A CORRUPÇÃO E PELO FIM DO EXAME DA OAB. CORRUPÇÃO DE FORMA GERAL, MASSACRA OS TRABALHADORES E A CLASSE MENOS FAVORECIDA DE NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

    AO PRESIDENTE E TODA DIRETORIA DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO(CARTA ABERTA Nº02):
    Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, servimos da presente, para pedir apoio deste respeitável meio de comunicação de caráter mundial, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.

    O exame da OAB,reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que se inscrevem neste certame corporativista. Mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito,já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes, sem lograrem êxito.

    O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais,sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.

    O único curso de nosso país, que precisa de exame complementar da OAB, mesmo depois do formado, estar de posse de um diploma universitário de “Bacharel em Direito”, registrado no MEC(Ministério de Educação e Cultura, é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.
    A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil),promove a cada exame, o aumento do desemprego em nosso país, segundo fontes do IBGE,número de desempregados aumenta para 12,9 milhões em janeiro/2017.A classe dos Bacharéis em Direito, são incorporados neste massacre aos trabalhadores brasileiros. Os bacharéis, já formados, com seus diplomados validados pelo MEC, são impedidos de terem acesso com dignidade ao mercado de trabalho, por causa do corporativismo da OAB.

    Ressalta-se,todas as atividades na área do direito privado, como consultoria, advocacia,assessoria,direção jurídicas, etc, são privativas dos que passaram no exame da OAB(advogados). Até na área de docência, mesmo o bacharel possuindo doutorado, as faculdades exigem a carteira da OAB.

    Outrossim, infelizmente, para realizarem concurso público nas áreas da procuradoria municipal, estadual e federal; defensor, delegado de polícia,conciliador,entre outros, tem que ter inscrição na OAB.
    Por derradeiro, pergunta-se para que serve o curso universitário de Bacharel em Direito? A OAB, através do seu corporativismo, joga os bacharéis em direito no limbo, cinco anos com investimento financeiro e psicológico na universidade, sem ter na prática, nenhuma utilidade e finalidade.

    São Paulo, Capital, 18 de Abril de 2.017
    João Batista Suave
    Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

    José Silo da Silva
    Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

    Ana Paula da Silva
    Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

    Simone dos Santos Freitas
    Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Maria Paula Soares
    Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Rosângela Sarney
    Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Paulo Marinho da Silveira
    Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

  16. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    ******ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E CONTRA A CORRUPÇÃO QUE MASSACRA NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

    • REINALDO FERREIRA DE SOUSA disse:

      Eu Apoio, vamos as ruas fazer ouvir nossas reivindicações, pelo FIM DO EXAME DE ORDEM, já

  17. Ari Pitanga disse:

    Nobre Jose,
    e demais bacharéis em Direito

    uma coisa é certa os Bacharéis em Direito não tem dinheiro; logo não poderia cometer o crime de CORRUPÇÃO ATIVA, ou seja comprar uma MP para por fim ao exame da OAB. Também não governam nada. Logo, não tem poder para licitar obras, ou coisa que o valia, portanto não tem como sucumbir à CORRUPÇÃO PASSIVA. Também por uma questão de ética não cometeriam nenhum dos dois crimes acima, pois não tiveram sequer a chance de iniciar no mercado da advocacia, pois o EXAME desonesto não deixou e não deixa nenhum Bacharel em Direito ser advogado.

    Só nos resta torcer para que alguém, de algum partido que preza pelos direitos humanos sem demagogia; acesse o governo através do voto livre e questione essa prática inconstitucional da OAB, que utiliza-se de uma lei infraconstitucional, que fere a constituição de 1988, pois não há nenhuma lacuna na constituição dizendo que o Bacharel em Direito, só poderá praticar a advocacia após prestar o exame da ordem; pois se assim o fosse; a lei 8.906 de 1994, deveria ser uma lei complementar e nunca uma lei infraconstitucional.

    Como em terra de cego,quem tem um olho é Rei, a OAB, vem ao longo dos anos impondo o seu Reinado.

    Pense em algo, inusitado. O Brasil Já saiu na frente. Vide o caso Lavajato. Quadrilhas de políticos, associados a quadrilhas de empresário de diversos ramos para lesar o erário nacional. E os políticos estão com um projeto de lei para calar os promotores, juízes e a Polícia Federal. Amordaçar o judiciário e a polícia, dessa forma acabarão com a operação Lavajato.

    ” O brasil é um país que não deve ser levado à sério” alguns atribuem a frase ao Presidente francês Charles De Gaulle; não sei se é verdade. Outros dizem que a frase é do embaixador
    brasileiro na França, Carlos Alves. Se foi do francês, ele não mentiu; mas se foi do brasileiro Carlos Alves; ele apenas constatou um verdade.

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      ******ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E CONTRA A CORRUPÇÃO QUE MASSACRA NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

    • REINALDO FERREIRA DE SOUSA disse:

      Apoiado ARI PITANGA, precisamos de Homens de fibra para enfrentar esse governo OMISSO, o pior de tudo que esse Governo ilegitimo é Professor de Direito Constitucional, e também não foi submetido ao EXAME DE ORDEM.
      Pelo FIM DO EXAME DE ORDEM, Já…..

  18. jose disse:

    Segundo os delatores da lava jato, não é nenhuma novidade saber que a alta cúpula do Congresso vendia medidas provisórias. Para corromper basta ter muito dinheiro e não ter escrúpulo. Com base nessas informações é que fica a pergunta: Por que os quase 20 projetos de lei que versam sobre o exame da ordem estão trancados no Congresso? Esse é um dos caminhos que poderá desmascarar a OAB, FGV, MEC e seus defensores.

    • Ari Pitanga disse:

      Nobre Jose,

      uma coisa é certa os Bacharéis em Direito não tem dinheiro; logo não poderia cometer o crime de CORRUPÇÃO ATIVA, ou seja comprar uma MP para por fim ao exame da OAB. Também não governam nada. Logo, não tem poder para licitar obras, ou coisa que o valia, portanto não tem como sucumbir à CORRUPÇÃO PASSIVA. Também por uma questão de ética não cometeriam nenhum dos dois crimes acima, pois não tiveram sequer a chance de iniciar no mercado da advocacia, pois o EXAME desonesto não deixou e não deixa nenhum Bacharel em Direito ser advogado.

      Só nos resta torcer para que alguém, de algum partido que preza pelos direitos humanos sem demagogia; acesse o governo através do voto livre e questione essa prática inconstitucional da OAB, que utiliza-se de uma lei infraconstitucional, que fere a constituição de 1988, pois não há nenhuma lacuna na constituição dizendo que o Bacharel em Direito, só poderá praticar a advocacia após prestar o exame da ordem; pois se assim o fosse; a lei 8.906 de 1994, deveria ser uma lei complementar e nunca uma lei infraconstitucional.

      Como em terra de cego,quem tem um olho é Rei, a OAB, vem ao longo dos anos impondo o seu Reinado.

      Pense em algo, inusitado. O Brasil Já saiu na frente. Vide o caso Lavajato. Quadrilhas de políticos, associados a quadrilhas de empresário de diversos ramos para lesar o erário nacional. E os políticos estão com um projeto de lei para calar os promotores, juízes e a Polícia Federal. Amordaçar o judiciário e a polícia, dessa forma acabarão com a operação Lavajato.

      ” O brasil é um país que não deve ser levado à sério” alguns atribuem a frase ao Presidente francês Charles De Gaulle; não sei se é verdade. Outros dizem que a frase é
      do embaixador brasileiro na França, Carlos Alves. Se foi do francês, ele não mentiu; mas se foi do brasileiro Carlos Alves; ele apenas constatou um verdade.

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      ******ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E CONTRA A CORRUPÇÃO QUE MASSACRA NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

  19. ANA PAULA DA SILVA disse:

    AO PRESIDENTE E TODA DIRETORIA DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO(CARTA ABERTA Nº02):
    Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, servimos da presente, para pedir apoio deste respeitável meio de comunicação de caráter mundial, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.
    O exame da OAB,reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que se inscrevem neste certame corporativista. Mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito,já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes, sem lograrem êxito.
    O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais,sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.
    O único curso de nosso país, que precisa de exame complementar da OAB, mesmo depois do formado, estar de posse de um diploma universitário de “Bacharel em Direito”, registrado no MEC(Ministério de Educação e Cultura, é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.
    A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil),promove a cada exame, o aumento do desemprego em nosso país, segundo fontes do IBGE,número de desempregados aumenta para 12,9 milhões em janeiro/2017.A classe dos Bacharéis em Direito, são incorporados neste massacre aos trabalhadores brasileiros. Os bacharéis, já formados, com seus diplomados validados pelo MEC, são impedidos de terem acesso com dignidade ao mercado de trabalho, por causa do corporativismo da OAB.
    Ressalta-se,todas as atividades na área do direito privado, como consultoria, advocacia,assessoria,direção jurídicas, etc, são privativas dos que passaram no exame da OAB(advogados). Até na área de docência, mesmo o bacharel possuindo doutorado, as faculdades exigem a carteira da OAB.
    Outrossim, infelizmente, para realizarem concurso público nas áreas da procuradoria municipal, estadual e federal; defensor, delegado de polícia,conciliador,entre outros, tem que ter inscrição na OAB.
    Por derradeiro, pergunta-se para que serve o curso universitário de Bacharel em Direito? A OAB, através do seu corporativismo, joga os bacharéis em direito no limbo, cinco anos com investimento financeiro e psicológico na universidade, sem ter na prática, nenhuma utilidade e finalidade.
    São Paulo, Capital, 18 de Abril de 2.017
    João Batista Suave
    Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

    José Silo da Silva
    Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

    Ana Paula da Silva
    Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

    Simone dos Santos Freitas
    Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Maria Paula Soares
    Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Rosângela Sarney
    Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Paulo Marinho da Silveira
    Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

    ******************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************
    ATENÇÃO: DIA 28?04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS.

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      ******ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E CONTRA A CORRUPÇÃO QUE MASSACRA NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

  20. jose disse:

    Segundo informações um Senador do PMDB chorou na frente do Ministro do STF. Eles passaram décadas assaltando o País e fazendo m…, na hora de prestar conta com à justiça eles choram,
    igual a criança quando mija nas calça.
    O mesmo vai ocorrer com a OAB quando descobrirem o esquema, e quem são os beneficiários da taxa abusiva do exame e da reserva de mercado.
    Alguns meses atrás assisti um policial prendendo um assaltante de aposentados na saída do banco, Ele dizia: “eu não fiz nada seu, só inocente”, também chorava. Aí da para perceber que todos os bandidos são iguais , só muda os status e o endereço.

    • ANA PAULA DA SILVA disse:

      ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS.

  21. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    Dê sua opinião: proposta dispensa bacharéis em Direito de exame da OAB

    Da Redação | 29/03/2017, 18h11 – ATUALIZADO EM 29/03/2017, 18h18

    Proposições legislativas

    PLS 57/2011
    Bachareis em Direito com pelo menos dez anos de experiência na atividade forense podem ser dispensados de realizar o exame da OAB para atuarem como advogados. A proposta (PLS 57/2011) é do ex-senador Marcelo Crivella.

    A regra não valeria para aqueles que – conforme art. 28 da lei 8.906/94 – são impedidos de advogar, como membros e servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público, policiais e militares na ativa.

    O projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, onde aguarda a designação de relator.

    Dê sua opinião sobre o projeto: http://bit.ly/PLS57-2011.

    Todas as propostas que tramitam no Senado Federal estão abertas à consulta pública por meio do portal e-Cidadania. Confira: http://www.senado.leg.br/ecidadania.

    Comente também na página do Senado no Facebook.

    Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      ******ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS, PARA IR PRA AS RUAS JUNTO COM OS DEMAIS MANIFESTANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E CONTRA A CORRUPÇÃO QUE MASSACRA NOSSO PAÍS. JUSTIÇA E DIGNIDADE JÁ!!!!!

  22. jose disse:

    O Senado quer punições por abusos de autoridades para o Judiciário e o MP. Ainda que, o Senado tenha um terço dos Senadores envolvidos em corrupção, ele está correto , inclusive, com a perda do cargo e dos vencimentos. Também não adianta o servidor ficar afastado das funções recebendo salários, mesmo que seja proporcional, como é atualmente.
    Se à lei estivesse em vigor em 2011, quando ocorreu o julgamento da inconstitucionalidade do exame da ordem, jamais os Ministros do STF, teriam julgado contra à lei, pela permanência do exame, nas mãos da OAB, com direito a deboche por parte do relator. Quando um policial comete um erro, mesmo que ele tenha segundos para tomar uma decisão, ele é responsabilizado , até mesmo com a perda do cargo, porque não, Juízes e Promotores.
    Temos vários exemplos de impunidade, um deles foi a do Demóstenes Torres, que fazia parte da máfia do Carlos Cachoeira popular (Carlinhos), e era Procurador do Estado. Portanto, tem muitos bandidos nesses instituições envergonhando seus próprios pares.
    Essa não é uma opinião, é uma realidade que pode e deve ser mudada.

  23. jose disse:

    Com as novos delações da lava jato às autoridades estão reativando às antigas operações que estavam adormecidas, inclusive, a operação “conclave” que envolveu o banco Panamericano em 2010. Com essa nova etapa pode a qualquer momento vir à tona a operação “Monte Carlo”.
    Para que não sabe, essa operação tinham como grandes figuras, tais como: Carlos Cachoeira o (Carinhos), Marconi Pirillo, hoje governador, Demóstenes Torres expulso do Senado e a OAB.
    É por isso que a OAB está calada, não opina em nada. Dizem que: “Tanto a raposa vai no ninho, que um dia deixa o focinho”, como ocorreram com os PT, PSDB e o PMDB e outros.

  24. jose disse:

    A imprensa deveria dar os nomes dos advogados , não dos defensores, e sim, dos envolvidos no quadrilhão da lava jato e de outras operações. Mostrar para população que a OAB não cuida dos seus inscritos, só cuida de excluir quem é honesto e não pode exercer à profissão. Já está comprovado que quem mandava no Executivo e Legislativo era a Odebrecht. Esses poderes só eram figuras decorativas, alimentadas pela propina. Lado a Lado com a Odebrecht está a OAB e a FGV, elas são que ditam às regras para o MEC e para as Faculdades de Direito.

  25. Ari Pitanga disse:

    Ilustríssimo,

    Pedro dos Santos Cardoso;
    e demais presidentes de Associações de Bacharéis em Direito do Brasil
    Boa tarde.

    A iniciativa de publicar o apelo acima nesta página de Inácio Vacchiano é valida, mas não o suficiente. Sugiro que o nobre colega juntamente com os demais presidentes de associações de bacharéis em direito direcione essa carta à presidência da Rede Globo de Televisão e de outras emissoras de Tv’s; sem a necessidade de comunicar o conteúdo à maior interessada no exame que é a OAB.
    Sem mais, sucesso.

    • PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

      obrigado pela sugestão.

      Att,

      Pedro.

    • ANA PAULA DA SILVA disse:

      ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS.

  26. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    AO PRESIDENTE E TODA DIRETORIA DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO(CARTA ABERTA Nº02):
    Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, servimos da presente, para pedir apoio deste respeitável meio de comunicação de caráter mundial, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.
    O exame da OAB,reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que se inscrevem neste certame corporativista. Mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito,já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes.
    O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais,sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.
    O único curso de nosso país, que precisa de exame complementar da OAB, mesmo depois do formado, estar de posse de um diploma universitário de “Bacharel em Direito”, registrado no MEC(Ministério de Educação e Cultura, é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.
    A OAB(Ordem dos Advogados do Brasil),promove a cada exame, o aumento do desemprego em nosso país, segundo fontes do IBGE,número de desempregados aumenta para 12,9 milhões em janeiro/2017.A classe dos Bacharéis em Direito, são incorporados neste massacre aos trabalhadores brasileiros. Os bacharéis, já formados, com seus diplomados validados pelo MEC, são impedidos de terem acesso com dignidade ao mercado de trabalho, por causa do corporativismo da OAB.
    Ressalta-se,todas as atividades na área do direito privado, como consultoria, advocacia,assessoria,direção jurídicas, etc, são privativas dos que passaram no exame da OAB(advogados). Até na área de docência, mesmo o bacharel possuindo doutorado, as faculdades exigem o exame da OAB.
    Outrossim, infelizmente, para realizarem concurso público nas áreas da procuradoria municipal, estadual e federal; defensor, delegado de polícia,conciliador,entre outros, tem que ter inscrição na OAB.
    Por derradeiro, pergunta-se para que serve o curso universitário de Bacharel em Direito? A OAB, através do seu corporativismo, joga os bacharéis em direito no limbo, cinco anos com investimento financeiro e psicológico na universidade, sem ter na prática, nenhuma utilidade e finalidade.
    São Paulo, Capital, 18 de Abril de 2.017
    João Batista Suave
    Presidente Nacional da Marcha do Bacharéis do Brasil

    José Silo da Silva
    Presidente Nacional das Vítimas dos Exames da OAB

    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

    Ana Paula da Silva
    Presidenta Nacional da Frente das Mulheres Bacharelas em Direito Desempregadas.

    Simone dos Santos Freitas
    Presidenta Nacional da Frente de Jornalismo da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Maria Paula Soares
    Presidenta Nacional da Frente de Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Rosângela Sarney
    Presidenta Nacional da Frente dos Estudantes em Direito da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Paulo Marinho da Silveira
    Presidente Nacional do Jornal dos Bacharéis do Brasil

  27. jose disse:

    Palocci que fazer o acordo de delação premiada. Ou ele faz o acordo ou vai ficar uns quantos aninhos na cadeia. Os companheiros já abandonaram ele, como fizeram com Zé Dirceu. Inclusive, dizer o porquê que as queixas feitas pelos representantes dos bacharéis contra a OAB , quando eles foram governo, eram engavetadas . Tem que contar tudo. Não é só a lava jato que está na pauta, tem várias outras frentes de investigações em andamentos.

  28. jose disse:

    O defensor de Lula disse que chega saltar dos olhos a inocência de seu cliente. É o mesmo que eu digo, do parecer do Demóstenes Torres (relator no Senado) a respeito do exame da ordem. Era o triângulo formado só por gente honesta , Carlos Cachoeira, popular Carlinhos, Demóstenes Torres e Marconi Pirillo. Esse ainda é o País da impunidade!

  29. JOSE SILO DA SILVA disse:

    AO PRESIDENTE E TODA DIRETORIA DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO:

    Nós, Milhões de Bacharéis em Direito, devidamente representados pela MARCHA DOS BACHARÉIS DO BRASIL, pedimos apoio deste respeitável meio de comunicação de caráter mundial, para conscientizar aos políticos de modo em geral e ao Presidente do Conselho Federal da OAB, de extinguir o EXAME DA OAB.

    O exame da OAB, reprova em massa mais de 90%(noventa por cento) dos que inscrevem neste certame corporativista, mais de 1.000(mil) Bacharéis em Direito, já faleceram vítimas de doenças psicossomáticas/AVC, por ter tentado esta avaliação imoral e recheada de pegadinhas, por mais de 15(quinze) vezes.

    O Exame da OAB, já arrecadou até a presente data, mais de 1 bilhão de reais, sem pagar impostos e nem tampouco prestação de contas ao TCU. Ressaltamos que a OAB, não investe nenhum centavo para o aprimoramento profissional dos Bacharéis em Direito e nem tampouco dos seus ADVOGADOS inscritos nos seus quadros.

    O único curso de nosso país que precisa de exame complementar da OAB, é o CURSO DE DIREITO, isto é uma arbitrariedade, isto é uma vergonha, fere de forma avassaladora os princípios de isonomia, razoabilidade, entre outros.

    São Paulo, Capital, 15 de Abril de 2.017

    João Batista Suave
    Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis do Brasil

    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas
    Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo Fies

    José Silo da Silva
    Presidente Nacional dos Bacharéis Vítimas dos Exames da OAB

    • Ari Pitanga disse:

      Ilustríssimo,
      Jose Silo
      Boa tarde.

      A iniciativa de publicar o apelo acima nesta página é valido, mas não o suficiente. Sugiro que o nobre colega juntamente com os demais presidentes de associações de bacharéis em direito direcione essa carta à presidência da Rede Globo de Televisão e de outras emissoras; sem a necessidade de comunicar o conteúdo à maior interessada no exame que é a OAB.
      Sem mais, sucesso.

      • ANA PAULA DA SILVA disse:

        ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS.

  30. jose disse:

    Os delatores da lava jato disseram em depoimento que nos últimos anos pagaram mais de três bilhões de dólares em propina para os políticos e não políticos , inclusive, em alguns casos por intermédio de grandes escritório de advocacia. Aí fica a pergunta? que moral tem o Congresso e a OAB para falar em reformas politicas para coibir à corrupção. “E mesmo que botar a raposa cuidar do galinheiro” . O PGR já batizou essa bandidagem com o nome de: “Quadrilhão”.

  31. O pior de tudo é saber que o Direito, continua errado nas mãos de pessoas que, indicados pelos votos de uma Nação, ditam as regras em benefícios pessoais!!……

  32. jose disse:

    Aos poucos os jornais televisivos estão exibindo os vídeos das delações premiadas. É um excelente trabalho prestado à nação. As delações estão atingindo às ramificações, além dos Políticos, já chegaram nos Sindicatos. Eles que tinham o dever de defender os empregados , faziam acordo com os empregadores. Só está faltando alguém abrir a bocarra e denunciar o Sindicato da toda poderosa, das fundações e autarquias. Eles também tem que prestar conta à Justiça. Até então, quem estava mandando no País era a “Odebrecht” e a OAB no MEC e nas Faculdades de Direito, e em uma parte dos Políticos.

  33. Srgio Toscano disse:

    Ainda, que o exame fosse para testar conhecimentos?

    O exame é só para reprovar e fazer $$

    ________________________________

  34. jose disse:

    Senhores (as), vejam que tudo começou em alta escala no anos 90, ou seja, há 27 anos atrás. De lá para cá, todos os Presidentes estão sendo acusados de corrupção. A OAB oportunista e sem escrúpulo aproveitou do momento e deu o golpe derradeiro nos bacharéis. Agora, o que tem que fazer, é tentar consertar o nosso País. Nem vou falar nos demais corruptos , se os Presidentes eram corruptos, o que restam para os demais. O mais revoltante de tudo isso é que, quebraram o Brasil, e todos se declaram inocentes. A OAB por sua vez está reclusa, assustada, com tudo que está acontecendo, não interfere e não pede mais nada, nem o impedimento do síndico do prédio, ela tem coragem de pedir.

    • jose disse:

      Retificando: na realidade o começo de tudo não foi nos anos 90 e sim, nos anos 85, com o Sarney, que também consta na lista. Não é só essa empresa , tem mais empresas envolvidas. Inclusive, se retroagir até os anos 90 vão verificar quem se corrompeu para aprovar o exame da ordem. Começando pelo sucessor do Collor que continua assaltado o País desde aquela época até os dias de hoje, e nunca foi preso.

  35. jose disse:

    Agora está mais próximo. Os delatores da Odebrecht estão acusando a cúpula do Congresso de vender MP, para depois transformar em lei, entre 2009 e 2013.
    Senhores bacharéis, observem que foi dentro desse período foi que o Demóstenes Torres, (relator) , e Marconi Pirillo , ambos eram Senadores , faziam parte da quadrilha de Carlos Cachoeira, que desqualificaram os bacharéis , e pediram a manutenção do exame da ordem. Já estava tudo orquestrado pelos corruptos. Como é do conhecimento de todos, quando há fatos novos, qualquer processo pode ser reaberto, portanto , é só os representantes dos bacharéis pedir novamente para investigar Demóstenes Torres, OAB, Marconi Pirillo que está sendo acusado novamente e Carlos Cachoeira, popular (Carlinhos) , para os mais íntimos.

  36. jose disse:

    Com a OAB não há diálogo, eles não conhecem essa linguagem. É o mesmo que querer ganhar uma concorrência pública quando a Odebrecht estivesse participando , ela empresa privada, conseguiu corromper além dos demais políticos , todos os Presidentes da República da era Collor para cá, começando por ele. Portanto, o que tem que fazer é denunciar o valor abusivo da taxa do exame e a reserva de mercado, para saber quem os beneficiários do MEC,FGV, Políticos , Faculdades de Direito e donos de cursinhos . O caminho é esse. Denunciar, denunciar e denunciar.

  37. Ari Pitanga disse:

    PALAVRAS DO DR. RENATO SARAIVA:

    “Excelentíssimo Presidente da OAB, Excelentíssimos Conselheiros da OAB e Representantes da FGV. Tenho 10 anos de Magistério, 7 livros editados sobre Trabalho e Processo do Trabalho, com 70 mil livros em média vendidos anualmente. Fui aprovado num do concursos mais difíceis do Brasil, o do Ministério Público do Trabalho – MPT. Já preparei e APROVEI no exame de ordem, talvez, mais da metade do quadro atual de advogados. Portanto, de exame de ordem, eu entendo.

    O QUE ESTÃO FAZENDO COM OS EXAMINANDOS É UMA COVARDIA!!!

    VOU SER CLARO: EU, RENATO SARAIVA, NÃO PASSARIA NESSE EXAME, POIS ERA HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL TERMINAR A PROVA.

    UMA PROVA FEITA POR UM DESEQUILIBRADO, ALGOZ, CARRASCO, SELVAGEM, RECHEADA DE QUESTÕES SEM FUNDAMENTAÇÃO OU ALTAMENTE CONTROVERTIDAS.

    PRONTO! DIVULLGUEM PARA TODOS!!! RENATO SARAIVA AFIRMOU QUE NÃO PASSARIA NA PROVA. É VERDADE!!! SÓ FALTA O PRESIDENTE DA OAB DIZER QUE EU, RENATO SARAIVA, NÃO ESTAVA PREPARADO PARA A PROVA.

    QUAL SERÁ A DESCULPA AGORA?

    MEUS ALUNOS E OUVINTES. NOSSA MISSÃO É APOIÁ-LOS!!

    AGORA, NÃO ESPEREM QUE NINGUEM LUTE A LUTA DE VOCÊS!

    VOCÊS DEVEM LUTAR. É PREFERÍVEL MORRER LUTANDO DO QUE SE CURVAR A UM SISTEMA INJUSTO E DESUMANO.

    LUTEM! LUTEM LUTEM! “

    RENATO SARAIVA

    ADENDO: NÃO LUTEM.

    POIS JÁ LUTAMOS ANTES DE VOCÊS. APENAS DEIXEM DE SUBMETER-SE AO VEXAME DA ORDEM. TIREM O OXIGÊNIO DOS MERCENÁRIOS, OU SEJA, O DINHEIRO.

  38. JOCELITO BORGES disse:

    bom dia meu nome é Jocelito Nestor Borges, e acabei de passar na primeira faze da ordem e também fiz a segunda faze e não passei, o que acontece é que acabei perdendo o prazo para o reaproveitamento da segunda faze e entrando em contato com eles por telefone eles simplesmente disseram que eu havia perdido o direito e não poderia mais fazer a segunda fase novamente, com isso e sem dixar de acreditar que tenho esse direito comecei a pesquisar e encontrei esse email, preciso de orientações e como devo proceder, segue em anexo a lista de aprovados da primeira faze exame XXI FIZ NA CIDADE DE ITAJAI, SANTA CATARINA.MEU WHATS É 47 996415811, MEU TELEFONE COMERCIAL É 47 30650940, FICO NO AGUARDO.

    ________________________________

    • Ari Pitanga disse:

      Joselito Borges
      Parabéns.

      Eu participei do VII Vexame da Ordem, fui aprovado na 1ª fase; fiz a 2ª fase e fui roubado na pontuação. Acredite uma prova que se fosse corrigida com lisura daria uma nota de 3,75. Fui reprovado com uma nota simbólica de 1,7 na peça jurídica, isso sem falar na roubalheira que foi utilizada nas quatro questões abertas que se fosse corrigidas com decência teria em torno de 4,55 de nota, no entanto me atribuíram a nota 2,2.
      Nos três dias que é dado para entrar com recurso, eu não fiz pois estava inconformado com a desonestidade do certame; preferir após isso entrar com uma ação na Justiça Federal, que teve uma sentença prolatada em 36 dias por um Juiz que se disse INCOMPETENTE para julgar a causa sem entrar no mérito da questão; e me aconselhou buscar a justiça federal por uma vara, pois a instância onde busquei a justiça seria semelhante à pequenas causas na justiça comum.
      Moral da história desistir de premiar a OAB com R$ 240,00 (duzentos e quarenta reais) a cada 90 dias para me desqualificar com o exame inconstitucional.
      A lei 8.906/94 é uma lei infraconstitucional, que está sobrepondo-se à Constituição Federal, daí porque digo que é inconstitucional; eu que não entendo direito pois fui reprovado; e uma boa gama de Juiz, que dizem que exame alem de ser inconstitucional, se fosse aplicado aos juiz que militam hoje, provavelmente a grande maioria não passaria no vexame da ordem.
      Veja que você tem o direito de fazer a 2ª fase agora sem que seja submetido à 1ª; mas dona OAB que só pensa na reserva mercado não esta nem ai para você.
      Faça um requerimento administrativo para a poderosa OAB, se você consegui administrativamente; tudo bem. faça a próxima segunda fase; se não, não contrate advogado pois não vale a pena.
      Sem mais, boa sorte meu caro.

  39. alaide de fatima silva kayser disse:

    Concordo plenamente com o sr.

    • ANA PAULA DA SILVA disse:

      ATENÇÃO: DIA 28/04/2017, HAVERÁ PARALIZAÇÃO NACIONAL EM TODO O PAÍS, VAMOS APROVEITAR E REIVINDICAR O FIM DO EXAME DA OAB. CONVIDO A TODAS AS ASSOCIAÇÕES DOS BACHARÉIS EM DIREITO DE TODO PAÍS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s