Ajufe quer magistrado de carreira para assumir “lava jato” no Supremo #FIMdaCORRUPÇÃO


A Associação dos Magistraos está em campanha para que o novo relator da “lava jato” seja um Juiz de Carreira, concursado.

Me perdoem a má palavra mas se formos observar toda merda feita no STF poderemos constatar que os protagonistas são os juizes que entraram na corte maior sem concurso público, principalmente alavancados pela OAB, partidos políticos e referendados pela Presidencia desde que atendam suas conveniências, ou seja, livrar os bandidos políticos, seus pares da cadeia.

Não é demais frizar que em nossa opinião (temos que colcoar a palavra porque se não tiver em algum processo pode não haver distinção) a OAB é uma entidade criminosa imiscuda dentro do Estado que constantemente usurpa as funçõe do próprio Estado. Infelizmente temos esta tautologia juridica que permite uma associação deter poderes estatais.

Mas prosseguindo, se formos observar mais, seus históricos, aqueles que entraram pelas portas dos fundos não tinham méritos, condições de estar ali.

Como pode o Estado exigir que seus entes, prefeituras façam concursos públicos se na mais alta corte temos uma excrescencia legalizada?

Diga-se de passagem que este procedimento não encontra apoio da sociedade enquanto população, mas sim na sociedade enquanto gangue…

PERFIL IDEAL

Ajufe quer magistrado de carreira para assumir “lava jato” no Supremo

Com a morte do ministro Teori Zavascki, responsável pela condução da operação “lava jato” no Supremo Tribunal Federal, deu-se início a uma disputa em relação a quem o substituíra nessa tarefa. No sábado (21/1), durante o velório do ministro, o presidente Michel Temer disse que só indicará o substituto de Teori após a corte definir internamente quem será o novo relator da “lava jato”. Portanto, agora a bola está nas mãos da ministra Cármen Lúcia, presidente da corte.

Presidente da Ajufe, Roberto Veloso defende que processo da “lava jato” no Supremo vá para um ministro de carreira.
Reprodução

Acompanhando de perto a escolha de um substituto para a relatoria da operação “lava jato”, o presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Roberto Veloso, defende que o novo nomeado para cuidar do caso seja um magistrado de carreira, com o mesmo perfil do ministro Teori, que foi desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª região e ministro do Superior Tribunal de Justiça antes de chegar ao Supremo. “Se tivermos um magistrado com esse perfil e com essa experiência será o perfil ideal para tocar esse processo”, avalia Veloso em entrevista concedida ao jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente da Ajufe afirma que a opinião pública precisará ficar atenta, pois o escolhido terá muito poder. “Ele poderá continuar o trabalho do ministro Teori, mantendo as investigações. Ou terá o poder de impedir a continuidade das investigações”, afirma Veloso, concluindo que o novo relator poderá colocar em risco a operação. “O ministro a quem couber os processos terá o poder de, monocraticamente, barrar as investigações. Claro que terá de enfrentar o peso da reação da opinião pública, mas é um risco real”, complementa.

O prejuízo no andamento dos processos relacionados à operação já existe, segundo Veloso. De acordo com ele, é inevitável um atraso na homologação das delações da Odebrecht, uma vez que aquele que assumir terá que se informar sobre os processos, que não são simples. “O novo relator vai ter de montar sua equipe. São várias decisões que causarão atraso.”

Veloso lembra que há um apelo popular para a nomeação do juiz Sergio Moro para essa vaga no Supremo. Na opinião do presidente da Ajufe, o juiz é uma pessoa gabaritada e preparada para o cargo. “Ele tem amplas condições de assumir a vaga de ministro do Supremo. Seja agora ou mais tarde.”

conjur

Esse post foi publicado em Direito e justiça, Fim da corrupção e marcado . Guardar link permanente.

10 respostas para Ajufe quer magistrado de carreira para assumir “lava jato” no Supremo #FIMdaCORRUPÇÃO

  1. Ari Pitanga disse:

    Uma luz no fundo do poço: O Presidente Temer acabou de nomear a Ex Juíza e ex Desembargadora, a baiana Luislinda Valois para Ministra de Direitos Humanos, espero em Deus que ela seja bem sucedida nesse ministério, que faça valer os Direitos Humanos, em especial o “Princípio da Isonomia” preconizado em em nossa Constituição Federal de 1988, entre os cidadão brasileiros, especialmente os direitos dos Bacharéis em Direito de poderem desempenhar sua atividade de de Advogados, pois os mesmos são portadores de um Diploma de curso superior, que os torna profissionais liberais, tais quais os médicos, engenheiros, dentistas e outros.

    Gloria Deus, louvado seja Deus; amém.

    • José disse:

      Que Deus lhe ouça, sr. Ari. Por que até o momento os Direitos Humanos só cuidam de bandidos e de invasores de terra , é uma cópia fiel do PT. Quem quer ajudar e respeitar os DH tem que visitar os Prontos-Socorros e os Hospitais lá é que está o tratamento desumano por falta de interesse dos governantes, e se sobrar um tempinho vão visitar às vítimas destes bandidos que são abandonadas pelo Estado. Direitos Humanos tem que cuidar dos humanos, bandido não é humano, independente de classe social.

  2. José disse:

    Até tu brutos! Quem diria que até o Aécio Neves, o todo moralista também jogava no mesmo time do PT e do PMDB. Segundo o delator da Odebrecht, ele também exigia alguns das empreiteiras para participar das licitações, quando era Governador de Minas Gerais. São 200 políticos envolvidos, ou seja: um terço do Congresso. ´Eram várias frentes de corrupções .
    Só estão faltando investigar a quadrilha do Demóstenes Torres, Marconi Pirillo, Carlos Cachoeira, o (Carlinhos), como era conhecido pela máfia. Eles fizeram de tudo para salvar a OAB no Senado. Tudo orquestrado! A qualquer momento alguém abrir a bocarra e dizer como tudo foi feito e quem são os beneficiários da continuidade do exame da ordem.

  3. José disse:

    Agora que as delações foram homologadas pela Presidente do Supremo, é só ir analisando e mandando eles para o destino final, ou seja, cadeia. Eles tem que usar a mesma tática dos Juízes de primeiro grau: Não esperar à prescrição, como já ocorreu em vários casos dentro do STF, em consequência os políticos bandidos escaparam . Não adianta fazer todo esse teatro e depois não punir.

  4. José disse:

    A população tem o dever da auxiliar a justiça! Esses bandidos quebraram o País e alguns Estados da federação! Sou funcionário Público, estou recebendo os vencimentos parcelados e o 13º salário em 12 vezes, culpa destes desgraçadas que estão presos e dos que estão a caminho.
    E se houver uma intervenção militar, lá eu estarei apoiando eles.

  5. José disse:

    Apareceu outro Juiz com ( Jota Maiúsculo), que se chama Marcelo Bretas, que mandou prender Eike e Cabral. Agora é a oportunidade de descobrir às maracutaias que o Demóstenes Torres e Marconi Pirilo, na época Senadores e Carlos Cachoeira, carinhosamente chamado de (Carlinhos) pela máfia , fizeram no Congresso para manter a OAB extorquindo os miseráveis reais dos bacharéis em direito, apoiados pelos bandidos do PT, dirigentes do MEC, com o aval do STF que violou vários artigos da Constituição para manter o exame. Basta à Policia e os Procuradores investigarem e entregar para esses Juízes. Quem é destemido para mandar prender ex-
    Governadores , ex-Senadores , não terão nenhuma dificuldade para acabar com o reinado da OAB e da FGV. Agora está cristalino, se o judiciário fracassar, os militares avançam em apoio, para fazer cumprir às leis. Essa é a realidade. “É só dá a corda, que eles mesmos se enforcam”.

  6. José disse:

    No nosso País funciona assim: vão se formando grupos de bandidos através dos partidos políticos e vão se alastrando e contaminando quem está por perto. Observem o que estão acontecendo nos presídios, eles chamam de grupos rivais. Foi exatamente o que aconteceu com os políticos, primeiro eles eram unidos para roubar , depois queriam mais, e foi o que aconteceu, além de roubar, um tomou o poder do outro. O sistema atual propicia a troca de favores, entre políticos e o judiciário. O Presidente não é tão otário que vá colocar um desafeto lá no STF. Mais otário quem acredita que eles são escolhidos pelo notável saber jurídico. Na corte não se trata de saber jurídico, e sim, de dar a Cezar o que é de Cezar.

  7. José disse:

    Concordo plenamente com o Presidente da Ajufe. Aliás , todos os Desembargadores e Ministros eram para ser de carreiras e através de concursos. Eles não podem ficar devendo favores para ninguém. Se no julgamento da inconstitucionalidade do exame da ordem em 2011, fosse julgado por Ministros de carreiras e concursados, jamais teriam considerado constitucional o exame da ordem. Muitos deles ficam devendo favores para OAB e para o Presidente da República que o indica, que foi o caso do Ministro Marco Aurélio, que foi indicado pelo Collor, que posteriormente se absteve de votar, fez como Pilatos.

  8. sandra disse:

    vaga.

  9. sandra disse:

    Preparado e condições para assumir a voga o Dr. Sergio Moro está, sem dúvida, porem, quem ficará no lugar dele; não vejo nem uma vantagem nisso, pois corremos o risco de não darem continuidade aos processos que ele tem em mãos, e seria um tiro no pé dos brasileiros, não eu não concordo com tal substituição, no STF ele pode ser anulado do trabalho que ele até agora tem feito. Teria que ser sim, alguém com as mesmas características e caráter do nosso juiz, cadê esse homem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s