O drama de um Bacharel prejudicado pelo #examedeordemINCONSTITUCIONAL #FIMEXAMEOAB #CPIdaOAB


Prezado Inacio,

Peço que leia carta dirigida ao Pres. da Comissão de Exame de Ordem dos Advogados Unificado, sem que obtivesse retorno, peço inclusive que a mesma seja encaminhada para os deputados e os fervorosos defensores desse nefasto exame fazendo ver o que realmente acontece com diversos colegas como o caso mais  recente de nossa colega de Minas.

O MEC não assume  por quê? Porque não acontece como os residentes de medicina a mesma coisa com os bacharéis em direito.

Excelentíssimo Sr. Presidente  da Comissão de Exame de Ordem do Advogados Unificado

Minha esposa foi acometida de câncer de mama em 2004, justamente no ano em que iria colar grau, larguei tudo para dedicar-me a sua cura o que graças a Deus conseguimos.

Em 2008 perco meu emprego (estou atualmente com 60 anos).

Em 2010 sofre minha esposa novo câncer, dessa vez de ovário e útero, e novamente voltamos ao INCA e mais uma vez Deus olhou por nós e minha esposa foi salva.

Com enorme vontade de me formar para entrar no mercado de trabalho consegui colar grau.

Mais uma vez, em 2011, o destino me reserva outra situação da qual não pude fugir e na condição de pai cedi um rim para meu filho que teve paralisação total dos rins. Nesse ínterim  tentei fazer o exame de ordem, mas fui reprovado na 1ª fase (obtive 34 pontos) e em função da operação, não pude prestar novo exame.

Agora em maio p.p. prestei novo exame e obtive aprovação na 1ª fase (43 pontos), ficando em êxtase, junto com minha família, mas minha alegria durou pouco pois na 2ª fase (eu optei por tributário),  Fui reprovado ZERANDO minha peça (entendi ser cabível anulatória com antecipação de tutela) e apresentaram uma MS com liminar.

Interpus recurso e, em apenas uma e mísera linha, confirmaram que o espelho apresentado pela banca (MS) estava correto e, isto posto, indeferiram meu recurso.

Resposta da banca ao meu recurso “Peça corretamente corrigida conforme o padrão de gabarito divulgado”.

Ainda, insatisfeito com o resultado acessei a correção da prova e para minha surpresa tinham corrigido e aplicado nota final 1,5 (um e meio) em minha peça. Confrontando as correções do MS, minha 1ª correção (ZERO) e a 2ª (1,5) pude perceber a incoerência na aplicação das faixas de valores, o que com um pouco de boa vontade eu poderia obter minha aprovação, visto que por zelar na construção da peça, quase perco o tempo para as repostas das demais questões. (TENHO TODOS OS DOCUMENTOS  NECESSÁRIOS – MS / MINHA PETIÇÃO E CORREÇÃO OAB/FGV)

Mostrei minha peça a alguns “colegas advogados” e foram unânimes em apontar que minha peça estava bem estruturada, limpa e não traria nenhum prejuízo ao meu cliente, atendendo perfeitamente aos seus anseios.

Posso adiantar que para sobreviver “já  que adoro o que faço”, sou solicitado por alguns colegas para confeccionar peças diversas, menos em criminal, e, para minha satisfação tenho obtido êxito no desfecho das mesmas.

Continuo desempregado, minha esposa que ainda é monitorada pelo INCA chora pela minha situação, estou morando com meus pais e vivo num quarto (eu, minha esposa e meu filho de 17 anos), NÃO TENHO MAIS CARTEIRA DE ESTAGIÁRIO e estou nesse hiato criado pela OAB, ou seja, não posso exercer a profissão que escolhi e que se houvesse um pouco de boa vontade da banca examinadora eu poderia ser aprovado e não mereço essa expiação, tendo em vista que nos exames anteriores alguns colegas obtiveram aprovação em contato pessoal com os participantes da banca examinadora, conseguindo pontos salvadores.

Em tempo – Devido minha operação de rins posso lhe garantir que é altamente desconfortável e desumano o que estou passando, pois durante a realização das provas tenho que interromper meus pensamentos, necessitando beber água bem com ir ao banheiro.

Esse é um desabafo desesperador, tendo em vista não ter condições psicológicas  e financeiras para participar de novo exame, E A OAB NÃO ME VENHA ACUSAR DE VAGABUNDO, pois só não consegui a aprovação por questões nebulosas.

Nesse momento minha esposa luta contra um possível 3º tumor, o qual peço a Deus que não seja maligno.

É triste passar na 1ª fase, ser reprovado(?) na 2ª fase e ter que realizar novo exame a partir da 1ª fase e gastar mais R$ 200,00.

Muito obrigado pela leitura.

Luiz Gonzaga Ferreira

Inscrição – 168094540.

Esse post foi publicado em GERAL e marcado , , . Guardar link permanente.

6 respostas para O drama de um Bacharel prejudicado pelo #examedeordemINCONSTITUCIONAL #FIMEXAMEOAB #CPIdaOAB

  1. Luiz Gonzaga Ferreira disse:

    Gostaria de agradecer a todos colegas que manifestaram-se sobre a leitura de minha carta. Vejo que a dor que sinto, também é a de muitos, mas como em todos os comentários postados, percebemos o quanto a OAB mexe com as vidas de pessoas honradas, idôneas e que tudo o que aprendemos em cinco anos à custa de muito esforço, dedicação, horas ausentes do seio familiar, compra de livros, ora co notas boas, outras com notas que nos fizeram estudar mais um pouco, para ao final tudo isso ser jogado pelo bueiro que a OAB criou com esse nefasto exame.

    Me pergunto do que valeu colocar um terno e não foi um só, assistir audiências, participar do núcleo jurídico, dinheiro de passagem, ansioso por completar o curso e ao final, mesmo sem condições psicológicas (devido ao estado de saúde de minha esposa), prestar três exames e nesse último conseguir passar na 1ª fase e ser torpedeado na 2ª fase por pessoas sem a mínima aptidão para corrigir a petição para a área escolhida pelo “candidato” sendo essa minha opinião e de muitos colegas atuantes. Desde já fica o meu apoio a todos movimentos que possam, quem sabe, reverter este quadro e prestar mais uma vez, minha solidariedade a todos. Que Deus seja louvado.

  2. MARCELO M. DE SOUZA disse:

    Drº Luiz Gonzaga, é lamentavel a sua situação, so DEUS no comando de uma situação como a sua, agoara é a vez de nós Bachareis , partirmos para o tudo ou nada em relação a esse EXAME DE ORDEM, imposto por essa OAB, vamos partir para as argumentais, vamos levar o caso a Presidente da Republica, ao Senado, a câmara de Deputados e o conhecimento de toda a sociedade só assim, obteremos uma posição satisfatoria ou não.VAMOS A LUTA !!!!

  3. Helena Nunes disse:

    Prezado Luiz, Deus sempre está no controle de nossas vidas, passar por todas essas dores e se manter de pé é prova cabal de que a mão de Deus está sobre você e sua família. Continue firme na presença de nosso pai criador Ele diz: Vinde a mim todos que estais cansados, fracos e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Creia tão somente em Deus e em Nosso Senhor Jesus Cristo e o mais Ele fará.
    O exame de ordem não é tudo em nossas vidas, Deus sim é tudo e muito mais, todos àqueles que direta ou indiretamente contribuem para o mal de seus semelhantes prestarão contas diante do Senhor Jesus, não importa quantos e quais títulos obtiveram ao longo da vida, se não usarem em prol do semelhante para nada serviu, e a estes Deus diz Arrependam-se antes do fim, ninguém sabe a hora da partida, isso pertence a Deus; portanto os senhores da OAB e afins que insistem na maldade, desrespeito e ainda em retirar o sustento pelo trabalho digno e honrado no que há de mais sagrado para o ser humano como Deus declarou: Ganharás o sustento com o suor do seu rosto, digno é o salário do homem que trabalha e de maneira honesta recebe seu sustento.
    Os senhores aristocratas da OAB e afins pensam que são ad aeternum e a cada dia entregam suas almas para o diabo, esse sim os receberá quando deixarem esta terra, sem pedir perdão por seus atos mesquinhos a todos que choram por não lhe ter sido dada a oportunidade de trabalho, direito adquirido constitucionalmente e para muitos com muito sacrifício do lazer na família, dos poucos recursos econômicos e que não desanimou durante cinco anos de estudo, pois alcançar a meta da graduação no curso de direito era a possibilidade de recompensar a todos que contribuíram para lá chegarmos; após colação de grau nos deparamos com essa imoralidade chamada exame de ordem, que nada mais é que a maldade de um grupo de mercenários.
    Bacharéis em direito é passada a hora de agirmos, as autoridades constituídas são pessoas que lá se encontram para servir-nos, pois nós confiamos nosso voto a eles, pagamos seus salários e outras benesses e o mínimo que todos devem fazer é respeitar a nossa Constituição Federal devemos exigir isso com veemência afinal somos ADVOGADOS e devemos sim querer o melhor para a sociedade e a sociedade também somos nós Bacharéis em Direito, graduados em Ciência Jurídica, portanto aptos ao exercício da profissão que desde os mais remotos, os grandes causídicos Ruy Barbosa e Clóvis Beviláqua afirmavam aquilo que todos conhecem nos dicionários brasileiros: Bacharel – aquele (a) que se gradua para o ofício da advocacia, portanto ADVOGADO(a).
    Deus abençoe a todos, é chegada a hora,

    Marcha dos Bacharéis para Brasília pelo fim do exame de ordem.

  4. JOSE MARIA DE AQUINO disse:

    Reconheço profundamente a dor e o desespero do caro companheiro injustiçado por esta OAB que a cada dia da um basta em quem deseja trabalhar para buscar o sustento de sua família. Levanta a sua cabeça amigo Luiz Gonzaga, ajoelha-se aos pés da cruz do Cristo, pois te direi com as palavras do saudoso Padre Léo; “Quem está de ajoelhado é mais difícil de ser derrubado”. Deus já provou que está do seu lado, segure nas mãos Dele e prossiga.

  5. ELZA SANTOS disse:

    Sou solidária a dor do colega,encontro-me na mesma situação em desemprego e com família para sustentar.E a OAB me amputando do meu direito e a justiça brasileira também indo na mesma linha de pensamento.Para mim,só uma coisa vai acabar com este exame,todos os é estudantes,de todos os cursos,bacharéis irmos pra rua,não é possível que não há nada mais célere a ser feito.Até quando,ficaremos a mêrce deste exame,até quando passaremos dificuldade,com um direito que é nosso.

  6. JUSTIÇA ... ACIMA DE TUDO. disse:

    PELA PRIMEIRA VEZ, NÃO SEI O QUE COMENTAR A RESPEITO DESTA SITUAÇÃO, DO AMIGO DR LUIZ GONZAGA FERREIRA. É TRISTE, EU SEI O QUE É PASSAR POR SITUAÇÃO ASSIM, POIS, PERDI UM FILHO DE 15 ANOS PÓS CIRURGIA DE TRANSPLANTE DE FIGADO NO HOSPITAL DO FUNDÃO NO RIO.

    EU ESTUDAVA NO HOSPITAL AO LADO DO MEU FILHO QUE FALECEU UMA SEMANA DEPOIS DO TRANSPLANTE DE FIGADO.

    CONHEÇO SUA DOR MEU AMIGO LUIZ GONZAGA. FICA A NOSSA SOLIDARIEDADE DE TODOS OS BACHARÉIS QUE LER SUA CARTA. LEVANTA A CABEÇA DR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s