A nova CCJC e exame de ordem #FIMEXAMEOAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #CPIdaOAB


Nossos companheiros de luta do MNBD-OABB publicaram em seu site uma matéria em que afirmam que o Ministério Público irá investigar as manipulações das provas da OAB a pedido do Deputado Fábio Trad (PMDB/MS).

Como alguns companheiros já sabem morei em Mato Grosso do Sul por 31 anos  em Campo Grande (Capital) 29 anos.

Conheço um pouco da política e dos políticos da região.

Então o que vou dizer não é bom, mas com base em um conhecimento mais palpável podemos tomar melhores decisões.

1º) O Deputado Fábio Trad (PMDB/MS) votou contra os Bacharéis em Direito na urgência da PL 2154 que extingue o exame de ordem.

2º) Os políticos do Mato Grosso do Sul são extremamente conservadores, de direita individualista. As forças mais retrogradas de cunho ruralista-latifundiário vem do Mato Grosso ao Mato Grosso do Sul. Digo isto porque esta tendência política domina outras ramificações de pensamento na região. São grupos muito fechados e dissimulados em suas posições quando externadas.

Infelizmente os fatos que acompanharam o Pastor Feliciano respingou em nossa luta já que tínhamos no mesmo um grande aliado, mas o Deputado Eduardo Cunha continua na luta.

Sugiro aos colegas Bacharéis que arregacem as mangas, faças manifestações em todos os Estados continuamente, mantenham o assunto em voga, conscientize a todos quantos puderem, da verdade dos acontecimentos, até que surja uma nova oportunidade de luta. E então neste momento, façam sua parte, assumam sua responsabilidade sem empurrar para as lideranças o trabalho que é de todos…

Vejam a matéria do MNBD-OABB

MP INVESTIGARÁ MANIPULAÇÃO

O Ministério Público Federal vai investigar provas de manipulação a pedido de Deputado Fábio Trad (PMDB/MS), conforme este se comprometeu em reunião com representantes do MNBD em seu escritório político em campo Grande/MS.

Nomeado relator dos 21 Projetos de Lei que tramitam na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados pelo novo presidente Décio Lima (PT/SC), o parlamentar se disse flexível para poder aceitar uma proposta que acabe com o exame aplicado pela OAB, transferindo para o MEC ou por uma residência jurídica pós faculdade.

Fábio Trad, assim como seu pai, o já falecido deputado Nelson Trad, foram presidentes da OAB do estado de Mato Grosso do Sul. Ambos sempre se destacaram como interlocutores da OAB Nacional na Câmara dos Deputados. Fábio busca há muito tempo uma forma de corrigir o exame, onde sempre enxergou distorções, como destacou em conversa na Audiência Pública acontecida na Comissão de Educação em Maio de 2011.

Em novembro passado (matéria divulgada neste site no dia 6) tivemos um encontro pessoal com o Deputado Fábio, onde mostramos a ele as provas de manipulação de 1ª e de 2ª fase do exame da OAB. Chocado, Fábio declarou na época que iria conformar a autenticidade dos documentos (que sabemos serem autênticos…) e sendo verdade, ele começaria a buscar uma proposta para tirar o exame da OAB por uma proposta alternativa.

No dia 12 passado, uma 6ª feira, ele foi noticiado como sendo o relator indicado para os Projetos de Lei que tratam da questão do exame da OAB na CCJC. No final de semana entramos em contato com nosso colega MNBDista em Campo Grande, Pastor Eudes Lima, amigo há mais de 40 anos da família Trad.

Na 2ª feira, dia 15, pela manhã, nosso colega se reunia com Fábio para pedir a ele apoio à nossa luta, relatar sua própria experiência na questão exame da OAB e mostrar mais uma vez os documentos que provam a manipulação dos resultados do exame pela OAB.

Fábio reiterou que seu relatório poderá indicar uma opção – troca pelo MEC ou Residência Jurídica – ao exame OAB e que pretende solicitar uma investigação ao Ministério Público federal sobre os documentos que apresentamos.

Se comprometeu a se reunir com nossos líderes em Brasília para debater sobre as propostas e o encaminhamento da investigação dos documentos, de forma a fazer um relatório ouvindo todas as partes.

Já sabíamos que teríamos um novo relator com o início de nova legislatura e com a saída do deputado Pastor Marco Feliciano da CCJC. Agora o relatório de Marco Feliciano será substituído pelo relatório que o deputado Fábio Trad fará.

Temos na CCJC – com cerca de 130 membros entre titulares e suplentes – muitos simpatizantes e apoiadores, que independente do relatório que o parlamentar fizer, apresentarão emendas e propostas ao relatório final.

Colocaremos em debate as propostas da troca do exame OAB por um exame do MEC e também a proposta do deputado Eduardo Cunha de se trocar por uma Residência Jurídica. Poderemos ter outras propostas e defenderemos a que for melhor para os bacharéis e acadêmicos, mas adiantamos que aceitaremos a decisão final da CCJC desde que o exame saia das mãos estelionatárias da OAB.

Vamos mais uma vez inserir as provas de manipulação que a OAB faz e novamente as minucializar:

A prova de manipulação da 1ª fase é uma resposta da Fundação Getúlio Vargas a uma colega que recorreu da questão 57. O gabarito foi mantido, houve uma explicação e se apresentaram DUAS respostas de banca na MESMA folha: Uma dizia que “a” estava certo e “b” estava errada, destacando isto na última linha da explanação. A outra resposta de banca já começava a se contradizer na primeira linha da explanação, afirmando que AO CONTRARIO, “a” estava errada e “b” estava certa…

Ou seja, a prova da OAB na primeira fase tem DUAS RESPOSTAS de banca prontas para manipular como quiser, de forma a deixar a maioria por 1, 2 ou 3 pontos apenas para ir para 2ª fase… Leiam atentamente.

A nossa prova de manipulação de 2ª fase é assinada pelo presidente da OAB de Mato Grosso, que temeroso com a possibilidade de ser punido pelo crime de desobediência, reitera pela 3ª VEZ para a Cespe UnB corrigir as provas de maneira igual, pois 15 (QUINZE) colegas entraram na Justiça, demonstraram que responderam a mesma prova, as mesmas perguntas com respostas iguais, mas para um a nota foi 1,0, para outro 0,5, para outro 0,3, para outro zero…

Ou seja, não importa a resposta dada na prova de 2ª fase, a OAB manipula as notas concedidas a fim de aprovar apenas o percentual que ela definiu como “aceitável” naquele exame. É desta forma que ela manobra para definir o número de aprovados ao final. Se a primeira fase aprovou um percentual alto, a 2ª derruba todos, se a 1ª fase derrubou muitos, a 2ª fase aprova mais, sempre para dar o resultado final que ela – A OAB – deseja…  Leiam atentamente as explanações sobre a covardia perpetrada contra todos e que os colegas do Mato Grosso provaram na Justiça.

Anexo ainda para complementar o raciocínio, do porque a OAB manipula o exame. Não é só para fazer reserva de mercado aos já inscritos e sim, para manter sempre pelo menos 100 mil candidatos prontos a fazerem novamente o exame, pagando R$ 200,00 a cada um, dando assim uma arrecadação de pelo menos 20 milhões de Reais a cada prova, dinheiro que a OAB não presta contas para ninguém, já que pela ADIn 3.026, a OAB não é pública e nem privada, é uma entidade “ímpar” no ordenamento jurídico brasileiro nas palavras do ex-Ministro do STF Eros Grau, conforme se lê na Ementa abaixo. Destaque-se: nesta votação o Ministro Joaquim Barbosa foi voto vencido… Leia a Ementa e a divulque, pois ela é a base financeira da OAB brigar pelo seu estelionatário exame…

Vale salientar, que a OAB não presta contas de seu livro caixa nem para os Conselheiros Federais, já que no final do ano passado, conforme divulgou a ConJur, um conselheiro carioca bateu boca com Ophir Cavalcante em uma plenária da OAB Nacional, afirmando que não existe transparência nos gastos e na prestação de contas da entidade. Leia a matéria aqui.

Todos estes pontos serão colocados em debate com o relator Fábio Trad e com os membros da CCJC neste ano.

O resultado dependerá de nossas ações e de nossa união.

Fonte: MNBD-OABB

Vejam agora a lista que tem circulado pelas redes sociais:

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM, Mensagem oficial do MNBD/OABB e marcado , , . Guardar link permanente.

16 respostas para A nova CCJC e exame de ordem #FIMEXAMEOAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #CPIdaOAB

  1. Ricardo Jose Carvalho de oliveira disse:

    Lendo todas as manifestações dos nobres colegas bacharéis , devemos reunir todos numa grande manifestação junto a câmara como faz os integrantes do SEM TERRA para pressionar diretamente em Brasília, seria mais benéfica acreditando em resultado positivo, pois com políticos só funciona quando invadimos a sede deles.

  2. Elço Ferreira dos Santos disse:

    Esse deputado FABIO TRAD deve estar, armando alguma jogada, para levar vantagem, é ficarmos de olho bem aberto, o PMDB deveria expulsar essa coisa dos seus quadros de deputado.

    • concordo, é que na primeira o povo o elegeu, sem nem sequer conhece-lo direito, ele tachou todo mundo de idiota e ele o espertalhão, e com isso tem certeza da reeleição, será mais que ótimo se puxarmos o seu tapete, talvez quem sabe ele aprenda a respeitar o raciocínio popular e perceber que esse emprego de deputado foi o povo que lhe deu a vaga, quando um funcionário não responde a contento, o que se faz com ele, DEMITE-O. o mesmo destino temos que estender ao Reinaldo Azambuja, que votou a favor do EXAME DA ORDEM e contra os bacharéis.

  3. Elço Ferreira dos Santos disse:

    Esse deputado Fabio TRAD, é um grande bufão da corte, fala muito e diz pouco, usa um palanque democratico, para defender a covardia, é uma pena termos deputado Federal desse nivel, e o mesmo é do PMDB, partido esse, que se diz ser democratico e defender a legalidade, o exame da ordem é constitucional? Como fica o principio da Isonomia?. Responda deputado falastrão.

  4. JOÃO BATISTA SUAVE disse:

    CARTA ABERTA A EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, DILMA ROUSSEF:

    Nós Bacharéis em Direito do Brasil e suas famílias, esperamos contar com o apoio de V.Exa, para editar uma MEDIDA PROVISÓRIA(MP), para acabar com o exame da OAB. Pois a lei 8906/1994, que criou o Estatuto da Advocacia, na qual prevê a aprovação do exame da OAB, como requisito para o bacharel exercer a advocacia, fere vários princípios constitucionais, como “livre exercício ao trabalho”, “igualdade”, “razoabilidade”, etc. Manter tal exame da OAB é dizer que o ESTADO não tem competência para expedir seus diplomas de nível universitário.

    Infelizmente ser cristalino a INCONSTITUCIONALIDADE DO EXAME DA OAB, pois tal tema foi discutido e fundamentado por Desembargadores, Juízes de Direito, Promotores de Justiça, Estudiosos do Direito e Juristas de um modo em geral; mesmo assim, o STF manteve a constitucionalidade do EXAME DA OAB, que é corporativista, sem nenhuma função pedagógica, possue reserva de mercado, oportunista, fins de arrecadação milionária e desumano. Ressaltamos que o GOVERNO FEDERAL deixa de arrecadar todo ano impostos significativos em prol da sociedade de um modo em geral, porque a OAB é omissa em não prestar conta da sua gestão, sua eleição é secreta, e tampouco paga o imposto que o ESTADO têm por direito fiscalizar.

    Já existe mais de vinte projetos de lei tramitando no Congresso Nacional, que extingue o EXAME CORPORATIVISTA da OAB, sendo o mais recente do Deputado Eduardo Cunha, cujo PL 2154/2011, que está em fase de conclusão; que esperamos que os demais Deputados finalmente votem favorável, para que possa prevalecer a mais LÍDIMA JUSTIÇA!

    É lamentável que o Ex-Presidente “Ophir Cavalcante”, ter afirmado que o Congresso Nacional é um Pântano, mesmo assim a maioria dos Deputados votaram em caráter de urgência, contra o PL 2154/2011 de autoria do Deputado Eduardo Cunha.

    Assinam o conteúdo desta mensagem:

    Vitória – ES, 04 de Maio de 2.013

    JOÃO BATISTA SUAVE – PRESIDENTE NACIONAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS EM DIREITO DO BRASIL

    LUIZ SANTANA COUTINHO – PRESIDENTE ESTADUAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS EM DIREITO DO BRASIL DE SÃO PAULO-SP

    JOSÉ SILO DA SILVA – PRESIDENTE ESTADUAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS EM DIREITO DO BRASIL DO RIO DE JANEIRO-RJ

    JURANDIR SOARES DE OLIVEIRA – PRESIDENTE ESTADUAL DA MARCHA DOS BACHARÉIS EM DIREITO DO BRASIL DE MINAS GERAIS-MG

  5. sandra telma vargasri disse:

    comentário-, será que depois de provada todas essas falcatruas dos componentes da OAB em relação ao exame da ORDEM, ainda assim ninguém faz nada, onde está a autoridade e a moral dos nossos representantes, Deputado Fabio Trade, se você está em Brasília é porque nos o colocamos aí para nos defender dos desmandos e malfadados crimes do abuso de poder, faça alguma coisa, é o que se espera, RESIDÊNCIA JURIDICA É UMA ÓTIMA OPÇÃO.

    • Marcelo disse:

      Os representante dos movimentos dos bacharéis pelo fim do exame da ordem devem não confiar em Fábio Trade, ele é cria da OAB, sem ilusões. O certo é machar rumo ao Ministério Público Federal, ao sub-procurador, aquele do parecer da incostitucionalidade do exame e mostrar as ditas manipulações nos resultados. Preciona-se o Congresso e o Ministro da Educação assim. Vamos largar de ingenuidade achando que Fabio Trade vai ajudar os bacharéis. “Santa ingenuidade BATMAN”.

      • Marcelo disse:

        Os representantes dos movimentos dos bacharéis pelo fim do exame da ordem devem não confiar em Fábio Trade, ele é cria da OAB, sem ilusões. O certo é marchar rumo ao Ministério Público Federal, ao sub-procurador, aquele do parecer da incostitucionalidade do exame, mostrar as ditas manipulações nos resultados e solicitar investigação. Preciona-se o Congresso e o Ministro da Educação assim. Vamos largar de ingenuidade achando que Fabio Trade vai ajudar os bacharéis. “Santa ingenuidade BATMAN”. retificando o anterior

  6. MARCELO M. DE SOUZA disse:

    Não podemos confiar na maioria destes políticos se dizendo bonzinhos, as eleições vem ai turma vamos botar para quebrar em cima destes políticos que só precisam da gente na hora do nosso voto. O troco é agora. Vamos juntar forças e ir a luta.

    • sandra telma vargasri disse:

      É isso aí Marcelo, vamos mostrar que eles dependem de nos, para serem alguém, porque quando agente precisa deles, nos viram as costas ou fingem que estão do nosso lado porem nada fazem, e uma vez eleitos se acham os bam bam bans.

  7. Lino disse:

    Dê uma olhada nas diferentes tablets Android que estão fora do mercado hoje
    . Internet tablets são realmente um tudo-em-um é
    de admirar que está levando a comunidade universitária pela tempestade .
    Com o android tablet, você tem esses aplicativos para usá-lo – Tubo, Skype, escritório, etc .

  8. BRINCADEIRA DE INGLES NÉ disse:

    PORQUE AS LIDERANÇAS DOS MOVIMENTOS DOS BACHAREIS EM DIREITO NÃO SE UNIRAM PARA A MANIFESTAÇÃO DO DIA 05 DE MAIO NA AVENIDA PAULISTA ? QUALQUER IDIOTA JÁ CONHECE O RESULTADO. BRINCADEIRA DE INGLES NÉ.

  9. MÁRCIO MOURA disse:

    Ontem ao ver esta matéria do MNBD-OABB, em que esse Dep. Fabio Trad fazia promessas de investigação pelo MPF contra a OAB, a primeira lembrança que me veio foi o seu voto contrario aos Bels. Direito no requerimento de PL-2154/11 do Dep. Eduardo Cunha, e o que é pior, nomeado relator dos PLs que trata da extinção do exame da desordem. A pergunta que se faz é por que p Dep. Décio Lima Presidente da CCJ (que votou em favor do requerimento) , nomeou esse Deputado?. Não entendo como é que os colegas do MNBD-OABB perdem tempo ou são bastante ingênuos em acreditar nesse cidadão que foi Presidente da OAB no MS em achar que ele irá defender a extinção ou pelo menos propor que seja aplicado pelo MEC. Santa imaturidade! O Dep. Décio Lima consegui o inimaginável, colocar uma Raposa no Galinheiro. Em outra palavras, conseguiu dizimar a esperança dos Bels. Direito que tinham quando o Dep. Marcos Feliciano fez o seu relatório onde o seu parecer era extinguir o exame da desordem. Com todo respeito aos colegas do MNBD-OABB, ao invés de vocês estarem buscando apoio de Renan Calheiros, Fabio Trad e outros da mesma extirpe, qual o motivo de vocês não estarem se manifestando em favor da manifestação do dia o5 de maio na Av. Paulista. Eu sempre digo que o problema dos Bels. Direito são os próprios Bacharéis, pois não conseguem se unir na hora que mais se precisa, se dispersam. Pouco me interessa quem está promovendo, pouco me interessa quem irá obter os louros, a defesa é para todos os Bels. Direito. Pensem nisso, pois não adianta viver de devaneios e sim de luta. Abs. a todos. Márcio Moura-Recife-PE.

    • É isso aí Marcio, concordo em gênero, numero e grau com que disseste, a maioria desses bacharéis (inclusive eu sou um deles) até parece que gostam mesmo e da conversa fiada desses famigerados deputados mais falsos que nota de três, pensam que enganam quem, esse Fabio Trad é um verdadeiro babaca, eu espero sinceramente que não ganhe nunca mais, o povo em geral tem que tomar vergonha na cara e acabar com o reinado desses Trad, afinal não servem para nada, exceto para eles mesmo ficarem por cima fingindo de bonzinhos. CAMBADA. (caros colegas por favor NAO FAÇAM O EXAME, QUERO VER NÃO ACABAR, O QUE NÃO SE USA ENTRA EM DESUSO.

  10. cezappa disse:

    O nome do Deputado constando na lista para mim já basta. Vai apenas confirmar a exigência do inconstitucional exame amparado por decisão política (alguém duvida?) do STF. Aliás, abaixo o STF político. Suas sentenças pautadas norteando a CF88 já deixaram de ser há muito. Como relator a CCJC formalizará apenas os pedidos ao MPF no quesito “manipulação dos resultados”, tão somente para demonstrar que está ativa e solidária dentro aos pedidos do MNBD, na gestão do Deputado. A OAB (ele foi Presidente da OAB aqui no MS) continuará soberana na aplicação do “v”exame como tem sido nos últimos 17 anos. Razões? 17 x 3 x 20milhões = R$ 1.020.000.000,00 de reais (Um bilhão e vinte milhões de reais com fechamento esse ano). Receita que a OAB certamente não abrirá mão com intervenções de MNBD e MPF. Ainda mais com o sigilo pairando “sui generis” sobre ela. O combate será imenso. Acorda Brasil. Uma vergonha.

    • Marcelo disse:

      Vamos entender que o Ministro Marco Aurélio, aquele com entendimento diverso do seu relatório-voto no RE do exame da OAB, ficou entre a cruz e a espada. Entendimento: ele tem uma filha que precisou ser indicada pela OAB para configurar a lista dos candidatos para Desembargador Federal, logo, necessariamente, teve que mudar o seu entendimento sobre o exame, votando pela sua constitucinalidade. Ficou ou não fácil de entender¿. Quase esqueço, ela já teve seu nome escolhido pela OAB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s