OAB colocará matérias alheias a graduação no exame de ordem #examedeordempeloMEC


A OAB faz caridade com chapéu alheio e pisa no Bacharel fazendo-o de escada para se promover…

OAB e ministra estudarão incluir tema da igualdade racial no Exame de Ordem

Curitiba (PR), 23/11/2011 –

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, firmou hoje (23) com a ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, acordo de cooperação técnica para a implementação de ações conjuntas para assegurar a adesão do Conselho Federal da OAB à campanha da Secretaria denominada “Igualdade Racial é pra Valer”. A assinatura se deu no estande do Conselho Federal da OAB na XXI Conferência Nacional dos Advogados, realizada nesta capital.

Entre as ações previstas no acordo estão a recomendação, pela OAB, da criação de Comissões de Promoção da Igualdade Racial em todas as 27 Seccionais da entidade; o estudo da inclusão do tema igualdade racial no Exame de Ordem; e o desenvolvimento de ações focadas no combate ao racismo para a inserção na grade curricular nos cursos de Direito.

Ophir Cavalcante afirmou que é preciso reconhecer o débito que o Brasil tem para com os afrodescentes. “O Estatuto da Igualdade é uma forma de promover esse resgate e seu cumprimento tem de ser efeitvo no dia-a-dia de todos. A política de cotas raciais, às quais a OAB recentemente manifestou o seu apoio, são uma forma de promover  esse equilíbrio que se perdeu historicamente”, afirmou.

A ministra Luiza Bairros enalteceu o convênio lembrando que é preciso que tenhamos no Brasil operadores do Direito com conhecimento profundo dessa matéria, a fim de manter intactas as conquistas até então obtidas pelos afrodescentes no Brasil. Acompanharam a assinatura do termo o membro honorário vitalício da OAB, Cezar Britto, a presidente da Comissão Nacional de Promoção da Igualdade do Conselho Federal da OAB, Silvia Nascimento Cerqueira, e o presidente da Seccional da OAB do Paraná, José Lucio Glomb.

Fonte: oab



 

Esse post foi publicado em GERAL e marcado , , . Guardar link permanente.

8 respostas para OAB colocará matérias alheias a graduação no exame de ordem #examedeordempeloMEC

  1. Anonimo disse:

    Por gentileza, estou tentando sumir da internet, tenho sofrido muita perseguição inclusive de chans na deep web e preciso excluir o máximo de resultados possíveis do meu nome em sites de busca como o Google.

    Permanece na página um comentário com o meu nome entre parênteses. Peço que apague. Ficarei muito agradecido.

  2. . disse:

    Estou tentando sumir da internet.

    Por gentileza, peço a remoção do comentário acima.

    Agradeço.

    • . disse:

      Por gentileza: Eu ainda posso ser encontrado através do Google.

      Estou tentando sumir da internet porque estou sendo perseguido por bandidos virtuais.

      Não importa o motivo, estou tentando sumir da internet e quero remover o meu nome dos comentários na página.

      Peço a remoção do comentário acima citando o meu nome.

      Agradeço pela colaboração.

      • anonimo disse:

        Por gentileza, estou tentando sumir da internet, tenho sofrido muita perseguição inclusive de chans na deep web e preciso excluir o máximo de resultados possíveis do meu nome em sites de busca como o Google.

        Permanece na página um comentário com o meu nome entre parênteses. Peço que apague. Ficarei muito agradecido.

  3. Vilela disse:

    Se o que qualifica é um “exame” e considerando que o Direito é dinâmico, ele deveria ser aplicado PERIODICAMENTE e a todos os advogados. Inclusive em juízes que se aposentam e voltam a advogar Duvido que passariam. O próprio presidente do Cons. Fed. da OAB já disse que não prestou tal “exame”. Mais uma prova robusta que esse “exame” é sim RESERVA DE MERCADO. Tem muito dinheiro envolvido nisso e nos cursinhos preparatórios. Criou-se uma MÁFIA. A OAB não tem moral de criticar absolutamente nada. Muito menos de representar a sociedade.

  4. odete disse:

    Regina Célia, faço de suas palavras as minhas; é lamentavel o que estamos vivendo.

  5. Regina Celia disse:

    Acho mais uma vez humilhante para os bachareis em direito ter que suportar mais uma da OAB, sendo que nos exames a elaboração tem que ser na base de estudo, não na vontade dos senhores ministros que estão afiados a fazer os bachareis de tontos, pois estão achando cheios de razão por ter comprado os votos de constitucionalidade deste exame, agora quer por mais e mais matérias para ferrar nós bacharéis.
    Acho bom voces pararem de palhaçadas e se quiserem fazer de nós melhores advogados do Pais, primeiramente voces tem que ser melhores na instituição da OAB, e para provar para nós bacharéis, queremos que voces ministros, fação este exame e não podem errar nenhuma das 80 questões feitas por nós bacharéis,(pois são muito inteligentes) isto vai nos provar que este exame é necessário, mas porem, 5 horas sentados em uma sala sem direito de levar sua garrafa de água com rótulo e mais, ter guarda costas para ir ao banheiro, desmontar seu celular etc… Acho impossível se não ser decoreba acertar metade das questões, sendo que o nosso cérebro tem somente 50 minutos de atenção, o restante é apenas cansaço,Esta humilhação tem que ter um fim,parem de nos perseguir, e nos de o nosso direito de liberdade de trabalho ,pois voces já tem os seus e não sabem o quanto é sofrido tirar do ser humano seu direito de ganhar seu dinheiro com seu proprio trabalho sem ser humilhados desta maneira. Precisamos trabalhar não estamos pedindo nada mais que o direito de trabalhar, pensem voces, se tivessem familia para sustentar, uma faculdade feita, e muito cara, e no final ficar desempregado, esta perseguição não vem de DEUS.
    Mais uma vez peço em nome de todos bacharéis de direito do nosso Pais, pelo amor de DEUS nos liberte desta perceguisão e nos de direito de trabalhar, pois a OAB já tem suas sanções para advogados que não cumprirem direito com a obrigação com seus clientes, com isto nos liberte, não somos capazes de roubar nem tão pouco traficar, pois estes são menos perseguidos que nós, porem precisamos desta bendita carteira para trabalharmos com dignidade, não estamos pedindo nada mais que um direito adquirido com 5 anos de sofrimento.Não é nos bacharéis que temos que pagar pelo débito com os afrodescentes, mas sim toda a sociedade, pois até o Sr° Ophir Cavalcante tem dividas a pagar , não somente aos afrodescentes mas com nos bacharéis em direito e mais uns que ainda não sabemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s