Candidato faz greve de fome em frente à OAB para protestar contra #examedeordemINCONSTITUCIONAL #FIMEXAMEOAB #CPIdaOAB


Em protesto contra o resultado do último exame, Antônio Gilberto da Silva não se alimenta há 34 horas
Antônio iniciou o jejum depois que depois que a entidade informou que não vai anular questões da prova (Ronaldo de Oliveira/CB/DA Press)
Antônio iniciou o jejum depois que depois que a entidade informou que não vai anular questões da prova

O candidato do 10º exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Antônio Gilberto da Silva, 47 anos, está em greve de fome há 34 horas. Acampado em frente ao Conselho Federal da Ordem, no Setor de Autarquias Sul, ele protesta contra supostos erros cometidos na correção das provas da segunda fase do processo seletivo. O jejum teve início após o Conselho Superior da ordem decidir, em reunião na última segunda-feira (5/8), que o gabarito oficial do exame não seria mudado.

Na ocasião, representantes de direito penal, administrativo, empresarial, do trabalho e constitucional protestaram em frente ao conselho solicitando a anulação de questões e a distribuição entre todos os candidatos das notas referentes aos itens suprimidos. As primeiras reclamações dos examinandos surgiram após a OAB anular duas questões da prova de direito civil e ceder dois pontos a todos os que prestaram exame para área. De acordo com os estudantes das demais áreas, a anulação feriu o princípio de isonomia entre os candidatos, estabelecido no edital do exame.

Antônio Gilberto prestou exame para direito trabalhista. Ele reclama da falta de informações no enunciado da peça prático-profissional, comprometendo a resposta da questão, que vale cinco pontos. “Não faço isso (a greve de fome) só por mim, mas por todos os jovens que eu vi chorando aqui na segunda-feira, que foram reprovados por causa de erros na correção das provas. Ou a OAB reconhece que errou, ou eu morro aqui”, diz o candidato, que está desde as 6h da manhã de terça-feira (6/8) se alimentando apenas à base de água mineral e água de coco.

“Até os recursos que nós protocolamos são respondidos com respostas eletrônicas da Fundação Getulio Vargas (FGV). Parece que não houve avaliação, e, sim, uma fraude nesse exame. O interesse da ordem é de que tanta gente seja reprovada só para poder arrecadar dinheiro com as nossas provas”, acusa. Esta não é a primeira greve de fome de Antônio Gilberto. Sindicalista, ele já acampou em frente a Assembleia Legislativa de São Paulo durante 22 dias e outros 27 em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na época, ele era presidente do sindicato da Fundação Casa de São Paulo (antiga Febem) e reivindicava a reitegração de 1751 trabalhadores demitidos sem justa causa.

A todo momento chegam doações de colchonetes, água e refrescos de outros candidatos que se solidarizam com a greve de fome de Antônio. “Ele é um exemplo de que, se estivesse tudo bem com o exame da ordem, não haveria tanta gente reivindicando”, comenta a candidata Eliane Lucero, 53 anos, que fez prova para direito empresarial.

A Fundação Getulio Vargas é a responsável pela elaboração e aplicação do exame em todo o território nacional. Em 23 de julho, a OAB divulgou uma nota com base no parecer da fundação rebatendo as críticas às questões dos exame.

O coordenador nacional do exame, Leonardo Avelino, reitera que os únicos erros cometidos pela banca foram as provas de direito civil e tributário. De acordo com Avelino, os candidatos que se sentirem injustiçados, mesmo após a avaliação da instituição aos recursos administrativos apresentados, devem entrar com pedido de revisão na Ouvidoria da FGV apresentando o exame, o gabarito e a resposta do recurso.

“Os únicos erros aconteceram na correção, o que é justificável porque temos um volume muito grande de provas para examinar. Isso ocorre porque ninguém é perfeito, mas é uma preocupação da ordem evitar isso”, afirmou o coordenador. Segundo Avelino, 1,4 mil reclamações já foram protocoladas na Ouvidoria desde segunda-feira.

Sobre a greve de fome, o coordenador aconselhou o candidato a estudar. “Se eu tivesse que conversar com ele, o aconselharia a estudar. Ele tem todas as chances do mundo de passar, é só tentar outra vez”, comentou.

Fonte: correiobraziliense

Esse post foi publicado em A Marcha dos Bacharéis, EXAME DE ORDEM e marcado , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Candidato faz greve de fome em frente à OAB para protestar contra #examedeordemINCONSTITUCIONAL #FIMEXAMEOAB #CPIdaOAB

  1. É preciso atitude, os bachareis em direito, falam demais e nada fazem, tomem como espelho os sem terra, os sem teto, os descamisados, e outros que vão prá rua buscar seus direitos, se alinhem ao colega, cadê os bachareis, pelo menos os de Brasilia, tem que esta juntos com seu colega. Se vocês ficaram aguardando somente politico, não adianta sabe por? a OAB tem dinheiro e dinheiro compra tudo. Voces viu o resultado no STF de uma noite para o dia o ministro mudou sua opinião e votou contra os bachareis. ATITUDE

  2. Não deixem o colega sozinho, vamos lá, todos juntos, pelo menos os que moram em Brasilia, têm obrigação moral de engrossar a fila, os que moram em outros estados se puderem vão lá dá uma ajuda, não fiquem somente na frente do computador é preciso coragem, atitude e firmeza no proposito de extinguir esse exame,pra frente MNBD,

  3. jorge disse:

    Ser só solidario não basta, é preciso fazer mais. A atitude do colega é de coragem misturada com desespero. È hora de ir com tudo pra cima dos dirigentes Safados da OAB, dos politicos desse pais, basta de injustiça com nos Bachareis em Direito, que para eles não temos Direito a nada. Só querem nosso dinheiro e nos fazer de palhaços.

  4. Elço Ferreira dos Santos disse:

    Fiquei triste em saber que um colega teve que apelar para greve de fome, com finalidade de obter um direito, que lhe foi tirado por um conselho privativo, segundo o STF.
    Vejo tambem que alguns despodas esclarecidos, filhos de uma senhora de vida fácil,dizendo para o colega estudar mais, o problema não é estudar mais, o problema está em quem faz o exame, e como faz, o critério é injusto e a legalidade é do MEC e não da OAB.
    O exame feito pelo conselho totalitario fere o principio da Isonomia, e fere tambem varios dispositivos legais embasado na carta magna, no capot do art. 5º dos direitos fundamentais é claro, sinto que apenas alguns protestam contra essa injustiça, li que apenas 100 protestaram e os outros 100 mil onde estão, será que estão com medo desse conselho profissional, que nada faz para melhorar a vida dos advogados, porque essa é a sua atividade fim.
    Os concursos publicos, pela lei, só pode ser feitos por entidades PÚBLICAS, e não por conselhos privados.
    Vou citar um fato que me chamou atenção, quando o STF julgou ser constitucional o exame da ordem,reparem quem foi o amicus curia, em favor do exame, o sr. Roberto Barroso, logo a seguir o citado sr. é indicado pela Presidenta da Republica, para ser ministro do STF, com aval e lobbi da OAB.

    S

    indicou

  5. Milton Passos disse:

    sou solidário a sua luta por nós. Que Deus ilumine a você e a nós.

  6. FABIANO DA COSTA ANDRADE disse:

    O que adianta estudar eles alteram o gabarito na primeira fase , modificam o espelho na segunda fase e no aceitam ou indeferem os recursos , vai passar quando. o que vale so cifras isso sim no se altera nunca cada vez mais gananciosos. POUCA VERGONHA. E aqui ainda digo mais, todos que so ditos como defensores da no aplicao desse exame , em muitas vezes ficam no armrio esperando algum acontecimento e depois saem com suas falcias . Portanto so farinha do mesmo saco.

    Ento que seja feita JUSTIA.

    Em 8 de agosto de 2013 07:25, “Inacio Vacchiano – Filsofo, jurista,

  7. JOSE MARIA DE AQUINO disse:

    ESSA OAB É UMA VERGONHA NACIONAL, MAS COMO ESTAMOS NO BRASIL ONDE O CIDADÃO NÃO É RESPEITADO TUDO ACABA EM PIZZA. A OAB NÃO PREPARA NINGUÉM PARA SER ADVOGADO, SE FOSSE ASSIM OS ADVOGADOS FORMADOS ANTES DA LEI 8.906/94 ESTARIAM COMETENDO AS PIORES ATROCIDADES. SENHORA PRESIDENTA DILMA, SENHOR MINISTRO DA EDUCAÇÃO, TEM GENTE PASSANDO POR CIMA DE VOCÊS. NINGUÉM MAIS VAI AGUENTAR VIVER NUM PAÍS COMO ESSE.
    SENHORA PRESIDENTA, TENHA MAIS UM POUCO DE SENSIBILIDADE COM OS BRASILEIROS HONESTOS, FAÇA ALGUMA COISA PARA AJUDAR QUEM QUER TRABALHAR, POIS SE ASSIM NÃO ACONTECER SENHORA PRESIDENTA, SEREMOS OBROIGADOS A FAZER VOSSA EXCELENCIA A SENTIR NAS URNAS ELEITORAIS DE 2014 A DIFERENCIA QUE FAZ MAIS DE 4 MILHÕES DE BACHARÉIS EM DIREITO INSATISFEITOS COM A JUSTIÇA BRASILEIRA.
    SENHORA PRESIDENTA, NÓS QUEREMOS TRABALHAR, NÓS DEIXAMOS DE INVESTIR EM NOSSA FAMÍLIA PARA INVESTIR EM CINCO ANOS DE FACULDADE E AGORA SOMOS BARRADOS. SENHORA PRESIDENTA DO BRASIL, QUEM VAI TRATAR DE NOSSOS FILHOS? QUEM VAI ARCAR COM AS DEPESAS DOS BACHARÉIS QUE FIZERAM EMPRÉSTIMO BANCÁRIO PARA PAGAR FACULDADES? SEJA MAIS HUMANA SENHORA PRESIDENTA, RESPEITE OS NOSSOS DIREITOS E OS DIREITOS DE NOSSA FAMÍLIA, POIS SOMOS BRASILEIROS NATOS QUE VOTAMOS, PAGAMOS IMPOSTOS. NÓS NÃO MERECEMOS PASSAR POR ESSE DESCASO SEM PRECEDENTES.
    NÓS RESPEITAMOS A NOSSA CONSTITUIÇÃO, MAS INFELIZMENTE SENTIMOS QUE O NOSSO PAÍS ESTA AGREGADO À LEI 8.906/94. AS CLAUSULAS PÉTREAS DE NOSSA CARTA MAGNA ESTÃO SENDO DESRESPEITADAS, ENTÃO VEJAMOS:
    ARTIGO 60, §4º, IV, CF/88 – Não será objeto de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir:
    IV – Os direitos e garantias individuais
    O direito ao atrabalho além de ser uma garantia fundamental é também um direito de cada brasileiro. Somos formados numa faculdade reconhecida pelo MEC e cabe ao MEC as deliberações legais. Não é simplesmente acertando 50% das questões das provas elaboradas pela OAB que nascerá o nosso atestado de competencia. Até entendo que a segunda fase poderia ser uma questão de verificar se está ou não apto para ser advogado, mas nem esta fase prova nada porque nem o melhor advogado do país consegue eleborar uma peça sem primeiro ter em mãos uma doutrina, jurisprudencias, e não sabemos porque somos obrigados a submeter a exames apenas com a letra da lei.
    Me corrijam por favor se estou equivocado, mas faça uma correção sem paixões porque preciso aprender com pessoas decentes tal como o nosso país deva ser.
    Abraços a todos os meus colegas Bacharéis do Brasil.

  8. Elço Ferreira dos Santos disse:

    A oab manda candidato entrar na justiça, a confiança desse conselho totalitario é tanta, como sabia que o STF lhe daria ganho, tornando o exame que é inconstitucional em constitucional, especialmente depois da defesa feita pelo amicus curia Roberto Barroso, indicação da sra. Presidenta,para o cargo de ministro do STF, desculpe será que foi mesmo a Presidenta? Não, foi a OAB que já tinha preparado o caminho.
    Ora se a oab manda entrar na justiça, esta na cara que o conselho Totalitario vai se dar bem, só fico imaginando o quantitativo do protesto somente 100 e os outros 100 mil, quando todos estiverem juntos cercando o congresso aí os bachareis serão ouvidos, sem covardia gente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s