O Gigantesco esquema do Minha Casa Minha Vida e as grandes construtoras. #FIMdaCORRUPÇÃO


Algumas pessoas sabem o programa Minha Casa Minha Vida divide o número de casas que serão distribuídos entre os Estados, Municípios, enfim; inicialmente com base nas estatísticas do déficit habitacional feito pelo IBGE.

O que não é de grande domínio público é a forma que alguns são beneficiados e outros prejudicados com este programa.

A mágica que dá acesso a uns e a outros não.

O programa visa sim que a população de baixa renda tenha se tão sonhado imóvel mas também é um grande esquema para a arrecadação para as campanhas eleitorais, beneficiando uns pucos a custa do prejuízo de muitos.

Vamos tentar dar algumas pinceladas sobre o seu funcionamento.

————–

Há uns 25 anos sai candidato a vereador na Cidade de Campo Grande (MS). Na inocência de que tudo era certo, vendi uma moto que tinha para comprar os panfletos, pagar combustível, etc para propaganda. Depois descobri que havia dinheiro para isto, mas ficava com uns três candidatos principais.

Durante a campanha, chamamos a atenção de algumas pessoas. Então veio um Senhor até mim e disse que representava um gripo de pessoas que financiariam a minha campanha e fariam com que Eu ganhasse as eleições mas havia um preço.

Eu teria que aprovar todos os projetos que eles determinassem. Não importa o que fosse.

Não aceitei a proposta. A esposa daquele Sr. ficou muito contente que não tivéssemos aceito a proposta e lamentava que perderíamos as eleições.

Perdemos as eleições.

Depois de ver como funcionavam diversas coisas  resolvi que aquilo não servia para mim. Não saí mais candidato.

———–

Para que sejam aprovados os loteamentos, as construções para algum lugar, sempre depende de uma emenda, de um dedo parlamentar. Todos os que tomarão parte do bolo já é sabido desde o início. São sempre grandes empresas que utilizam em sua totalidade o dinheiro do Estado, seja do BNDS, da CEF, etc.

É deixado uma gordura, um excedente para que se tenha a ideia de que todos participam.

E os pequenos ficam em volta do lodo tentando pegar um pouquinho para si, até brigam pelas migalhas que caem das grandes mesas.

Da mesma forma ha um sistema de “subcorrupção” pelo pedacinho quem sobra, assim todos ficam comprometidos. Mas quem se opõe fica sem nada.

Pode ate acabar as migalhas mas o que é dos grandes está guardado, pois eles que manterão quem quer que queiram no poder.

Assim, no programa Minha Casa Minha Vida temos visto uma grande quantidade de reprovações de mutuários sem motivos. Tiveram uma dívida a um ano e hoje são reprovados por “motivos de mercado”.

Uma pequena construtora pode ter seis, sete… compradores rejeitados enquanto as grandes corporações tem um cadastro pré a´provado antes do início da construção, não importando a situação do adquirente…

E para aumentar o desespero com tantas reprovações acabam por vencer as avaliações, certidões etc., e assim começa tudo do zero… Há casos inclusive de imóveis novos que deixam de ser considerados novos em razão do tempo da burocracia…

Existem alguns modos para não dar muito na cara a liberação dos grandes recursos.

É como fazer mágica. Mexe-se uma das mãos e atua com a outra.

Dessarte, se olharmos nas épocas de festas, principalmente as que compreendem ao natal e ano novo, veremos que grandes somas de recursos são liberados para grandes empresas.

Então há muitas reprovações de mutuários, imóveis, sem justificativa ou com abuso de poder (até com pareceres técnicos), aproveitando-se da incapacidade técnica e de defesa, da vulnerabilidade das vítimas.

Nem o mutuário e nem o pequeno construtor chegam a enfrentar o sistema financeiro como a Caixa Econômica Federal. Que por sinal sempre dispõe de excelentes advogados com pouco ou nenhum escrúpulo (afinal quem quer perder esta boquinha?).

Ambos se humilham e se calam perante a instituição pois não veem saída. Precisam sobreviver.

Um inimigo interno na instituição pode ser fatal”.

E a tão temida lista negra? Ela de fato existe dentro da instituição, mas apenas os funcionários mais graduados tem acesso. Para ser graduado tem que ser de confiança…

Quando esta ativa da Justiça Federal, lembro-me que a CEF acabava por contratar os advogados que lhe venciam.

Em uma audiência havia uma família desestruturada de um lado e três advogados da CEF do outro. O Juiz era um ex advogado da CEF que passou no concurso – a lógica o impediria de trabalhar com estas ações, mas a lei: não.

Então de fato eram três advogados e um Juiz que ainda agia como prestador de serviços da instituição.

Uma senhora de cerca de 60 anos começou a reclamar alto que aquilo era injusto… O Magistrado estava prestes a dar ordem de prisão para a Senhora por desacato.

No exato instante em que ele iria faze-lo, levantei-me e antes que ele se pronunciasse disse: Com licença Excelência pequei a senhora pelos braços e puxei-a para fora enquanto sussurrara em seus ouvidos para que se calasse e me seguisse.

Depois acalmei a mesma e expliquei o perigo que correra.

—————

Abro aqui ainda um parenteses para informar que no mesmo tempo em que estava na ativa ouvia conversa de Juízes, Promotores que deviam muito dinheiro para a CEF, dívidas que não eram cobradas. Estes eram os mesmos que posteriormente iriam atuar nos processos da entidade.

A Caixa sempre tem certeza do ganho de suas ações, e tem bons motivos para isto.

—————

E agora Champolin Colorado quem poderá nos salvar?

Sim, há uma saída.

Basta averiguar os rigores utilizados entre as Empresas, e como no tráfico de drogas seguir o capital; AUDITAR OS PROCESSOS ESTATISTICAMENTE em seus procedimentos em relação as empresas beneficiárias.

A Caixa Econômica Federal adota procedimentos diferentes entre as empresas, camuflam isto de várias maneiras, vejam os gerentes envolvidos nos procedimentos, conversem com os construtores, vejam a evolução patrimonial das pessoas envolvidas e das pessoas próximas, grandes somas de dinheiro parados em conta corrente (sem correção = “relacionamento”), alguns agentes cobram cerca de 2% a 3% para facilitar as transações, basta portanto verificar suas contas com as transações de seus clientes efetuadas no período, as contas dos engenheiros avaliadores sendo em abertas certamente encontrarão enriquecimento sem causa; a diferenciação dos trâmites, procedimentos, tempos, rigores nos processos protocolados daqueles entregues diretamente nas mãos dos gerentes.

Há verdadeiras quadrilhas espalhadas em nosso Pais beneficiando-se destes esquemas, células autônomas em baixo e grandes esquemas em cima.

O Ministério Público tem grandes poderes de investigação, tem a máquina administrativa para expor esquemas fabulosos e ao mesmo tempo fechados.

A Caixa Econômica Federal esconde gigantescos esquemas de corrupções e o dinheiro do povo na qual deveria ser “fiel depositária” tem decidido quem se mantem no poder e nas mãos de quem vão parar as riquezas. Estas que não estão sendo distribuídas, mas concentradas.

Resolver o destino do dinheiro da CEF, BNDS, FGTS, etc é decidir nas mãos de quem ficarão os governos.

————————-

Dilma enfrenta protestos contra o ‘Minha Casa, Minha Vida’ em Belém

<br />A presidente Dilma durante entregas de máquinas no Pará<br />Foto: Divulgação/Presidência
A presidente Dilma durante entregas de máquinas no Pará Divulgação/Presidência

BELÉM – Pré-candidata à reeleição, a presidente Dilma Rousseff enfrentou nesta quinta-feira, em Belém, protestos contra o programa Minha Casa, Minha Vida. Segundo os participantes, o motivo foi porque o estado do Pará recebeu poucas unidades habitacionais. Dilma participava do lançamento da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Em seu discurso, a presidente disse que as manifestações são legítimas, mas que existe a necessidade de respeitar opiniões divergentes.

– Obrigada. Agradeço as manifestações, acho que nós somos um país democrático, todo mundo tem absoluto direito de expressar a sua opinião e acho que cada um de nós, além de ter o direito de expressar sua própria opinião, tem também o dever de respeitar a opinião dos outros, mesmo não sendo, concorde com ela – disse Dilma.

No evento, Dilma anunciou um investimento de R$ 315 milhões na área de transportes em Belém. A presidente informou que o governo federal já investiu, desde o início de seu mandato, R$ 143 bilhões no setor em todo país.

– O que é a mobilidade urbana? É o direito de cada um de nós, na cidade onde mora, ir da casa para o trabalho, do trabalho para casa, ir para uma universidade estudar, ter seu momento de lazer e tomar seu chopinho na esquina, ou no centro, ou aonde for que você queira tomar chopinho. Enfim, é o direito à vida – disse ela, que também falou sobre o programa Mais Médicos.

Em Marabá, Dilma participou do lançamento do edital do Pedral do Lourenço, obra relacionada ao funcionamento Hidrovia Araguaia-Tocantins, e fez entrega de máquinas a municípios do Pará. A presidente afirmou que a doação de máquinas é importante para auxiliar na manutenção das estradas rurais do estado e irá beneficiar até 96 mil agricultores familiares.

A presidente ainda visitará a cidade de Imperatriz, no Maranhão, para inaugurar uma unidade de produção de celulose, em Santa Rita, na Zona Rural.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/dilma-enfrenta-protestos-contra-minha-casa-minha-vida-em-belem-11935291#ixzz2wXDmvnty
© 1996 – 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Fonte: hoglobo.globo

Esse post foi publicado em Direito e justiça, Fim da corrupção e marcado , . Guardar link permanente.

11 respostas para O Gigantesco esquema do Minha Casa Minha Vida e as grandes construtoras. #FIMdaCORRUPÇÃO

  1. Pingback: Engenheiros do Minha Casa Minha Vida reprovam imóveis para ganhar mais. | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  2. Pingback: MPF convida sociedade paraibana para denunciar venda casada pela CEF #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  3. Pingback: Caixa impõe a clientes do ‘Minha Casa’ gastos sem relação com o financiamento habitacional | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  4. Pingback: Mais detalhes de como ocorre a corrupção na CEF – Caixa Econômica Federal #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  5. Pingback: PAC com o freio de mão puxado – Como vencer a burocracia? #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  6. Pingback: BRASIL! Um país movido a burocracia e propina. Desabafo de uma empresa vítima da CEF #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  7. Pingback: R$ 164 mil de “extra” provavelmente extorquidos por servidores da CEF são apreendidos. #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  8. Pingback: PF investiga 250 fraudes da Classe A no ‘Minha Casa’. #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  9. Pingback: Xenofobia e corrupção Paraibana impedem a construção de Shopping #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  10. MÁRCIO MOURA disse:

    Colegas, fiz uma Proposição no Portal do Senado para uma Audiência Pública com relação a Inconstitucionalidade do Exame da OAB que já está publicada no Portal. Quem assim desejar votar, entrar pelo PORTAL DO SENADO no link acima E-CIDADANIA e clicar em AUDIÊNCIA PUBLICA (proponha, apoie), e lá aparecerar vários temas de debates e o que propus, A INCONSTITUCIONALIDADE DO EXAME DA OAB, que aparece duplicado, mas que podem votar em qualquer um.. a todos. Ok!!!. Abs

  11. José disse:

    Com exceção da Saúde e da Segurança Pública o País está indo bem, mas infelizmente a corrupção está em todos os segmentos, difícil ter um órgão do governo que não estejam sob investigação. É lamentável para um governo que passou todo tempo criticando os seus antecessores e hoje está mergulhado na corrupção. Tudo começou com o mensalão, e depois com o Cachoeira e Demóstenes Torres, grande aliado e defensor da OAB , que estão faltando prestar contas com à justiça. À justiça por sua vez tem que ser mais rápida! Como disse o grande Jurista: “Justiça tardia não é justiça*.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s