Folha de S. Paulo censura quase 500 artigos do escritor e jurista Vasco Vasconcelos #FimDaReservaDeMercadoDaOAB


Bom dia nobre  jornalista  Francesca Angiolillo,

É muito constrangedor uma Jornal da respeitabilidade  da Folha de S.Paulo censurar meus Artigos.

vascovasconcelosSão quase quinhentos  Artigos  remetidos a Redação da Folha e censurados porque trata-se de abolir a última ditadura no país, a escravidão contemporânea da OAB.

Vendem-se  dificuldades pra colher facilidades. .

Os Senhores já imaginaram os prejuízos incomensuráveis que cassino  (Exame da a OAB), vem causando ao país?

E pior que seus idealizadores  encontram guarida nas Redações  dos grandes matutinos?

Exame de Ordem protege o cidadão?

É uma inverdade afirmar que o Exame de Ordem protege o cidadão.  A propósito o  Exame de Ordem por si só não qualifica, se assim fosse não teríamos advogados na criminalidade.

Lesões maiores à ordem, à saúde, à segurança e à economia pública, estão sendo causadas, por advogados inscritos na OAB, a exemplo do advogado do ex-goleiro Bruno Fernandes, fumando crack em uma favela de Belo Horizonte conforme vídeo disponível na internet, e tantos outros fatos de advogados envolvidos em crimes bárbaros, bem como advogados repassando ordens de celerados presos, para os ataques criminosos no Rio, ao ponto dos principais matutinos do país estamparem em suas manchetes: Presidente do TJRJ classifica advogados envolvidos nos crimes como ‘pior que bandidos’

A OAB tem que se limitar a fiscalizar os seus inscritos e puni-los exemplarmente, fato que não está acontecendo veja o que relatou a REPORTAGEM DE CAPA DA REVISTA ÉPOCA Edição nº 297 de 26/01/2004 “O crime organizado já tem diploma e anel de doutor. Com livre acesso às prisões, advogados viram braço executivo das maiores quadrilhas do país. O texto faz referência aos advogados que se encantaram com o dinheiro farto e fácil de criminosos e resolveram usar a carteira da OAB para misturar a advocacia com os negócios criminosos de seus clientes”. Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR62386-6009,00.html]

Há quase vinte anos OAB vem faturando alto cerca de R$ 72,6 milhões, por ano, sem transparência, sem nenhum  retorno social, sem prestar contas ao Tribunal de Contas da  União – TCU, ao impor goela abaixo seu Exame caça-níqueis, calibrado estatisticamente não para medir conhecimentos e sim  para reprovação em massa. Vendem-se dificuldades para colher facilidades>Quanto maior reprovação, maior o faturamento,  triturando sonhos de jovens e idosos, gerando fome, desemprego, depressão, síndrome do pânico, síndrome de Estocolmo   e outras  doenças psicossomáticas

Não é verdade que esse exame exige conhecimentos mínimos  do advogado recém  formado. Eis aqui a verdade: OAB e FGV além de usurparem papel do Estado (MEC) notadamente art. 209 da Constituição   o qual explicita que compete ao poder público avaliar o ensino), ainda se negam a corrigir com seriedade as provas da segunda fase do X caça-níqueis Exame da OAB.

Uma excrescência tão grande que de acordo com o Blog Bocão News, levou o ex- Presidente da OAB/BA, nobre advogado Dr.  Saul Quadros Filho em seu Facebook, a fazer duras críticas à empresa que organiza atualmente o exame da OAB. De acordo com Saul Quadros Filho, a FGV comete tantos erros na confecção da prova que é preciso urgentemente cobrar da instituição o mínimo de competência. (…) Portanto, o dever do Conselho Federal é cuidar da qualidade das provas ou então aposentar o exame. (…) No atual momento o Conselho Federal tem que ser solidário e não o algoz dos que “foram reprovados” pela FGV quando, na verdade, se tem alguém que merece ser reprovada é, induvidosamente, a própria Fundação Getúlio Vargas, endureceu Quadros.

Enquanto o CIEE com meio século de atividade, se orgulha dos números que coleciona, 13 milhões de jovens encaminhados p/ o mercado de trabalho, dando-lhes cidadania, gerando emprego e renda, a retrógrada OAB, comemora o inverso, com seu exame caça-níqueis, triturando sonhos e diplomas de jovens e idosos, gerando fome, desemprego, síndrome do pânico, uma chaga social que envergonha o país. Fim da escravidão contemporânea da OAB.

Quem estudou cinco anos fica impedido de exercer a profissão simplesmente porque um autarquia está comandando o país e fazendo reserva de mercado. Não se trata de aprovação ou reprovação. Trata-se um mecanismo fraudulento a fim de auferir lucro fácil. Uma avaliação jamais irá substituir o ensino. Essa idéia é falsa. Serve para formar cartel. É enriquecimento ilícito. A obrigação de tolher e fiscalizar é do conselho de Classe e isso não faz. A sociedade deve exigir melhor e saber avaliar essas questões que a categoria impar, recebedora de MILHÕES está a esconder e a incentivar em demais áreas.

Há quase 20 anos OAB vem faturando cerca de R$ 72,6 milhões, por ano, sem transparência, sem m retorno social, sem prestar contas ao TCU, ao impor goela abaixo seu Exame caça-níqueis, calibrado estatisticamente não para medir conhecimentos e sim para reprovação em massa. Vendem-se dificuldades para colher facilidades>Quanto maior reprovação, maior o faturamento, triturando sonhos de jovens e idosos, gerando fome, desemprego, depressão e outras doenças psicossomáticas. .

Assegura o art. 5º inciso XIII da Constituição diz: “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. E o que diz a lei sobre qualificações profissionais? A resposta censurada pela imprensa marrom, está no art. 29 § 1º do Código de Ética Disciplina da OAB (Das regras deontológicas fundamentais) “Títulos ou qualificações profissionais são os relativos à profissão de advogado conferidos por universidades ou instituições de ensino superior, reconhecidas.

Se os adv condenados no 2º maior escândalo de corrupção de todos os tempos, o mensalão, têm direito a reinserção social, direito ao trabalho, porque os condenados ao desemprego pela OAB, não têm direito ao trabalho? Onde está responsabilidade social da OAB? Afinal qual o medo do Congresso Nacional abolir de vez a última ditadura, a escravidão contemporânea da OAB? Pela provação urgente do PL 2154/2011. Já imaginaram os prejuízos incomensuráveis que esse caça-níqueis vem causando ao país?

Respeitosamente

Vasco Vasconcelos,  escritor e jurista

e-mail:vasco.vascocnleos@brturbao.com.br

Telefone (061) 96288173

Esse post foi publicado em Direito e justiça, EXAME DE ORDEM e marcado . Guardar link permanente.

9 respostas para Folha de S. Paulo censura quase 500 artigos do escritor e jurista Vasco Vasconcelos #FimDaReservaDeMercadoDaOAB

  1. Fernancyo fernancio disse:

    Em 6 de março de 2015 09:45, “Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista,

  2. viviane disse:

    “Parabéns”!!! realmente , o presente artigo , foi escrito com profunda sensibilidade , pertinente apenas a quem vivencia amargamente o problema (bacharel excluído do mercado de trabalho) , ou a quem tem caráter para reconhecer o quanto é absurda esta situação.

    Lamento apenas , que esta causa continua sem respostas concretas , nos deixando sem esperança , apesar de tanto respaldo legal e moral.

  3. Guma disse:

    Você realmente acredita neste baboseira que escreve? Sem advogado (minimamente preparado) não teremos justiça e sem justiça não teremos democracia !!! A prova da oab deve ser mais dura do que a prova para magistratura!!! Advogado fraco eh prejuízo para o cliente, juiz fraco o tribunal ajusta!!!

    • Quem informou que esse exame da desordem social qualifica o bom advogado? Por que a Oab não faz sua faculdade e deixa de usurpar o direito constitucional do estado Mec.Você já se perguntou onde mais de 80 milhões de reais arrecadado por esse incondicional exame foi aplicado sem pagar impostos e não prestando contas a ninguém.Cpi já na Oab,e veremos um segundo Lava Jato surgindo.

  4. José disse:

    A onde está a imparcialidade e profissionalismo do redator chefe, que se acovardou diante da OAB. Que vergonha para um jornal do calibre da Folha de São Paulo que tinha credibilidade perante os Paulistas. Aliás, não é nenhuma novidade, depois que o Presidente do STF apresenta como um dos candidatos à vaga de Ministro do STF , nada mais e nada menos que Marcos Vinícius Coelho, Presidente da OAB, o que podemos esperar dos seres humanos, se é que podemos chamar de humanos. Só para lembrar que, para concorrer à vaga, o candidato tem que ter uma moral inabalável. Portanto, primeiro o Dr. Marcos tem que prestar contas aos Professores e Merendeiras do Estado de Piauí , os quais foram vítimas de golpe financeiro do escritório dele, para depois pensar em ser Ministro. ” De gente boa e capacitada o inferno está cheio”.

  5. Ivan de Lima Salles disse:

    Que vergonha tenho do Jornal Folha de São Paulo. O Jornal Folha de São Paulo, foi contra a
    ditadura militar. Denunciou os abusos e as torturas que os presos políticos sofreram. E, agora,
    mudou de lado ? O EXAME DA OAB é uma vergonha total. Já fiz QUATRO exames e não
    consigo ser aprovado. Estudo de CINCO a OITO horas diariamente. Sou aposentado e tenho
    tempo para estudar. Quando vou fazer a maldita prova, torna-se impossível entender as
    questões. É uma vergonha total. O Jornal Folha de São Paulo, deveria pesquisar os vultos do
    passado. O Dr.EVANDRO LINS E SILVA, na época em que era estudante de Direito, tinha uma
    ou duas aulas na semana. Além disso, o curso de Direito tinha um período de QUATRO ANOS.
    Após receber o DIPLOMA DE BACHAREL EM DIREITO, recebia também a CARTEIRA DE
    ADVOGADO. Não EXISTIA o tal FAMIGERADO exame da OAB. O Dr. SOBRAL PINTO, também
    foi um grande ADVOGADO, e não fez o exame da OAB. Enfim, existem milhares de nobres
    advogados que não fizeram o desgraçado exame da OAB !!! O exame da OAB se tornou um
    palhaçada total. Uma falta de respeito com os BACHARÉIS EM DIREITO. No Supremo
    Tribunal Federal, tem um ministro que foi REPROVADO três vezes no concurso para juiz de
    Direito. Mas, a maldita política o colocou como ministro da mais nobre corte de JUSTIÇA, que
    é o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. A política é um trampolim para o sucesso de alguns, e
    para a desgraça de milhares.

  6. PAULINO JF disse:

    Um Jornal da respeitabilidade como a Folha de S.Paulo, tolher, cercear a liberdade de expressão Constitucionalmente assegurada, que tem por objetivo a reflexão e manifestação de pensamento. Brasil, mostra sua cara quero ver quem paga par gente ficar assim!

    Não podemos acreditar que há censura partindo de um Jornal tão digno que é a Folha. É possível que os (artigos), poderão estar sendo manipulados, deturpado por razões egoísticas individuais ou coletivas que possivelmente tira o real sentido do que se expõe.

    A Censura é uma sanção deplorável de um conduta ante democrática naquilo que muitos acredita , idealiza, tem como convicção e discorda de alguns…

    Não concordar com excrescência que é a continuidade de não abolir a última ditadura no país, a escravidão contemporânea, ditada por um represente de classe Privada ( OAB), através de provimento de lei, que agem ao contrario ao Estado de direitos de muitos cidadãos brasileiros, é, continuar com os desmando existentes hoje no Brasil, é continuar com as portas do inferno instalado em nossa democracia aberta.

    Comprovadamente é estar na contra mão do que esta exposto e que deve prevalecer de acordo com o que dispõe O ART. 5º INCISO XIII, DA CF: “ É LIVRE O EXERCÍCIO DE QUALQUER TRABALHO, OFÍCIO OU PROFISSÃO, ATENDIDAS AS QUALIFICAÇÕES PROFISSIONAIS QUE A LEI ESTABELECER”. É estarrecedor!

    A simples manifestação de negativa de expor os artigos do Ilustríssimo escritor e jurista DR.Vasco Vasconcelos, como opção de gosto que contraria os demais transforma-se nitidamente o sinal de intolerância, preconceito e tantas outras nomenclaturas absurdas existentes.

    Que fique aqui registrado o meu sincero respeito e apoio ao ILUSTRE ESCRITO E JURISTA DR. VASCO VASCONCELOS

    ABAIXO A INTOLERÂNCIA E A CENSURA!

  7. Antonio Carlos disse:

    A nossa esperança reside no nobre Deputado Federal Eduardo Cunha, Presidente da Câmara dos Deputados Federal, a qual se mostrou muito solidário para conosco e aderiu a nossa causa com muita veemência. Estamos no aguardo, da extinção deste maldito exame da ordem, que não afere nada e sim extorque os bacharéis de Direito.

  8. Antonio Jose disse:

    Cada dia fico surpreendido vendo comentários infelizes por falta de conhecimento através de um Jornal como a Folha de São Paulo afirmar que o exame da ordem protege o cidadão.Peço que leiam a nossa carta magna nos art. 5º inciso XIII da Constituição, art. 29 § 1º do Código de Ética Disciplina da OAB, ai tirem suas conclusões para depois comentarem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s