Filha de Marco Aurélio não precisa de esperiência para ser desembargadora; basta “linhagem – pedigree”. #FIMEXAMEOABX #examedeordemINCONSTITUCIONAL


Filhas de ministros do STF disputam altos cargos no Judiciário mesmo sem experiência.

No julgamento do RE 603583 em 2011 no STF, o Ministro Marco Aurélio, disse que ao procurar o curso de direito o bacharel procura o certificado de pedigree. Agora, intercedendo para que sua filha seja indicada para o cargo de desembargadora mesmo sem experiência, disse: “Se ser novo apresenta algum defeito, o tempo corrige”. Seria esse pedigree que ele se referiu naquele julgamento?  Linhagem?

O ministro Fux, que também julgou esse RE a favor do exame da OAB, exame esse que impede o acesso ao trabalho digno há centenas de milhares de brasileiros formados em direito, foi desembargador do TJ-RJ e, não só conhece quem pode ajudar sua filha, como também deixa claro o uso de sua influência.

O ex-presidente da OAB, Ophir Cavalcante, que em declaração pública afirmou que o diploma do curso de direito não vale nada ao se deparar com o exame da OAB, em sua avaliação disse que o currículo da filha do Ministro Marco Aurélio impressiona, sendo que ela atuou em apenas cinco processos no TJ-RJ e não possui sequer uma pós-graduação. Estaria Ophir Cavalcante querendo dizer que o Exame da OAB também não vale nada ao se deparar com a linhagem dos que ostentam o poder?

Aos pobres mortais bacharéis em direito desse país resta esperar qual das duas linhagens será a mais impressionante.

Willyan Johnes

Ordem dos Bacharéis do Brasil

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM e marcado , . Guardar link permanente.

15 respostas para Filha de Marco Aurélio não precisa de esperiência para ser desembargadora; basta “linhagem – pedigree”. #FIMEXAMEOABX #examedeordemINCONSTITUCIONAL

  1. sandra disse:

    só chamando o Carlinho Cachoeira, quem sabe ele da um jeito no Exame da OAB, pois outra autoridade para isso não existe.

  2. sandra disse:

    quantos juízes e desembargadores que hoje atuam como tal nunca fizeram o famigerado exame da OAB, e se fizessem hoje é certo que não passariam, o que eles querem é ficar com o espaço só para eles no mundo jurídico, vamos pedir o aval do Dr. JOAQUIM, assim os bacharéis teriam um bom QI, porque para mim não é a OAB que transforma ou forma alguém advogado e sim uma faculdade de direito, agora esses invejosos tranca rua ficam com esse impedimento, o que é isso medo da concorrência, não se garantem não é.

  3. Claudinei Bonifacio Pereira disse:

    E triste, mas o poéta ja dizia, que o caminho se faz caminhando, a luta contra o escárneo produzido pela OAB, começa a ganhar força, e neste momento de lucidez por que passa o país, se faz necessário uma tomada de força pelo movimento dos bacharéis em direit na bsuca de sua real situação de abandono, ante ao descalabro produzido e aplicado pela OAB, no que tange ao famigerado EXAME, isto é um atentado aos princípios da Carta Magna, só existe um caminho o político, considerando que os tribunais competentes, tambem estão com suas opiniões eivadas dos mais entendimentos, mas o que perdura e o político.
    Para tanto o movimento tem que ser nacional, ou infelismente não se vai conseguir avançar buscando uma saida digna para esse segmento da socieda.

  4. antonio disse:

    Sugiro ameaçar um projeto para que todos os orgãos de classe possam aplicar o exame e inclusive para os que ja estão no mercado trabalhando, a cada 05 anos exame para eles tambem, pois só assim vamos ter exito, extinção do exame ja vi que não passa. As vezes as pessoas teem que provar de seu proprio veneno para aprender.

  5. MÁRCIO MOURA disse:

    Vejam só as contradições do Parlamento Brasileiro. Foi aprovada (hoje dia 16/07) a PEC 207 que dá Autonomia aos Defensores Públicos no País, não que os defensores Públicos não mereçam, pelo contrario, são merecedores não só dá Reestruturação, Autonomia e Salários bem melhores do que percebem, mas, foram Ovacionados por Parlamentares em defesa dos mesmos, pois os Defensores Públicos são “Advogados dos pobres”, (palavras da maioria dos Parlamentares) daqueles que não podem pagar a um Advogado, ou seja; Advogados custam caro. É ai onde entra a questão dos Bels. Direito, pois se não fossem tolhidos por uma prova que impede o exercício da profissão, nos teríamos mais Advogados no mercado para defender exatamente aqueles despossuídos. Se tem competência ou não, não é uma prova que vai dizer quem deve trabalhar e sim a própria sociedade como qualquer outra profissão. Quem não tem competência não se estabelece. Lamentavelmente, esse É o País de Dois Pesos e Duas Medidas. Hoje foi pedido por alguns Parlamentares, um contato direto com a reunião de Líderes para tratar da questão dos Médicos. Mais uma vez, estamos a reboque de todas as categorias. Por onde anda a Isonomia neste Brasil, sem falar no artigo 5º inc. XIII, que diz “Ser livre o trabalho, ofício ou profissão atendidas as qualificações que a lei estabelecer?”. Como também o que acontece com as Lideranças dos Movimentos e com os próprios Bacharéis em Direito?.

  6. alex disse:

    Gostaria de deixar alguns comentarios para os ministros superiores: Voces já estão bem colocados! Todo poder emena do povo…lembre-se. O povo já esta perto de ir para rua manifestar contra esta decisão de vcs. A onde esta a Constituição que vcs tanto resguardam.
    Gostaria de saber de vcs se fizessaram o exame de ordem, pois na epoca de vcs,só pegava a vermelhinha e nada de exame e pela idade de vcs acho que enquadraram. SERA SE VCS PRESTARAM ALGUMA PROVA, COM MILHARES DE CANDIDATOS “QUE AS VEZES SERIAM MELHORES QUE VCS”. PARA EXERCER TAL CARGO?
    Sera porque alguns bachareis antigos ainda continua “ganhando as suas carteiras de graça”.

    PORQUE NESTE SENTIDO É CONSTITUCIONAL ?. A ONDE ESTA O PRINCIPIO DA ISONOMIA NESTE CASO CONTIDO NA CONSTITUIÇÃO QUE TANTO RESGUARDAM.

    PORQUE A OAB, ULTRAPASSA A LDB -Lei de Diretrizes e Base da Educação.
    A ONDE ESTAO OS MINISTROS DA EDUCAÇÃO QUE JÁ SE PASSARAM PELO MINISTERIO “NUNCA” FIZERAM NADA EM RELAÇÃO A ESTE ABSURDO COBRADO!
    LDB DIZ QUE AO TERMINO DE SEU CURSO TODOS ESTÃO APTOS PARA OMERCADO DE TRABALHO?
    A ONDE ESTA OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO QUE NÃO COBRAM ISTO PARA ESTES QUE ESTUDAM A JUSTIÇA MAIS ESTAO INJUSTIÇADOS.

    . O Provimento nº 81/1.996
    Vejamos, portanto, as “normas” produzidas pelo Conselho Federal da OAB, para alterar a norma do art. 8º da Lei nº 8.906/1.994

    Art. 1º – É obrigatória aos bacharéis de Direito a aprovação no Exame de Ordem para admissão no quadro de advogados.

    Parágrafo Único – Ficam dispensados do Exame de Ordem os inscritos no quadro de estagiários da OAB que comprovem satisfazer as condições estabelecidas no art. 84 da Lei no 8.906/94, assim como os que se enquadram nas disposições transitórias contidas nos incisos do art. 7º da Resolução nº 02, de 02.09.94, do Conselho Federal da OAB, os oriundos da Magistratura e do Ministério Público e os integrantes das categorias jurídicas elencadas no § 1º do art. 3º da Lei nº 8.906/94.”
    A Resolução nº 02/1994, do Conselho Federal da OAB, dispõe:

    “Art. 7º Estão dispensados do Exame de Ordem:

    I – os bacharéis em direito que realizaram o estágio profissional de advocacia (Lei nº 4.215/63) ou o estágio de prática forense e organização judiciária (Lei nº 5.842/72), no prazo de dois anos, com aprovação nos exames finais perante banca examinadora integrada por representante da OAB, até 04 de julho de 1994;

    II – os inscritos no quadro de estagiários da OAB, até 04 de julho de 1994, desde que realizem o estágio em dois anos de atividades e o concluam, com aprovação final, até 04 de julho de 1996;

    III – os matriculados, comprovadamente, nos cursos de estágio referidos no inciso I, antes de 05 de julho de 1994, desde que requeiram inscrições no Quadro de Estagiários da OAB, e o concluam com aprovação final, juntamente com o curso, até 04 de julho de 1996; (NR)

    IV – os que preencheram os requisitos do art. 53, § 2º, da Lei nº 4.215/63, e requereram suas inscrições até 04 de julho de 1994; e

    V – os que, tendo suas inscrições anteriores canceladas em virtude do exercício, em caráter definitivo, de cargos ou funções incompatíveis com advocacia, requererem novas inscrições, alapós a desincompatibilização

  7. luiz.g.f@globo.com disse:

    As palavras certas para tudo isso (pronome anafórico) e isto (pronome catafórico) são: vergonha, conluio, falta de caráter, corporativismo, falácia, colussão, insólito, convício, improbidade, expiação, sonegação, corrupção, transgressão e não se pode olvidar o “pedigree”.

  8. lucas disse:

    “esperiência ” com S é imoral….VAO ESTUDAR!!!

  9. josé Porto disse:

    Caro Dr. Inácio.
    Em meu comentário anterior, disse que não fazia comentário em seu blog, visto que o ilustre estava colocando em seu blog, comentários agressivos e desnecessário. Mais não pude deixar e escrever este comentário, visto que Eu e os demais, não estamos mais suportando esta ansiedade sem ver a extinção desse desonesto exame. Desde 2007, quando me inscrevi na OAB como estagiário, recebo os boletins informativo da desonesta instituição. No dia 10 do corrente ao abrir o blog, fiquei estarrecido, como sempre fico ao ver a audácia desse senhores mal caráter. A última foi. O Conselho Federal da OAB, já deu início às audiências públicas para discutir a situação do ensino jurídico em todo o país, com base nas quais oferecerá sugestões ao Ministério da Educação, para a fixação de normas de regulação a supervisão nessa área. A OAB E MEC firmaram protocolo em 22/03 último instituindo uma comissão paritária que vai estabelecer o novo regulatório do ensino jurídico. Inclusive, já tem calendário e matéria a ser discutido. Já Escrevi para a Presidenta GISA, dizendo que achei muito estranho, a mesma receber um telefonema bem na hora da manifestação. Pois havia muito tempo para a equipe da presidenta Dilma ligar, mais na hora quase exata da manifestação, é ou não é estranho? Será que os bels foram traídos mais uma vez? Talvez, Eu, tenha exagerado no assunto, mais é porque esta demora está cheirando trapassas. Pois até agora não tiver resposta da Presidenta GISA. Não podermos esperar mais. Que Deus Abencõe os Bels em Direito.

  10. Elço Ferreira dos Santos disse:

    Passamos a fazer uma analise criteriosa, se não vejamos quais os personagens, Ministro Marco Aurelio,Ministro Luiz Fux, advogado Ophir Calvacant, ex presidente da OAB nacional, esses são atores da peça, temos como protagonista a filha do Ministro Marco Aurelio, os três primeiros querem fazer da filha do sr. Ministro Marco Aurelio desembargadora,vão conseguir, não tenho duvidas da capacidade da futura desembargadora, a minha duvida é quanto a moralidade dos tres primeiros atores.
    O sr. Marco Aurelio na sua primeira e lucida intervenção quando a incostitucionalidade do exame de ordem, voltou atraz, evidentemente presionado pelos demais ministros que já estavam preparados a mando da OAB, para votarem que o exame da ordem é constitucional. Como essa corte é politica, claro tudo é possivel, rasgaram a constituição que os mesmos juraram defender, pois o citado exame fere varios principios, e o principal, é o principio da Isonomia,e tambem fere varios artigos da constituição.
    A moralidade desses senhores é bastante duvidosa, salvo apenas com todo respeito com relação a filha do 1º ator.
    Brasil para pricipiante segundo Peter Kilimam.

  11. O DIREITO É UM CONTO DE FADAS, CONTADO POR PINÓQUIOS. disse:

    SAUDADES DO GOVERNO MILITAR JÁ. E PARA ONTEM. NAQUELA ÉPOCA BACHARÉIS EM DIREITO EXERCIA A PROFISSÃO NATURALMENTE.

  12. jose maria de aquino disse:

    Eu sei qual linhagem vai predominar – aquela que levar o DNA DE CAMUNDONGOS.

  13. FABIANO DA COSTA ANDRADE disse:

    Vergonha. vergonha, vergonha . vergonha , vergonha vergonha.

  14. eu apoio o pL 2154/2011, é Justo é Legal e de Direito, parabêns Dep. Eduardo Cunha…., chega vamos a rua, vamos mostra que temos força.

  15. MÁRCIO MOURA disse:

    É isso ai, além do aval dos pais Ministros do STF, O Governador do Rio Sérgio Cabral e o novo Ministro do STF Luiz Roberto Barroso, referendam a “Competência” das duas futuras Desembargadoras pela lista Tríplice (que nada vale e sim pelo QI = Quem Indica), e ainda o Quinto Constitucional da OAB aquela que veta o Exercício dos profissionais de Direito no Brasil. O nosso país realmente tornou-se a REPUBLICA DOS PICARETAS, é todos querendo levar vantagem em tudo. Parece que as manifestações recentes, não acendeu a luz vermelha da moralidade da classe politica, Judiaria e dos nossos Governantes em todas as instancias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s