Como entrar com ações contra o exame de ordem da OAB?


Não há como sustentar a exlusão de 4 milhões de bacharéis de direito que estão fora do mercado de trabalho em virtude do corporativismo de uma confraria e da reserva de mercado. Este número é absurdo e só tende a aumentar. Para tudo explodir é uma questão de tempo…

1 – Veja o e-mail que recebi logo abaixo do MNBD (Reynaldo).

2 – Nas categorias ao lado clique em “Modelo contra exame de ordem” e faça uma pesquisa nos modelos propostos – o material é muito bom…

3 – Lembre-se que existe uma nova situação: Em razão da ADI nº 3.026-4/DF a personalidade jurídica da OAB entrou em cheque, o que poderá gerar conflito de competência por parte de algum magistrado (justiça federal ou estadual?). Veja:

Natureza jurídica da OAB – competência da Justiça Estadual ADIN 3.026/DF

O Professor Fernando Lima tem um entendimento interessante, veja a resposta que me deu:

Muito obrigado, amigo.
Aproveito para agradecer a divulgação do meu artigo.
… — …
Quanto ao que você disse: Na ADI 3026 o STF absurdamente decidiu que a OAB não é autarquia, mas disse que ela tem uma natureza PÚBLICA peculiar (não se sabe o que é).
Sendo assim, ela pode continuar recebendo uma delegação do Estado para fiscalizar o exercício da advocacia.
Os arts. citados significam: que o CN, com a sanção do PR, legisla para estabelecer, no caso, as restrições ao exercício da advocacia, ou seja, exige um diploma.. (restrições que a LEI poderá estabelecer – art. 5º, XIII da CF).
No outro inciso, o CN, com a sanção do PR, edita a LDB,
O Estado brasileiro decidiu não fiscalizar diretamente o exercício profissional. Delegou essa atribuição aos conselhos profissionais, que são todos autarquias. Sem natureza de direito público não poderia haver essa delegação do poder de polícia. Assim, a OAB não pode ser uma associação. E se fosse, ninguém precisaria mais ser associado a ela. A CF estabelece a liberdade de associação. Mas o STF preferiu dizer que a OAB não é associação para decidir a seu favor aquela questão dos servidores. Todos os conselhos fazem concursos, mas a OAB não queria fazer. A OAB só quer fazer concurso para os novos bacharéis.
Um grande abraço do
Fernando Lima

======================================================================

Prezado Inacio:

Segue material jurídico a ser adaptado e personalizado para ingresso judicial se e como desejar.

Atenção para as peculiaridades pessoais a serem grafadas. A fundamentação e argumentação, assim como o pedir é igual sempre.

Fico a disposição para auxiliar os colegas no que for possível.

Em não tendo advogado para assinar MS (que dispensa audiências), entre em contato e indicaremos os colegas mais próximos que podem assinar gratuitamente e/ou outros advogados que se disponham a cobrar honorários simbólicos apenas. Depende do lugar onde o colega está, pois na maioria dos estados, temos colegas oriundos do MNBD que já tem a carteira e que assinam gratuitamente MSs para os colegas.

A Ação indicada (MS) é porque não temos colegas com carteira para assinar a ação e fazer audiências. A ação correta – por permitir a produção de provas e não ficar dependente do convencimento do juiz em provas pré-constituidas – em questões de fases do exame (1ª e 2ª fases) é uma Ação de Conhecimento com pedido de Antecipação de Tutela. Neste caso, necessita-se de um advogado em sua cidade, pois haverá audiências a serem acompanhadas.

Já ações para questionar a inconstitucionalidade formal, material e revogação tácita do exame de ordem, basta MS mesmo e aí, nossos colegas podem assinar, pois não há audiências e podemos auxiliar.

Anexo há esboços de ações para questionar exame através de MS, fases do exame de 1ª e 2ª fase, ações a serem interpostas na Justiça Federal ou na Justiça Estadual. Com base na Adin 3.026, o correto é a Justiça Comum, mas neste caso, a OAB vai questionar a competência e se perde tempo. Assim, o(a) colega deve sopesar os prós e contras de cada escolha.

Ficamos sempre a disposição. Por email ou fone.

Att

Reynaldo

E-mail do MNBD: mnbd.brasil@gmail.com

=================================

O professor Fernando Lima, constitucionalista excepcional, um dos poucos neste País que não teme enfrentar a fúria dos poderosos interesses da OAB com argumentos democráticos, em artigo que pode ser lido no site www.profpito.com lançou as seguintes indagações a respeito do exame de ordem que merecem ser objeto de rigorosa reflexão:

“Em primeiro lugar, quanto ao Exame de Ordem:

1) Será essa uma forma correta de avaliar a capacidade dos bacharéis, para o desempenho das atividades de advogado?

2) Será que essa avaliação pode substituir as dezenas de provas a que os alunos se submetem, durante todo o curso jurídico?

3) Qual seria o índice de reprovação, se a esse exame fossem submetidos advogados, promotores, juízes, conselheiros da própria Ordem, professores de Direito, procuradores, etc., todos com dez, vinte ou trinta anos de prática jurídica, e de reconhecida capacidade profissional?

4) Se em qualquer concurso jurídico existe a fiscalização da OAB, como no caso da magistratura (CF, art. 93, I) e do Ministério Público (CF, art. 129, § 3º), não deveria o exame de ordem ser fiscalizado por representantes do Judiciário, do Ministério Público e das Universidades?

5) Considerando-se que esse exame é, na verdade, um “concurso para advogado”, com a peculiaridade de que não se sabe quantas vagas existem, porque é eliminatório, e não classificatório, seria possível evitar a influência, nos seus percentuais de reprovação, dos interesses corporativos da classe dos advogados e dos interesses políticos dos dirigentes da Ordem?

Em segundo lugar, quanto aos cursos de Direito:

1) deve o controle da OAB ser conclusivo, para impedir a instalação de novos cursos, ou para determinar o fechamento dos existentes, apenas em decorrência de sua avaliação discricionária, e do “Ranking” que ela publica?

2) Não deveriam ser também fiscalizadas pelo MEC as Escolas Superiores da Advocacia, mantidas pela OAB, em todo o Brasil, que cobram altas mensalidades, e que já oferecem inúmeros cursos jurídicos, de preparação para o exame de ordem, de atualização e de pós graduação?

3) Como se justifica que o corpo docente dessas Escolas, que têm a mesma natureza autárquica da OAB, seja preenchido por “professores convidados”, e não através de concursos públicos?

Em terceiro lugar, quanto aos objetivos do ensino jurídico:

1) o que se pretende? O estudo e a memorização de fórmulas doutrinárias, ou o estudo exegético do direito positivo, “criado” pelos legisladores e pelos juízes?

2) A simples capacidade de obter a aprovação no exame de ordem?

3) ou os bacharéis precisam ter consciência crítica, e precisam ser capazes de participar dos grandes debates nacionais, para que o Brasil possa repensar, reconstruir, e – especialmente- fazer respeitar as suas instituições jurídicas?

Finalmente, quanto ao órgão fiscalizador das Universidades:

1) a OAB é um órgão de controle do exercício profissional, um sindicato, uma instituição de ensino superior, ou um grande censor, um super poder, que possui atribuições para controlar o Judiciário, o Ministério Público, o Legislativo, o Executivo, e as Universidades?

2) Como poderia a OAB conciliar sua função institucional, e de conselho fiscalizador, cujo núcleo é a ética, com a função sindicalista, de defesa dos interesses dos advogados, e de sua remuneração?

3) Como impedir que os interesses corporativos da Ordem e os interesses políticos de seus dirigentes prevaleçam sobre o interesse público?

4) Não seria necessário que a Ordem aceitasse, definitivamente, a sua caracterização jurídica como autarquia, não apenas para gozar de isenções tributárias, mas também para se sujeitar a todas as regras constitucionais, a exemplo do controle externo e da exigência do concurso público?

5) ou será que uma instituição que nem ao menos se enquadra em nossa ordem jurídica pode fiscalizar as Universidades, o Ministério Público e a própria Justiça?”

63 respostas a Como entrar com ações contra o exame de ordem da OAB?

  1. Celso disse:

    Sou plenamente à favor do Exame. E isso pq sou formado em Direito, mas nunca prestei o exame. Não me sinto impedido de exercer minha profissão. Apenas aceitei que não disposição pra ficar estudando, é isso mesmo, eu NÃO GOSTO de estudar, por isso não estudo e sei que não vou passar, hj trabalho internamente numa empresa, como conselheiro jurídico, pra isso não é preciso OAB, eu não faço audiências, eu trabalho internamente.
    As opções de trabalho para os bacharéis são muitas, só procurar. Agora, se vc quer advogar, quer fazer audiência, vai estudar.

  2. Lauro Rebeca disse:

    Inacio.
    No dia 26 de Outubro de 2011, será julgado a (in)constitucionalidade do exame de ordem, e não tenha duvida que sua contribuição foi muito valorosa, pois foi em espaços como este que conseguimos conhecer Bacharéis do Brasil inteiro, escrevemos ora com determinação, ora em total desespero, e assim fomos nos orientando nos apoiado e cada vez mais acreditando que seria possível a vitoria de Davi sobre Golias.
    Eu acredito na Constituição Federal, eu acredito no STF, e espero pela declaração da inconstitucionalidade do exame de ordem.
    Outra vez agradeço pela oportunidade de expressão que foi proporcionada por este tão valioso espaço.

  3. rodrigo disse:

    fora oab, vcs. não são os donos da carreira jurídica de ninguém.

  4. Vinícius Barreira disse:

    Gostaria de compartilhar um texto que fiz demonstrando minha indignação sobre as manifestações da OAB quanto ao parecer do MPF. A cada absurdo que eu lia, mais aumentava minha vontade de reclamar, mas não vejo ainda, um canal para que possamos expressar nossas opiniões de forma que seremos ouvidos, pois poucos são os que tem coragem para ir contra a impunidade. Segue:

    O Ministério Público Federal (MPF), opinou em parecer, pela inconstitucionalidade do exame de ordem da OAB, em recurso extraordinário nº 603.583-6/210 de relatoria do Ministro Marco Aurélio. Diariamente, recebo e leio o informativo on-line da OAB e todo dia tem no mínimo um artigo sobre a constitucionalidade do exame de ordem e diversas exposições de motivos para mantê-lo. Todos esses motivos, sempre no sentido de que o exame de ordem garante a qualidade da advocacia, o que na minha opinião, não é verdade.

    Mas o que realmente me incentivou a escrever este texto, foi o parecer aprovado em reunião plenária do Instituto dos Advogados do Brasil (IAB – indicação nº 147/2011), e em especial uma pequena parte deste:

    “A Faculdade é de Direito, não de Advocacia”.

    Data máxima vênia, dizer que faculdade é de direito, não é de advocacia é um absurdo, pois dizer isto, é afirmar que o bacharel em direito em cinco anos de curso não aprendeu a ser advogado, mas aprenderá com a aplicação de uma prova objetiva, englobando dentre todas as matérias cursadas pelo bacharel, outras matérias ditas como facultativas e, em que pese fiscalização do MEC, não se tornaram obrigatórias. E logo após, uma prova prático-profissional, que frise-se, até mais justa que a primeira, onde aí sim, o bacharel estará apto a exercer a sua profissão.

    Ocorre, que o exame de ordem foi criado para que após a conclusão do curso de direito, o bacharel passe por uma avaliação dos conhecimentos que obteve durante o curso (o que diga-se de passagem, inconstitucional), a fim de aferir se o mesmo está apto a exercer a profissão, a qual foi preparado durante o curso de direito, tornando este exame uma avaliação do que o mesmo aprendeu ao longo dos cinco anos de graduação. Logo, chega-se a conclusão de que faculdade de direito é sim, de advocacia, pois a referida prova nunca terá como objetivo preparar nenhum estudante de direito para o exercício de sua profissão, função esta exercida pela faculdade de direito, que por sua vez foi autorizada pelo MEC, instituto que deveria garantir a qualidade do ensino, o que atualmente é feito pelo exame de ordem, ou melhor, deveria ser feito, de acordo com a proposta tão defendida pela OAB.

    Nesse sentido, o bacharel em direito para estar apto ao exercício de sua profissão, deverá ser aprovado no exame em questão, conforme dispõe a lei 8.906/94 em seu artigo 8º, inciso IV. Entretanto, a referida prova tem o teor, que mas uma vez friso, não se presta a esta função, de aferir o conhecimento do bacharel ou até mesmo prepará-lo para a advocacia, como declara o IAB (Instituto dos Advogados do Brasil). Vejam, que basta uma simples e rápida análise da referida prova ao longo dos anos, para entender que esta, não é feita com a finalidade para o qual foi criada. Assim, fica evidente que a exigência do exame de ordem como requisito para aptidão ao exercício da advocacia resta ineficaz, posto que a aptidão se dá pela qualificação . E a qualificação se dá pelo diploma do curso superior.

    De qualquer sorte, dispõe o art. 5º da Constituição Federal, em seu inciso XIII:

    XIII – é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer;

    Desta forma, qualificação profissional, apenas a graduação poderá garantir. Segue pequeno trecho do parecer que gerou tanta indignação da OAB:

    “O exame de ordem não se revela o meio adequado ou necessário para o fim almejado. Presume-se pelo diploma de Bacharel em Direito — notadamente pelas novas diretrizes curriculares que dá ao curso de graduação não mais uma feição puramente informativa (teórica), mas também formativa (prática e profissional) — que o acadêmico obteve a habilitação necessária para o exercício da advocacia. A sujeição à fiscalização da OAB, com a possibilidade de interdição do exercício da profissão por inépcia (Lei nº 8.906/94, art. 34, XXIV c/c art. 37, § 3º), se mostra, dentro da conformação constitucional da liberdade de profissão, como uma medida restritiva suficiente para a salvaguarda dos direitos daqueles pelos quais se postula em juízo, até mesmo porque tal limitação se circunscreve ao exercício, sem qualquer reflexo sobre o direito de escolha da profissão. De qualquer modo, nada impede que a OAB atue em parceria com o MEC e com as IES, definindo uma modalidade mais direcionada de qualificação profissional que venha a ser atestada pelo diploma.”

    Com isso Ilustríssimos Senhores, se é o exame de ordem a única opção para suprir a incapacidade do Ministério da educação em fiscalizar a qualidade dos cursos de direito, que seja de maneira justa e não com a deslealdade que é feita, com intuito de reprovar os bacharéis, com questões capciosas, que claramente induzem o examinado ao erro, questões clássicas de concurso público, com “pegadinhas”, muito diferente de questões que visam aferir conhecimento mínimo para o exercício da profissão.

    Portanto, se o exame de ordem como defendido pela OAB inconscientemente, é o que faz o estudante de direito apto para o exercício de sua profissão e pelas palavras dos representantes do Instituto dos Advogados do Brasil, “Faculdade é de Direito e não de Advocacia”, será logo, desnecessária para o exercício da profissão, a conclusão do curso de graduação, já que o referido exame supri a necessidade do curso, usurpando ainda a prerrogativa do MEC. Ou melhor, poderíamos começar a refletir sob a ótica de que ineptas seriam as avaliações das faculdades de direito, não havendo mais a necessidade de que o estudante de direito passasse por tantas avaliações no decorrer do curso, já que ao final dele bastaria uma única avaliação para então dizer se este pode exercer sua profissão ou não.

    Convido assim, os Ilustres Drs. representantes da Ordem dos Advogados do Brasil e os Ilustres Drs. Advogados que já exercem a longos anos a advocacia, a prestar o referido exame, pois se o bacharel tem que passar por ele para o exercício da profissão, porque não a manutenção deste para o exercício contínuo da mesma. Lembrando que, falo isso, pois se a OAB prevê como infração disciplinar na lei 8.906/94 em seu artigo 34, inciso XXIV, a inépcia profissional, para que serve o exame de ordem ? Ou melhor, para que serve a referida infração, uma vez que, todos os advogados inscritos foram declarados aptos pelo exame de ordem ?

    Ouso responder as referidas perguntas, RESPECTIVAMENTE:

    Serve o exame de ordem para declarar a incapacidade do MEC de fiscalizar as instituições de ensino de maneira adequada e eficiente.

    A infração disciplinar serve para atestar que a OAB tem plena ciência de que o exame de ordem jamais servirá para aferir o conhecimento do futuro advogado.

    No mais, depois de ler algumas declarações dizendo que para a OAB seria interessante que tivessem um maior número de advogados inscritos nos seus quadros e mais uma vez, que o exame de ordem é para o povo, gostaria apenas de lembrar, que para a OAB não é e nunca será ter maior quantidade de advogados inscritos nos seus quadros mais ventagem do que manter o exame de ordem, assim como afirmou um de seus representantes.

    Imaginem atualmente 121.000 inscritos no exame de ordem, fazendo três provas durante o ano, sendo que destes apenas uma média de 12% é aprovado, tendo que fazer novamente a prova, pagando R$ 200,00 (duzentos reais) por cada inscrição. De outro lado, temos que o mesmo número de inscritos não tivessem que passar pelo exame de ordem, apenas fizessem a inscrição como advogados, consequentemente este número diminuiria ao longo do ano, pois a maioria dos inscritos no exame de ordem, não são os novos bacharéis, mas sim aqueles que ainda tentam passar e que já se formaram a tempos.

    Conclui-se, que todos estes bacharéis fazendo repetidamente o exame de ordem, é muito mais rentável do que um número reduzido de inscritos pagando anuidade e a OAB tendo o dever de contraprestação aos seus inscritos de diversos serviços, o que não ocorre com o exame de ordem, que não tem a natureza contraprestacional do pagamento da anuidade. Assim, não resta dúvida de que é infinitamente melhor para a OAB, sem hipocrisia, que se mantenha o exame de ordem, e pelo contrário do que foi declarado, nada tem haver a manutenção deste exame para proteção da sociedade.

    Por tudo o que foi exposto, gostaria de registrar minha indignação quanto aos comentários e manifestações, hipócritas, quanto ao parecer do Subprocurador-Geral da República, Dr. Rodrigo Janot Monteiro de Barros, que reproduz exatamente a realidade disposta em nossa constituição, aflorando assim, os mais cegos comentários diante da realidade atual do exame de ordem.

    Para Reflexão:

    “Quanto maior é o poder, tanto mais perigoso é o abuso.” (Edmund Burke)

    “Uma mentira dá uma volta inteira ao mundo antes mesmo de a verdade ter oportunidade de se vestir.” (Winston Churchill)

  5. TENHO 42 ANOS E SOU PRIMEIRO ANISTA DO CURSO DE DIREITO DA UMC EM SÃO PAULO.
    DESDE UMA PUBLICAÇÃO RECENTE NA FOLHA DE S.PAULO, SOU A FAVOR DA LUTA PELO FIM DO EXAME DA ORDEM.
    MOTIVO SIMPLES: O Brasil é um país democrático de território, população e culturas continentais, com uma enorme carência de “JUSTIÇA”. Os advogados, porque não os bachareis, são aqueles que podem, em quantidade qualitativa dada pelo próprio curso, a tão desejada “JUSTIÇA” aos menos favorecidos.
    PERGUNTA? Como posso, mesmo sendo um “calouro”, contribuir com essa, que pra mim, é a maior e mais importante luta social do Brasil. Eu acredito, com todo o respeito as demais lutas sociais, que esta luta dos bachareis em direito, pode revolucionar o povo brasileiro, destravando a JUSTIÇA pela força conjunta daqueles que podem exercê-la, os advogados.
    Se foi possível, no Brasil do preconceito, um homem vindo do povo se tornar presidente, será possível que os bachareis em direito defendam seus clientes legitimamente. Temos que acreditar nisso!!!

    • FABIANO DA COSTA ANDRADE disse:

      Vem aí o proxímo exame e nada foi feito para combater essa nova arrecadação. desse jeito não chegaremos em lugar nemhum. devemos lutar com mais afinco.não ao exameesse deve ser o lema.

  6. Sueli Vieira disse:

    Eu concordo com a sugestão do colega “Ronaldo Coutinho Machado Albuquerque Ventura”, quando diz pra ” entrarmos com uma ação em conjunto na justiça pedindo o fim do exame da ordem”, imagino seria importante também, visto que facilitaria a participação nesse movimento de cada bacharel, uma vez que os movimentos são importantes mas é dificultoso a participação desses 4 milhoes de bachareis devido a despesa financeira.
    Então seria muito legal a participação de todos os bacharéis através de uma ação coletiva.
    Tem anos que acompanho o site do MNBD mas o que percebo nesse momento é que ele esta forte, políticos e profissionais da nossa área aderiu à essa causa tão importante pra nós bacharéis, sinto-me mais protegida agora.
    Precisamos entrar com essa ação coletiva urgentemente.
    Como podemos fazer essa ação?
    Alguém me responde?
    Fico no aguardo.

    Sueli Vieira/SP

  7. Lilian disse:

    Absurdo!!! Bachareis em Direito desempregados… ESSE É VERDADEIRAMENTE O PAÍS DA INJUSTIÇA.

    • FABIANO DA COSTA ANDRADE disse:

      O mais grave ainda elaborando peças processuais para advogados que tem “carteiriiinha”,mas não tem conhecimento e ficam deitando e rolando pura escravidão.

  8. Marcela disse:

    Exame da OAB é inconstitucional
    Divulgação de nota final da OAB falha, além do mais cobram 200 reais para prestar a prova num País onde tantas pessoas sofrem com dificuldades financeiras. É pura burocracia, onde muito dinheiro vai para o bolso de alguns, e os sofridos estudantes de Direito, sofrem com as consequências, sem mercado de trabalho.

    A advocacia é a ‘única profissão no país’, em que o bacharel, ‘para exercê-la, necessita se submeter a um exame, circunstância que, já de cara, bate no princípio da isonomia’.

    A Constituição prevê o livre exercício ‘de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer’ –e não o que determinar a OAB.

  9. Eudes Joaquim de Lima disse:

    Sou de Campo Grande Ms, como faço para entrar com ação em desfavor do Exame de Ordem? pedindo minha inscrição. por gentileza quem puder mande para mim um modelo da ação, em meu Email..

  10. Marcos disse:

    Na minha modesta opnião: além de ser inconstitucional e ser a única categoria profissional que faz este tipo de exigência, entendo que este “exame” não seja a melhor maneira de avaliar o bacharel, por isso concordo com seu fim. Conheço algumas pessoas que se formaram há alguns anos (inclusive em universidades de “grande prestígio”), e que ainda estão em busca de sua habilitação para exercer a profissão OU sair da informalidade (exercício irregular da profissão). São pessoas capacitadas e que possuem grande conhecimento jurídico. Conhecimento jurídico que vai se fortalecendo (como em qualquer outra profissão) dia após dia na prática, com troca de idéias entre colegas e com muito estudo para defesa do interesse de seu cliente. Acredito que tem de haver melhoria na base, ou seja, ter uma melhor qualidade de ensino na sala de aula. O que acontece é que as universidades estão preparando os alunos para o dito “exame” e não para o exercício da profissão. Não estão ensinando o DIreito nas Universidades! Melhorias nas grades e nos cursos farão com que o aluno saia, efetivamente, com maior gama de conhecimento e preparo e sem a necessidade deste “concurso” para exercer sua profissão.

    • Rosa Vermelho disse:

      O exame de ordem é nada mais nada menos que uma conta de multiplicação. Vejam: são mais ao menos 121mil inscritos vezes R$200,00 é igual a N$2.420.000.000.000,00!!!!!!!!!!!!que maravilha não podemos diminuir. Será que acertei conta?

  11. ALTAIR… pode estar longe o fim desta sacanagem….. Mas pode ter a certeza, nem mesmo a ditadura militar resistiu…. Somos 4 milhões de brasileiros humilhados, por esta inconstitucionalidade e imoralidade da OAB. A nossa luta é de base como disse o Frei Franciscano. Atualmente somente os canalhas ainda acham esta famigerada prova legal.
    Veja o comentário do juiz federal Dr.Jorge Maurique, presidente da AJUFE, que este eu conheço pessoalmente, (um juiz justo, competente, digno e um grande jurista e humanista,)

    • “Quando a gente vê um mandado de segurança ser indeferido por inépcia, a gente se pergunta se o presidente da OAB paulista passaria no Exame de Ordem”. A frase, do presidente da Ajufe – Associação dos Juízes Federais do Brasil, Jorge Maurique, é um termômetro das relações entre juízes e advogados depois das invasões de escritórios de Advocacia pela Polícia Federal.

  12. RONALDO DA SILVA COUTINHO MACHADO ALBUQUERQUE VENTURA disse:

    SENHORES DEPUTADOS E SENADORES DO PAÍS DE PORTUGAL:

    SIRVO DA PRESENTE PARA AGRADECER, ACREDITO COM A MAIORIA ESMAGADORA DOS BACHARÉIS EM DIREITO, QUE ESTÃO DESEMPREGADOS E QUE NÃO PODEM EXERCER A ADVOCACIA QUE DURANTE CINCO ANOS QUISERAM O FIM ” SER ADVOGADO” E NÃO COMO MEIO “BACHAREL EM DIREITO”. AJUDEM A VISLUMBRAR OS NOSSOS LEGISLADORES A RECONHECEREM NOSSOS DIREITOS, DISPENSANDO A OAB DE PRATICAR TAL EXAME. QUEM TEM AUTONOMIA PARA AVALIAR É O MEC!!!! É BOM SABER QUE OS COLEGAS QUE SÃO BACHARÉIS EM DIREITO EM PORTUGAL, PODEM REALIZAR SEU SONHO JUNTO COM SEUS FAMILIARES. O BRASIL TAMBÉM PRECISA RECONHECER NOSSO DIREITO!!!!

    • SENHORES!!!!

      QUEM REALMENTE QUISER QUE ESSE ABSURDO CHAMADO DE ( EXAME DE ORDEM ) CONTINUE , DEVE SER CAPAZ DE SER SUMETIDO A ELE.
      PRESIDENTES SE SECCIONAIS FAÇAM SUAS INCRIÇOES PASSEM PARA HONRAREM SEUS DIPLOMAS, JA QUE INSISTEM EM PERMANEÇER COM ESSA PALHAÇADA MILIONARIA , QUE SIMPLESMENTE TIRAM DE MILHARES DE ALUNOS FORMADOS EM DIREITO O SEU SUOR DO TRABALHO DIARIO. VOCES NUNCA SOUBERAM O QUE SINIFICA PEGAR UM ONIBUS, PASSAR POR DIFICULDADES E TER QUE SER ASSALTADO A MAO DESARMADA POR ESSE BANDO, TRAVESTIDOS DE HOMENS ETICOS .
      VERGONHOSO ISSO .
      SEI QUE MUITA GENTE RECEBE SEM FAZER NADA NESSE PAIS CHAMADO BRASIL, NUNCA PAGOU IMPOSTOS, TAXAS, CONTRIBUIÇOES E TANTAS OUTRAS FORMAS DE ROUBAR O CIDADAO PEMITIDO POR LEI.
      PERGUNTE A TIRIRICA O SIGNIFICADO DE LEI , OU AO JUIZ QUE FEZ A AVALIAÇAO ANTES DE APROVAR A SUA DIPLOMAÇAO PARA DEPUTADO FEDERAL.
      ESTAREI NO AGUARDO DESSA RESPOSTA.
      BASTA LULA INDICAR QUALQUER UM TEM CHANCES DE SER PRESIDENTE DA REPUBLICA.

      BRASIL MOSTRA A SUA CARA

  13. RONALDO DA SILVA COUTINHO MACHADO ALBUQUERQUE VENTURA disse:

    SUGESTÃO: VAMOS REUNIR OS MILHÕES DE BACHAREIS FORMADOS ATÉ O PRESENTE MOMENTO, QUE NÃO PASSARAM OU NÃO REALIZARAM O EXAME DA OAB PARA INGRESSARMOS COM UMA AÇÃO EM CONJUNTO NA JUSTIÇA PEDINDO O FIM DO EXAME DA OAB, VAMOS RECORRER AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO PARA NOS APOIAR. TEMOS QUE SEGUIR A LEI”CONSTITUIÇÃO FEDERAL” OU A OAB!!! O QUE ESTÃO FAZENDO OS REPRESENTANTES DE TODO PAÍS DAS FACULDADES PÚBLICAS E PRIVADAS QUE MINISTRAM O CURSO DE DIREITO, FORMANDO BACHAREL EM DIREITO!!! O QUE ESTÃO FAZENDO OS REPRESENTANTES DO MEC QUE REGISTRA E VALIDA OS DIPLOMAS DE BACHARÉIS EM DIREITO!!! O QUE ESTÃO FAZENDO NOSSOS LEGISLADORES CONTRA O EXAME, QUE JÁ EXISTES VÁRIAS MANIFESTAÇÕES DE JURISTAS DANDO PARECER CONTRA O EXAME DA OAB, CONSIDERANDO INCONSTITUCIONAL!!! O QUE DE FATO OS MILHÕES DE BACHARÉIS EM DIREITO, QUE ESTÃO DESEMPREGADOS, QUE ESTUDARAM TANTO, PARA CONCLUIR UMA FACULDADE; A MAIORIA FILHOS DE POBRES A LUZ DA LEI!!! O QUE A NOSSA PRESIDENTE ELEITA PELO VOTO DEMOCRÁTICO ESTÁ FAZENDO!!!! PORTUGAL JÁ RECONHECEU O FIM DO EXAME DA OAB E O BRASIL CONTINUA APOIANDO UMA ENTIDADE QUE NÃO TEM AUTONOMIA PARA QUESTIONAR A NOSSA CARTA SUPREMA(CONSTITUIÇÃO FEDERAL). NA REALIDADE O QUE A OAB QUER É UMA RESERVA DE MERCADO. VAMOS À LUTA COLEGAS BACHARÉIS EM DIREITO, SE NÕS NÃO FIZERMOS NADA, O NOSSO SONHO DE NADA ADIANTOU. ESTUDAMOS PARA SER BACHAREL EM DIREITO OU PARA EXERCER NOSSA PROFISSÃO DE DIREITO”ADVOGADO”!!!! (RIO DE JANEIRO – RJ)

    Responder
    Roberto Paleta disse:
    15/05/2011 às 0:55

  14. RONALDO DA SILVA COUTINHO MACHADO ALBUQUERQUE VENTURA disse:

    PREZADOS DEPUTADOS E SENADORES:

    AJUDEM-NOS NESTA LUTA CONTRA O FIM DO EXAME DA OAB. OS LEGISLADORES DE PORTUGAL JÁ DERAM SEU EXEMPLO, RECONHECENDO O DIREITO DOS BACHARÉIS EM DIREITO PARA EXERCEREM A ADVOGACIA, PONDO FIMA AO EXAME. PELA ESTATÍSTICA, SÃO MAIS DE 4 MILHÕES DE BACHAREIS EM DIREITO NO BRASIL, QUE ESTÃO FORMADOS, QUE NO LONGO DO CURSO SUBMETARM AOS ESTÁGIOS EXIGIDOS PELO MEC PARA PODEREM EXERCER POR DIREITO A PROFISSÃO DE ADVOGADO, APÓS COLAREM GRAU !! ONDE FICA NOSSA CIDADANIA!!! ONDE FICA A CONSTITUIÇÃO FEDERAL, QUE VOCÊS APROVARAM, “ONDE TODOS PODEM EXERCER SUA PROFISSÃO ATENDENDO AS QUALIFICAÇÕES QUE A LEI EXIGIR”. NO CASO DOS BACHAREIS E OUTROS FORMANDOS, QUEM AVALIA É O MEC. ENFIM NÃO FIQUEM DE BRAÇOS CRUZADOS DEIXANDO-NOS A MERCÊ DA PRÓPRIA SORTE!!! A OAB NA REALIDADE LUTA PELA RESERVA DE MERCADO E NÃO PELO DIREITO DO CIDADÃO “BACHAREL EM DIREITO”, TER SEU DIREITO GARANTIDO PARA TAMBÉM ADVOGAREM!!! ENFIM, VÁRIOS JURISTAS JÁ SE MANIFESTARM CONTRA O EXAME, JULGANDO INCONSTITUCIONAL!!! SÃO MAIS DE DUAS MILHÕES DE AÇÕES QUE FORAM IMPETRADAS NA JUSTIÇA CONTRA O EXAME. AJUDE-NOS A FAZER JUSTIÇA!!!! O NOSSO PAÍS É UM ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO!!!

  15. RONALDO DA SILVA COUTINHO MACHADO ALBUQUERQUE VENTURA disse:

    SUGESTÃO: VAMOS REUNIR OS MILHÕES DE BACHAREIS FORMADOS ATÉ O PRESENTE MOMENTO, QUE NÃO PASSARAM OU NÃO REALIZARAM O EXAME DA OAB PARA INGRESSARMOS COM UMA AÇÃO EM CONJUNTO NA JUSTIÇA PEDINDO O FIM DO EXAME DA OAB, VAMOS RECORRER AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO PARA NOS APOIAR. TEMOS QUE SEGUIR A LEI”CONSTITUIÇÃO FEDERAL” OU A OAB!!! O QUE ESTÃO FAZENDO OS REPRESENTANTES DE TODO PAÍS DAS FACULDADES PÚBLICAS E PRIVADAS QUE MINISTRAM O CURSO DE DIREITO, FORMANDO BACHAREL EM DIREITO!!! O QUE ESTÃO FAZENDO OS REPRESENTANTES DO MEC QUE REGISTRA E VALIDA OS DIPLOMAS DE BACHARÉIS EM DIREITO!!! O QUE ESTÃO FAZENDO NOSSOS LEGISLADORES CONTRA O EXAME, QUE JÁ EXISTES VÁRIAS MANIFESTAÇÕES DE JURISTAS DANDO PARECER CONTRA O EXAME DA OAB, CONSIDERANDO INCONSTITUCIONAL!!! O QUE DE FATO OS MILHÕES DE BACHARÉIS EM DIREITO, QUE ESTÃO DESEMPREGADOS, QUE ESTUDARAM TANTO, PARA CONCLUIR UMA FACULDADE; A MAIORIA FILHOS DE POBRES A LUZ DA LEI!!! O QUE A NOSSA PRESIDENTE ELEITA PELO VOTO DEMOCRÁTICO ESTÁ FAZENDO!!!! PORTUGAL JÁ RECONHECEU O FIM DO EXAME DA OAB E O BRASIL CONTINUA APOIANDO UMA ENTIDADE QUE NÃO TEM AUTONOMIA PARA QUESTIONAR A NOSSA CARTA SUPREMA(CONSTITUIÇÃO FEDERAL). NA REALIDADE O QUE A OAB QUER É UMA RESERVA DE MERCADO. VAMOS À LUTA COLEGAS BACHARÉIS EM DIREITO, SE NÕS NÃO FIZERMOS NADA, O NOSSO SONHO DE NADA ADIANTOU. ESTUDAMOS PARA SER BACHAREL EM DIREITO OU PARA EXERCER NOSSA PROFISSÃO DE DIREITO”ADVOGADO”!!!! (RIO DE JANEIRO – RJ)

  16. Roberto Paleta disse:

    Temos que nos unir,lembra dos caras pintadas,das diretas já,sera que não é hora de termos como aliado uma força na midia , uma pessoa de peso popular deixarmos de descutir inconstitucionalidade e mostrar a realidade de quem e bacharel ¨NÃO É ESTUDANTE ,NEM ESTAGIARIO,NEM ADVOGADO¨.Um abraço a todos.

  17. Frei fernancio disse:

    Temos que assumir a tarefa de protestar nas ruas, com fez os lutadores de protugal, por enquanto estamos na retaguarda, mas precisamos ir adiante pra fazer mais pela nossa liberdade de escravo da lei qeunos proibe de exercer nossa profissão garantida na cf de 1988, senão estamos fora desta batalha sangrenta em que morremos de fome em saber mas sem atuação diante da lei, pois, os bachareis ficam por fora de tudo que ocorre neste pais, de brava gente, mas precisa dizer ou ficar a patri livre ou vencer esta luta com ferro e fe contra o aque fazem da oab lugar de riqueza e pouca justiça.

  18. Ana Luuiza MAchado de Souza Ribeiro disse:

    Sou formada desde 2000, ja fiz dezenas de provas, já cheguei a passar mal fazendo a prova. Cansei de dar dinheiro a OAB, preparo ações na área que amo, familia e pequenas causas, para amigos e ex-colegas. Acho justo que passemos por práticas, como o médico após fazer a faculdade tem que fazer residencia na área em que quer se especializar, hoje a maior reclamação do cidadão é a morosidade da justiça, porque não estabelecer uma remuneração compatível, “compatível” não absurda e colocar estes recém formados para fazer trabalhos que acabassem com tal morosidade. Gostaria de informações de como me filiar a este movimento que acompanho a alguns anos e que muito me interessa.
    PARABÉNS. Caros colegas continuemos a batalha é grande mas tenho certeza que é boa e justa

    • Prezada Ana Luiza…. temos sim que continua nossa luta… o que a OAB, esta fazendo para nós Bacharéis , é uma injustiça um desrespeito é um afronta a Carta Magna-CFB.
      Ana, graças a Deus, não estamos mais sozinho nesta luta.
      Veja os comentário de um Juiz: ( fonte no site da revista Consultor Jurídico).
      “Quando a gente vê um mandado de segurança ser indeferido por inépcia, a gente se pergunta se o presidente da OAB paulista passaria no Exame de Ordem”. A frase, do presidente da Ajufe – Associação dos Juízes Federais do Brasil, Jorge Maurique, é um termômetro das relações entre juízes e advogados depois das invasões de escritórios de Advocacia pela Polícia Federal.

      Esse questionamento está em destaque no saite da revista Consultor Jurídico – que acrescenta que essa afirmação de Maurique arrancou gargalhadas da platéia composta por mais de cem juízes federais que compareceram ontem ao ato público de desagravo ao juiz federal Vlamir Costa Magalhães. Foi esse magistrado quem determinou a busca e apreensão de documentos no escritório do advogado Luiz Olavo Baptista, no mês passado.

      O dirigente da Ajufe se referiu à decisão do presidente do STJ, Edson Vidigal, que rejeitou, na quarta-feira o mandado de segurança preventivo ajuizado pela seccional paulista da OAB para impedir que fossem expedidas ordens de busca em escritórios.

      Segundo o ministro Vidigal – ao decidir pelo indeferimento da petição inicial – o tribunal deve julgar e processar apenas mandados de segurança contra atos de ministro de Estado ou do próprio Tribunal. “O remédio jurídico foi errado. O pedido era impossível de ser acolhido”, afirmou o presidente da Ajufe.
      VAMOS A LUTA, aguardamos o Julgamento da Repercussão Geral pelo STF, que com certeza fará justiça.
      Cordialmente
      Gilberto
      betotoffe@gmail.com

  19. WAGNER disse:

    FICO CADA DIA MAIS DECEPCIONADO COM O BRASIL, POIS AQUI AINDA EM PLENO SÉCULO XXI, IMPERA A LEI DOS PODEROSOS FINANCEIRAMENTES, A LEI DO TER E NAO DO SER, TENHO 50 ANOS E POSSUIDOR DE TRES DIPLOMAS NÍVEL SUPERIOR, DENTRE ELES O DIREITO,E APESAR DE TUDO ISSO SOU TAXADO COMO INCOMPETENTE POIS NAO PASSEI NAS DUAS VEZES NO EXAME DA DITA OAB, MUITO ESTRANHO,SOU UM GRANDE PROFISSIONAL NAS MINHAS OUTRAS ÁREAS E UM GRUPINHO DE IMBECÍS(INTEGRANTE DA OAB)DITAM ESSAS REGRAS QUE SAO SUPERIORES AO MEC.

  20. tania disse:

    OAB!!!!mostra sua cara o que foi feito com os R$ 660 milhõe arrecardados dos milhões de embacharéis de direito durante estes dez anos
    Procura: casa de apoio, casa de recuperação, clinica de recuperação mental (afinal 5 anos) e não somos nada!!!!!!

  21. verdade disse:

    Não conhecia este dado… São 4 milhões…

    O EXAME DEVE PERMANECER.

    Este exame não deveria ser somente uma exclusividade da OAB, mas sim de todos os órgãos de classe. Hoje em dia qualquer um têm diploma de nível superior, no entanto, vemos profissionais cada vez menos preparados.

    Além de garantir um serviço de qualidade para a sociedade ele garante que não tenhamos a prostituição da profissão e a desvalorização de quem têm o preparo devido para obter a aprovação no exame.

    • Beto disse:

      Cara, tu deve ser um grande canalha, com esta tua medíocre opinião, que esta famigerado exame deve continua,,,,
      Refrizo…. TU DEVES SER UM GRANDE CANALHA MESMO……
      Veja o comentario do presidente da AJUFE. te liga deixa de ser um imbecíl.

    • DRIX disse:

      Vc que é a favor…tem medo de que? concorrência né…..deixe as pessoas trabalharem…isto n é um estado democrático? o mercado é quem deve decidir… os bons prosperam…se as faculdades n prestam… lutem por um ensino melhor….fechem as faculdades… mas n cobrem dos estudantes eles já pagam mensalidades caras…vão em frente Bel. em Direito que a luta é justa!

  22. CHE disse:

    O segredo vai ser a Operação corta cabeças , onde membros do conselho federal da oab seu familiares e presidentes poderam vir sofrer serias retalhações caso o ilicito venha prosperar ao direito, em Portugal a suprema corte foi coerente e declarou a inconstitucionalidade do exame aplicado pela OAPT CARA OAB ENTENDA UMA COISA QUANDO O ESTADO NAO TUTELA OS LITIGIOS DA HUMANIDADE O SANGUE E DERRAMADO AO CHAO isso faz parte da historia sempre foi assim e assim sera se bacharel nao é nada esta marginalizado e se é marginal deve se ter atitudes advindas da função o unico curso no mundo que se estuda 5 anos para ser marginal Por que a magestade oab quer ser mais do que entidade de classe quer ser mais do que o CRM- ABO e outros orgaos fiscalizadores , nao transformem Bachareis em psicopatas pois as vitimas podem ser os proprios criadores.

    • Shirley Negreiros disse:

      É importante observarmos que o direito brasileiro, advém do direito português, e demais influências europeias. Neste sentido a Corte Portuguesa, julgou pela INCONSTITUCIONALIDADE DO EXAME APLICADO, naquele país. Como signatários do direito Português e Europeu, certamente a Nossa Corte também chegará a esse entendimento. Afinal sofremos influências europeias, desde o DESCOBRIMENTO DO BRASIL. Estamos num mundo glabalizado, onde tudo que acontece chega imediatamente ao nosso conhecimento. Nao adianta alguns retirarem artigos que foram publicados informando sobre o EXAME EM PORTUGAL. FOI JULGADO INCOSTITUCIONAL , E MILHARES DE BACHAREIS E OPERADORES DO DIREITO, TEM CONHECIMENTO DISSO. A NOSSA HORA VAI CHEGAR!!!

    • DANIEL disse:

      olá!
      deve-se ter em conta que o que se quer não é somente eliminar o concurso porque ninguem passa, mas por que é elitisita, causa reserva de mercado, gera o mecado negro dos cursinhos nas maos de juizes, etc. além disso é inconstitucional.essa milícia desarmada que sao os representantes da OAB em nada difere dos marginais armados, afinal cada um enriquece como consegue. nao se voce sabe mas existem mais de 15.000 artigos de lei no brasil, voce sabe todos eles? porque se presume que voce saiba e veja! juristas invejáveis deste pais com extremo conhecimento nao fizeram o exame, entao veja que ser bom, ser excelente nao depende de um número, afinal quem colocava número em pessoas eram os nazistas e determinavam que prestava e quem nao prestava, qualquer semelhança é semelhança mesmo.

    • Kierra disse:

      Well done atricle that. I’ll make sure to use it wisely.

  23. Pedro Paulo Neto disse:

    Me sinto desistimulado, pois, as autoridades nada fazem para atender nosso clamor. Existe uma realidade, 4 milhoes de bachareis injustiçados, por essa palhaçada chamada exame de ordem. Todos sabem a realidade dos fatos e nada fazem para impedir o desmando que ora oprimi todos nos. Aqui em Manaus apenas 18% obtiveram exito na 1º fase do exame 2010.3, de 1400 inscritos apenas 200 farao a segunda fase, onde pelo menos mais 100 ficarao reprovados. Fica o apelo a quem possa tomar providencias urgentes.

    PEDRO PAULO

  24. Luis Roberto disse:

    Somos 4 milhões, porém, apenas 150 por um todo…. Falta motivação para nós. Digo nós, por que me incluo nesta porcentagem. Se cada um de nós fizessemos o que deveria ser feito, com certeza teríamos mais atenção até da própria mídia.

    • Frei fernancio disse:

      muito boa a colocação falta articulação e motivação contra o paredndão da oab quetem milhões para se defender e nós somos deesmpregados e desmotivados de gastra horas e horas em frente aos livrso depois da faculdade para satifazer aos milhionáros da oab. Temos que nos articualr e ir as ruas, creio qeu a hora é agora depois de um governo femino pode ser qeu nos escute.

  25. NORIVAL JACINTO disse:

    QUERO SI POSSIVEL, UM ENDEREÇO DE ESCRITORIO DE ADVOCACIA EM SÃO PAULO , QUE ESTA ENTRANDO COM AÇÃO CONTRA A OAB ,PARA FAZER A INSCRIÇÃO SEM O FAMIGERADO EXAME DE ORDEM .

  26. Elziluider Silva Santos disse:

    Com todos os questionamentos concretos dos colegas acima,fico me perguntando a nível nacional,sendo 3 vezes ao ano em que a Ordem dos Advogados do Brasil faz seus exames,para futuros profissionais do Direito.Profissionais estes,que estão sendo testados em 4 horas de prova tanto na primeira fase como na segunda fase,tudo aquilo que ele (bacharel),viu no decorrer de 5 anos da sua vida.Se ja não bastasse o bacharel investir o que tem,o que tinha no seu curso de graduação,vem a OAB,e cobra para testar o conhecimento do aluno R$ 200,00 a cada tentativa no exame.Ai pergunto no inicio da minha fala.Pra aonde vai tanto dinheiro arrecadado pela OAB neste exame?A OAB nao esta sendo uma instituicao de fins lucrativos?O bacharel ja gasta durente sua vida no curso e ainda tem mais esta despesa.Ao ives desta prova,pq a OAB no decorrer do curso de Direito nao faz parecido com ENEM?Enquanto estamos estudando Direito,a partir do 7 periodo,a OAB com as Faculdades,envia simulados/provas para o estudante fazer,no final do curso,quem obter a nota que a OAB estipular,o bacharel tem o direito da carteira?Mas,nao,tem que cobrar R$ 200,oo de cada aluno que tenta a prova,me poupa.Creio que ja esta na hora,de nos alunos fazermos alguma mudanca nisto,nao da mais pra sermos tao manipulados,silenciados e que no livre acesso profissional que a CF nos da,a OAB devido ao seu poder,nos priva.

    • Robert disse:

      Minha amiga, estão todos envolvidos e mamando nesse montante ao qual vc faz referência (é muito dinheiro). Por isso, a grande dificuldade para derrubar esses canalhas. Não se trata mais de provar a inconstitucionalidade dessa prova, pois isto já se faz público e notório, o grande problema agora é como um justiceiro irá surgir do nada e declarar por sentença que tudo não passa de uma grande banalização dos direitos já conquistados constitucionalmente. Infelizmente é uma vergonha que muitas vezes põe a onestidade da classe em xeque pela população nacional.

  27. Pingback: Decisão do Juiz da JF-MT – exame de ordem é inconstitucional – INTEGRA | Inacio Vacchiano(Editar)
  28. Pingback: Recursos contra o exame de ordem 2010.3 | Inacio Vacchiano (Editar)
  29. Sérgio Ferreira disse:

    O meu sonho foi exercer a advocacia, no sentido de prestar um relevante dever público e cooperar para a promoção de uma justiça limpa, célere e transparente, principalmente aos mais carentes, contudo, esbarro nos entraves criados pela OAB. Uma entidade que aplica um exame que não reflete a realidade de uma vida de 05 anos de Faculdade. Não aprovar no exame da ordem parece ser a tônica da OAB, por conta da reserva de mercado e do objetivo de vultuosa arrecadação para os seus cofres. Até quando vamos conviver com a realidade da poderosa OAB, mandando e desmandando neste País?

  30. PHILLIPE PALMEIRA disse:

    Caro Dr. Inacio, cordiais saudações.
    Será que vale mesmo apena entrar com ação contra a OAB, veja essa decição, simplismente foi copiada e colada, pois nenhum dado do relatório bate com a realidade dos fatos, vejamos:

    DECISÃO Nº : /2011 – 15 VARA DA JFDF
    PROCESSO Nº : 5747-62.2011.2011.4.01.3400
    CLASSE : 2100 – MANDADO DE SEGURANÇA
    IMPETRANTE : PHILLIPE PALMEIRA MONTEIRO FELIPE
    IMPETRADO : PRESIDENTE DO CONSELHO
    FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

    DECISÃO

    Trata-se de mandado de segurança, com pedido de liminar, para que o
    impetrante possa fazer a inscrição na OAB/PB.
    Afirma que foi reprovado na prova objetiva aplicada no dia 17/5/2009, pois,
    conforme o resultado divulgado no dia 12/6/2009, não obteve a pontuação mínima na
    prova discursiva; que recorreu administrativamente, mas que não foi verificado ou aceito os argumentos jurídicos expostos pelo impetrante.

    MAIS ADIANTE O JUIZ CONTINUA

    Decido.

    O impetrante se insurge unicamente contra a formulação das questões
    e a indicação das respostas corretas.
    O controle judicial sobre questões de prova é possível, mas exige que
    o vício seja evidente e insofismável, sob pena de se tornar o próprio Judiciário o
    examinador do certame.
    Observo, porém, que o autor não aponta qualquer erro grosseiro ou
    violação efetiva ao edital, pretendendo impor sua interpretação da prova àquela assumida
    pela banca examinadora.

    • Tivemos decisões contra e decisões a favor.

      Mas tivemos várias decisões a favor….

      Lembre-se que o direito não socorre os que dormem…

      Lute porque é justo lutar e não se preocupe com os resultados.

      É certo que uma hora as coisas se ajeitam.

      A verdade sempre aparece, não é o que estã acontecendo?

      O olho que tudo vê está agora sobre aqueles que o adoram…

      Abraços,

  31. CARLOS ALBERTO NANNI disse:

    Se a OAB não respeitar a Constituiçao Federal, os Bacharéis deverão trabalhar como advogados inscritos ou não, exercendo toda e qualquer atividade neste sentido, obedecendo o que dispoe a CF e as Leis infra constitucionais, desconsiderando todo e qualquer PODER exercido pela OAB em que pese ao desrespeito a Carta Magna, como direito a REVOLUÇAO intelectual, não armada, se for possível.

  32. Fernando disse:

    EXISTE UMA CERTA DENÚNCIA QUE CONDIZ COM OS FATOS E DESMASCARAM COMO FUNCIONA O ESQUEMA DE APROVAÇÃO NO EXAME DE ORDEM.

    Informações colhidas no blog do exame de ordem e no site do Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito

    O que muita gente não sabe sobre o exame de ordem, pois bem, sou membro e advogado do Conselho Federal e resolvi relatar aqui algumas verdades vez que ando indignado com essa confusão toda em torno do exame de ordem.

    Uma breve abordagem histórica antes:

    Na história antiga os poderes concentrados começam a se destruir internamente, porque seus líderes de maneira arbitrária começam a praticar atos muito contrários a legalidade, desta forma, as próprias pessoas que compõem o poder se rebelam fazendo com que seus líderes sejam destruídos.

    Resumidamente para reforçar o que escrevo, aconselho aos senhores assistirem ao filme operação Walquiria e verão o tanto que o abuso de poder incomoda até mesmo os que delem fazem parte.

    A Realidade:

    Diante do alegado acima descrito, me apresentarei como uma pessoa rebelada e muito revoltada diante de tal situação criada pelo então Presidente Ophir Cavalcante, um homem que até pouco tempo atrás eu tinha muito respeito.

    O que não se sabe é que, o Exame de Ordem tem o único objetivo de criar uma reserva de mercado, as estatísticas de aprovação se dão da seguinte forma:

    1ª fase: O índice de aprovação não pode superar 60%, as vezes o próprio Conselho fixa um número X de porcentagem de aprovados, ou melhor esclarecendo, as bancas nunca analisam profundamente nenhum recurso, os referidos recursos interpostos na 1ª fase são analisados da seguinte maneira:

    Calcula – se o número de aprovados na 1ª fase, verifica-se se esse número atingiu ou não entre 50% ou 60%, se não atingiu então a OAB resolve da seguinte maneira: verifica-se quem fez 49 pontos e faz um calculo com cada questão, ou seja quem fez 49 pontos e se a questão anulada for a de numero 13 e atingir entre 50% e 60% daremos por encerrado as anulações.

    Na mesma esteira, anulando a referida questão e não se conseguiu atingir o número de porcentagem determinada pela OAB para aquele exame de ordem, então anula-se mais uma questão até atingir a porcentagem determinada.

    Observa-se que a OAB determina um prazo curto da divulgação do resultado da 1ª fase, tipo de 6 a 8 dias para não dar tempo de um examinando entrar na justiça e conseguir via mandado de segurança o direito de poder estar na 2ª fase.

    Isso é feito de propósito, é tudo planejado, bem calculado, sabemos que o Judiciário está empilhado de processos e não julgará qualquer medida judicial em tempo hábil.

    Já na segunda fase é diferente, o índice de aprovação tem que ficar dentro da margem de 15% a 17%, e o gabarito só é divulgado no dia do resultado, ficam em média 3 gabaritos guardados a 7 chaves sendo comparado com as notas dos alunos que são aprovados, alterado na surdina caso haja aprovação alta, sendo estes um gabarito normal, um médio e um difícil e utiliza-se um ou outro dependendo do número de aprovados. Diante disso os recursos são analisados da seguinte maneira: Analisa-se primeiro quem fez 5,99 em ordem decrescente, se a banca tiver analisando até aqueles que fizeram 5,50 e entre essas notas esses aprovados atingirem 15% de aprovação, o assunto estará encerrado.

    Existem casos que até quem está incluído entre essas notas de correção fique reprovado, isso é porque não é pra dar muito na cara, portanto, quem fizer 5,0 as chances de ter seu recurso analisado a fundo serão mínimas, pode até ser que haja uma melhora na correção, mas, dificilmente aprovação.

    Entretanto, espero poder ter contribuído com vocês, infelizmente não posso me identificar, asseguro a vocês, se não for por determinação judicial para cancelar o exame de ordem ou anular a prova da 2ª fase, as recorreções não terão êxitos, diante dessa alegação o próprio STF já se posicionou no sentido de que o Judiciário não tem competência para corrigir prova de concurso, somente a banca realizadora assim tem, sendo assim, a referida banca pode até recorrigir, mais as pessoas continuarão prejudicadas.

    Grato com tudo e espero ter contribuído.

    Atenciosamente

    Membro do Conselho Federal anônimo.

    VEJAM O QUE DIZ O EDITAL DO EXAME DE ORDEM 2010.3

    QUESITO ARBITRARIEDADE
    2.4.7 Uma vez paga, a taxa de inscrição não será devolvida sob nenhuma hipótese.

    PORQUE UMA ENTIDADE QUE SE DIZ DEFENSORA DA SOCIEDADE FAZ UM NEGÓCIO DESSES?
    ——————————————————————–

    13/02/2011 Realização da 1 ª fase (provas objetivas)
    15/02/2011 Divulgação do gabarito preliminar da Prova Objetiva

    PORQUE ESSE GABARITO NÃO É DIVULGADO NO MESMO DIA?
    RESPOSTA= PORQUE A OAB VAI COMPARAR COM OUTROS GABARITOS GUARDADOS EM 7 CHAVES E VAI PREVALECER AQUELE QUE MAIS REPROVAR OS EXAMINADOS.

    OUTRA PROVA DE FALTA DE TRANSPARÊNCIA

    27/03/2011 Realização da 2ª fase (prova prático-profissional)
    20/04/2011 Divulgação do padrão de resposta da prova prático profissional

    REPARE AQUI QUE O PRAZO DE DIVULGAÇÃO DO GABARITO É DE QUASE 30 DIAS, AGORA SABE PORQUE?
    RESPOSTA = PARA A OAB ALTERAR TAMBÉM O GABARITO DE PADRÃO DE RESPOSTAS, E PREVALECENDO AQUELE QUE MAIS REPROVAR OS EXAMINADOS.

    ESTÁ AÍ A TRANSPARÊNCIA DA OAB, COMPROVADAMENTE RESERVA DE MERCADO DESCARADA, PRECISAMOS FAZER ALGO, AFINAL DE CONTAS PODERÁ SER NOSSOS FILHOS, NETOS, OU ALGUM DESCEDENTE QUE ESTARÁ SUJEITO A ESSA FALTA DE VERGONHA QUE ASSOLA O PAÍS

    • SE ESTA DENUNCIA, REALMENTE FOI FEITA POR UM MEMBRO DO CONSELHO FEDERAL DA OAB( ANÔNIMO).,este senhor é mesmo muito sério e corajoso.
      Mas tem sim muito fundamento.
      Será mesmo que os Ministros do STF, não estão mesmo acompanhando esta grande sacanagem.
      É MESMO UMA GRANDE VERGONHA.

  33. Lauro Rebeca Junior disse:

    Durante os cinco anos que cursei a faculdade, acreditava que as decisões do Juízes e Tribunais era fundadas na Lei e Justiça Social.
    Hoje vejo que as decisões, são sem duvidas fundadas no interesse próprio e ou em beneficio de corporações.
    O exame de ordem só tem dois objetivos, o primeiro e a reserva de mercado, e o segundo é a arrecadação.
    O levante promovido pelos “Bacharéis em Direito” na luta pelo direito de exercer a profissão de advogado, não ganhou a atenção da mídia, e só é conhecido por nos, “os descarteirados”.
    Não ficarei surpreso se a decisão de STF for contraria a Constituição Federal, e beneficie os interesses desta corporação de oficio chamada OAB.
    Porém o que me surpreende é a omissão das Universidade e das Faculdade, que não se manifestaram, ou se o fizeram foi a portas fechadas, para que ninguém ouvisse.
    A poderosa OAB, declarou as Universidades e Faculdades do Brasil como incompetentes, formadoras de Bacharéis ignorantes, e nenhum reitor levantou a voz.
    De que nos adianta viver a democracia, pregar os ensinamentos do estado democrático de direito, a liberdade de expressão se nos calamos diante da injustiça praticada por uma corporação poderosa que manipula até o STF.
    Os argumentos levantados pela OAB de que a advocacia é função pública, e assim os interesses e o patrimônio dos nacionais estaria em risco, pois os bacharéis são incompetentes… Ganha retórica que impressiona os que ouvem, afinal os advogados inscrito na ordem são as raposas que rondam a justiça e que na grande maioria na se submeteram ao exame de ordem, mais que os anos de espreita deram-lhes o poder da oratória, para transformar uma inconstitucionalidade numa necessidade.
    Concluo meu desabafo, que com certeza não será conhecido por mais de meia dúzia de pessoas, pois afinal que impotência tem a opinião e as rações de um bacharel ignorante incompetente que não passa no exame de ordem.

  34. ALTAIR RODRIGUES DA COSTA disse:

    O FIM DO EXAME DA ORDEM, ESTA DISTANTE POIS, OS DONOS DE CURSINHOS E PREPARATÓRIOS SAO INTEGRANTES OU AMIGOS DO CONSELHO E ISSO, GERA ALTOS FATURAMENTOS. O FIM DA RESERVA DE MERCADO, NAO ESTA PERTO.

    • Lembre-se que somos 4 milhoes de Bachareis de Direiro…

    • ALTAIR… pode estar longe o fim desta sacanagem….. Mas pode ter a certeza, nem mesmo a ditadura militar resistiu…. Somos 4 milhões de brasileiros humilhados, por esta inconstitucionalidade e imoralidade da OAB. A nossa luta é de base como disse o Frei Franciscano. Atualmente somente os canalhas ainda acham esta famigerada prova legal.
      Veja o comentário do juiz federal Dr.Jorge Maurique, presidente da AJUFE, que este eu conheço pessoalmente, (um juiz justo, competente, digno e um grande jurista e humanista,)

      • FONTE DA REVISTA CONSULTOR JURIDICO:
        “Quando a gente vê um mandado de segurança ser indeferido por inépcia, a gente se pergunta se o presidente da OAB paulista passaria no Exame de Ordem”. A frase, do presidente da Ajufe – Associação dos Juízes Federais do Brasil, Jorge Maurique, é um termômetro das relações entre juízes e advogados depois das invasões de escritórios de Advocacia pela Polícia Federal.

        Esse questionamento está em destaque no saite da revista Consultor Jurídico – que acrescenta que essa afirmação de Maurique arrancou gargalhadas da platéia composta por mais de cem juízes federais que compareceram ontem ao ato público de desagravo ao juiz federal Vlamir Costa Magalhães. Foi esse magistrado quem determinou a busca e apreensão de documentos no escritório do advogado Luiz Olavo Baptista, no mês passado.

        O dirigente da Ajufe se referiu à decisão do presidente do STJ, Edson Vidigal, que rejeitou, na quarta-feira o mandado de segurança preventivo ajuizado pela seccional paulista da OAB para impedir que fossem expedidas ordens de busca em escritórios.

        Segundo o ministro Vidigal – ao decidir pelo indeferimento da petição inicial – o tribunal deve julgar e processar apenas mandados de segurança contra atos de ministro de Estado ou do próprio Tribunal. “O remédio jurídico foi errado. O pedido era impossível de ser acolhido”, afirmou o presidente da Ajufe.

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM, Modelos contra exame de ordem, Prof. Fernando Lima. Bookmark o link permanente.

20 respostas para Como entrar com ações contra o exame de ordem da OAB?

  1. Marcelo Lopes disse:

    Eu concluí o curso de Direito no fim de 2016 e graças a Deus não dependo da OAB para receber mensalmente o meu salário já conquistado a partir dos meus vinte eu um anos de idade, quando concluí o meu curso superior e comecei a exercer a minha profissão. Acredito que os profissionais da minha área devam ser muito mais capacitados que os profissionais de Direito que só estarão em condições após acertarem metade de um exame de 80 questões objetivas e uma segunda fase com quatro questões subjetivas e uma peça a ser redigida relativa a um caso concreto. Àqueles que defendem a necessidade desse exame, deveriam marcar uma avaliação psicológica para avaliar a sua insegurança, pois mesmo após cinco anos de curso, ainda pensam que podem estar despreparados é uma coisa para se refletir. Se a OAB estivesse voltada para melhorar seus quadros de advogados deveria fiscalizar melhor aqueles que exercem a profissão com má fé, cobrando o cliente e não dando entrada na ação no Judiciário, aí sem estaria fazendo o seu trabalho, porque o que mais existe é advogado corrupto usando a carteirinha da OAB. O exame correto para distinguir o bom ou o mal advogado deveria ser o detector de mentiras.

  2. JOCELITO NESTOR BORGES disse:

    bom dia meu nome é Jocelito Nestor Borges, e acabei de passar na primeira faze da ordem e também fiz a segunda faze e não passei, o que acontece é que acabei perdendo o prazo para o reaproveitamento da segunda faze e entrando em contato com eles por telefone eles simplesmente disseram que eu havia perdido o direito e não poderia mais fazer a segunda fase novamente, com isso e sem dixar de acreditar que tenho esse direito comecei a pesquisar e encontrei esse email, preciso de orientações e como devo proceder, segue em anexo a lista de aprovados da primeira faze exame XXI FIZ NA CIDADE DE ITAJAI, SANTA CATARINA. FICO NO AGUARDO.

  3. JOCELITO NESTOR BORGES disse:

    bom dia meu nome é Jocelito Nestor Borges, e acabei de passar na primeira faze da ordem e também fiz a segunda faze e não passei, o que acontece é que acabei perdendo o prazo para o reaproveitamento da segunda faze e entrando em contato com eles por telefone eles simplesmente disseram que eu havia perdido o direito e não poderia mais fazer a segunda fase novamente, com isso e sem dixar de acreditar que tenho esse direito comecei a pesquisar e encontrei esse email, preciso de orientações e como devo proceder, segue em anexo a lista de aprovados da primeira faze exame XXI FIZ NA CIDADE DE ITAJAI, SANTA CATARINA.MEU WHATS É 47 996415811, MEU TELEFONE COMERCIAL É 47 30650940, FICO NO AGUARDO.

  4. JORGE SANTOS DA SILVA disse:

    vai catar coquinho Celso.

  5. Valciclê disse:

    Aqui em fortaleza a taxa para inscrição da OAB é de R$ 220,00 é um absurdo esse jogo de milhões, mas infelizmente estamos no Brasil o poder corruptos de colarinhos brancos.
    Além de passar anos em uma faculdade particular pagando por um curso para poder exercer uma profissão e tentar resgatar o investimento somos impedidos de trabalhar. A OAB não tem competência para avaliar o nosso potencial.
    O que mostra a nossa competência na área é a pratica e não um banco de faculdade e a oab.
    Na minha opinião são uns bando de saqueadores junto com o poder legislativo, executivo e judiciário.

  6. silvia tavares santos disse:

    Boa! se todos fizessem assim, não iria sobreviver a máquina de fazer dinheiro da OAB.

  7. André Luis disse:

    Será que ninguém enxerga que só as faculdades estão ganhando dinheiro , por que os milhares de bachareis não são aproveitados na area juridica , por que não é feito um exame da ordem por area de atuação , se o advogado vai seguir carreira na area trabalhista um exame focado a esta area , se vai seguir na area civilista um exma focado apenas para esta area , e teria tb o completo como é hj se o advogado quer fazer tudo então faria uma prova mais ou menos com os moldes de hj, por que tem advogado da area civilista que vai se meter a besta na area trabalhista e da cada gafia , o profissional fica claro de ter a oab mas como não atua naquela area faz cada erro grotesco que o juiz deveria dar uma multa ao advogado, a mesma coisa quem é advogado criminalista tentando encarar ações civilistas , 90% dos casos é um verdadeiro vexame , não que o profissional não possa fazer mas fica claro aqui , que geralmente um advogado vai se especializar em uma area em não em todas as areas do direito.Com isso se as provas fossem por area de atuação o valor da prova seria bem menor , e os politicos poderiam fazer uma lei aprovando os bachareis a tabalharem dentro do juridico de Foruns com contratos de 3 ou 4 anos e renovavel para ajudar na grande demanda do judiciario. Mas claro que isso não vai acontecer por que para oab hj com 4 exames no ano cobrando R$ 200,00 cda exame ela obtem R$ 800,00 que é uma anuidade de um advogado já com a carteira na mão , e para a oab este bachareis vão prestar no minimo de 4 ou mais vezes para passar na ordem , e é vantajoso para oab porque eles obtem assim o mesmo valor da anuidade de um advogado com a carteira em mãos , e os bachareis eles não tem nenhuma responsabilidade , então assim arrecadam o mesmo valor de quem já é advogado sem ter que se responsabilizar com o restante da classe que tenta entrar.Por isso que na epoca do Presidente Collor a oab foi a favor do impeachment por o Collor de Mello queria tirar o exame da oab , pergunte aos mais velhos advogados se eles fizeram oa exame , por que o exame surgiu de uns tempos para cá. É nada vai mudar enquanto isso continuamos bebendo aguá com fluor para deixar o raciocinio das pessoas mais lento , lerdo e continuando sempre pacato na mao de quem tem o poder . André

  8. Ruy disse:

    Olha que patife esse cara, péssimo presidente de OAB de MS, articulou fracassadamente pela ‘REPESCAGEM’ p X exame de ordem! E apoia o escancarado ato de ESCRAVIDÃO que atenta a República Democratica de Direito, ele é pelo exame de ordem? Sim! Ex presidente quer estar lá, no pulpito federal tb!!! O que é mais nojento: o poliitico exame de ordem ou os políticos membros atuais da oab no Brasil?

  9. Danielle disse:

    Com base nos resultados dos exames da OAB dever-se-ia processar o MEC. Já que o STF considera constitucional o que a OAB faz dever-se-ia considerar que o MEC não cumpre sua função ao permitir que cursos ineficientes sigam tomando dinheiro dos estudantes, ao defender-se o MEC pode questionar o próprio exame da Ordem, quem sabe? Outra ação seria contra a cobrança de valores pelo Exame, assim como o Enade ele deve ser gratuito. Por fim poder-se-ia partir para um boicote nacional ao Exame da Ordem, bem mais difícil em função da falta de uma entidade organizativa para unificar um enfrentamento desta dimensão.

  10. Margarida Trajano Silva de Arruda. disse:

    TENHO 62 ANOS DE IDADE, PASSEI NA PRIMEIRA FASE DO EXAME DE ORDEM/PE, FIQUEI NA SEGUNDA FASE. SINTO-ME FRUSTADA COM OS CRITÉRIOS ADOTADOS POR ESTA FUNDAÇÃO RESPONSÁVEL PELO EXAME DE ORDEM, QUE NÃO AVALIAM OUTROS CRITÉRIOS, COMO POR EXEMPLO UMA PROVA ORAL. SOU CONCURSEIRA E VITORIOSA EM OUTROS CONCURSOS E DECEPCIONADA NÃO COMIGO, MÁS COM A FORMA DE ELABORAÇÃO DA PROVA, QUE ENTENDI SER UM TESTE PSICOTÉCNICO, QUANDO FAZEM UMA JUNÇÃO DE ASSUNTOS PARA ELABORAÇÃO DE UMA ÚNICA QUESTÃO,OBRIGANDO-NOS A RACIOCINAR ALÉM DO DEVIDO. VOU CONTINUAR PERSISTINDO, INSISTINDO E NUNCA VOU DESISTIR ATÉ CONSEGUIR.
    NÂO ACHO JUSTA ESTA FORMA DE AVALIAÇÃO SÓ PARA O CURSO DE DIREITO, POIS FERE PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS.
    UM ABRAÇO A TODOS OS COLEGAS FUTUROS ADVOGADOS!!!!

  11. ALEXANDRA ROCHA disse:

    ALESSANDRA ROCHA, ESTUDANTE DE DIREITO 9° PERIODO TERESINA-PI,; ACHO QUE O FUNDAMENTO LEGAL PARA TRATAR DO EXAME DE ORDEM JUNTO AO STF, DEVERIA SE LIMITAR APENAS AO CRITERIO DE DISCRIMINAÇÃO CULTURAL IMPOSTA DE MODO DISSIMULADO CONTRA OS NOVOS BACHAREIS. CONSIDERANDO QUE O EXAME É LEGALMENTE AMPARADO POR LEI ORDINARIA PROPRIA ASSIM PREVISTA PELA CF. CONTUDO, IMPOR AOS NOVEIS DO DIREITO A CHANCELA REPRESSIVA ELIMINATORIA SEM QUE HAJA A RECICLAGEM QUALIFICADORA DOS ANTIGOS BACHAREIS E ADVOGADOS INSCRITOS ANTES DA AUNIFICAÇAO DO EXAME ATUAL, É ONDE SE CARACTERIZA A VIOLAÇÃO AO PRINCIPIO DA DIGNIDADE CULTURAL E AFRONTA A EXONOMIA DO DIREITO PROFISISONAL, NESSE TOPICO, EM PARTE, DEVE SER DECLARADO INCONSTITUCIONAL, LEVANDO-SE EM CONTA QUE OS ANTIGOS BACHAREIS HOJE ADVOGADOS REGULARMENTE INSCRITOS, NÃO FORAM BMETIDOS AO ELIMINATORIO E CHANCELATIVO NIVEL DE TRIAGEM PROFISSIONAL IMPOSTO NA NOSSA ATUALIDADE PELA OAB. PORTANTO, TRADUZINDO O ENTENDIMENTO OBTIDO ATRAVES DO MEU ESPOSO ATUAL BACHAREL EM DIREITO, ACHO QUE A INCONSTITUCIONALIDADE ESTA CENTRADA NÃO NA EFETIVAÇÃO DO EXAME DE ORDEM, MAIS SIM NO COMPLEXO EXCESSO DAS QUESTÕES E CRITERIOS DE NIVEIS ADOTADOS PARA ELIMINAÇÃO DOS CANDITADOS ATUAIS.

  12. Alex moreira disse:

    Bom dia, sou bacharél em Direito e o meu recurso da 2ª fase de trabalho da prova da OAB foi indeferido, mesmo estando algumas questões em consonância com o padrão de resposta. Além disso, o padrão aponta evidente divergência jurisprudêncial acerca de uma ou duas questões e que sequer foram análisadas no recurso. Não fui aprovado por, 0,5 pontos e ainda que seja constitucional essa prova não tem se demonstrada justa. Estou pensando em acionar o judiciário, mas não sei se entro com MS ou AÇÃO DE CONHECIMENTO C/C LIMINAR ANTECIPADA, aliás pra dizer a verdade, eu não sei o que fazer…muita tristeza.
    Por favor, me mandem uma orientação.
    Desde já agradecido.

  13. Regina Celia disse:

    Eu tambem acho, ainda mais quando a pessoa tem compromisso com o FIES, se não trabalhar não vai poder paga-lo, e quem vai indenizar os 5 anos perdidos e a divida que se tem com o governo?
    Estou em mato sem cachorro, estou fazendo tratamento porque fiquei esclerosada com este exame, não consigo dormir e nem tão pouco cuidar de minha familia,eu tenho vontade de virar uma bandida pois estes tem lugar ao sol,preciso cumprir com minhas obrigações e não posso trabalhar,pois 5 horas sentada em uma cadeira sem liberdade nenhuma, ficamos como condenados , só faltam nos algemarem, é muuita humilhação, fico noite sem dormir e no dia D fico sem comer e assim vai de exame a exame, onde esta o direito de dignidade e liberdade do ser humano, o direito nos ensina muuito este principio mas a OAB nos tira este direito,sendo que o raciociinio humano comporta apenas, quando muito 50 minutos de concentração,o resto a canseira toma conta e não consegue mais raciocianar,( isto tambem aprendemos com nossos queridos professores) vai no chutometro, e tem gente que tem sorte mas eu não tive, por conta disto é que o juiz nos da para as ações em geral de 5 a 10 dias para contestar e outros mais, se fosse tão facil nós teriamos apenas alguns minutos para tal. Gente vamos lutar contra este bendito e derruba- los o mais rápido possível porque do jeito que esta eu vou causar problemas muuuito grande para OAB e seus coligados pois o desespero vai tomando conta da gente pois precisamos trabalhar.

  14. Regina Celia disse:

    Eu tambem acho, ainda mais quando a pessoa tem compromisso com o FIES, se não trabalhar não vai poder paga-lo, e quem vai indenizar os 5 anos perdidos e a divida que se tem com o governo?
    Estou num mato sem cachorro, estou fazendo tratamento porque fiquei esclerosada com este exame, não consigo dormir e nem tão pouco cuidar de minha familia,eu tenho vontade de virar uma bandida pois estes tem lugar ao sol,preciso cumprir com minhas obrigações e não posso trabalhar,pois 5 horas sentada numa cadeira sem liberdade nenhuma , sendo que o raciociinio humano comporta apenas quando muito 50 minutos de concentração,o resto a canseira toma conta e não consegue mais raciocianar, vai no chutometro, e tem gente que tem sorte mas eu não tive, por conta disto é que o juiz da para as ações em geral de 5 a 10 dias para contestar e outros mais, se fosse tão facil nós teriamos apenas alguns minutos para tal. Gente vamos lutar contra este bendito e derruba- los o mais rápido possível porque do jeito que esta eu vou causar problemas muuuito grande para OAB e seus coligados pois o desespero vai tomando conta da gente pois precisamos trabalhar.

  15. Emanuel Rodrigues disse:

    Boa noite acabei de me forma e gostaria de entrar contra OAB, você pode me enviar o modelo da ação?
    e-mail: adv.emanuel@hotmail.com

    • Inacio Vacchiano disse:

      Em nosso Blog tem muitos modelos. Contudo o exame já foi tido como constitucional pelo STF. Não creio que seja uma boa idéia ir por este caminho. Estamos agora trabalhando no Legislativo. Veja no organigrama acima um dos endereços dos MNBDs perto de você para conseguir mais ajuda.

      • FRANCISCO CARLOS ANONI disse:

        26/06/2012
        ACABEI DE LER, ACHO QUE ATÉ LHE ENVIEI ALGO NESTE SENTIDO !
        O “X” DA QUESTÃO É; POR QUE O ESTADO BRASILEIRO CRIOU UMA LEI (8906/94)
        EXCLUSIVAMENTE PARA A O.A.B. (ENTIDADE PRIVADA) CRIAR E IMPOR O “EXAME”DE ORDEM ? POR QUE ?
        TALVEZ O CORRETO SERIA ENTAR COM UMA AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE DESTA LEI (8906/94).

        • Elço Ferreira dos Santos disse:

          Qualquer tipo de ação, por mais bem fundamentada que seja, não será aceita pela justiça, com muita sorte alguns juizes independente poderia dar ganho de causa aos bachareis, mais os tribunais de 2 estancias, com raras excesões, fatalmente penderia para os argumentos mentirosos da OAB, essa não seria uma bôa medida.
          Entretanto o caminho é o legislativo, dessa forma poderiamos obeter sucesso por uma lei, que derrogaria um iitem da lei 8906/94, no caso a exigencia do exame.
          A PL 2154/11, vai ser aprovada na camara dos deputados, temos que aprova-la no senado, e depois presionar a Presidencia da Republica para sanciona-la.
          Êsse é o caminho.

          • Danielle disse:

            As leis de iniciativa popular tem tido mais força, poderiam colher um milhão de assinaturas para o PL pois o que político quer é eleitor, um milhão de votos faz crescer o interesse de qualquer um deles. Pode parecer difícil mas não é, a amplíssima maioria dos estudantes de direito de todo o Brasil apoiarão e assinarão em favor da lei.

            • Lins disse:

              Gostaria de saber se tem bacharéis ainda com a intenção de entrar com uma ação conjunta contra o exame da OAB? Alguém? Acho que devemos sim nos reunir e se necessário com ajuda da PF pq, acho que essa prova rola mt dinheiro. Se não fosse uma prova visando apenas o financeiro, não seria cobrado 240reais! Vamos nos reunir! Afinal conselheiro apenas depois de se formar? As outras profissões alguma exige prova nesse nível e aliás 2provas!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s