Entidade de bacharéis entra na Justiça tentando quebrar o monopólio da OAB na Advocacia #FIMEXAMEOAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #CPIdaOAB


Entidade nascida para fazer frente à OAB, instituição que monopoliza o exercício da advocacia no Brasil e que tem, pelo elitismo histórico da profissão, quase a força de um estado paralelo no Brasil a Ordem dos Bacharéis do Brasil (OBB) entrou com uma ação na Justiça pedindo que seus membros sejam considerados aptos a exercerem a advocacia.
 
Em nota divulgada pelo presidente da entidade, Willyan Johnes, a OBB diz que “não estamos reivindicando nenhuma ilegalidade e sim um direito desses profissionais, que estão à deriva por força do descaso do Estado, onde são impedidos do trabalho digno pela RÉ (OAB) de forma injusta, ilegal e com isso, acreditamos que a justiça há de prevalecer em prol de nossos membros, que por sua vez, no caso de vitória, poderão trabalhar e sustentar suas famílias com dignidade, independente da realização profissional”.
 
A ação coletiva foi proposta na justiça federal com pedido de tutela antecipada em face do Conselho Federal, requerendo as inscrições dos filiados  nos quadros da OAB como advogados. Com embasamento jurídico no Art. 5º, XXI da Constituição Federal buscando reconhecer a OBB como uma entidade capaz de representar seus filiados, seria a criação de uma nova entidade da advocacia, quebrando o monopólio da OAB.
 
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
 
XXI – as entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente;
 
Postado por 
 
Fonte: acritica
Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM, OBB e marcado , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Entidade de bacharéis entra na Justiça tentando quebrar o monopólio da OAB na Advocacia #FIMEXAMEOAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #CPIdaOAB

  1. ERNANI KOPPER disse:

    Boa tarde Doutor e Senhor presidente da OBB/BRASIL viemos lhe agradecer em nome dos Bacharéis em Direito do PR, pela sua luta em prol de um Direito Constitucional perpetuo, onde somos escravos a mais de 15 anos do macabro e ilícito exame da OAB/BRASIL. Com um único objetivo, de fins lucrativos nas custas dos desprezados e honestos Bacharéis em Direito do Paraná, onde apoiamos a OBB/BRASIL, em prol da aprovação de um outro Órgão da Classe para Advogar, em prol de uma Sociedade com a Justiça Social nos dias de hoje.

    ERNANI KOPPER
    PRESIDENTE – OBB/PR – 1278

  2. Caros Colegas, eles estão com CHICOTE na mão, portanto, quem manda nessa CHIBATA certo vai ser provado é claro mais uma vez e não a LEI.

  3. o que vale na vida é a tomada de atitude, ela fala mais alto do que palavras, pois ninguém respeita o que se diz, já atitude assusta e faz recuar, vejamos o exemplo da MPL, graças a DEUS o BRASIL acordou, ninguém pode com a força da massa, é tal qual um estouro de boiada, incontrolável, vamos nessa, OBB

  4. LUIZ GONZAGA FERREIRA disse:

    Prezados Bacharéis, independentemente da ação coletiva proposta pela OBB, na justiça federal com pedido de tutela antecipada em face do Conselho Federal da OAB, requerendo as inscrições de seus filiados para que sejam considerados aptos a exercerem a advocacia e tendo em vista não estarmos reivindicando nenhuma ilegalidade (cadê o respeito pela nossa Carta Magna) e sim um direito desses profissionais, os quais durante cinco anos, saindo do trabalho, pegando condução lotada, cara e sem conforto para chegar à faculdade, estudar até às 22h, chegar em casa a esposa e as crianças dormindo, no dia seguinte seguinte acordar cedo ir para o trabalho e a rotina repetir-se durante 5 dias da semana, pagando uma faculdade só Deus sabe como, assim como os estudantes de Medicina, Engenharia, mas com a diferença de que ao final do curso estarão formados e APTOS a exercerem sua profissão e os bacharéis em direito não têm a mesma sorte, ficando impedidos por um concurso com o propósito de manter uma reserva de mercado (estou errado). POR QUÊ NÃO SEGUIR O EXEMPLO DO MPL E VAMOS PARA RUA GRITAR POR NOSSOS DIREITOS?
    Temos que pressionar o Congresso, o Judiciário ( cuidado com o Marco Aurélio) e principalmente os feudos da OAB e exigir nossos direitos..

    • Andrey disse:

      Que direitos ~~ graças a deus que existe o exame de ordem pois existem muitos bacharéis e eles pra conseguir casos cobrariam 2 reais a audiência. Reflita

  5. MÁRCIO MOURA disse:

    Antes tarde do nunca. Já era tempo de alguma entidade se movimentar e fazer alguma coisa, apesar do “Marasmo” dos Bels. Direito, que continuam parados esperando que talvez caia do céu a solução contra essa “Anomalia” que se denomina exame da desordem. Basta ver as enquetes contra esse “Famigerado” exame da OAB para se verificar que os votantes é aviltante, pois temos na enquete da Câmara dos Deputados menos de (8.000) oito mil votantes contrários ao exame. A pergunta que não quer calar: Por onde anda os (92) noventa e dois mil reprovados, já que são (100) cem por exame? A manutenção dessa “Vergonha Nacional” em grande parte deve-se a leniência dos próprios Bels. Direito. Torço por essa “Ação Coletiva”, apesar da minha desconfiança se ele for parar no STF como já ocorrido com o RE 603.583 – RS, pois os Ministros que lá se encontram menos Teori e Joaquim Barbosa que não participaram desse fatídico Recurso, entendo que não se pode confiar em caso de Recurso pela Ditadura da OAB. Aguardemos, e que deu nos ajude pois só ele para ser nosso advogado sem a carteira da OAB. Abs. a todos.

  6. Leonice disse:

    Conte com meu apoio, precisamos mostrar a OAB., que é respeito a CF/88., o que a OAB, não faz.
    A voz do povo é avoz de DEUS., e a OAB, grita mais alto até o dia de hoje, chega sermos cordeiros, vamos nos manifestar, um exemplo forte o que estamos vendo, se nos unirmos fazemos a força, e seremos respeitados.

    • é isso aí minha cara colega, somente a união para fazer a força, pois diz assim o ditado popular contra força não há resistência, vamos nos unir pois só assim derrubaremos os que se acham gigantes, com a força da massa visto que somos em numero maior, e se não formos traídos pela justiça, que é o que as vezes costumam fazer, então venceremos, vamos esperar que a JUSTIÇA DEFENDA A JUSTIÇA

  7. Marcelo disse:

    Realmente, criar uma nova representação com visão democrática e justa é uma ótima saída, como de cria partido com facilidade, porque não podemos criar uma entidade com legitimidade para poder brigar em igualdade, ou melhor, em superioridade de membros que já nos da uma enorme legitimidade por ser a maioria.

    Sucesso e conte comigo!!

    Marcelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s