Pauta Brasileira do Congresso da União Internacional dos Magistrados #bandidosdetoga


 

O Brasil vai sediar Congresso da União Internacional dos Magistrados, e os Juizes Brasileiros já elaboraram a pauta:

 

Como desviar dinheiro de precatórios sem deixar suspeitas.

Qual o valor a ser cobrado no retardamento ou adiantamento de processos?

Qual o momento correto de se cobrar a venda de uma sentença – na hora do acerto do pedido ou na publicação da decisão?

Como escolher os processos mais vantajosos financeiramente ao assumir interinamente o cargo de outro Juiz.

O desenvolvimento de métodos estratégicos para a prorrogação da vitaliciedade “post mortem” e a critica social.

Como legislar negativamente para alterar a Lei da gravidade sem que o Congresso se oponha?

Estratagemas para cometer assédio moral utilizando-se de diretores e chefes como testa de ferro em um “modus operandis” corporativistico?

Argumentos supra racionalistas para convencer a sociedade de que os Juízes são melhores (leia-se mais gente) do que os outros e a tónica da doutrina narcisista a ser ensinada aos magistrados neófitos nos primeiros meses de sua posse.

Conscientização de que fidelidade irrestrita a classe não pressupõe corporativismo.

Como convencer a sociedade de que o abuso de autoridade e poder praticado pelo magistrado são legais e legítimos.

Métodos de isolamento e exclusão àqueles que se opõe a esta doutrina, consubstanciadas por processos (autos) temerários de intimidação para criação de exemplos no caso concreto.

Fagocitose infantil e o direito legal de recreação do Magistrado.

NO FINAL SERÁ ENTREGAUE UM CERTIFICADO E UMA CARTILHA COM DESENHOS EXPLICATIVOS ACERCA DOS TEMAS ABORDADOS.

Veja ainda:

E agora a matéria da Associação dos Magistrados

Extraído de: Associação Cearense de Magistrados
Brasil vai sediar Congresso da União Internacional dos Magistrados
O Congresso Anual da União Internacional da Magistratura (UIM), entidade que reúne quase uma centena de Países, acontecerá em Belo Horizonte (MG), no início do segundo semestre de 2013. Na ocasião, serão discutidos os problemas e o futuro do Poder Judiciário no mundo. Em 2012, o encontro ocorrerá em Washington, EUA, em novembro.

“A realização do encontro no Brasil representa o coroamento de uma política de integração e de coerência da Magistratura desenvolvida pela AMB em defesa da independência dos Juízes, onde quer que estejam, no Brasil ou no exterior. Representa também uma homenagem a uma das melhores Magistraturas do País, que é a mineira, exemplo de competência e probidade”, exaltou Nelson Calandra, que teve a iniciativa de apresentar a candidatura do Brasil para o evento.

Para o Diretor de Relações Internacionais da AMB, Antonio Rulli Júnior, o encontro da UIM em 2013 representa o resultado de esforços de participação da AMB, em especial, do Presidente Calandra junto às Associações Internacionais da Flam, Associação dos Juízes da Europa, Associação dos Juízes Africanos. “São 22 anos de efetiva colaboração com os organismos internacionais que se intensificam no desenvolvimento de Judiciários e Juízes melhores para o mundo da pós-modernidade”, disse.

Esse post foi publicado em Direito e justiça. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s