MANIPULAÇÃO REPERCUTE #FIMEXAMEOAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #CPIdaOAB


MANIPULAÇÃO REPERCUTE

 

 

A Câmara dos Deputados assumiu que o tema “exame da OAB” foi um dos temas mais debatidos em audiências e no plenário, assim como nos corredores e gabinetes neste ano de 2012, em matéria do dia 13 (veja aqui.)

As denúncias de manipulação das provas pela OAB para reprovar mesmo quem tem condições de passar em provas com nível de magistratura, provas que nem juristas se dizem capazes de passar (caso do Jurista trabalhista Renato Saraiva) cheias de pegadinhas, feitas em desrespeito aos editais, com questões extra curriculares (como jurisprudência), tem repercutido finalmente na imprensa brasileira.

A OAB silencia sobre as provas, pois sabe que são documentais da própria OAB e contra fatos não há argumentos.

A audiência do dia 5 de dezembro – esvaziada por causa da votação contrária ao requerimento de urgência do PL 2154 na noite anterior – teve como mérito principal repercutir as provas que apresentamos em todos os gabinetes que pudemos e junto aos líderes de bancadas. Mas gerou manchete da Agência Câmara especificamente sobre manipulação. (veja aqui)

Outro ponto importante foi divulgarmos nosso apoio a que o exame seja tirado da OAB e passado para o MEC, deixando claro que não temos medo de exame e sim, que nos revoltamos em sermos vítimas de um exame manipulado.

Assim, a Agência Câmara publicou a respeito e repercutiu nos sites parceiros como o Profpito.com do Dr. Fernando Lima (veja aqui ) do Inácio Vacchiano (veja aqui ) em mais de uma vez (Leia aqui ) e o site Assim Passei do colega Lucas Àvila (veja aqui ), que ajudaram a repercutir as provas.

É de se destacar a divulgação nos sites jurídicos como o Migalhas (leia aqui ) e o Jus Brasil (leia aqui ) que publicou várias noticias seguidas,  faz o debate tender a aumentar, com o conhecimento dos colegas já com carteira, sem carteira e ainda acadêmicos (principais leitores dos sites jurídicos) terão as provas que a OAB reprova apenas para faturar os milhões a cada exame.

Importante é que sites de jornais da mídia aberta também estão abrindo espaços para divulgar a manipulação, principalmente com a ação de colegas, caso do Andradina em Foco (leia aqui ), Diário de Noticias (leia aqui ) e até sites políticos, como o Caminho Político (leia aqui ).

As audiências em seguida na Câmara – dia 31 de outubro, 28 de novembro e 5 de dezembro – aconteceram em duas comissões diferentes: Fiscalização Financeira e Controle e a Participação Legislativa. Em todas, nosso único papel foi conversar com os parlamentares e lhes apresentar as provas de manipulação da OAB.

Nossa luta se fortalece com os documentos que provam as manipulações em 1ª e 2ª fase e quanto mais houver divulgação, mais enfraquecemos a OAB e ganhamos apoio da sociedade e consequentemente dos parlamentares.

A luta seque em 2013 no Congresso e no STF.

Fonte: mnbd.org

Esse post foi publicado em A Marcha dos Bacharéis, EXAME DE ORDEM, Mensagem oficial do MNBD/OABB e marcado , , . Guardar link permanente.

8 respostas para MANIPULAÇÃO REPERCUTE #FIMEXAMEOAB #examedeordemINCONSTITUCIONAL #CPIdaOAB

  1. Só uma correção, onde ler-se engnorar, por favor entendam como ignorar, na verdade eu queria dizer enganar.

  2. Meus colegas eu joguei todas as minhas cartas, na Camara dos Deputados, antes fiz o mesmo com STF, e no entanto fui contemplado com duas grandes vergonha, jamais pensei que a Camara dos Deputados e o STF, fosse capaz de nos decepcionar, eu não acredito mais em nenhum dos dois orgãos, quem esta para nos socorrer acabaram por nos enterrar, parabens aos Deputados que ficaram solidarios ao nosso sofrimento, e do outro lado vamos dar o pagamento aos que nos engnoraram ou seja, não arrumaram sequer uma solução para o problema, tais como, indicar o MEC, para administrar as provas e as inscrições, vamos incentivar o Dep. Eduardo Cunha a se candidatar presidente da Republica, e vamos dar resposta aos que foram contra nós.

  3. Elço Ferreira dos Santos disse:

    A OAB não é autarquia, a oab não nada é um conselho sui-generes, não poderia fazer concurso público, mas o MEC é o grande culpado por omissão do que acontece.Temos que lembrar que o exame da oab, sempre houve, mas numa forma de ajudar os bachareis de direito, que não trabalhavam na área, e estudavam a noite e não tinham as aulas de pratica juridica.
    A pratica juridica era pré requisito para inscrição no conselho, bastava os formandos apresentar o diploma e as horas de pratica juridica. Em 1994 a OAB sorrateiramente, a, título de criar o estatuto dos advogados, e dentro desse estatuto, tirou o pré requisito principal pratica juridica, e deixou o exame que era facultativo, essa manobra não foi percebida pelos senhores deputados quando votaram a LEI de criação do estatuto dos advogados, armação perfeita e maquiavélica.

  4. Alexandre disse:

    Infelizmente quando o “exame” deixar de existir, se acontecer, muitos bacharéis já terão perdido seus empregos, suas motivações, famílias…estarão trabalhando em outros ramos, não operando o Direito, deixando de contribuir com a sua parcela de conhecimento, mesmo que simples, mas capaz de trazer o equilíbrio entre a sociedade, porque nem todos podem financeiramente contratar um grande escritório ou um mestre para defender a sua causa, ou será, que estes defenderiam a causa de um pequeno??? Será que todos os advogados que defendem o “exame” contratariam com as mazelas da sociedade???Quem defenderia verdadeiramente essa grande parcela da sociedade???

    “Para um povo livre governar a si mesmo, deve ser livre para se exprimir — aberta, pública e repetidamente; de forma oral ou escrita a sua vontade plena” (Carta Magna)

    Abs,
    Alexandre Ferreira / 2012

  5. gold price disse:

    Os dois sites jurídicos — que têm provocado a ira de advogados na Inglaterra — anunciaram recentemente uma parceria: cliente do Compare Legal Costsganha 10% de desconto na compra de uma petição do Nelsons. O cardápio de opções é bastante variado, com preços para quase todos os bolsos. O pacote básico para pedir divórcio, por exemplo, custa 99 libras (R$ 325). Com 200 libras (R$ 655) a mais, o aspirante a divorciado já pode fazer uma consulta rápida por telefone ou por e-mail com um dos advogados do escritório. Quer abrir uma empresa em parceria com um colega? O escritório vende por 299 libras (R$ 980) o pacote de requerimentos necessário.

  6. Valéria. disse:

    NADA PELO SOCIAL.
    Está visível que os milhões que guarnecem a “oab” mantêm este estelionato, exame de ordem e é, em conseqüência destes valores, a primitiva idéia de termos, até, ao momento, de salientar questões amplamente claras, visíveis a olhos nus.
    Ora, será que a maioria dos deputados tem uma visão formada pela NASA de que este exame supera, substitui e qualifica o formado?
    Será que os legisladores não vêem que onde há valores, há conspiração, interesse e corrupção?
    Será que a maioria não entende que a creche e a faculdade ensinam?
    Será que teremos não apenas que reivindicar, mas também esperar até quando que a mente desta maioria ilustre entenda e desvende o caminho da mina de diamantes, diante do repúdio impugnante, incansável e ferrenho, referente à insensatez e a imprudência em amparar uma autarquia com estes milhões e suas petulantes atuações em detrimento dos direitos de quem os possui, destruindo e deturpando o futuro dos cidadãos e dos formados que têm projetos profissionais? O que mais teremos de fazer? Desenhar?
    É fato que a maioria dos Bacharéis não tolera mais o manuseio indevido de seu futuro e desta arrecadação anual com prestação de contas ou não.
    Uma autarquia como já explanado pelos Mestres em seus artigos jamais deverá conduzir o destino das pessoas, muito menos por meio de provimento.
    Quem é a “ oab” para legislar e impor à sociedade, ordem?
    A “oab” está desarticulando a vida dos cidadãos e de quem necessitou e precisa de uma justiça efetiva, infelizmente desagregada da referida instituição, justamente por causa de seus inscritos que, sem compromisso para com a Classe, retira os direitos do cliente adquiridos via SENTENÇA. e nada se faz contra este adevogados.
    Sua função é apenas fiscalizar, mais nada. Qual o porquê de alguns legisladores tentarem se ludibriar e condicionarem a vida do país de acordo com o seu ponto de vista, de acordo com o ponto de vista da “oab”?
    A Constituição rege tal comportamento e qualquer medida a ser direcionada ao povo deve ter como ponto de partida e primordial o conceito estipulado pela lei MAIOR. Qualquer interpretação aquém ou além desta Lei, institui um Estado paralelo e foge ao controle político e social, e está levando a grande maioria ao prejuízo moral e financeiro.
    A “oab” está muito ciente do fato, mas inventa motivos a impor à sociedade uma idéia de conselheira, de auxiliar na presteza de uma justiça honesta e íntegra, seleção dos inscritos como respaldo a um judiciário mais célere e organizado, quando na realidade, em momento algum vão em busca da verdade dos fatos, mas os buscam de uma forma distorcida a vangloriar e embasar inerme atuação provocada por falsários que, apenas por ter feito uma prova, muito mal formulada e não corrigida, é suficiente para se intitular advogado e conseguir imunidade quanto às aberrações jurídicas e os descasos seríssimos cometidos ao cliente.
    A punição quando dada a um inscrito é motivo para extinguir esta autarquia do âmbito em que desnecessariamente ocupa na Constituição e na sociedade, tendo em vista alegações ilusórias de que a ORDEM DOS ADVOGADOS DOS BRASIL colabora para salvaguardar os direitos do cidadão e da sociedade. Se isto fosse verdade, existiriam muito poucos advogados nos quadros da “oab”.
    O advogado é obrigado a buscar a verdade dos fatos e a “oab” não aprova isto, pois explora argumentos corporativistas para conseguir manter inescrupulosos advogados em seus quadros e isentá-lo de suas culpas, de seus crimes com o propósito de que os mesmos não merecem ser alvos de investigação, tampouco punição, consagrando, desta forma, a famosa imagem, sinônima de uma demagoga instituição.
    Pena existirem leigos vivendo neste paraíso, como mencionou o senhor Deputado Eduardo Cunha.
    Que há advogados sem dignidade alguma, isto é fato. Agem desonestamente, sem lealdade e boa fé, mas a primeira a se omitir e coibir tal conduta com intuito de cercear, excluir de uma vez por todas estes formados da vergonha de seus quadros, é a “oab”; hoje, bem desvalorizada. Continua a esconder e se locupletar por meio de alegações infundadas e incrédulas, e, ao invés de puni-los, prefere, por meio de sua contribuição social, a permanecia destas pessoas nos quadros da justiça, importantíssimo à ascensão econômica de seu cliente, bem como, do país. Enfim, é preferível manter a escória da sociedade do que desvendá-la.
    É esta a contribuição justa e nem um pouco cega, pois a maioria é prejudicada e somente os poucos têm acesso à qualidade digna de vida, quadro oriundo de uma falácia governamental e da aprovação de uma prova mal feita que, também, fraudulenta, continua a dar a estes péssimos atuantes a permissão para se certificarem de que o crime é fator comum e usual e que ninguém irá tomar providência, insistindo em um nefasto quadro, cuja pretensão é qualquer uma, menos advogar, muito menos apego a estirpe.
    É desalentador conviver no mesmo país em que o judiciário e uma política fraca e sem opinião sejam coniventes com esta situação, sem se indignar, demonstrar repúdio algum.
    Colocar um véu no rosto e murmurar algumas palavras é pouco dentro de um arsenal de guerra como o que estão enfrentando os BACHAREIS e a sociedade, também vítima.
    Somente os que são contrários à CONSTITUIÇÃO consentem com esta estarrecedora omissão e inverdades.
    Os fatos estão falando por si mesmo, e os votos também.
    Infelizmente o Brasil funciona assim, tudo pelo pessoal e nada pelo social.

  7. Ernesto disse:

    Verifica-se uma mudança quando a gente deixa de crer naquilo que em outro tempo pode ser verdadeiro, mas agora se converteu em falço, quando retira seu apoio a instituições que em outro tempo lhe podem ter servido, mas que agora já não servem; Quando se nega submeter-se ao que uma vez pareceu ser um jogo limpo, mas que agora já não é.
    Tais mudanças, quando se verificam, são o resultado de uma verdaira educação

    Martin Luther King

  8. Ernesto disse:

    “O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética… O que me preocupa é o silêncio dos bons.”

    Martin Luther King

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s