Em debate: Controle externo da OAB e o fim da reserva de mercado da advocacia. #FimDaReservaDeMercadoDaOAB


SECCIONAL BAIANA

Advogados debatem proposta da Câmara sobre fim do Exame de Ordem

Por Rodrigo Daniel Silva

Os projetos de lei relacionados à advocacia que tramitam hoje na Câmara dos Deputados visam afrontar a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e os seus dirigentes. Essa é a opinião dos advogados que debateram, na noite des segunda-feira (31/8), as propostas legislativas relativas à advocacia, na seccional baiana da OAB.

De acordo com o ex-presidente da OAB do Rio de Janeiro, atual deputado federal Wadih Damous, cerca de 20 projetos sobre o Exame de Ordem tramitam na Câmara. Para ele, os parlamentares que querem acabar com o Exame não têm “qualquer tipo de preocupação com os bacharéis”. “Não há uma afirmação, do ponto de vista jurídico e da cidadania, que justifique esses projetos”, acrescentou, destacando que há um “risco concreto” de a prova ser revogada na Câmara.

O advogado e diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Celso Castro, disse que o Exame da Ordem é um “antídoto” contra a criação “desmesurável” de cursos jurídicos. Destacou, também, que se a OAB tivesse interesse em lucrar com o Exame, seria mais vantajoso não ter a avaliação, uma vez que haveria mais advogados no mercado, o que aumentaria a receita da entidade.

“Nós sabemos que os concursos para delegado de polícia, juiz e Ministério Público são rigorosos, e se tivermos advogados que não sabem fazer a contrapartida, porque não fizeram nenhuma triagem, eles se tornarão vítimas fáceis das posições antagônicas”, analisou Castro, avaliando que “os advogados criminalistas estão vivendo um momento difícil e, se eles não forem qualificados suficientemente, sucumbirão, e junto com eles o direito da parte”.

“Quando alguém lida com a defesa da liberdade, do patrimônio, da dignidade humana, nós estamos entregando em mãos hábeis e inábeis o destino de muitas pessoas. Então, quando defendemos as prerrogativas do advogado estamos defendendo a sociedade”, pontuou, afirmando ser a favor de que se crie curso específico para qualificar os advogados.

O conselheiro federal Rui Medeiros endossou a posição dos advogados Wadih Damous e Celso Castro. Segundo ele, 62% dos estudantes de ensino superior hoje são de faculdades privadas. Parte considerável, diz o conselheiro, não oferece ensino de qualidade e, por isso, tem pressionado para pôr fim à prova da OAB. “O Exame da Ordem não é concurso público. Ele está aferindo o seu próprio conhecimento. Lutaremos pelo Exame até termos um ensino superior de qualidade”, disse.

Risco de sujeição
Outro projeto de lei, em tramitação na Câmara, é o controle externo da OAB. Para o professor Celso Castro, a prestação de contas pela entidade é importante, mas esse controle não deve ser feito por um órgão estatal, como o Tribunal de Contas. Isto, segundo ele, para não “estabelecer uma situação de sujeição da entidade”. “Quando se diz: ou você cala a boca, ou eu rejeito suas contas, é um perigo para sociedade”, ponderou.

Na mesma linha, o conselheiro Rui Medeiros lembrou que houve uma proposta semelhante a essa no governo ditatorial de João Figueiredo. “Nosso grito foi tamanho que eles não conseguiram, mas, será que esse pessoal não vai conseguir nos impor uma mordaça?”, questionou. “Não me surpreenderei.”

O conselheiro ainda criticou o projeto de lei que cria a carreira dos “paralegais”, profissionais formados como bacharéis que poderão atuar na área jurídica sob responsabilidade de um advogado. “Esses profissionais serão eternos estagiários nos escritórios de advocacia”, avaliou.

Sobre a proposta da Câmara que institui a eleição direta para a diretoria do Conselho Federal, o advogado Wadih Damous se manifestou a favor, mas destacou que é preciso ter um diálogo da Câmara com a OAB. “[O projeto] Não pode ser usado como algo de confronto contra a Ordem dos Advogados do Brasil”, afirmou.

Revista Consultor Jurídico

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM e marcado . Guardar link permanente.

20 respostas para Em debate: Controle externo da OAB e o fim da reserva de mercado da advocacia. #FimDaReservaDeMercadoDaOAB

  1. José disse:

    Sempre respeitando a dignidade humano e os bons costumes, por onde anda o Dr. Rafael, defensor do exame da OAB. Onde está que não responde. Estás fugindo do debate. São através dos debates que nós podemos crescer e corrigir às injustiças.

  2. José disse:

    A Presidente está demorando muito para afastar o Ministro Mercadante. Aos poucos todos os corruptos e defensores da OAB tem que ser afastado. Começando pelo Presidente Nacional da OAB que deu o golpe no precatório no Estado do Piauí. Ainda tem mais. Aos poucos o PGR vai revelando e denunciando. A OAB vai ficar sozinha do deserto. As pessoas do bem e que querem um Brasil melhor não vão defender bandidos. Basta olhar para os Bacharéis, Saúde, segurança e etc.

  3. JOSE SILO DA SILVA disse:

    CARTA ABERTA Nº 05, AO DEPUTADO FEDERAL WADIH DAMOUS E VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA MICHEL TEMER

    A/C da Presidenta Dilma Rousseff, Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, Presidente do Senado e Congresso Nacional Renan Calheiros, demais Deputados Federais, Senadores, Governadores, Prefeitos, Vereadores e Líderes Partidários

    Nós, que somos cerca de cinco milhões de bacharéis em direito, vítimas do EXAME DA OAB, REPUDIAMOS a atitude de Vossa Excelência (Deputado Federal Wadih Damous) e do Vice-Presidente da República Michel Temer, em continuarem defendendo o exame da OAB, exame este, que gera milhões de desemprego, que aumenta a exclusão social e o desemprego da sociedade, parte desta sociedade é representada pelos milhões de bacharéis em direito e suas famílias.

    O exame da OAB, além de sua função corporativista, tem o escopo específico de reprovação em massa para manter a reserva de mercado. Outro objetivo do exame da OAB é tornar seu exame muito difícil de compreender, sem noção pelo tamanho de pegadinhas inseridas nas avaliações, sem didática pedagógica, com a finalidade cristalina de exclusão social e reprovação em massa dos bacharéis em direito, aumentando os cofres milionários da poderosa OAB e donos de cursos preparatórios do exame da OAB/FGV; dinheiro este, que nunca foi prestado contas ao TCU e a ninguém.

    Ressaltamos, que o Ex-Presidente Nacional da OAB, “Ophir Cavalcante”, não prestou o exame de ordem, além de ter criticado o Congresso Nacional, afirmando que esta casa legislativa, que também pertence ao POVO BRASILEIRO, é um “PÂNTANO”.

    As provas do exame da OAB é mais difícil das que são aplicadas a nível de concurso público para magistratura, membros do ministério público, delegados de polícia e outras carreiras jurídicas.

    Rio de Janeiro – RJ, 07 de Setembro de 2.015

    João Batista Suave – Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis em Direito do Brasil, Sede: ES
    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas – Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados, Sede: SP
    Jurandir dos Santos Silva – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do RJ
    José Silo da Silva – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de MG
    Rosangela Coutinho da Silveira – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da BA
    Fernando Pimentel da Costa – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Alagoas
    Brigite de Albuquerque- Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de SC
    Antonio Pimentel – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Acre
    Joana Santana de Mendonça – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Amapá
    Silvio Rodrigues Pereira – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Amazonas
    Nilson Suave Batista – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Ceará
    Luiz Carlos da Silva- Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Goiás
    Maria Alice Mendonça – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Distrito Federal
    Silvana Pinto da Silva – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Maranhão
    Cláudia Pires de Oliveira – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso
    Fernanda da Fonseca – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso do Sul
    Joaquim Cardoso de Melo – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Pará
    Silviano Cardoso de Melo – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Paraíba
    Gilson da Cunha – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Paraná
    Arlindo Sarney de Oliveira – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Pernanbuco
    Glória Silva Barbosa – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Piauí
    Mariane de Matos – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Rio Grande do Norte
    Alice de Carvalho – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Rondônia
    Eliene Santana – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Roraima
    Rita de Cássia – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Sergipe
    Gabriela Caiado Cardoso– Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito de Tocantins

  4. José disse:

    Hoje, 07 de setembro se comemora à independência do Brasil. Até aí nenhuma novidade. A novidade está na falta de independência dos Bacharéis em relação a OAB.
    Os fatos são semelhantes: Os Portugueses levavam todo riqueza do Brasil, antes da independência, na medida em que a OAB leva todo dinheiro dos Bachareis . Portanto, o Brasil ficou independente, mas os Bacharéis em Direito ainda não. Sempre há uma esperança de um dia aparecer um D. Pedro I , e acabar com a exploração da OAB. Tudo está indicando que estão aparecendo novos heróis, que irão para história, assim como foram, Tiradentes, Princesa Isabel e etc. Destacando que, o Imperador enfrentou o seu próprio País para libertar o Brasil, ou seja, enfrentou uma nação, o que difere da OAB que não é nada x nada, é uma merda, nem definição legal tem, é impar, a única. Única safado das entidades de classe, título dado pela maior Corte do País.

  5. Nestor disse:

    A Instituição OAB e uma entidade pelo qual tenho muito respeito.Acontce que fiz alguns exames na seção de SP, não logrei êxito. Prestei um unico exame em Goias passei e advoguei por cinco anos .O Conselho Federal me cassou alegando que eu não podia prestar exame em outra Seção ou outro estado.Recorri MAS CONCLUI QUE A OAB e uma instituição BRINDADA isso porque todos os recursos que chega em qualquer juiz de primeira instancia ou tribunal eles indeferem de plano. Sera que eles recebem parte dos milhões que e arrecadado pelos EXAMES DE ORDEM feito 3 vezes ao ano ? Ainda mais o STF tambem nao se opoe ao TAL milionario EXAME…OBS: Quero a minha carteira de volta preciso trabalhar fiz tudo dentro dos preceitos legais. LUTAREI para recuperar confesso que eles aprovam quem eles querem. O
    exame de ORDEM não é uma coisa transparente a começar pelos examinadores. ME SACANEARAM ROUBARAM A MINHA CARTEIRA. Desafio quem quer que seja para que me prove o contrario. Desde que seja pessoalmente de homem pra homen.SEM COVARDIA DE QUEM FOR DEBATER COMIGO. Desde que seja pessoa habilitada e que me de resposta convincentes e sabias.
    RIBEIRAO PRETO 06/09/2.015

    Alguem se habilta a me responder ??? E discutir…
    S

    • JOÃO CARLOS disse:

      Faço suas as minhas palavras. Fui o primeiro a comentar neste título pois fico muito indignado como neste país demora-se tanto para se tomar alguma providência. Fiz por diversas vezes essa famigerada prova e sempre passando na primeira fase e agora que se pode aproveitar a primeira fase, tentarei no próximo exame deste ano, pois já desacredito que algo seja feito por esses malditos políticos, tanto é a minha descrença neste instituição que estou no terceiro ano de engenharia civil com 100% de FIES para poder me formar e . trabalhar para uma tentativa de recuperar o que já perdi nas mãos desses fascistas intitulados presidentes e integrantes da OAB. Compreendo o caro colega q já fez parte dos quadros da OAB quando afirma acima, ter respeito pela instituição porém não concordo, porque não merecem esse respeito.Eles existem apenas para fazer o mal a maioria e enriquecerem com as desgraças alheias.

    • José disse:

      Infelizmente à realidade é cruel no nosso País. Já deu para perceber que o judiciário não quer confronto direto com a OAB. O maior exemplo foi o julgamento do Recurso Extraordinário oriundo do RS, da inconstitucionalidade do exame. O STF preferiu violar vergonhosamente a Constituição do que contrariar os interesses da OAB. São como à Policia e o bandido, jamais eles querem se enfrentar . Ou então o leão e o elefante, eles só se olhem mas não tem coragem de partir para o ataque. O leão representa à justiça que tem as costas quente do Estado, e o elefante é representado OAB, que se tornou uma fortaleza extorquindo dinheiro ilegalmente dos Bacharéis. Esse é o quadro atual.

  6. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    CARTA ABERTA Nª 02, AOS DEPUTADOS FEDERAIS: TIRIRICA, JAIR BOLSONARO, CELSO RUSSUMANNO, ANTONIO BULHÕES, RICARDO BARROS, SENADOR MARCELO CRIVELA, DEMAIS DEPUTADOS, SENADORES E LÍDERES PARTIDÁRIOS.
    PEDIDO: APOIO PARA AGILIZAÇÃO E APROVAÇÃO DO PROJETOS DE LEI QUE TRAMITA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS. QUE TRATA DO FIM DA TAXA DO EXAME DA OAB E FIM DO EXAME DA OAB, COMO FORMA DE JUSTIÇA SOCIAL.
    NOTA: CERCA DE CINCO MILHÕES DE BACHARÉIS EM DIREITO SÃO DISCRIMINADOS E ESCRAVIZADOS PELO EXAME DA OAB. O IMPEDIMENTO DE ACESSO AO MERCADO DE TRABALHO, GERA CONSTRANGIMENTO ILEGAL, DESEMPREGO, RESERVA DE MERCADO, ENTRE OUTRAS MAZELAS. Enfim, com a reserva de mercado, a OAB impede que os bacharéis já formados com aprovação do MEC, fiquem desempregados, passando fome, não tendo condições de pagar o FIES, deixando suas famílias passando dificuldades, contraindo doenças como depressão, síndrome do pânico, insônia, outras doenças (traumas) na área psicológica, psicanálise, psiquiatria e outras área da saúde. Outrossim, vários bacharéis em direito, já faleceram(órbitos), por doenças traumáticas por tentarem realizar o exame várias vezes sem lograr êxito. EXAME ESTE, QUE FOI CRIADO COM A FINALIDADE ESPECÍFICA PARA REPROVAÇÃO EM MASSA, JÁ QUE QUALQUER AVALIAÇÃO PEDAGÓGICA, DEVERIA SER EXIGIDO ANTES DO ALUNO RECEBER O DIPLOMA COM APROVAÇÃO DO MEC.
    São Paulo – SP, 05 de Setembro de 2.015
    João Batista Suave – Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis do Brasil(Sede-ES)
    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas – Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados e Vítimas do Exame da OAB (Sede – SP)
    Maria Júlia Pimentel – Presidente Nacional das Mulheres Bacharelas em Direito, Vítimas do Exame da OAB
    Sede – RJ
    Fernanda De Assis Cunha – Presidente Nacional dos Direitos Humanos da Marcha dos Bacharéis
    Sede – MG
    Simone da Silva de Oliveira – Presidente Nacional dos Bacharéis Pedindo Indenização ao Estado
    Sede – BA
    Tatiana Sarney – Presidente Internacional da Marcha dos BAcharéis Desempregados e Endividados pelo FIES

  7. José disse:

    Na realidade o que está faltado é boa vontade das autoridades para fiscalizar os procedimentos da OAB. Não precisa aprovar nada no Congresso para fiscalizar a entidade. Isso tudo é jogada ensaiada para desviar atenção do exame da OAB. É como disse um jornalista a respeito da OAB: Se fosse uma Prefeitura lá do interior diante de tantas denúncias à Policia já chegaria pedalando a porta e algemando o Prefeito. Mas quando se trata da OAB a coisa toda muda. No artigo 40 do CPP , está o amparo legal para fiscalizar quem quer que seja, portanto, não depende e não precisa de aprovação de lei.

  8. ORDEM DOS ADVOGADOS DIREITO - OAD - NOVA ORDEM DO BRASIL disse:

    ENQUANTO HOUVER POLÍTICOS “adevogados”, MINISTROS NO STF “adevogados” , ENVOLVIDOS, NÃO ADIANTA QUE NADA CONSEGUIRA OS BACHARÉIS.

    QUALQUER REUNIÃO QUE TENHAM PARTICIPAÇÃO COM “adevogados” DESTE SINDICATO, NADA MUDARA.

    • José disse:

      Vai mudar sim! O PT também se considerava o dono do Brasil e provavelmente ele não consiga debutar no poder. A OAB é um pouco mais velha é de 94, mas não é impossível derruba-la. Quando uma dona de casa faz uma faxina, tudo que não presta ela joga no lixo. É a lei natural das coisas. Eles vão resistir até o último minuto, dizendo que estão defendendo à sociedade, imaginem se eles não estivessem. Não é nenhuma novidade, no passado foi assim. Até que os Militares passaram um rolo compressor. Só que infelizmente muitos escaparam e estão aí fazendo a desgraça dos brasileiros.
      Qual o partido que o Deputado Wadih Damous está representando? os dos maiores corruptos de toda história politica do Brasil. Só perde para o maior assalto do mundo, que foi o “trem pagador” , por enquanto. Até o fim das investigações infelizmente, ainda temos a chance de trazer esse triste título para o Brasil.

      • José disse:

        Tem que verificar quem foram os patrocinadores da campanha do Deputado Wadih Damous do PT. O Ministro Mercadante que é um dos defensores do exame da OAB, inclusive , quando era Ministro da Educação se enrolou na própria teia e o PGR vai investigar e oferecer a denúncia. Segundo consta na denúncia ele andou pegando uns por fora, que não foram declarando no TSE. É mais fácil achar uma agulha no palheiro do que achar um defensor do exame da OAB que não esteja envolvido em corrupção. Se o próprio Presidente Nacional da OAB está sendo acusado, imaginem os demais. Como diz aquele programa satírico, se alguém dúvida, está tudo nos autos.

  9. JOSE SILO DA SILVA disse:

    CARTA ABERTA AO DEPUTADO FEDERAL WADIH DAMOUS

    A/C dos Deputados Federais, Senadores, Governadores, Prefeitos, Vereadores e Líderes Partidários

    Nós, que somos cerca de cinco milhões de bacharéis em direito, vítimas do EXAME DA OAB, REPUDIAMOS a atitude de Vossa Excelência (Deputado Federal Wadih Damous) em continuar defendendo o exame da OAB, exame este, que gera milhões de desemprego, que aumenta a exclusão social e o desemprego da sociedade, parte desta sociedade é representada pelos milhões de bacharéis em direito e suas famílias.

    O exame da OAB, além de sua função corporativista, tem o escopo específico de reprovação em massa para manter a reserva de mercado. Outro objetivo do exame da OAB é tornar seu exame muito difícil de compreender, sem noção pelo tamanho de pegadinhas inseridas nas avaliações, sem didática pedagógica, com a finalidade cristalina de exclusão social e reprovação em massa dos bacharéis em direito, aumentando os cofres milionários da poderosa OAB e donos de cursos preparatórios do exame da OAB/FGV; dinheiro este, que nunca foi prestado contas ao TCU e a ninguém.

    Ressaltamos, que o Ex-Presidente Nacional da OAB, “Ophir Cavalcante”, não prestou o exame de ordem, além de ter criticado o Congresso Nacional, afirmando que esta casa legislativa, que também pertence ao POVO BRASILEIRO, é um “PÂNTANO”.

    Rio de Janeiro – RJ, 03 de Setembro de 2.015

    João Batista Suave – Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis em Direito do Brasil, Sede: ES
    Pedro dos Santos Cardoso de Freitas – Presidente Nacional dos Bacharéis Desempregados, Sede: SP
    Jurandir dos Santos Silva – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do RJ
    José Silo da Silva – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de MG
    Rosangela Coutinho da Silveira – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da BA
    Fernando Pimentel da Costa – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Alagoas
    Brigite de Albuquerque- Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de SC
    Antonio Pimentel – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Acre
    Joana Santana de Mendonça – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Amapá
    Silvio Rodrigues Pereira – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Amazonas
    Nilson Suave Batista – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Ceará
    Luiz Carlos da Silva- Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Goiás
    Maria Alice Mendonça – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Distrito Federal
    Silvana Pinto da Silva – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Maranhão
    Cláudia Pires de Oliveira – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso
    Fernanda da Fonseca – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Mato Grosso do Sul
    Joaquim Cardoso de Melo – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Pará
    Silviano Cardoso de Melo – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado da Paraíba
    Gilson da Cunha – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Paraná
    Arlindo Sarney de Oliveira – Presidente Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Pernanbuco
    Glória Silva Barbosa – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Piauí
    Mariane de Matos – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado do Rio Grande do Norte
    Alice de Carvalho – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Rondônia
    Eliene Santana – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Roraima
    Rita de Cássia – Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito do Estado de Sergipe
    Gabriela Caiado Cardoso– Presidenta Estadual da Marcha dos Bacharéis em Direito de Tocantins

  10. sandra disse:

    Concordo plenamente com João Carlos, acima, e discordo totalmente do Dr. Celso Castro, qual é Doutor, os adv pagam anualmente para a OAB, e sem contar os inúmeros inadimplentes que existem por aí, e isso é sabido do todos, aonde! é evidente que arrecada muito mais com os exames, arrecada tanto, que sobra bolo para fatiar com muitas autoridades por aí, o que estão pensando que só tem idiotas, não meu caro colega, os Bacharéis são tão advogados quanto você, a OAB foi criada para ser o sindicato dos advs, não forma advogados, quem forma advogados que eu saiba, é a faculdade de Direito, ou será que o Dr. Celso foi formada pela OAB, sem ser preciso frequentar uma faculdade de direito, ho, essa para mim é uma baita novidade, parem de falar tanta besteira e tentar convencer as pessoas de que o exame se faz necessário, ora, ora,,e puro e simplesmente arrecadador. Até porque, o tempo de duração de uma faculdade, não é suficiente para se aprender tudo, é na prática que aprende muito mais, hoje existe o auxilio da internet, o que se precisa se acha, o exame é pura sacanagem, se eu precisar fazer uma petição inicial de alguma causa diferenciada, de que vai me valer o exame, de nada, terei que correr atras daquilo que preciso, para que a petição saia a contento. não me venha com lero, lero, falem claro, queremos dinheiro, fica bem mais legal.

  11. Ari Pitanga disse:

    O exame da OAB, que confere ao Bacharel em Direito; o direito de advogar, é um escárnio à Constituição Federal de 1988. Triste Brasil, oh, quão dessemelhante é. Pensem em algo desonesto, o Brasil já saiu na frente.

  12. José disse:

    A OAB não pode ter privilégio. São dois segmentos da sociedade que não tem condições e nem moral para continuar assim como estão . São o PT e a OAB. Qualquer instituição quando começa enganar e a mentir para o povo tem os seus dias contados. A OAB está numa situação em que não contribui mais para o desenvolvimento do País, ultimamente a OAB e o PT só estão se defendendo para se manter no poder, ainda que não tenha mais credibilidade. Ambos tem que sofrer reformas, para evitar um distúrbio interno como estão acontecendo em vários Países. O vice-presidente da República declarou que com a baixa popularidade a Presidente não chegará até o final do seu mandato. Lembrando que, ele vice, vai junto, o que não seria ruim para os brasileiros.

  13. José disse:

    O Deputado Ricardo Barros resumiu tudo numa frase só: “a OAB não é órgão público”, portanto, não cabe a ela avaliar quem tem ou não tem competência para exercer a profissão. Aliás, para quem não sabe o Deputado Ricardo é Engenheiro Civil, e demonstrou ter mais conhecimentos de que muitos que estudaram direito. Como disse o Dr, Rafael que participa dos debates: “é simples assim”. Apesar dele ser uma pessoa desiquilibrada alguma coisa ele escreve com coerência. Sempre que há um erro judicial , não foi somente o Magistrado que errou, são sucessões de erros, começa pela Polícia, MP e Judiciário. O mesmo acontece com a OAB o legislador errou , passou pelo Congresso, Presidente da República, e ultimamente pelo STF que deveria ter cortado essa corrente de ilegalidade e não o fez. É questão de honra para o Congresso e para o Judiciária corrigir essa ilegalidade. Se fosse legal os defensores do exame da ordem não teriam motivos para se preocupar. Independente, se é contra ou a favor da OAB, ou de quem quer que seja, às pessoas do bem sempre devem estar do lado da justiça. Hoje, os Bacharéis não podem advogar, amanhã o seu filho poderá estar inserido nesse mesmo universo. Leiam o livro o maior erro judiciário no Brasil: “os irmãos naves”. Futuramente nós vamos ler livro o maior erro do legislativo brasileiro: “o exame da ordem no ano de 94”.

  14. JOÃO CARLOS disse:

    Opiniões existem várias, mas a verdade é uma só: Esses que são favoráveis a permanência deste exame de ordem, realmente são uns coitados hipócritas perdidos neste mundo, querendo aparecer e ganhar algum benefício com a sua falsa opinião, pois existem vários advogados incompetentes destruindo com a vida de pessoas com suas péssimas atuações em processos e que até chegam a serem representados na famigerada OAB, porém não são punidos, porque neste caso, não sobrariam muitos advogados. E como sempre escuto destes péssimos advogados: “A OAB é uma mãe”.

    • Esse sindicato da Oab tem que ter sua própria faculdade para que possa exigir seu famigerado exame caça níquel aos seus subordinados.Vejo tantas opiniões equivocadas de alguns Advogados pagos por esse sindicato, e insisto em perguntar, quem está constitucionalmente autorizado a diplomar um formado em Bacharelado em Direito após 5 anos em uma faculdade em nosso país? Sabemos que é o Mec,mais o sindicato acha que é a Oab.Com a palavra o Mec ,gostaria de ouvir sua opinião, do contrário, rasgue nossa Carta Magna e tudo vai virar uma esculhabaçao , devemos acreditar em quem?Há doutor, acho que é na Oab, não,acho que é no Contraventor Carrinhos Cachoeira,não,acho que é no Jose Dirceu,não, acho,acho,acho….porra, chega de enganação, acorda STF,cumpra seu papel que é guardião das leis, não se deixe enganar por esse maldito sindicato , tome logo uma decisão acabando com esse famigerado exame da desordem social.

      • José disse:

        O Ministro Mercadante custou mais caiu na ratoeira . Dizem que à justiça tarda mas não falha. Por várias vezes ele achincalhou os Bacharéis, lembrando que ele foi Ministro da Educação, que por si só, já impõe o dever de defender à Instituição e os Bacharéis. Ele está no mesmo patamar do Demóstenes Torres, Carlos Cachoeira , Zé Dirceu e etc. Só hienas grandes. O Ministro também gosta de uns por fora, quem diria. O meu diploma está registrado no MEC, e as provas estão arquivadas na Universidade à disposição das autoridades. Não tem nada por fora. Para aqueles que não sabem o que é por fora, vou traduzir : “É CORRUPTO MESMO.” é o que eles são!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s