OAB X  Conselho Nacional de Direitos Humanos/PR. #FimDaReservaDeMercadoDaOAB


OPINIÃO

(Um grande passo rumo abolir de vez a escravidão contemporânea da OAB)

 Por Vasco Vasconcelos, escritor e  jurista 

vascovasconcelos
Honra-me ocupar este espaço na qualidade  de escritor e jurista e sem falsa modéstia  um dos maiores defensores de fato dos direitos humanos deste país, notadamente na luta pelo direito ao trabalho, para congratular-me com o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Dr. Marcos Vinícius Furtado Coelho,  pela sua posse no Conselho Nacional dos Direitos Humanos da  Presidência da República, no último dia 10 de dezembro,  por ocasião da 20ª edição do Prêmio Direitos Humanos 2014, promovido pelo Governo Federal.

 

Durante o evento a presidente Dilma Rousseff destacou:  “A data é especial e não é por acaso. Hoje estamos sensíveis e tocados. São batalhas diárias, que exigem sacrifícios, abnegação e generosidade. Tortura, miséria, intolerância religiosa, trabalho escravo são chagas que o Brasil precisa ver definitivamente afastadas do cenário da vida brasileira. Se olvidou a Presidenta Dilma, da escravidão contemporânea da OAB, o fim do caça-níqueis Exame da OAB, uma chaga social que envergonha o país.

Que doravante, o Presidente da OAB e seus pares , que antes só comemoravam o número de bacharéis em direito(advogados),  reprovados no caça-níqueis Exame da OAB, o aumento do desemprego, com esse contingente de  milhares operadores do direito jogados ao limbo e em contrapartida o aumento da arrecadação  que a cada ano gira  em torno de R$ 72,6 milhões de reais, sem nenhum retorno social, agora na qualidade de membro dessa Comissão,  Vossa Excelência com toda  essa responsabilidade, tem a obrigação de respeitar além da  Constituição Federal, a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Nela estão enumerados os direitos que todos os seres humanos possuem. Está previsto Artigo XXIII -1 -Toda pessoa tem o direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, à justas e favoráveis condições de trabalho e à proteção contra o desemprego. Os documentos que o Brasil é um dos signatários, impõem a obrigação de tomar medidas para garantir o exercício do como meio de prover a própria vida e a existência.  Vamos extirpar a ultima ditadura do Brasil, o fim do caça-níquei$ Exame da OAB.

“A privação do emprego é um ataque frontal aos direitos humanos. “Assistir os desassistidos e integrar na sociedade os excluídos

Não seria de melhor alvitre substituir a pena do desemprego imposta pelos mercenários da OAB por 40 chibatadas?  Dói menos.  “‘De todo os aspectos da miséria social, nada é tão doloroso quanto o desemprego “ Janne Adms.  

Em 14 de Setembro de 1981, o papa João Paulo II assinalando o nonagésimo aniversário da encíclica Rerum Novarum, publicou uma encíclica sobre o Trabalho Humano – Laborem Exercens (LE), onde explicitou que “a Igreja está convencida de que o trabalho humano constitui uma dimensão fundamental da existência do homem sobre a terra”( LE 4). O trabalho é a “chave essencial” para o drama social da humanidade, e somente o homem tem capacidade para realizá-lo, conforme preconizou, na encíclica Laboren Exercens, o Papa João Paulo. 

Verdade seja dita: OAB, não tem interesse em melhorar o ensino jurídico. Se tivesse bastaria qualificar os professores inscritos em seus quadros. Recursos financeiros não faltam. São R$ 72,6 milhões, tosquiados, por ano, sem retorno social, sem prestar contas ao TCU, extorquidos por ano, com altas taxas: enquanto taxas do ENEM são apenas R$ 35, taxas do caça-níqueis da OAB, já chegaram a R$ 250, fiz reduzir para R$ 200, mesmo assim é um assalto ao bolso, haja vista que as taxas médias dos concursos de nível superior (NS), giram em torno de R$ 80, taxas do último concurso da OAB/DF, apenas R$ 75,00

Nos idos da minha infância na terra do saudoso conterrâneo e colega jurista Rui Barbosa,  somente filhos da elite poderia ser advogado. Porém com o advento de os governos FHC, Lula e Dilma, aumentaram  o número dos cursos jurídicos em nosso país, girando em torno de 1280 faculdades de direito, doravante filhos de  trabalhador rural, guardador de carros, filhos de prostitutas, filhos de catadores de lixo, empregadas domésticas outras camadas mais pobres da população também podem ser advogados. Mas os mercenários da OAB acham isso um absurdo, como pode o país ter mais faculdades de direito, bibliotecas jurídicas do que cracolândias? E assim com  medo da concorrência, uma maneira de impedir o acesso de filhos de pessoas humildes no quadros da OAB e assim instituíram, pasme,  o grande estorvo, o  caça-níqueis Exame de Ordem. 

Se para ser  Ministro do Egrégio Supremo Tribunal Federal – STF, não precisa ser bacharel em direito (advogado),  basta o cidadão ter mais de trinta e cinco anos e menos de sessenta cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada (art.101) da Constituição. Se para ocupar vagas nos Tribunais Superiores OAB se utiliza de listas de apadrinhados da elite? (via o Quinto dos Apadrinhados), por quê para ser advogado o bacharel tem que passar por essa cruel humilhação e terrorismo?

Presidenta Dilma Vossa Excelência e o Congresso Nacional passarão para história como submissos ao poder da OAB. Como pode o Estado (MEC), outorgar o grau de bacharel, o que significa reconhecer que o cidadão  está devidamente qualificado (capacitado) para o exercício da profissão, cujo título universitário habilita, em seguida aparece um órgão de fiscalização da profissão,  afirmar que o Bacharel em Direito (advogado),  com o diploma em mãos,  chancelado pelo Estado (MEC), não está capacitado para exercer  a advocacia? Que poder é esse que afronta vergonhosamente a Constituição Federal, a Declaração Universal dos Direitos Humanos? 

Durante a Audiência Pública promovida recentemente pela Comissão de Educação da Câmara  dos Deputados, o nobre Deputado Domingos Dutra, afirmou  que “OAB deveria apoiar a transferência do Exame de Ordem para MEC”’. “A OAB não pode ficar insistindo no exame excludente como este, daqui a 4 ou 5 anos, nesse patamar de 80% de reprovação dos alunos, em 5 anos teremos 50 milhões de brasileiros, envolvidos no drama de exame de ordem. Portanto não é um assunto pequeno, é uma questão de direitos humanos”.

Enquanto a OAB está dificultando o acesso de milhares e bacharéis em direito (advogados), em seus quadros, quero louvar a feliz inciativa do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), em facilitar a vidas dos médicos. Querem que as 242 escolas médicas do país utilizem apenas o termo “diploma de médicoe não “bacharel em medicina”, nos diplomas que atestam a conclusão da graduação de medicina, tendo em vista que muitos profissionais têm dificuldade em obter equivalência de diplomas em outros países, quando tentam frequentar cursos de pós-graduação e programas de intercâmbio. 

Através do Memorando Conjunto nº03/2014 –SESu/SERES/MEC, de 06/10/2014 assinado pela Secretaria de Educação Superior-Substituta e   pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação do MEC, informa que: (…) “As universidades têm autonomia para adotar a denominação que preferirem. No âmbito do MEC, não há discussão sobre o uso dessas denominações.(…) “Cabe a à universidade, no exercício de sua autonomia, decidir se o diploma será emitido com a denominação de “Bacharel em Medicina” ou de “Médico”.” (…) “As denominações de “Médico” e “Bacharel em Medicina” são equivalentes: os diplomas emitidos com essas nomenclaturas têm exatamente os mesmos efeitos para habilitação profissional. 

O mesmo raciocínio, utilizando do princípio uniforme,  Princípio Constitucional da Igualdade, enfim, o princípio  da simetria constitucional, se aplica, mutatis mutandis, a qualquer outra profissão. Por exemplo são  equivalentes, as denominações de bacharel em direito e advogado, têm exatamente os mesmos efeitos para habilitação profissional.

Quem forma em medicina, é médico; em engenharia, é engenheiro; em psicologia, é psicólogo; em administração, é administrador, (…) em direito, é sim advogado, podendo chegar a magistratura  outras carreiras de Estado via concurso público ou via listas de apadrinhados da elite (Quinto   Constitucional).

Tudo isso porque assegura o art. 5º inciso XIII, da Constituição, É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. E o que diz a lei sobre qualificações profissionais?  A resposta censurada pela mídia irresponsável  está no art. art. 29 § 1º do Código de Ética Disciplina da OAB (Das regras deontológicas fundamentais), diz: Títulos ou qualificações profissionais são os relativos à profissão de advogado, conferidos por universidades ou instituições de ensino superior  reconhecidas.

A palavra advogado é derivada do latim, advocatus. Segundo o dicionário Aurélio, Advogado é o “Bacharel em direito legalmente habilitado a advogar, i. e., a prestar assistência profissional a terceiros em assunto jurídico, defendendo-lhes os interesses, ou como consultor, ou como procurador em juízo”.

Onde está responsabilidade social da OAB? Ela deveria mirar-se no exemplo do CIEE. Enquanto o Centro de Integração Empresa Escola – CIEE com meio século de atividade, se orgulha dos números que coleciona, ou seja 13 milhões de jovens encaminhados para o mercado de trabalho, dando-lhes cidadania, gerando emprego e renda, a retrógrada OAB, na contramão da história, comemora o inverso, com seu exame caça-níqueis, triturando sonhos e diplomas de jovens e idosos, gerando fome, desemprego, depressão, síndrome do pânico, síndrome de Estocolmo e outras comorbidades diagnósticas, causando incomensuráveis prejuízos ao país com esse contingentes de milhares de bacharéis em direito (advogados), desempregados, jogados ao limbo, e ainda acha que que está contribuindo para o belo quadro social? Pelo fim a escravidão  contemporânea da OAB. 

Vamos abolir a escravidão  contemporânea da OAB. Presidenta Dilma Vossa Excelência foi reeleita com mais de 51 milhões de votos não pode curvar-se para o Presidente da OAB, que foi eleito com 61 votos (numa eleição indireta) para comandar  cerca de  800 mil advogados inscritos nos seus quadros.  Vossa Excelência que recentemente deu depoimento sobre as torturas sofridas durante a ditadura,  parece que ainda não se deu conta ou ignora as torturas e injustiças, enfim a à existência de atitudes escravagistas, que não só degradam a condição do ser humano, mas também o fazem mero objeto de lucros exorbitantes em cima milhares de bacharéis em direito, (advogados), impedidos de trabalhar, por uma minoria corporativistas da OAB, que impõe sua tirania ao impedir milhares de Bacharéis em Direito (Advogados), ao direito no mercado de trabalho, para manter reserva pútrida de mercado. Será  medo da concorrência? O mercado é seletivo só sobrevivem os bons profissionais.

A tolerância termina quando começa o abuso. Creio que existem alternativas inteligentes e humanitárias: tipo estágio supervisionado, residência  jurídica,  etc.. Nos idos da minha infância na terra do saudoso conterrâneo e colega jurista, Ruy Barbosa, aprendi que “A bove majore discit arare minor”  (O boi mais velho ensina o mais novo a arar).

Se depender do Papa Francisco 2015 será o fim de todas as formas de escravidão  contemporânea existente no mundo, inclusive a da OAB. No ano passado durante sua visita ao Brasil ele foi muito feliz e aplaudido pelos seus ensinamentos: O Santo Padre Francisco afirmouO jovem que não protesta não me agrada”. Sejam revolucionários contra as injustiças sociais. Os jovens não podem acostumar com o mal. “Futuro exige de nós uma visão humanista da economia e uma política que realize cada vez mais e melhor a participação das pessoas, evitando elitismos e erradicando a pobreza. Que ninguém fique privado do necessário, e que a todos sejam asseguradas dignidade, fraternidade e solidariedade: esta é a via a seguir”.  Afirmou  também que “Todos aqueles que possuem um papel de responsabilidade, em uma Nação, são chamados a enfrentar o futuro “com os olhos calmos de quem sabe ver a verdade”, como dizia o pensador brasileiro Alceu Amoroso Lima [“Nosso tempo”, in: A vida sobrenatural e o mundo moderno (Rio de Janeiro 1956), 106].  Dando a entender  (SMJ)   que tais lições foram dirigidas aos mercenários da OAB, que só tem olhos para os bolsos dos Bacharéis em Direito (Advogados). 

E agora parece que o Santo Padre Francisco ouviu as vozes  de milhares de Bacharéis Direito, (advogados),  aflitos, desempregados jogados ao limbo, e segundo a Rádio Vaticano declarou recentemente: “Já não escravos, mas irmãos” – Mensagem do Papa para o 48º Dia Mundial da Paz. Este é o título da Mensagem para o 48º Dia Mundial da Paz, a segunda do Papa Francisco. Geralmente pensava-se que a escravatura é um fato do passado. Na verdade, esta praga social continua muito presente no mundo de hoje.

Destarte como defensor de fato dos direitos humanos, defendo o fim urgente  da escravidão contemporânea da OAB.  Fim do caça-níqueis  Exame da OAB. uma chaga social que envergonha o país.

Ensina-nos Martin Luther King “Há um desejo interno por liberdade na alma de cada humano. Os homens percebem que a liberdade é fundamental e que roubar a liberdade de um homem é tirar-lhe a essência da humanidade”. “Na nossa sociedade, privar um homem de emprego ou de meios de vida, equivale, psicologicamente a assassiná-lo.  

Vasco Vasconcelos

escritor e jurista

Brasília-DF e-mail:vasco.vasconcelos@brturbo.com.br

Tel:(061) 96288173

 

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM, OBB e marcado . Guardar link permanente.

21 respostas para OAB X  Conselho Nacional de Direitos Humanos/PR. #FimDaReservaDeMercadoDaOAB

  1. Dra. Keite, o seu comentário, representa um comportamento de quem não estudou e se estudou desconhece a ética. No mínimo, todos os Bacharéis, do qual faço parte, deveria processá-la por injuria, difamação e principalmente por discriminação. Estou triste por tão baixo valor moral de uma Advogada de classe, como o intitulado pela Doutora. No mínimo, deve ser uma daquelas meninas mimadas que da vida não sabe de nada. Pessoa imatura e que desconhece até quem são os seus pais, pois não é capaz de respeitá-los. Quem estudou e por cinco anos sentou nos duros bancos de uma universidade, sabe o quanto foi dificil conquistar o diploma de formatura e que em muitas oportunidades, procurava de certa forma, visualizar a figura materna e paterna pelo dever cumprido. Ainda há alguma chance de se retratar deste infeliz comentário. Chamar as pessoas de jegue ou de burras é desrespeitoso e demonstra que os quadros da OAB precisam de uma verdadeira reciclagem.

  2. Keite Hansen disse:

    Sou advogada e, como tal, sou amplamente favorável ao exame da OAB, absolutamente necessário para manter a dignidade da nossa nobre classe, além de, ao mesmo tempo, impedir o ingresso de jegues no mercado. Os burraldos que sequer são capazes de passar no exame de ordem, por óbvio, são pessoas despreparadas, desqualificadas e desprovidas de aptidão profissional.
    Felizmente, no Brasil existe o exame de ordem, como nos EUA existe o exame da ABA (American Bar Association), a Associação de Bancas Americanas, cujo objetivo, a exemplo da OAB, é verificar se os bachareis daquele país possuem conhecimentos mínimos para advogar. Saliente-se, ainda, que outros países (como França e Áustria) também exigem aprovação em exames de proficiência a fim de evitar a entrada no mercado de profissionais burraldos, despreparados, desqualificados, semi-analfabetos etc.
    A dura e dolorosa verdade é que aqueles que não conseguem passar no exame de ordem são uma vergonha não só para seus familiares, mas são, sobretudo, uma vergonha para si mesmos. São pessoas fracassadas, tristes, melancólicas, amarguradas e desmoralizadas. Em que pese tamanha tristeza, digna, é claro, de compaixão, nós doutores e doutoras não podemos ser complacentes com essas teses infantis de acabar com o exame. Sem o exame de ordem, a classe está acabada; sem o exame, a classe perderá toda a dignidade, eis que ficará tomada por “jumentóides” semi-analfabetos.
    A classe dos doutores advogados deve contar com intelectuais, pessoas cultas, qualificadas e preparadas do ponto de vista profissional. Só assim a nobreza da classe será mantida. Não podemos admitir que “jumentóides”, burraldos e jegues façam parte de nossa nobre classe. Os bachareis precisam entender e aceitar isso. O exame de ordem não vai cair para beneficiar um bando de viciados em boteco. Obviamente, a dignidade da nossa nobre classe está, como sempre esteve, muito acima das vaidades de um bando de beberrões de boteco.
    Esses bachareis amargurados e infelizes se matricularam numa faculdade de direito; pagaram por um curso de direito; são detentores de um diploma de bacharel em direito; porém, em última análise, se formos analisar com franqueza, eles passaram cinco anos cursando “BUTECOLOGIA”. Na prática, não são bachareis nem operadores do direito; na verdade, não passam de levantadores de copos, jogadores de sinuca, “botequeiros” etc.
    Essa gente analfabeta e amargurada que reclama do exame de ordem está apenas colhendo os frutos oriundos das sementes plantadas no passado. Plantaram as sementes erradas… agora terão de colher os frutos. Pessoas que não levam uma faculdade de direito a sério são, no mínimo, tolas. Lugar de bacharel em direito não é no boteco da esquina, e sim na biblioteca da faculdade. Mais um ano se passou e 2015 está aí… até quando essa gentalha analfabeta e amargurada vai ficar resmungando contra o exame??

    NADA PODE DERRUBAR O EXAME DE ORDEM! ACEITEM ISSO INFELIZES.

    ATENCIOSAMENTE,

    DRA. KEITE HANSEN.

    • Engana-se dona Karine sei la seu nome verdadeiro ,tudo que e ilegal tem que acabar.A menos que o sindicato Oab,assuma a responsabilidade do MEC.Para sua informação nos Estados Unidos existe sim o exame mas o controle e do estado e não de um sindicato que arrecada uma fortuna com exame caça níquel sem pagar impostos e não prestando conta a ninguém .Viva o Brasil….

    • Rubens disse:

      Quantos anos a vagabunda tem como prostituta da OAB, com certeza no seu tempo não
      tinha essa lastimável prova, porque se tivesse a galinha estaria ainda gargarejando e tentando comer milho.

    • PATRICIA disse:

      Keite Hansen, jumenta, mal educada,grosseira e ignorante é você. Nós Bacharéis que ainda não fomos aprovados na OAB, não somos menos preparados ou mais preparados, creio que a prática vem com o tempo. Por acaso você já nasceu sabendo? E agora, porque conseguiu passar fica querendo humilhar quem ainda não obteve êxito. Cuidado com o que fala, visto que a escada se sobe um degrau por vez!

    • Alexandre Sabino disse:

      Jeque e burra deve ser você que é uma IMBECIL ao fazer este tipo de comentário. Portanto desafio sua inteligência em fazer um Exame de Ordem.
      Na verdade você é uma INCOMPETENTE que tem medo da concorrência. Deixe que a sociedade faça o filtro natural para os maus profissionais como faz nas outras profissões.

      Você é PODRE e uma grande VAGABUNDA a serviço desta “OAB”

  3. Colegas Bachares, temos que continuar a luta, cobraremos dos deputados eleitos uma postura clara e certeira na extinção desse exame da desordem.Deputado Eduardo Cunha, com certeza nosso futuro representante em defesa da nossa luta, contamos e confiamos em vossa excelência.Fim desse famigerado exame caça níquel já.Abraços a todos e feliz 2015.

  4. AOM disse:

    Época da ditadura;
    Construção Ponte Rio-Niterio, gasto fabuloso;
    Construção da Transamazonica, gasto fabuloso: (até hoje incompleta)
    Construção da Itaipú/BI, quabraram o Brasil e por vai, é só pesquisar;
    A OAB, acompanhou de bico calado.

  5. CARLOS disse:

    MEU AMIGOS ESTE É O PAIS QUE NÃO QUERO, AQUI MAIS PARECE TERRA DE JOÃO NINGUÉM CONFESSO QUE HOJE TENHO VERGONHA DE SER BRASILEIRO, AQUI TUDO TERMINA EM PIZZA, A COMEÇAR POR AQUILO QUE SE CHAMA STF. PARA VERGONHA DOS BRASILEIROS TODOS OS PAISES DO MERCOSUL PUNIRAM AQUELES QUE COMETERAM CRIMES CONTRA HUMANIDADE SÓ O PAIS CHAMADO BRASIL QUE NÃO. QUE VERGONHA!! CADA DIA QUE PASSA PERCEBO QUE ESTE NÃO É UMA PAÍS DE “HOMEM SÉRIO” .

  6. José disse:

    Pode até ser difícil, mas não é impossível derrubar esta máfia imunda que destrói o sonhos dos bacharéis em direito de exercer a sua profissão, o que não é nenhum favor, e sim, um direito. O fato do PT se unir com a OAB, na área do DH, não muda nada, eles não tem mais credibilidade. No que tange alta cúpula do partido , uns estão presos, e outros não foram reeleitos. Os Procuradores, à Polícia e a imprensa estão fazendo uma devassa nas quadrilhas do partido. O mesmo tem que ser feito nas contas dos dirigentes da OAB e seus aliados.

  7. José disse:

    Nunca devemos perder às esperanças. Tem defensores que lutam, 20 anos para provar a inocência do seu cliente , e consegue. Tem casos famosos que virou até livros . Nem sempre a justiça faz justiça. Há centenas de condenações injustas, por todo País. A OAB em todas pronunciamento acusa as faculdades de estelionatárias educacionais, os atingidos se calam, não contestam as acusações da entidade.O MEC por sua vez da uma de Pilatos, lava às mãos, diante das denúncias e por aí vai. Quando a gente não consegue aprender com os seres humanos, devemos aprender com os animais . As leoas só conseguem matar um búfalo para se alimentar , porque são unidas, e atacam em conjuntos.

  8. José disse:

    Com ajuda daqueles que apoiam os bacharéis, devemos se unir e não se inscrever nos futuros exames. Tem muitos corruptos se beneficiando do exame de ordem. Temos que ser estrategistas, e interromper o ciclo. Todo covarde e bandido quando a fonte seca ou é descoberto , pula fora e delata os outros, em troca de benefícios. Com o Cristo foi assim, com o Tiradentes, dentre outros.
    O importante é atacar maciçamente se ter medo da OAB, até porque, ela mesmo sabe que está no poder ilegalmente, e que a Constituição foi violada para manter a entidade a onde está. Os outros Conselhos de Classes , já tentaram seguir os mesmos passos da OAB, mas não foi possível, por ser ilegal, caso não fosse, não teriam nenhum obstáculo . Quem tira Presidente, coloca Ministro , Deputados, Desembargadores e Juízes na cadeia, não tem que se curvar diante de nenhum Conselho de Classe. Dizem que; “cachorro que ladra , não morde”. A OAB só faz barulho , quando se sente ameaçada corre para o STF, o que está errado, ela não tem foro privilegiado, deve ser tratada nas varas comuns.

  9. MÁRCIO MOURA disse:

    Senhores, segundo Reynaldo Arantes do MNBD, o PL – Projeto de Lei que tem como objetivo a “Extinção” da “Estelionatária” taxa do exame da OAB, começou a tramitar na câmara dos deputados desde o o ultimo dia 09/12 com o número 8.220/14. Ficamos na torcida para o Dep. Eduardo Cunha ser eleito presidente da câmara. pois até o momento é o deputado mais destacado no combate ao nefasto exame da “ordem”. Com certeza a OAB se contorce com essa possibilidade contraria aos seus interesses. Abs. a todos.

  10. PAULINO JF disse:

    POR FAVOR, PODEM ME EXPLICAR O QUE QUER DIZER A MENSAGEM, “O SEU COMENTÁRIO AGUARDA MODERAÇÃO”. MODERAÇÃO DE QUEM OU O QUÊ? NA FALA NÃO EXISTE NADA QUE TODOS NÃO SAIBAM TEMOS QUE TER RESPEITO SIM, MAS, A RECIPROCA É VERDADEIRA! DESCULPEM-ME SE O MEU COMENTÁRIO CHEGOU DE FORMA LEVIANA A INTENÇÃO NÃO É ESSA . ACEITO CRITICA CONSTRUTIVA. OBRIGADO.

  11. AOM disse:

    Sou bacharel, necessito trabalhar. Mas, reconheço que a classe de bacharéis em direito no Brasil, é a mais desunida. reclamamos e não reagimos, somos passionais. Isso ocorre quando procuramos a OAB para fazermos o tal exame. Se houvessem união entre os bacharéis, simplesmente, não faríamos o exame em massa, uma. duas, … quantas vezes fossem necessários, até houver uma repercução geral. Mas não, ajoelhamos e reclamamos.

  12. GERALDO ANTONIO DE LIMA disse:

    Não consigo entender como se conclui um curso em direito, prestando exames em todos as áreas que se entende prioritária para advogar,recebe um diploma assegurado pelo governo federal,faz um juramento, torna-se um bacharel, e logo após vai para o mercado, e quando chega ao mesmo as portas estão fechada simplesmente porque a OAB diz que só quem pode advogar é quem ela aprovar. Porque não fazer só a prova da OAB sem precisarmos estar sentar em um banco de uma universidade durante 5 anos. para advogar.

  13. José disse:

    Ilustres colegas, não se iludam, eles são todos farinha do mesmo saco, jogam no mesmo time. Esta nomeação é só pra inglês vêr. Os maiores violadores dos DH. agora estão preocupados com os rejeitados. Os petistas estão a 12 anos no poder , como o reinado deles está desmoronando , resolveram puxar o Presidente da OAB para o lado deles, para iludir o povo. O que a Presidenta deveria ter feito é mandar o MEC cumprir o seu papel, não se curvar, nem se omitir diante da OAB.
    Qualquer pessoa para fazer parte dos DH, no mínimo tem que ser humano e respeitar o seu semelhante.

  14. jose maria de aquino disse:

    A Presidenta do Brasil participou ativamente da luta contra a ditadura militar, mas tenha certeza que na mente sadia do nosso querido jurista Vasco Vasconcelos a maior ditadura é privar o ser humano do trabalho digno, defendendo uma entidade que visa lucro em cima dos que choram, pois não há crime maior do que matar de fome quem grita pelo emprego, mas no cenário em que vivemos vale mais quem tem status de ladrão do que de cidadão de bem. O Brasil do século XXI, aderiu a comissão de direitos humanos das nações unidas e, francamente, até para um órgão desse porta e de grande importância nossos governantes mentem descaradamente. O BRASIL NÃO RESPEITA NINGUÉM, PASSA POR CIMA DA ONU, PASSA POR CIMA DE NOSSA CONSTITUIÇÃO E NÃO HÁ NINGUÉM QUE NOS DÊ UMA RESPOSTA. PREFIRO MIL VEZES VIVER A DITADURA DA DÉCADA DE 70 PORQUE JÁ ESTAVAM ESTAMPADO O RIGOR DAQUELE REGIME, DO QUE VIVER NUMA “democracia” asquerosa e infeliz que diz não ao trabalho, que envergonha nossas instituições e francamente dá a nossa bandeira o mesmo efeito do papel higiênico, infelizmente.
    Esperamos por um novo Tiradentes ou por outro Martire? porque a impressão é que os homens e mulheres que recebem muito bem dos cofres públicos e que são responsáveis pelos DIREITOS HUMANOS ESTÃO MORTOS.

  15. AOM disse:

    Estou completamente discrente de exercer minha profissão de advogado. Se até nosso PGR quando sub era contra o exame, apontando sua incontitucionalidade, hoje não sendo mais sub PGR do Brasil, esqueceu do exame. Quem sou eu.?

    • Dra. Keite se assim posso chamar.lamentavelmente a senhora deveria saber que o exame de ordem como nos Estados Unidos,França etc, e administrado pelo governo e não por um sindicato de classe.Que se faça exame,porem pelo mec,e não por um sindicato que não tem segundo nossa carta magna autorização legitima para tal. Talvez por sua total ignorância e falta de conhecimento de causa, fico imaginando como conseguiu passar nesse imoral exame.Pessoas do seu nível ,lamentavelmente não valeria a pena dar uma resposta mais agressiva em respeito aos leitores deste espaço.Concluo dizendo mais respeito os colegas Bacharéis sua despreparada e desinformada infeliz Advogada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s