A banda podre do judiciário é o próprio STF. Juízes de carreira recuperam 1Bi. #FIMdaCORRUPÇÃO


Para quem não sabe, Juiz de carreira, o JUIZ DE VERDADE é aquele que estudou, passou por um rigoroso concurso e entrou no Judiciário pela porta da frente.

Contudo, há uma classe de “magistrados”, que não tendo condições, não tendo a capacidade de passar em um concurso público entram na carreira principalmente pela indicação de uma organização criminosa chamada “OAB”.

Na verdade trata-se de um sindicato que usurpou os poderes do Estado pelas vias do tráfico de influência, pelo poder econômico e se formos observar, “infelizmente”, a grande maioria de seus dirigentes são maçons, o que nos remete a pensar que há sim uma organização de esquerdos conciliabulos por trás disto tudo.

Não quero dizer com isto que a maçonaria é do mal. Particularmente alguns dos meus melhores amigos são maçons. Contudo, dentro da ordem a um sistema de ajuda mútua incondicional que muita gente de péssima índole se aproveita. Alguns inclusive se dizem “mestres” e se aproveitam a ignorância dos demais para benefícios e interesses próprios. Outros são mitômanos mesmo e são tão honestos em seus ideais como foi Hetler; cheio de boa vontade e de boas intenções. Já constatei até grão mestres ajudando filho bandido que criava problemas para sí e para os outros e que com o tempo a situação se inflavam cada vez mais.

Mas onde quero chegar?

Ocorre que os cargos nos tribunais, até o STF são compostos via quintos constitucionais. E uma parte destes quintos são indicados pelo sindicato dos advogados que é, como já dissemos, em sua grande maioria formado por maçons. Estes maçons são advogados bem sucedidos, donos de grandes escritórios e formam uma confraria muito blindada. Sua fidelidade leva em conta principalmente “pasmem” um medo religioso entre outros fatores.

Ocorre que a ordem Maçônica, assim como outras, descobriram a muito tempo que o ser humano e dotado de faculdades especiais que podem ser desenvolvidas. Alguns realmente a desenvolveram, e outros não, mas, se dizem mestres, e ai vai…

O olho que tudo vê, um símbolo que indica que nada pode ser oculto, pois o Ser que habita em nós está em tudo e se nos desenvolvermos “seremos um com o Ser” e, consequentemente esta habilidade estará em nós e nos nele. O Pai vê o mundo pelos olhos do filho e o filho vê o mundo do Pai por seus olhos – você já deve ter visto algo neste sentido. Então o mitômano diz ser um com o pai e os crédulos que não se desenvolveram acredita e seguem o pseudo mestre em seus erros. Dai da fidelidade entre os irmãos da ordem, o medo de serem descoberto por quem ostenta pseudos poderes…

Prosseguindo, o sindicato dos advogados elege o quinto constitucional na segunda instância, procura limitar o acesso aos cargos públicos de maior relevância, principalmente os ligados ao direito, criando regras que dificultem os que não interessa e contrario senso facilitam aos que lhes convém.

Como resultado o STF é um colegiado composto em sua esmagadora maioria, por advogados e menos por Juízes de carreira e membros do Ministério Público.

Deste modo temos um poder judiciário privado, eleito em sua maioria por um sindicato cuja direção pertence a uma facção da ordem maçônica. Observe quantas mulheres são presidentes da OAB.

Temos assim, que o STF é um poder sob cabresto. Boa parte de seus membros são devedores de obrigação, pois não tiveram mérito próprio para estar ali, mas sim foram colocados para satisfazer a vontade, os interesses de um grupo privado.

Então não é de se admirar que boa parte de suas decisões atendam demandas corporativas, ainda que tenham que interpretar a Constituição de maneira truncada para atender a estes interesses.

Não estamos falando aqui de teoria da conspiração. Basta ler este artigo e ver se faz algum sentido, se coaduna com os fatos que temos observado. E isto tudo não se restringe somente ao Judiciário; mas é apenas um braço da organização criminosa que usurpou as prerrogativas do Estado sem ser Estado, estando a sua margem e acima já que foi blindada pelo próprio STF.

Então dirão que a OAB é essencial a justiça etc, etc, etc…

O sindicato dos advogados vem tentando a muito tempo ter os mesmo poderes e até mais do que o próprio Ministério Público. Entidade legitimamente Estatal e conscientemente criado para fazer o que faz.

Não foi criado por meio de interpretações jurídicas, todos os constituintes sabiam que estavam criando o MINISTÉRIO PÚBLICO e sabiam de sua finalidade.

Diferentemente da OAB que foi criado, que foi dado poderes de Estado, por uma interpretação do texto constitucional pelo STF.

Crime lesa majestade que em outros tempos e lugar levaria a forca os membros da suprema corte.

A pouco tempo o sindicato dos advogados defendiam a PEC 37 que visava retirar do  poderes MP ,e grandes nomes do direito, defenderam teses sem pé nem cabeça, que só enganava mesmo aos ignorantes…

Então, não é de se estranhar que as decisões do STF venham no intuito de defender os marginais, alias, se estas investigações não forem barradas, no pê em que anda, os próprios membros do Supremos poderão ser arrolados por um Juiz de primeira instância.

E fica a pergunta: Como as coisas se desenvolveriam se um ou mais ministros da mais alta corte fosse arrolado em uma destas ações…

———————

Juízes federais afirmam que Lava Jato já recuperou R$ 1 bilhão

Juízes federais de todo o país aprovaram, na manhã desta sexta-feira, 25, a Carta de Florianópolis – documento que destaca como exemplo de ‘isenção e firmeza’ da categoria a recuperação de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos no âmbito da Operação Lava Jato.

A Carta reúne as principais conclusões do IV Fórum Nacional dos Juízes Federais Criminais (Fonacrim). O documento foi divulgado dois dias depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu fatiar a Lava Jato, tirando das mãos do juiz federal Sérgio Moro, condutor da Lava Jato, parte das investigações sobre esquemas de corrupção e propinas em estatais.

A Carta não faz menção à decisão da Corte máxima, mas deixa expresso que a categoria está unida e não abre mão de uma atuação ‘isenta e firme’.

“Os magistrados federais têm tratado dos casos criminais com isenção e igualmente com firmeza. Neste aspecto, a recuperação de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos no âmbito da operação Lava Jato é fato significativo”, diz o texto, aprovado por unanimidade na plenária final do evento.

O documento também reforça a importância da aprovação da PEC 15/11 do Senado e do projeto de lei apresentado pela Associação dos Juízes Federais (Ajufe) ao Congresso, com apoio do juiz Moro para permitir a possibilidade de prisão já após a condenação em 2ª instância ou pelo Tribunal de Júri, nos casos de crimes graves.

Nesta sexta-feira, ainda serão aprovados os enunciados formulados pelos Grupos de Trabalho. As recomendações nortearão o trabalho dos juízes federais criminais nas diversas áreas em discussão.

Ao todo, 400 operadores do Direito participaram do encontro, que ocorre na capital catarinense desde quarta-feira. Destes, cerca de 170 são magistrados federais com atuação em varas criminais. Em debate, temas como inquérito policial, poder investigatório, quebra de sigilo, prisão provisória, audiência de custódia, tornozeleiras eletrônicas, crimes financeiros, pedofilia na internet e delação premiada.

“O protagonismo e a importância do trabalho já desenvolvido pelos juízes federais até este momento foram significativos. A sociedade pode contar com o comprometimento dos juízes federais criminais na continuidade dos trabalhos desenvolvidos, pois estamos preparados para os desafios que estão por vir”, prossegue o texto.

De acordo com o presidente da Ajufe, Antônio César Bochenek, a Carta de Florianópolis expressa a união dos juízes federais criminais, que “continuarão atuando com afinco na análise dos casos danosos à sociedade e ao erário público”.

“Os magistrados federais, sejam de primeiro grau ou desembargadores, são altamente qualificados e capacitados para enfrentar os graves casos de corrupção que têm assolado o país”, diz a Carta de Florianópolis.

Fonte: folha.uol

Esse post foi publicado em Direito e justiça e marcado . Guardar link permanente.

5 respostas para A banda podre do judiciário é o próprio STF. Juízes de carreira recuperam 1Bi. #FIMdaCORRUPÇÃO

  1. ANDRÉ LUIZ DA SILVA disse:

  2. sandra disse:

    A OAB usurpou o Estado, porque o Estado permitiu, só que eu acho que ela usurpou foi o País mesmo e não só o Estado, a OAB extorque dinheiro daqueles que não abrem os olhos em relação a isso e continuam fazendo esse famigerado exame e enchendo as burras da OAB de dólares e com isso eles engordam mais e mais seus bolsos e podem comprar quem eles quiserem e precisarem para mandar no País e em tudo os que lhes convêm, os próprios bacharéis dão alimento a víbora para que viva e permaneça cada vez mais forte, é lamentável.

  3. Antonio Caser disse:

    São os lobos tomando conta das ovelhas? – Até quando?

    Só uma nova revolução acabará com essa bandalheira…

  4. José disse:

    Desde quando o STF apoiou a ilegalidade do exame da OAB já deu para perceber que era tudo orquestrado. Eles não tiveram nenhum escrúpulo em violar a Constituição em prol da OAB. E o pior de tudo, eles fundamentaram a barbárie . Nem os próprios operadores e defensores do exame acreditaram no que viram. Nem os juízes leigos fariam um papel ridículo deste. Para aqueles que tem um pouquinho de conhecimento de direito, passou a sentir vergonha , medo e insegurança da Suprema Corte. Quem deveria dar um norte para às instâncias inferiores, fez a maior burrada de toda história. Ainda que seja um tribunal por indicação politica, até que ponto o ser humano é capaz de mudar a ordem das coisas para beneficiar alguém.

  5. Feliz em saber que os Juízes Federais estão unidos no sentido de fazerem a verdadeira justiça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s