Dono de jornal que denunciava autoridades e policiais é assassinado em Campo Grande (MS). Isto nos lembra Ophir.


Já morei em Campo Grande (MS) e esta não é a primeira vez que jornalistas que denunciam falcatruas são mortos. 

Se o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Ophir Cavalcante que se diz arauto da moralidade e dos direitos humanos processa Jornalistas que lhe criticam como poderemos acreditar que vivemos em uma sociedade Democrática.

A Democracia é muito boa no papel e funciona para os outros, mas quem deve sempre se incomoda e toma suas atitudes seja matando, processando etc.

Esta é a maneira mais fácil de provar a inocência, com o medo, com o terror. 

“In casu”, o que mata e o que processa são iguais, tem os mesmos objetivos, calar a imprensa… Só muda o método.

O jornalista Eduardo Carvalho, 52, morto na noite desta quarta-feira (21) em Campo Grande (MS)

O jornalista Eduardo Carvalho, 52, morto na noite desta quarta-feira (21) em Campo Grande (MS)

O ex-policial militar e atual dono do site Última Hora News, Eduardo Carvalho, 52, foi assassinado na noite desta quarta-feira (21) em Campo Grande (MS), quando chegava em sua casa, no bairro Giocondo Orsi, acompanhado da mulher.

Segundo as informações do boletim de ocorrência, Carvalho foi atingido por cinco tiros quando estacionava a moto na rua. Ele não resistiu aos ferimentos e, quando os socorro chegou, o empresário já estava morto.

Carvalho era conhecido por fazer denúncias contra policiais na coluna que assinava no site, chamada Caso de Polícia.  O UH News publicou uma mensagem de luto pela morte de Carvalho na manhã desta quinta-feira, mas não deu mais informações sobre o crime.

Nesta quarta-feira, Carvalho publicou três textos, sendo dois de denúncia. Em um, ele denunciou um suposto tráfico de influências entre autoridades políticas e, em outro, apontou que um capitão da PM-MS estaria cometendo abuso de autoridade contra vítimas de calote de uma empresa de serviços de limpeza.

Segundo informações do jornal Campo Grande News, vizinhos viram dois suspeitos fugirem em uma moto. Além disso, as imagens de uma câmera de segurança de um vizinho de Carvalho já foram solicitadas pela polícia.

A investigação será conduzida pela 3ª Delegacia da Policia de Campo Grande.

Esse post foi publicado em Direito e justiça, Notícias e política, OAB e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Dono de jornal que denunciava autoridades e policiais é assassinado em Campo Grande (MS). Isto nos lembra Ophir.

  1. Pingback: STF suspende decisão que condenou jornalista Paulo Henrique Amorim por Dano moral. #FIMdaCORRUPÇÃO | Inacio Vacchiano – Filósofo, jurista, jornalista

  2. JUSTIÇA ... ACIMA DE TUDO disse:

    SOMOS “BRASIS” DE CORONÉIS E CORONÉIS … LAMENTÁVEL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s