O Planalto já está sitiado. O Estado atual e a tomada do poder pelos Militares. #FIMdaCORRUPÇÃO


Se me perguntarem se sou a favor da tomada do poder pelos militares, respondo que estão fazendo a pergunta errada.

Então vejamos o que temos:

Um executivo que chegou ao poder com os frutos a corrupção.

O Legislativo que está lá do mesmo modo e sobrevive com os pagamentos que vem do executivo, o orquestrador de como será feita a distribuição do grosso da propina.

O Legislativo tem ainda o papel de editar leis para que as coisas ficam como estão. Assim, quando fazem as Leis, já são previstas as brechas para que tudo corra bem.

No Judiciário, temos que a maioria dos Ministros foi posta pelo sistema corrupto que está ai, então temos a dívida de favores e a co autoria de crimes do passado.

Qualquer processo que chegue aos Tribunais Superiores no que tange as quadrilhas do poder, já sabemos no que vai dar…

Algo que poucas pessoas se dão conta é que o Sindicato da OAB é uma peça fundamental neste elenco.

Vejam que os maiores escritórios de nossos pais são também os que defendem os clientes com os crimes que lhes rendem a maior pecúnia.

Controlam quem serão os dirigentes da OAB em todo o País, e estes por sua vez elegem quem serão os Juízes dos Tribunais (a grande maioria) e ainda controlam a comissão de Constituição e Justiça da Câmara e Senado.

Ou seja um Sindicato está no controle de todas as Leis que são aprovadas em nosso Pais e quem serão os “donos do poder” no Judiciário.

Vejam que o sistema está todo amarrado entre si e que aqueles que eram donos do poder a 30 anos ainda estão por ai ditando as regras.

Se a Presidente Dilma for deposta quem entrará em seu lugar?

E se houverem novas eleições, quem serão os candidatos, e quem serão os “novos” eleitos.

Vemos claramente que o sistema político está todo bichado.

O Estado Democrático de Direito na verdade não existe, senão, somente no papel.

E a sociedade como está no meio desta confusão?

Os Empresários estão preocupados, não sabem o que fazer, estão todos esperando algo, mas não sabem o que.

O risco de investir é muito alto, o Estado sabota e extorque quem quer trabalhar. Assim, é melhor esperar para ver no que vai dar, é mais seguro.

A bolsa de valores permite que em poucos segundos o capital que está aqui no Brasil vá para a Europa, Ásia, Estados Unidos, enfim.

Sem Empresas não existe trabalho, e nem produção, e nem impostos.

A população que já não tinha médico, escola, casa, agora sem emprego não tem comida, remédio e, assim, a violência, a criminalidade aumenta.

Existe uma ala de economistas e de políticos que afirmam (teoricamente) que se a economia está bem, todo o resto se ajeita. Pode haver a roubalheira que for, a casa da mão Joana, nada acontece. 

Estão redondamente equivocados.

A palavra corrupção chama o entendimento de algo que está se deteriorando, se consumindo. Destarte, onde há corrupção tudo em volta começa a se desintegrar, inclusive a própria corrupção, por uma Lei da causalidade, ação e reação.

Deste modo ao atingir o ponto de saturação, quando finalmente a entropia se espalhou começa a degradação por auto fagocitose.

A auto fagocitose é o primeiro estágio, a primeira manifestação do declínio. E por isto que vemos tantas pessoas envolvidas entregando-se umas às outras.

No segundo estágio o organismo começa a reagir e procurar formas de autopreservação. Contudo a corrupção é uma doença no seio da sociedade e se a doença não puder ser curada será necessário o tratamento cirúrgico.

Então, temos que pensar o que seria a cirurgia em uma sociedade continental com 200 milhões de habitantes.

A desordem incontrolada. Guerrilhas urbanas. Forças do poder para tentar controlar a situação. Sem sucessos.  Especialistas de fora dos pais para ajudar e ai vai…

Mas em uma sociedade, assim como em qualquer organismo vivo, existem os anticorpos, que lutam contra a doença, causando febre é a morte da doença ou do paciente.

O que vou dizer, certamente causará repulsa, medo e outros sentimentos, que refletem algo que nos causa muito medo e preocupação.

Vejo o principal anticorpo de nossa sociedade as Forças Armadas.

Não quero dizer com isto que seja a favor de que os Militares tomem conta do Estado.

Mas, analisando a situação sócio, política e econômica de nosso Pais e do Mundo, ouso a dizer que o Planalto já está sitiado.

Então vamos viajar um pouco e ver como seria se os Militares assumissem o poder hoje.

Os primeiros seis meses seriam os mais graves.

A procura de pessoas, grupos, guerrilhas que se oporiam ao novo sistema.

Com a tomada do poder vem o Estado de exceção e com isto a pena de morte sob o pretexto da segurança nacional. Qualquer militar em bom juízo faria isto para evitar problemas maiores.

Se a pena de morte foi instituída, o que dirá das demais garantias.

O Legislativo seria imediatamente fechado e Leis semelhantes aos antigos Atos Institucionais iriam ser feitos por equipes técnicas.

Toda legislação que fosse contra o novo sistema seria alterada ou suprimida. Os demais artigos continuariam a fim de que o Brasil pudesse continuar sua caminhada.

Leis como as que protegem terras indígenas também seriam extirpadas, já que agridem a segurança nacional e os militares tem demonstrado preocupação com a fuga de riquezas da Amazónia.

O Judiciário sofreria grandes mudanças, principalmente na forma de eleição dos novos ministros que a princípio, provisoriamente, poderá ficar a cargo do Presidente. Muitos Juízes  podem desaparecer, sofrer acidentes, morte súbita ao longo do tempo, já que de imediato não será possível excluir alguns artigos da Carta Magna. Mesmo assim a composição do STF seria alterada, por bem ou por mal, deste modo, alguns integrantes adiantarão sua aposentadoria.

Haveria um grande retorno de capital para o Brasil. Os corruptos ficariam muito feliz em colaborar com o seu Pais trazendo de volta o que levaram. Pensarão em sua família, seus filhos. Muitos deles não voltarão mais.

A outra precaução seria com a vida privada. A sociedade, o particular precisa continuar fazendo o que estava fazendo para que a vida continue. Haveria maior rigor contra os crimes já que as Forças Armadas interviriam junto a todas as delegacias.

Os grandes traficantes, assassinos seriam “libertados”, fugiriam das delegacias e ninguém mais os viriam. Talvez, com medo, sumissem para os países vizinhos, quem sabe…

Quem estivesse sem trabalhar seria enquadrado no crime de vadiagem, como foi feito no passado, e poderiam ser levados a lugares onde prestassem serviços por um tempo.

No golpe de 1964 os Militares não mexeram com os particulares, mas apenas com aqueles que se opunham à nova ordem instituída. Provavelmente ocorrerá do mesmo jeito.

Seriam anos duros, Militar não é padre, nem pastor. Não perdoa pecados, apenas faz o que é preciso fazer. Não passam o tempo ocioso sentindo culpa.

Caso venham a tomar o Pais, farão o que tem que ser feito. E não é nada bom. Teriam que ficar 60 anos no poder para assegurar que não sejam punidos por executar seu ofício.

Assim, quando de sua saída, haveria uma nova Carta Magna que revogaria todo o anterior e, aqueles que roubaram o Pais e tiveram que devolver alguma coisa, não poderão exigir seu “direito”, pois são outros tempos, outras Leis, outra Constituição.

Depois dos dois primeiros anos, as coisas já estariam mais calmas, e tudo voltando a normalidade. O receio da comunidade internacional já não existe mais, pois o sistema estaria instalado.

O Brasil seria visto de forma diferente pelo mundo. Como somente houve mudanças na vida política e um ar de estabilidade se instalou no País, os investidores começariam a retornar. Agora que não precisam mais pagar propina, sentem-se mais seguros.

Os Empresários Brasileiros investem com mais confiança, pois sabem que se alguém do Governo tentar lhes extorquir, basta se dirigir a Base Militar mais perto de sua casa e falar com o Comandante que tudo se resolverá rapidinho, sem burocracia ou procrastinação.

Estamos na hora 13, talvez não haja mais tempo para mudanças…

Esse post foi publicado em Direito e justiça, Fim da corrupção e marcado . Guardar link permanente.

5 respostas para O Planalto já está sitiado. O Estado atual e a tomada do poder pelos Militares. #FIMdaCORRUPÇÃO

  1. Zilda disse:

    Nem mesmo na época dos militares a corrupção deixou de existir, quem não se lembra dos casos corôa Brastel, caso das jóias, inclusive na Petrobrás,etc, é ingenuidade pensar que os militares seriam totalmente éticos ao ponto de corrigir estas coisas no país. A sociedade tem que exigir reformas políticas, eleitorais, constitucionais, criminais,etc. Será muito difícil mas, acredito que somente assim poderia haver alguma mudança de verdade em prol da sociedade.

  2. sandra disse:

    O texto escrito por Inacio Vacchiano, está completamente correto, parabéns a ele pelo raciocínio lógico que expõe o texto, verdade verdadeira, tudo o que ali está escrito, é bem assim mesmo que se encontra nosso maravilhoso País, nas mãos de bandidos, traficantes, corruptos, e o que é pior, estão infiltrados como autoridades, para se valerem de farda, armas e títulos, garantindo assim a imunidade pessoal, e sabedores que em cada lugar de destaque, ali tem um comparsa, colocado ou indicados por eles, é hora de intervenção militar, não existe outra saída, nem outra forma para que o País retome as rédeas da moral e do apreço que um País como o Brasil deve ter, e retomar também as finanças ora roubadas, parece que quase não existe lastro de reserva, está no fundo do poço, o abuso de poder tomou conta do País, a OAB tomou as rédeas, e como convém , então permanece; agora verdade seja dita, os bacharéis/advogados, têm grande culpa nisso, com ânsia de advogar, se metem a fazer esse famigerado exame, só para reprovarem, se ninguém fizer, colaborar, como vai permanecer o exame, reclamam, reclamam, mas continuam colaborando com a OAB e não com eles mesmo e com a classe. pensem nisso, colaboram pelo amor de Deus e pelo bem geral da nação.

  3. PEDRO DOS SANTOS CARDOSO DE FREITAS disse:

    A/C DE TODOS OS DEPUTADOS E LÍDERES PARTIDÁRIOS

    Levantamento feito pela FGV Projetos mostra que 2 mil candidatos fizeram o exame 12 vezes nesse período
    O Exame de Ordem da OAB (Ordem de Advogados do Brasil) reprovou 8 a cada 10 candidatos inscritos desde 2010. A taxa de reprovação é de 82,5%, segundo estudo feito pela FGV Projetos, atual responsável pela organização do exame.
    O levantamento mostra ainda que, a fim de obter a carteira que permite pleno exercício da profissão, os bacharéis em Direito chegam a se inscrever 12 vezes para fazer a prova.
    O estudo usou dados de candidatos do 2° exame de ordem unificado, aplicado em 2010, ao 13°, aplicado no primeiro semestre de 2014. Nos 12 exames, houve 1.340.560 inscrições – apenas 234,3 mil candidatos foram aprovados.
    Para cada exame, a taxa de aprovação variou entre 11,4% (9° Exame) e 28,1% (10° Exame). Segundo o estudo, a variação reflete diferenças no conteúdo e no grau de dificuldade da prova, e também na qualidade de formação dos estudantes.
    “Depois que o exame foi unificado o que aconteceu foi o aprimoramento na elaboração das provas e o consequente incremento do nível de exigência”, afirma João Aguirre, coordenador dos cursos para exame da OAB da LFG.
    Bacharéis chegam a fazer prova 12 vezes
    O estudo aponta que do total de 1,3 milhão de inscritos, a maior parte das candidaturas era de pessoas que refaziam a prova. Ao longo dos quatro anos, 487 mil fizeram as provas do exame, muitas mais de uma vez.
    Nesse período, 132,6 mil candidatos fizeram a prova mais de quatro vezes. Desses, 2.094 candidatos fizeram o exame 12 vezes.
    Formada em Direito em uma universidade privada de Fortaleza em 2008, Emanuela Reis, de 28 anos, faz parte dessa estatística. Desde 2009, ela repetiu as provas do exame sete vezes.
    “Ainda não passei e já estou quase desistindo. É muito difícil passar, a cada prova fica mais difícil. Parece que eles pioram para ganhar mais dinheiro. Os enunciados de algumas questões são dúbios, assim como tem questão com mais de um item correto”, diz.
    A bacharel estima já ter gastado cerca de R$ 1 mil com as inscrições no exame.
    Emanuela conta que já tentou encontrar emprego como advogada júnior, mas, sem a carteira da OAB, não consegue a vaga. Enquanto isso, vende doces e salgados para obter alguma renda.

    1° – Universidade Federal de Viçosa (UFV): alunos tiveram 77% de aprovação no exame da OAB. Foto: Wikimedia Commons/Luiz Eduardos
    Brasil tem 1.158 cursos de Direito
    A grande taxa de reprovação dos estudantes e bacharéis nos exames da OAB faz parte de um contexto em que 1 em cada 10 matriculados no ensino superior no País cursa Direito. Em 2013, os matriculados no curso somavam 769.889 alunos, segundo dados do Censo da Educação Superior.
    Em 2012, eram 1.158 cursos, quase o dobro do número de cursos abertos em 2002 (599).
    Fonte: ultimo segundo

    Nota: texto acima, está sendo transcrito de forma parcial, para ter espaço para publicação e compartilhamento. (Pedro dos Santos Cardoso de Freitas – Presidente Nacional da Marcha dos Bacharéis Desempregados e Endividados pelo FIES)

  4. José disse:

    Realmente , com os atuais políticos não há a quem recorrer! O passado dos tucanos também não é limpo. Durante o governo deles e atualmente foram e estão sendo acusados de vários envolvimentos com a corrupção. Durante os governos do PMDB e do PSDB, os brasileiros compravam uma bicicleta e 24 vezes, e aqueles que tinham dinheiro, faziam plantões nas filas dos supermercados para comprar alimentos. Não falando no fator previdenciário e nos pedágios implantados nas rodovias federais e estaduais , heranças dos tucanos.

  5. jose maria de aquino disse:

    SAIR dILMA E ENTRAR O PSDB é o mesmo que trocar seis por meia duzia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s