Quais atividades que o Bacharel em Direito pode exercer?


Colegas Bacharéis,

Durante o julgamento do exame de ordem no STF a Ministra Carmem Lúcia afirmou que os Bacharéis podem exercer outras atividades.

No intuito de ajudar os colegas, abro este debate para descobrirmos quais as outras atividades que o Bacharel em direito pode exercer.

Nossa missão é arrumar emprego para 4MILHÕES de Bacharéis.

Veja também:

Esse post foi publicado em EXAME DE ORDEM. Bookmark o link permanente.

166 respostas para Quais atividades que o Bacharel em Direito pode exercer?

  1. Antonio Carlos disse:

    Sugiro aos colegas sensatos que façam uma visita ao site http://www.mnbd.org, destinados aos bacharéis em direito e todos aqueles que se identificam com esta causa. Amigos para vencermos essa luta, só unidos e unidos venceremos. Fora Dilma!

  2. Passei de segunda (Agosto de 2013). À quem não conseguiu a carteira ainda, só resta muita dedicação ( pois você não descobriu o segredo). Minha dificuldade maior era Direito Processual Civil e Direito Empresarial. Sai pra poucas festas e não tinha conversa paralela em sala, tinha o macete de revisar muitos conteúdos depois da aula dada. O segredo é manter o foco e não parar de estudar, sempre pedindo força ao bom Deus. Quando reprovei, fiquei com uma angústia insólita, quase desisti de tudo pra tentar algo novo, mas não parei de estudar e, sempre pedindo dicas para os que passaram… Quando passei, foi como ter estudado 10 minutos, vale a pena! Estude mesmo, sacrifique-se.
    Em suma, agora tenho um bom emprego e ajudo minha família e até já planejo a concretização de meus sonhos, em viagens internacionais, coisas que eu sonhava desde criança.
    PS: Eu não queria cursar a faculdade de Direito, eu só queria apenas sobreviver!

    • Antonio Carlos disse:

      Parabéns, amigo!

    • E TBM NÃO ME VEJO COMO UMA UNIVESITARIO DE DIREITO,MAIS O BOM FOI QUE PASSEI NO VESTIBULAR E SÓ AGORA VAI CAINDO A FICHA QUE É ISSO QUE EU QUERO SER UMA FUTURA DELEGADA.

    • Elizabeth Silva disse:

      Fiz o curso de Direito com um grupo que só bebia, faltava aulas e colava. Todos já passaram. Eu? Nunca faltava aula, só tirava 10…até agora não passei. Não sei mais se o segredo é só estudar!!!!

  3. Henry disse:

    Pessoal, sinceramente, isso parece uma choradeira sem fim. Seguinte, se você (assim como eu) não nasceu abastado, milionário ou algo parecido e quer crescer na vida, construir um futuro decente pra você e para o seu país, faça o seguinte: ESTUDE! é o único jeito. No direito, na medicina, na enfermagem, na solda de precisão de plataforma de petróleo, na gastronomia… pare de chorar, feche o computador e ESTUDE. Já chegou onde quer? ainda não? ESTUDE MAIS. Se você é bacharel não era nem pra estar lendo isso aqui, entendeu? Era pra estar ESTUDANDO! Tudo bem, trabalha muito (como qualquer brasileiro), chega de noite cansado e tem que dar atenção a familia? Ótimo, todo brasileiro faz isso. Vai ESTUDAR, teu filho vai agradecer no futuro, teu marido/mulher também. Teus parentes vão se orgulhar. E não se esqueça, do dia que pegar a sua carteira, que serás justamente a pessoa que tanto falas mal e postará foto da entidade que tanto fala mal com sua ORGULHOSA e MERECIDA carteira. Um ADVOGADO(A) com OAB! Tá fazendo o que que ainda não foi ESTUDAR mesmo??????

  4. lavinia brenck joshsciv disse:

    Vergonhoso ver que existem pessoas que se formam nesse curso, mas que na verdade tem faculdade em hipocrisia, arrogância e prepotência visto alguns comentários nojentos de ignorantes que porque passaram na oab de primeira se acham melhor que os outros. Realmente a faculdade ensina doutrinas e nos oferece muito conhecimento, mas não ensina ser humilde, nem a ter caráter. Parabéns por sua carteira da oab, pois realmente sem ela vocês arrogantes que se acham superiores aos demais bacharéis não são ninguém, nada! Por coisa assim como vocês é que a imagem do direito é tão manchada! Boa prova aos bacharéis e não desistam, eles não são diferentes de vocês, pois continuam sendo bacharéis quer eles queiram ou não, se não fosse por isso não teriam nem oportunidade de prestar o exame!

  5. Thaiz Regina Santos Bernarfo disse:

    Boa noite.

    Lendo o artigo, resolvi enviar minha situação para eventual análise, mesmo sabendo que a história é a mesma de tantos Bacharéis .

    Preciso muito trabalhar e já sou formada a 10 anos. Tenho pôs- graduação em Direito Penal e Processo Penal, trabalhei em CDP, Defensória Publica da União, dentre outros …. Mas não consigo ser empregada em lugar algum por não ter a Carteira da OAB.

    O que devo fazer?!?

    Obrigado,

    THAIZ BERNARDO.

  6. alex disse:

    Sou A FAVOR do EXAME DE ORDEM. Trata-se de um exame constitucional…

    • Paulo Gular Alcantara disse:

      Essa é a sua opinião pq vc é advogada ou não faz diferença alguma vc ser registrada ou não como tal. Bem possível tbm vc ser sustentada pelo marido ou papais. Fica o recado.

    • emilio soares disse:

      sou a favor do exame da ordem para advogados arrogantes anualmente, para que provem que continuam aptos a exercer a profissão

  7. ricardo disse:

    Vão estudar e parem de reclamar, estou no 6º período de direito e não considero o exame nada de anormal. mas é claro que se você durante o curso fazia parte daquela turminha que não queria nada com o estudo e empurrou o curso todo com a barriga, sinto muito. voltar atrás e recuperar todo conteúdo perdido é quase impossível, Para o pessoal que ainda esta cursando; É só ter dedicação , estudar, esquecer as noitadas e a farra, e acima de tudo ter método nos estudos. que o exame da ordem não é nenhum bicho de 7 cabeças.

    • Sabrina Savalla disse:

      Espero minha cara que quando chegar sua vez, passe de primeira e nos apresente sua carteira da OAB. Já que para vc é tão simples. Aguardaremos com ansiedade sua carteira de advogada.

    • galvão disse:

      Caro Calouro Ricardo. Primeiro conclua o curso de direito. Faça o Exame da Ordem.
      após isso, talvez, alguém escute tua opinião a respeito.

      grato.

    • Juliana disse:

      Indignada…como o senhor foi deselegante com os caros colegas! Cada um tem suas limitações de tempo, quem é o senhor para julgar? Nossos colegas estão na luta e durante 05 anos se dedicou a estudar e pagar com dificuldades as suaves mensalidades. Ora caro colega, como o senhor pensa em ser um bom Doutor se não sabe nem como se comportar, ou ter a devido respeito. Pare e pense!

    • Carla disse:

      Quanta grosseria para um simples aluno de Direito, tanta arrogância, só quero ver na hora de prestar a OAB.
      “humildade e canja de galinha não faz mal a ninguém…”
      PS: Esse é o mal de quase 90% dos estudantes de Direito, se acharem donos da razão!!!

      • Paulo Henrique disse:

        Prezados, ESTUDOS, humildade e canja de galinha não fazem mal a ninguém… isso sim… Não acredito que exista um site com uma missão tão ridícula quanto esta…. quer emprego? ESTUDA E PASSA NA OAB ! comigo foi assim, passei de primeira sem cursinho, gabaritei a peça (civil) e nunca peguei DP, trabalhei durante o curso inteiro (8hrs diárias) e fiz estágio só no final da facul…VC SÃO FRACOS DEMAIS, DEVEM SE ESFORÇAR NOS ESTUDOS, A PROVA NÃO É TUDO ISSO NÃO, BASTA TER FORÇA DE VONTADE.

        • Luiza Rocha disse:

          Sei que muita irá se ofender, mas é exatamente isso. Se você estuda, se dedica, corre atrás, você passa! Fiz o exame no 9º período e passei de primeira, enquanto amigos que estavam tentando há tempos, não, mas esses amigos, digo por experiência própria, não se dedicaram de corpo e alma ao exame, vão sempre despreparados, leia-se, sem estudar para a prova, eu em 6 meses refiz todas as provas anteriores, incluindo Cesp e FGV, busquei aulas online, li lei seca, fiz das tripas coração, e tb trabalhando MUITO (8h por dia), xingar as bancas é fácil, se comprometer com um objetivo é que é difícil, acredito que a maior dificuldade da carreira não está no exame, mas na árdua luta de advogar dia a dia, então se você não conseguiu nem o exame de ordem, está na hora de se comprometer de verdade, com afinco! Pois mentir para os outros que se dedica e que o exame é injusto é fácil, mas assumir que não estuda (de verdade), que não está tentando com afinco que é difícil. Lembrem-se “mentir para si mesmo é sempre a pior mentira.”. Pois meu filho, se eu me formei e não tirei carteira da ordem, PÁRA O MUNDO que eu vou viver para isso, muita gente não vive, só pensa na prova quando sai o edital, acha q é só pagar cursinho, ir lá e pronto. Vamos acordar meu povo!

        • Raquel Roberta disse:

          Falando de humildade e chamando outras pessoas de “fracos”…Francamente.

        • DF disse:

          CARO PAULO HENRIQUE NÃO CONSIGO LHE IMAGINAR ADVOGANDO COM TANTO AR DE SUPERIORIDADE DE UMA SEGURADA NA ONDA POIS UM DIA VC ESTARÁ POR BAIXO E QUEM VC TENTOU HUMILHAR IRÁ LHE ESTENDER A MÃO PARA LHE AJUDAR E VC SIM ESTARÁ SENDO HUMILHADO PARE E PENSE

    • debora disse:

      que resposta deselegante, se você realmente soubesse o que é o exame da ordem e quem é você caro amigo para julgar? espero que Deus possa te confortar se seus planos forem frustados, mas acho que vc conta mesmo é com sua alta inteligência e por isso menospreza os colegas…Boa sorte nesse seu achar….

    • Thaiz Regina Santos Bernarfo disse:

      Como estudante o Ilustre colega terá muito a aprender!

  8. Não vamos mais desperdiçar dinheiro, esperem novos julgamentos em relação as provas e avaliações, não somos maquinas para guardar em nossas mentes as matérias dos cinco anos de faculdade, sejamos coerente. Boicote a OAB

  9. Paula disse:

    4 milhões de bacharéis, 700 mil advogados, não sei o que é pior, se é ver esses dados ou pensar em 4 milhões e 700 mil advogados passando fome. A culpa é da OAB que está tentando valorizar a classe? Será que esse é o intuito de valorização? O Sr. Ministro Marco Aurélio, com todo respeito a sua posição e opinião, afirmando que há uma vontade de “Pedigree social” querer ser Advogado, de certa forma, ele não estaria desvalorizando as outras profissões, desvalorizando ainda os anos estudados por todos nós? Pensando em uma maneira justa, o cargo no qual ele obteve por indicação, não deveria ter uma avaliação similar, visto que é um cargo que necessita notório saber jurídico? Não vamos discutir CF porque de fato, as manchas que vimos ao longo desses anos, não cabe uma crítica deste teor.Não me importo com a prova da OAB, me incomodo com o valor que nos é cobrado, com o desrespeito de sua correção e principalmente com a forma de sermos tolhidos nas nossas reivindicações de recorreções, da supremacia de interpretação das peças, muitas delas em desuso na prática profissional, já que é para avaliar competência para atuar como advogado, deveria ter mais coerência também. Quem nunca viu as misérias das peças feitas por qualquer um, nas esferas especiais, aquelas de Defesa do Consumidor, que de defesa só tem no nome. Outra observação: O advogado que trabalhou em prol da nossa causa, foi pobre em argumentos, achei horrível a atuação, não adianta dizer que valeu a intenção porque ele é um ADVOGADO.

    • armando disse:

      Entrei nesta pagina justamente para descobrir se posso dar aula em escola ,pois sou bacharel ,e após ler seu texto descobri que estudei 5 anos ,fiz cursinho das mafias de R$700,00 e não passei na primeira fase da oab dos mafiosos de R$200,00,ou seja sou mais um dos desempregados,também estou disposto a se unir para dar um basta nisso,e reivindicarmos nossos direitos juntamente com todas as manifestações que estão acontecendo,acho que chegou nossa vez segue armandoprates@ig.com.br

      • Para dar aulas, desnecessário a benção da OAB.

      • Armando continue lutando por um Brasil melhhor, estou na mesma situação que você, somos humilhados em todos os lugares, por causa dessa prova que tem so uma finalidade fins lucrativos, um caça niqueis que arrecada por ano mais de 80 oitenta milhões de reais as custas dos bacharéis pobres desempregados, humilhados, sofrendo essa pressão injustamente, pois estudaram por muitos anos e est]ap spfrendo muito por causa dessa elite que quer se aproveitar da miséria de muitos bacharéis. Vamos lutar, convide mais amigos para prosseguir, contra o EXAME DA ORDEM INCONSTITUCIONAL SIM. FIM DO EXAME DA ORDEM.

  10. Saulo disse:

    a) ser o encarregado de investigar fatos e colher provas para instruir ações (o filme Erin Brocovitch, com Julia Roberts é um bom exemplo), cujos temas podem ser os mais variados, de uma ação penal a ser julgada pelo Tribunal do Júri até direitos do consumidor;

    b) ser um elemento de contato entre o escritório e clientes ou mesmo servidores do Judiciário, desde que tenha facilidade para relações públicas;

    c) ser o organizador de audiências, julgamentos e reuniões, fornecendo material de apoio (v.g., slides para projetar em sustentação oral em Tribunal), detalhes sobre os demais participantes (características de personalidade que podem influir no julgamento), preparo do local no caso de reunião, ciência aos que dela participarão, possibilidades de conciliação e outros detalhes;

    d) auxiliar nas questões de informática (v.g., petições via eletrônica), pesquisar precedentes na internet, incluindo de Tribunais de outros países (há quem tenha domínio de idiomas, mas não passa em exame da OAB), fornecendo apoio permanente às petições;

    e) se tiver algum tipo de experiência na área de saúde, auxiliar escritório que se dedique a ações envolvendo planos de assistência médica, frequentando ambientes específicos (v.g., sindicatos) e auxiliando na administração da clientela, nesses casos geralmente numerosa;

    f) secretariar o escritório, valendo-se da vantagem de ter conhecimento do Direito e, com isto, prestar informações mais precisas e eficientes.

    • Alessandra Reis disse:

      Bacharel em direito, que trabalha na função de assistente jurídico de advogado poderá acompanhar interrogatório em sede delegacia.

    • so falta dizer que possa trabalhar na FAXINA do escritório, imagine so estudar tanto para que, quero advogar e não FAZER FAXINA, se não para que estudei tanto, so porque a OAB quer fazer RESERVA DE MERCADO. FORA EXAME DE ORDEM

      • Concordo com você, se você fizer o exame juntamente com todos os advogados, juízes, desembargadores, promotores, procuradores, delegados de polícia, você estará no mesmo nível, estará dentro da média em questão de notas.

  11. wallison bruno dos santos silva disse:

    ola, meu sonho e seguir carreira militar em algum orgao publico idependente de qual seja eu qeria saber se e possivel nessa area do militarismo se eu me forma em direito? Como e oque eu devo fazer? Obrigado !!!

  12. Ocimar disse:

    Como tantos colegas também sou formado a 9 anos em direito inclusive em uma da melhores faculdade do Estado de São Paulo, tentei varias vezes prestar esse exame mas até agora não tive exito, tenho 53 anos, estou desempregado e não consigo arrumar trabalho em lugar nenhum por causa da idade, mesmo tendo experiencia em varias áreas, gostaria de deixar meu desabafo aqui nesta pagina. Sabemos que o exame de ordem da OAB é nada mais uma forma de reservar aos inscritos no quadro tranquilidade de trabalho sem concorrência, pois eles alegam que o tal exame avalia a capacidade do profissional em exercer a profissão, besteira porque tem muitos advogados ou melhor adevogados que nem fazer uma petição sabe e pedem para os estagiários em direito elaborarem, outra coisa vocês acham que a OAB vai perder esse banquete que são as taxas de inscrição para esse tal exame? vai nada pois sai um e entra outro de olho nesse montante de dinheiro que até o TCU não fiscaliza para saber onde vai parar essa dinheirama toda. Bom meu protesto é que poderiam acabar com esse exame e deixar os formado em DIREITO trabalharem em paz e a OAB passar a fazer o papel dela que seria de fiscalizar o profissional e aplica-lhe as penalidades cabíveis caso necessários, e tem mais se a classe fosse unida seriamos maior categoria já e existente, podendo até ditar normas para o progresso desse nosso Pais. Espero que entendam minha manifestação, pois se não conseguir tirar logo essa carteira não sei o que será de minha vida, porque não vejo luz no final do túnel, estou as escuras precisando trabalhar para o sustento de minha família.

    • Alberto Santos disse:

      Faça um curso de redação e aprenda a escrever o português correto. Quem sabe aí você começa a se preparar e, enfim, obtenha êxito.

      • Paula Regina disse:

        Prezado Colega Alberto Santos, Você é professor de Letras? Digo em Escrita Portuguesa? Preciso de Profissional que esteja interessado em ministrar aulas para pessoas carentes… o Senhor tem interesse? vou deixar meus contatos…

      • Jorge Santos disse:

        Alberto, por favor, vc realmente fez o curso de direito? Saiba respeitar os outros.

    • Paula disse:

      Amigo você escreve muito mal mesmo. Nada pessoal, tá? Esqueceu da concordância, êxito pelo amor de Deus, e obtenha e não tenha. Outra coisa eles quem? Verifique a oração o verbo e pronome utilize “este” ou “esse” para indicar o sujeito da oração. Não precisa ser gênio para escrever não é só “ter” (agora o verbo é ter mesmo , possuir) bom senso. Quanto a OAB, estude, mas estude muito mesmo, que é o que nos resta, somos pobres bacharéis.

      • EUDES MIGUEL DA SILVA disse:

        O que seria este português correto? Há alguma língua cujo nome seja português incorreto? Refere-te às regras gramaticais?

    • Luiza Rocha disse:

      Ocimar, porque não foca em concurso público, ou dá um jeito de ir advogando, sem carteira (é errado), mas você junta com um amigo que tenha carteira, vai dividindo os lucros, vai fazendo algo, enquanto não obtém aprovação no certame. Estuda! Melhor que lutar contra o exame é correr atrás do seu objetivo! Exame é política? Sim, claro, mas também é um meio de “filtrar” bons profissionais, o mercado precisa. Boa sorte e bons estudos!!!!!

  13. silvia regina dias chaves disse:

    concordo com os caríssimos colegas, nós não nos formamos em advogados mas sim. em direito e está na hora de acabar com os cofres gordos da OAB, conta comigo unidos seremos fortes com certeza mas forte que a própria OAB

  14. RICARDO disse:

    É UMA VERGONHA… OS SENHORES REITORES NÃO DIZEM NADA…REPRESENTAM O ESTADO COM PODERES PARA CONFERIR O GRAU, OS SENHORES PROFESSORES, JUÍZES, DESEMBARGADORES, DELEGADOS DE POLICIA, PROMOTORES DE JUSTIÇA TODOS SÃO TAXADOS DE INCOMPETENTES, DONOS DE CURSINHOS PREPARATÓRIOS, MUITOS COM CENTENAS DE LIVROS JURÍDICOS PUBLICADOS, E NENHUM SE MANIFESTA… O SR. OPHIR ALEGA O NÍVEL QUE É DA PÉSSIMA QUALIDADE NO ENSINO…

    ISSO TEM QUE ACABAR… COMO PODE A OAB DIZER QUE O BACHAREL NÃO É ADVOGADO? ORA ABSURDO E CONTROVERSO, TENDO EM VISTA QUE DURANTE A GRADUAÇÃO SE TEM CINCO ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS TODOS COM AVALIAÇÃO POR UM PROFESSOR COORDENADOR, ONDE SE ATUA COMO ADVOGADO FOSSE, FAZ TUDO, ATENDE CLIENTE, FAZ A PEÇA, RECURSOS, ASSISTE AUDIÊNCIAS, ENTRE OUTRAS FUNÇÕES, ALÉM DISSO, SE NÃO PODE ADVOGAR PARA QUE SERVE O JURAMENTO NA COLAÇÃO DE GRAU? Juramento do Bacharel em Direito “JURO, COMO BACHAREL EM DIREITO, NO EXERCÍCIO DAS MINHAS FUNÇÕES E DO MEU OFÍCIO, RESPEITAR OS PRINCÍPIOS SOBRE OS QUAIS SE ASSENTAM AS LEIS, GUIAR-ME À LUZ DA ÉTICA, SEMPRE EM BUSCA DA JUSTIÇA, E DOS VALORES HUMANOS, VALENDO-ME DO DIREITO COMO INSTRUMENTO MÁXIMO PARA ASSEGURAR AOS HOMENS OS SEUS DIREITOS FUNDAMENTAIS E INTOCÁVEIS, SEM DISTINÇÃO DE QUALQUER NATUREZA. E, ACIMA DE TUDO DEFENDER A LIBERDADE, POIS SEM ELA NÃO HÁ DIREITO QUE SOBREVIVA, NEM PAZ QUE SE CONCRETIZE.”! ABSURDO ISSO … SE O BACHAREL SÓ TERÁ COMPETÊNCIA A PARTIR DE UM EXAME E QUE A OAB ALEGA QUE ISSO SERVE PARA PROTEGER O CIDADÃO, RAZÃO NÃO TEM DE EXISTIR UM TRIBUNAL DE ÉTICA E DISCIPLINA? EXAME DA OAB NÃO PODE SER EQUIPARADO A CONCURSO PÚBLICO AO CARGO DE ADVOGADO.

    TEMOS QUE ACABAR COM ESSE CÂNCER QUE É O EXAME DE ORDEM… NÃO PODEMOS ACEITAR… NÃO PODEMOS PERDER MAIS TEMPO…. ISSO NÃO PODE VIRAR EM MOVIMENTO POLÍTICO EM TRAMPOLIM PARA CANDIDATOS A ELEIÇÃO NA CARREIRA POLÍTICA… TEMOS QUE UNIR FORÇAS URGENTEMENTE E SE MANIFESTAR DIRETAMENTE COM A PRESIDENTE DILMA, ACREDITO QUE É DESSA MANEIRA QUE CONSEGUIREMOS DERRUBAR O EXAME DE ORDEM..

    NÃO PODEMOS MAIS ACEITAR ESSA CONDIÇÃO INDIGNA E HUMILHANTE COM TOTAL DESRESPEITO QUE A OAB IMPÕE AO BACHAREL DE DIREITO.

    IMPEACHMENT JÁ … FORA DILMA …

    • sonia navarro dos santos disse:

      Meu caro amigo, sou bacharel em direito e fiquei espetaculosa com o que escreveu…e isso ai…FORA DILMA.CHEGA. muito inteligente suas colcacoes. SONIA SANTOS.

    • jose américo disse:

      sou formado em direito há três anos só fiz a prova uma vez não passei e parei de fazer sinceramente desanimei é muito frustante você estudar cinco anos e ainda ter de fazer essa prova que pra mim só serve para enriquecer donos de cursinhos e OAB temos que acabar com isso urgente.

    • custodioce disse:

      Os militares acabariam com esse exame já!!; mas acabaria com o banquete de políticos safados financiados com a verba da OAB, ou melhor, dos bacharéis.

      • L. Avalone disse:

        Também com a democracia e consequentemente com o Brasil, pior do que qualquer exame de ordem seria o retorno da ditadura militar!

  15. Emerson disse:

    Podemos ser SERVENTE DE PEDREIRO, TROCADOR DE ONIBUS, VIGILANTE, GARI, AUX SERVIÇOS GERAIS.

    • Regivone Magalhaes disse:

      Date: Fri, 15 Feb 2013 09:28:14 +0000 To: regivone.direito@hotmail.com

      • Rita Martins disse:

        Sim, Regivone, você esqueceu de citar que o bacharel também pode ser “auxiliar Jurídico”, servindo, como literal súdito, a outro(s) advogado(s) que se formaram antes de 1994 e, talvez, não possua nem ao menos 1/3 de sua capacidade profissional e conhecimento na área… eu mesma conheço um desses advogados, que frequentemente usa um imenso anel de rubi no dedo e fez um daqueles cursos à longa distância, só frequentando a faculdade uma vez por semana e está “advogando” sem nenhuma restrição… uma verdadeira “topeira”…!!!

    • carla disse:

      Ouuu…….. Professor de sociologia !!!

      http://www.r2formacaopedagogica.com.br

  16. Senhores, quem teria a coragem de não se inscrever no próximo exame dando um basta a essa reserva de mercado?. A OAB iria se dar mal, eu queria ver os cofres esvaziar só um pouquinho. Não seria um abalo KsKsKs a fonte acabaria um pouco e a OAB iria ver o quanto é importante ficar sem essa reserva que retira dos que querem e precisam trabalhar.

    • Bruno disse:

      Para acabar com o caça niqueis e moralizar o Exame da Ordem, basta que ele seja gratuito. Não se faz necessária nenhuma outra medida, garanto que será moralizado.

      • CELESTE AIDA disse:

        EXCELENTE COLOCAÇÃO! NÃO SOU CONTRA O EXAME DE ORDEM, MAS SIM DA COBRANÇA ABUSIVA DE UMA TAXA DE INSCRIÇÃO QUE DESCONHECE-SE ( PELO MENOS, EU NÃO SEI!) O SEU DESTINO.

    • jose américo disse:

      concordo com você se as pessoas não fossem lá pagar as inscrições queria ver o que OAB iria fazer só tem um jeito de acabar com isso fazer varios protestos fortes e não pagar para fazer esse exame a faculdade que o aluno concluir o curso teria obrigação de aplicar esse exame pra vê se o aluno está capacitado ou não não ir pra cursinho gastar mais dinheiro sem ter,se as faculdades não tem competência para aplicar esse maldito exame então pra que serve a faculdade começam os erros da ir a famosa mafia então que fechem as grandes maioria das faculdades se elas não está capacitadas para preparar seus alunos para esse exame sinceramente então que as grandes maioria fechem as portas,pessoal vamos acordar esses Burgueses estão fazendo da gente o que quer,até em 1994 não precisava fazer esse exame e porque agora tem que fazer?

  17. é importante que é um bancharel tenha vísão ampla ao tomar decisõs e precalções para com a sociedade e jurado e de tudo o quanto é prosposto para defender,encriminar,e julgar. O meu sonho é ser bancharel em direito para me expor ao serviço do mundo e preciso de apoio e estar numa das falculdades onde posso me tornar proficionar em direito. E pesso a-vos este apoio. Sou Dombele David António.

  18. Antonio disse:

    O “exame” da OAB foi criado em 1994 (lei 8.906/94) e inserido no artigo 8º, inciso IV sua obrigatoriedade. Quem se formou em Direito antes dessa data, não prestou esse “exame”, portanto, criou-se aí uma classe de privilegiados. Todas entidades de classe possuem estatutos, mas somente a OAB impõe como condição para trabalhar a aprovação nesse “exame” que é feito em duas fases, hoje no valor de R$ 200,00. E quem defende essa vergonha é justamente quem não prestou. Se é uma prova de 5 horas de duração que torna o profissional competente e não 5 longos anos de faculdade e considerando que o Direito é dinâmico , muda sempre a jurisprudência, a doutrina, etc. então todos os advogados não deveriam prestar esse “exame” periodicamente? Pois, seguindo essa ótica, todos estariam obsoletos. Duvido que 10% deles passariam, inclusive magistrados, pois, a maioria deles vão advogar depois da aposentadoria, sem prestar esse “exame”, que é sim RESERVA DE MERCADO, e só não acabou ainda, devido o grande LOBBY no Congresso Nacional de cursinhos ditos preparatórios que existem em todo o Brasil. E ainda: se é uma prova que qualifica o profissional, então por que não autorizar todos que tenham faculdade prestar? como engenheiros, médicos, etc. Mas isso a OAB não quer por que teme a concorrência. O falso argumento utilizado pela OAB que a profissão de advogado é muito importante na vida do cidadão e que não pode haver erros, não procede. Ora, o advogado é mais importante que o médico que lida com a vida? O engenheiro que constrói edifícios, por exemplo? Quando o advogado erra, tem inúmeros recursos em várias instâncias que podem corrigir possíveis erros, e quando o médico erra? Então se assim fosse, a OAB não deveria indenizar o cliente quando um advogado erra? Se foi ela que lhe outorgou esse direito? Todos profissionais são passíveis a erros, afinal, são humanos, o de advogados ainda há como serem corrigidos, ao contrários de várias outras profissões. Outro falso argumento utilizado é que é grande o número de faculdades de Direito e o baixo nível de formação nesses estabelecimentos de ensino. Mas é a própria OAB e o MEC que autoriza essas faculdades a funcionar. Isso é outro contra senso. Esse “exame” cheio de pegadinhas, com questões de respostas dúbias, não qualifica em absolutamente NADA. É simplesmente lastimável que tem parlamentares que pensem desta maneira, ou seja, que esse “exame” é necessário, é a demonstração explícita do baixo nível de alguns dos nossos “representantes” na Câmara dos Deputados. O povo está de olho e a resposta será dada nas urnas. Se o problema é a qualidade do ensino, para que existe o MEC? O controle de qualidade deveria ser na faculdade. Em todas as profissões existem os bons e os maus profissionais, é o próprio mercado que escolhe. Só num país como esse de governantes medíocres, que tem um órgão de classe controlando o ensino superior e impedindo milhares de bacharéis de trabalharem. Pergunto: e o FIES como vão pagar se a OAB impede? Esse “exame” é UMA VERGONHA NACIONAL.
    Desculpem o desabafo, mas, estou cansado de ler ASNEIRAS de pessoas que se julgam qualificadas. Que vão para o raio que os partam. Tenho dito.

    • Rita de Lima disse:

      BRAVO, Antonio!!!
      Você conseguiu expressar o pensamento de muitos injustiçados por esta grande INJUSTIÇA SOCIAL, que é este nefasto EXAME DE ORDEM. Também passei por problemas sérios de saúde na família e ainda estou passando por uma situação bem similar a sua.
      Vamos continuar na luta!!!
      Um abraço.

    • Thaís disse:

      Colocação perfeita!

    • Regivone disse:

      Amei suas palavras…parabéns….

    • ELIAS GOMES DA SILVA disse:

      O QUE ESTAMOS ESPERANDO. VAMOS FAZER MOVIMENTO POPULAR. ENVIAR PROJETO DE LEI CRIANDO E REGULAMENTANDO A PROFISSÃO DE BACHAREL EM DIREITO, COM AS PRERROGATIVAS DE POSTULAR EM JUIZO E FORA DELE. A CONSTITUIÇÃO NOS PERMITE EXERCER LIVREMENTE A PROFISSÃO NA QUAL NOS FORMAMOS. NÃO FORMAMOS EM ADVOGADOS MAIS SIM EM DIREITO. ASSIM VAMOS CRIAR O CONSELHO FEDERAL DE DIREITO E OS RESPECTIVOS CONSELHOS REGIONAIS, COMO AS OUTRAS PROFISSÕES. CRC, CRM, CRO, CREA ETC…. A OAB DESDE MUITO TEMPO FOI E CONTINUARÁ SENDO UMA MÁFIA E SEMPRE VÃO TENTAR NOS IMPEDIR DE EXERCER A FUNÇÃO PARA A QUAL NOS FORMAMOS.

      • Rita de Lima disse:

        Apoiado, Elias. Pode contar comigo.

        • osmar de goes telles filho disse:

          Elias,você está certo. Os bacharéis de direito estão na hora de se unirem e se movimentarem para se oporem a esse exame da ordem que é uma verdadeira vergonha. Os bacharéis de direito devem comparecer na Esplanada dos Ministérios para pressionar os nossos deputados e senadores a votarem o Projeto de Lei que modificará essa aplicação do Exame de Ordem, e que certamente acabará com mais esse trem da alegria onde poucos ganham muito e muitos são prejudicados… Contem com meu apoio..

      • silvia regina dias chaves disse:

        concordo com você, nós não nos formamos em advogados mas sim em direito e é preciso que nos unamos para fazer movimento popular para acabar com os cofres gordos da OAB,conta comigo.

      • Bruno disse:

        Basta torná-lo gratuito. Aí sim, a OAB vai ter que inscrever bacharéis para “bancar” o exame…

    • Luciane disse:

      Faço minha as suas palavras!! perfeito!

    • NOEL FRANCISCO DA SILVA disse:

      Vergonha….é pouco, supervergonha nacional. Brasil é o único País no mundo, que mantém essa tortura imposta aos bacharéis em direito. Outros países desenvolvidos têm uma seleção para inscrever o bacharel, mas, discreta e prudente, na maioria, mantendo estágios de dois anos, para advocacia em primeira instancia, e posteriormente, após os dois anos, com direito à advocacia nas demais instâncias. Portugal, recentemente fulminou essa desgraça ( como eles mesmo falavam), dando uma espécie de carta de alforria aos formados em ciências jurídicas. Devo lembrar ao Antônio, que quem se formou antes de 1994, ou seja antes do EAOB que está em vigor, não prestava exame , porém, a OAB, com uma resolução ( que a indignação não permite lembrar o número), alterou a Lei e atualmente exige-se exame para todos, não tem mais o chamado privilégio. Com isso, os funcionários públicos, formados antes do estatuto, que não podiam se inscrever, pois tinham proibição ( conflito total), são obrigados, se quiserem advogar, prestar o famigerado exame da ordem. Não se respeita nem mesmo o Estágio supervisionado (que aliás, a Lei, a Doutrina e Jurisprudência garantem). Eles mandam e desmandam, alteram uma Lei com uma simples resolução do Conselho deles, e a nossa Justiça ratifica. Gente, essa erva daninha desse exame já está superado, é coisa antiga demais, mantida somente no Brasil, com a finalidade que todos sabem. Não seria o caso de se levar à Presidência da República? vejam, são muitos os prejudicados, fala-se de milhões, cujo numero aumenta consideravelmente 03 vezes por ano.

      • Regivone de Cácia disse:

        Concordo plenamente com você…Receba meu apoio…abraços

      • Paula Regina disse:

        O poder Judiciário Ratificou a decisão de Exame da OAB, só porque os Magistrados após sua retirada das atividades, podem exercer a advocacia SEM PRESTAR O TAL EXAME, agora QUERO VER SE A LEI FALASSE QUE OS MAGISTRADOS E MEMBROS DO MP’S tivessem que prestar o exame, para vcs verem se já não tinha derrubado essa P…………

    • Nice disse:

      PARABÉNS ANTONIO, FAÇO MINHAS SUAS PALAVRAS, E ACRESCENTO AINDA, QUE DEVERIAMOS NOS JUNTARMOS E FAZER UM GRANDE PROTESTO EM BRASILIA, PARA ELES VEREM DE PERTO QUANTO SOMOS E A FORÇA QUE TEMOS
      NICE

  19. Cristina disse:

    Basta um pouco de esforço.

  20. Cristina disse:

    Caramba!!!!! Quantos erros de português encontramos aqui. Vamos estudar, pessoal. A leitura é uma grande aliada.

    • liminha grace disse:

      Que isso metida a professora? não sabe que exclamação não pode ultrapassar três vezes? kkkkkkkkkkkkkk
      Você foi infeliz no comentário, está totalmente fora do contexto. Esses espaços são para escritos e pensamentos livres de formalidades, Não é nenhum texto clássico.kkkkkkkkkkk
      Vá procurar o que fazer.

  21. elço ferreira dos Santos disse:

    O que os colegas queriam, que o STF, fosse um tribunal sério? Até lei eles estão fazendo. O conselho totalitário faz todo mundo tremer, impondo a sua vontade, temos que fazer pressão e sermos mais forte que a OAB. Há possibilidade do conselho dos Bachareis de direito, passar a ser profissão e ser concorrente dos advogados, cobrando mais barato.

  22. Bacharel disse:

    Bacharel pode trabalhar como bacharel, ou seja, fazer as coisas sem aparecer, inclusive morrer de fome. Pode tentar conseguir do governo (era Lula e Cia) uma bolsa-bacharel, o que lhe permitirá ter o suficiente para pagar sua condução até à zona eleitoral mas não poderá obter isenção na inscrição de concursos públicos, muito menos pagar bons cursos preparatórios. Que que foi? Bacharel brasileiro.

  23. Pedro José disse:

    É isso mesmo,vamos coletar imediatamente as assinaturas e mostrar que os bacharéis de direito tem condições de exercer a advocacia, a justiça que crie um metodo para fiscalizar o trabalho dos novos advogados.

    • eldivane disse:

      por que nao vao estudar? sempre estudei em escolas públicas e mesmo assim passei na OAB, é simples…. é só estudar….. Como querem defender ou acusar se nao dominam a Constituiçao…

      • valeria véras disse:

        Sua vida deve ter sido, então, com alguém te levando até água, né… muitos precisam de trabalhar, e tudo por não ter quem faça. Também estudei somente em escolas públicas, mas e daí, e as contas, quem paga. Ah, deixa de tirar onda, ng é obrigada a ser igual a vc! Há casos e casos.!

        • Mariana Netto disse:

          Concordo Valéria, criticar é muito fácil. Se o assunto não se enquadrado no caso da colega, não deveria ter nem opinado. Parabéns a ela, que conseguiu, mas nós que aind anão conseguimos, não podemos ser criticados como somo.

          • carlos sousa disse:

            NÃO CONCORDO COM O EXAME. Veja bem, todos os dias morrem pessoas por erro médicos, de médicos em geral. Ocorre que o Conselho Federal de Medicina nunca expôs sua categoria ao ridículo de pedir um exame para exercer a profissão. Sabe o por quê? por que, ninguém mexe com essa gente, foda-se quem morreu. E digo mais, não há nenhum homem ou mulher nesse país que faça ou fará isso MUDAR: impedí-los de exercer a profissão. Pela essência da profissão, os formados em Direito que estudaram Direito, cumpriram quatro estágios curriculares nos núcleos jurídicos de suas Faculdades, são naturalmente, Advogados e estão preparados para exercer sua profissão. Como eu disse, os médicos lidam com o ser vivo, com a vida, tiram a vida de pessoas, mas não dá em nada. Por que a Constituição para eles funcionam. QUEM DEFENDE A OAB É CÚMPLICE DESSA ROUBALHEIRA QUE MANTÉM UM NEGÓCIO DA CHINA. UM NEGÓCIO QUE TEM ATÉ MORTE POR DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA, QUERO DIZER: DOS MILHÕES QUE ELA MOVIMENTA. P E N S E N I S S O !!!

            • Julio Velho disse:

              Parabéns, pelo seu comentário Dr. Carlos Souza!!! Eu concordo contigo que, quem defende esses “E$ames”, são os mesmos que, querem se locupletar com este crime continuado!!!

      • carlos sousa disse:

        VOCÊ É UMA CRIA DO SISTEMA. COM CERTEZA VOCÊ ESTARÁ FORA DESSA LUTA. ENTRETANTO, SOMOS 4 MILHÕES E 800 MIL BACHARÉIS CONTRA VOCÊ E UM BANDO DE APROVEITADORES. QUE USAM O TREM OAB DO ÔBA, ÔBA. A FARRA VAI ACABAR, É SÓ QUESTÃO DE TEMPO.

  24. Eduardo disse:

    Uma mobilização para colhermos um milhão de assinaturas seria o modo mais adequado para que nós, bacharéis em direto, consigamos nosso espaço no mercado de trabalho, assim como muitos projetos no Brasil são inseridos em nosso ordenamento.
    Precisamos fazer esta mobilização.

    • Cássia ML disse:

      Pois, então, FAÇAMOS!!!
      O que precisamos, para o “pontapé inicial”?

    • Mariana Netto disse:

      Concordo Eduardo. Ser formado e ao mesmo tempo ser taxado com “um nada”, é isso que um bacharel em direito atualmente está sendo.

      • Regina disse:

        Bem, caros colegas, sou recém bacharel em Direito também. De forma indignada também tenho que declarar em minhas petições que sou uma “NADA”. E ao contrário do que pensa a ELDIVANE, não é por falta de estudo. Já pessei por algumas vezes no exame na primeira fase, com um pontuação até digo, bem boa, 68 pontos de 80, porém na peça profissional, é uma dificuldade, pois é extremamente subjetiva o julgamento dos argumentos. Recorri, e como sempre, eles não acatam quase nenhum recurso. Mas não desisto da Maldita prova, embora eu não tenha interesse em advogar. Mas já creio que essa prova virou um pedegree e trabalha mais com a reserva de mercado. Os próprios advogados deveriam repensar a respeito, pois dessa forma cda vez mais está sendo desvalorizada a profissão e o Curso de Direito. Recebo propostas de trabalho para minha outra área de atuação, que é como Téc. em Administração, que pagam muito mais que um advogado com pós. Isso tudo por culpa dessa maldita ‘Reserva de Mercado” que o Exame de Ordem fabrica. Além lógico de ser de longe um defesa para sociedade. Faço várias petições e dou andamento em processos de advogados recém ingressos na OAB, por não saberem fazê-lo. Há casos em que colegas Advogados, não sabem sequer despachar com um juiz… mas no entanto foram aprovados na OAB, ou seja, O Exame não APROVA ninguém, somente é um mecanismo de excluir muitos de alguns. O que falo não é exceção, mas tem ocorrido corriqueiramente. Portanto deveríamos criar um projeto de lei de iniciativa popular, já que tem a previsão em Constituição, com a brecha da Cidadania, para que tenhamos um órgão de gestão de Defensores Autônomos Voluntários, com o fim de defender os cidadãos dos seus direitos em juízo. Dessa forma já estaríamos atuando, ainda que restritamente. Acredito que os 4 milhões de bacharéis, são número suficiente para colher a assinaturas do projeto de lei de Iniciativa Popular, o que acham?; Posso sugerir o texto da lei.

        • Rita de Lima disse:

          Concordo com você, Regina. Pode contar comigo. é absurdo o que está acontecendo com os bacharéis em Direito. Minha situação é muitíssimo parecida com a sua.

        • Amauri Gomes disse:

          Doutores (as), se vasculharmos as histórias de todos os tempos, chegaremos ao seguinte denominador comum: “Sem luta não há Glória”. Sabemos que não mais adianta debater sobre a constitucionalidade ou não. Uma vez que, o STF se manifestou favorável. Já imaginaram o que aconteceria, com a arrecadação, se no período de 1 (um) ano, todos os bacharéis e futuros bacharéis não se inscrevessem para o exame.

        • carlos sousa disse:

          VOCÊ É UM DOS NOSSOS. PRECISAMOS UNIR FORÇAS E ACABAR COM ESSA FARRA DA OAB – UM VERDADEIRO ÔBA, ÔBA – É MUITO DINHEIRO A CUSTAS DA INFELICIDADE DOS OUTROS – POR SINAL MANTÉM ESSE NEGÓCIO DA CHINA – SEM PAGAR NENHUM IMPOSTO COM A CUMPLICIDADE DOS MAUS CARÁTER DE PALETÓ. CHEGA DE ABUSAR DO PODER ECONÔMICO DA PESSOAS EM GERAL – É UM MEGA ESTELELIONATO CONSENTIDO. A CONSTITUIÇÃO É SOBERANA E ASSIM DEVERÁ SER CUMPRIDA. VIVA A DEMOCRACIA, VIVA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, VIVA A LIBERDADE DA ATIVIDADE INTELECTUAL, VIVA O LIVRE EXERCÍCIO DE QUALQUER TRABALHO OU PROFISSÃO.

          • adão disse:

            Estelionato é a palavra certa, poque o MEC aprova os cursos, o governo banca o curso (PROUNI) e vários outros tipos de bolsas, e depois de formado o bacharel é impedido de trabalhar em sua profissão,. fica também impedido de retribuir ã sociedade o serviço pelo qual foi habilitado com dinheiro público.

        • estilista disse:

          Regina tará o meu imenso apoio,sou formada em direito e não gosto de dizer que sou Bacharel,me sinto diminuida pois cinco anos de estudo é coisa de louco para ficarmos como estamos, sendo humilhados .De o ponta pé inicial,e verá quan,tenho certeza que muitos irão lhe acompanhar.
          beijos me pense nisso

    • carlos sousa disse:

      CONTE COMIGO.POIS É A FORÇA ACADÊMICA E DE HOMENS CORAJOSOS QUE FARÁ MUDAR ESSA VERGONHA QUE ASSOLA O PAÍS, CHAMADA OAB. SOMOS 4 MILHÕES DE BACHARÉIS – 800 MIL ESTUDANTES DE DIREITO – REVOGAREMOS O INCISO IV, DO ARTIGO 8º, DA LEI 8.906/94. LEIA O MEU COMENTÁRIO ANTERIOR. ESTOU ENVIANDO-LHE UM LINK P/ O COLEGA ACESSAR E VER O MOVIMENTO AÍ EM SUA CIDADE: http://inaciovacchiano.com/2011/01/14/luta-contra-o-exame-de-ordem-organograma-e-enderecos-do-mnbd-oabb-em-todo-brasil/ ESTOU A SEU DISPOR P/ OUTROS INFORMES. VAMOS ACABAR COM ESSA VERGONHA, E ESSE ABUSO, E OMISSÃO

  25. Pingback: Bacharel pode atuar juridicamente em causa própria sem exame de ordem | Inacio Vacchiano

  26. Enio Junior Cancian disse:

    A mobilização de Um Milhão de assinaturas seria o modo mais adequado para que os bacharéis em direto consigam seu espaço no mercado de trabalho.Assim como muitos projetos no Brasil após um numero expressivo de assinaturas deveríamos fazer esta mobilização.

  27. Aldair José de Oliveira disse:

    Vou falar em poucas palavras o que penso do exame de ordem nos moldes atuais.
    Não basta você estudar, não basta você ser inteligente. Você tem que contar com a sorte.
    Você estuda, faz a prova, eles mudam o espelho para você ser reprovado.
    Só tem um ser que poderá fazer alguma coisa para frear tal instituição(OAB), esse ser é DEUS.
    Somente um ser divino poderá acabar com essa vergonha nacional.
    Onde já se viu manipulação de respostas para angariar reprovações. Isso chega a ser covardia, falta de humanidade. Nesta última prova (exame VII Direito Tributário, por exemplo) vários ítens
    da peça prártico – profissional não foram considerados no espelho, trazendo assim sérios prejuízos para os examinandos. É neste momento, que eu digo, devemos contar com a sorte, pois, não sabemos o que virá no espelho de correção. Além disso, há questões com mais de uma interpretação. Não satisfeitos, eles buscam uma espécie de correção, que reprovam cada vez mais os candidatos. E o mais triste de tudo é que continua cada vez mais exigentes.Outro ponto relevante, é que quem elabora o certame pode errar, porque é normal, ou seja, foi apenas uma falha técnica, mas os candidatos (examinandos), não podem errar e nem expressar suas opiniões mesmo que sejam juridicamente corretas. Isso foi apenas um desabafo.

    • Andréia disse:

      Muito pertinente suas colocações, não basta você estudar, é necessário muito mais, é preciso saber que as respostas serão fundadas em “leis” criadas pela própria OAB, com a única finalidade reprovar candidatos.
      Pra eles não existe posicionamento pacífico ou divergências com relação a determinadas matérias, existe apenas o entendimento da OAB.
      Lamentável que tenhámos que assistir atônitos a tudo isso.
      Um belo dia milhões de pessoas foram as ruas perdir o Impeachment de um Presidente, mas hj tds se renden as falcatruas da OAB.
      Vamos boicotar os próximos exames, quero ver de onde eles vão tirar dinheiro se ngm fizer suas inscrições, mas cade a coragem, poucos fariam isso.
      Ademais, muitos preferem se resignar ao OBA OBA dessa instituição medíocre e manipuladora.

  28. Cassia ML disse:

    Quero também partilhar com vocês o meu caso. Enfatizo que é muito humilhante para mim ter que relatar isso, mas me senti impelida para tal, sendo assim, aqui vai:
    A obrigatoriedade do EXAME DE ORDEM é realmente uma afronta aos direitos dos bacharéis em Direito.
    Eu e meu marido nos formamos em 1998 e, como tínhamos uma empresa no ramo da educação (escola de idiomas), não pudemos atuar e não prestamos o Exame, por um longo espaço de tempo.
    Acontece que, ao final do ano de 2009, nossa empresa faliu e tivemos que recorrer a nossa formação acadêmica, para o nosso sustento e de nossa família. Submetemo-nos às provas e, como era de se esperar, face às dificuldades do “certame”, não passamos.
    Conseguimos trabalho em outro Estado, onde começamos a trabalhar como empregados, já que não temos habilitação profissional e somos “apenas” bacharéis em Direito. Meu marido conseguiu ser registrado em carteira, como “Auxiliar Jurídico”, com salário de 1 (um) salário mínimo e eu, em um escritório de advocacia, sem salário fixo, na dependência do pagamento dos honorários advocatícios dos processos em que tenho participação, pelos quais recebo apenas uma pequena porcentagem.
    Em 08/07/2011, meu marido sofreu um AVC severo, que o deixou com sequelas graves (usa cadeira de rodas para locomoção e não tem nenhum movimento no braço esquerdo, além de outras sequelas).
    Em 15/07/2011- dois dias antes da prova, pela qual estávamos devidamente inscritos, me dirigi à OAB/PR e protocolei um requerimento, solicitando a devolução das taxas de inscrição minha e de meu marido, já que estávamos impossibilitados em prestar o exame que seria realizado em 17/07/2011: Meu marido estava na UTI, em estado grave e eu estava sob efeito de tranquilizantes, acompanhando-o no hospital, ambos, portanto, sem nenhuma condição de fazer a dita prova.
    Pois bem, o tempo passou e vários foram os telefonemas e e-mails enviados à Seccional do Estado em que moramos, que, por sua vez, encaminhava o caso para ser resolvido pelo Conselho Federal da OAB em Brasília, numa angustiante espera, até que, em 31/05/2012 (quase um ano depois), recebi um e-mail do Conselho Federal, negando o meu pedido, sob a alegação de que (litteris) “… o edital de abertura do IV Exame de Ordem Unificado, em seu item 2.4.7, afirma que “ uma vez paga, a taxa de inscrição não será devolvida sob nenhuma hipótese.”…”
    Sinto-me ultrajada, indignada ou, mais especificamente ENOJADA com tal atitude de um órgão de classe que, em total hipocrisia, se diz estar “em defesa do cidadão”. Se assim for, como ficamos eu e meu marido, nessa história toda? Qual a razão de tamanho desrespeito? Não somos, pois cidadãos?
    Pregam não haver lucro com o Exame de Ordem. Mas, tratando-se de míseros R$ 400,00 (para eles, isso não é nada, mas para mim e minha família, na atual situação financeira que atravessamos, é muito!!!), qual a razão da recusa da devolução deste valor???
    Confesso que me sinto humilhada com todo o ocorrido, pois tenho que trabalhar para sustentar minha família, mas sinto-me totalmente impotente, tendo que tomar conta de meu marido que está inválido e também de meu pai de 86 anos que, por ironia do destino, também sofreu um AVC no último dia 15/07/2012, estando os dois sob os meus cuidados. Classifico esse episódio triste de minha vida como ESTADO DE NECESSIDADE: Uma lamentável humilhação!!!
    O Conselho não concedeu-me, nem mesmo, um crédito, para inscrever-me em um futuro Exame de Ordem.
    Vivendo em uma sociedade perversa, onde a idade é fator relevante para a obtenção de emprego, sentimo-nos excluídos do mercado de trabalho, já que conto hoje com 51 anos de idade e meu marido, 56 (com o agravante da invalidez).
    Não fosse esse incoerente, para não dizer MALDITO Exame de Ordem, eu poderia estar trabalhando em casa, através do Processo Eletrônico (no qual tenho experiência, pelo trabalho de “Auxiliar Jurídico”), o que me possibilitaria uma renda para ajudar nas despesas da casa, que são grandes.
    Atualmente, estamos sobrevivendo com a aposentadoria de meu pai e com o auxílio-doença que meu marido recebe, sendo os dois benefícios em valores ínfimos.
    Tudo o que aconteceu foi alheio a nossa vontade, portanto, caso de Força Maior, mas esse “órgão de classe” que se diz “GUARDIÃO DOS DIREITOS DOS CIDADÃOS”, na verdade, não os respeita e guarda, tão somente age em favor do que é de seu próprio interesse.
    Por essas e outras é que percebemos a verdadeira intenção do Exame de Ordem. A OAB é mercenária: não se importa com os cidadãos, coisa nenhuma. O que ela visa mesmo é o lucro, a reserva de mercado!!!
    Passar no Exame de Ordem não vai fazer do bacharel em Direito um bom advogado. A diferença estará na eficiência ou não de seus serviços e isso será feito pelo mercado de trabalho, como outrora foi, antes desta famigerada prova entrar na história de nossa sociedade brasileira.

    • fabiano disse:

      Após ler essas palavras primeiramente eu fiquei muito sentido, saber que duas pessoas inteligentes ,e eu tenho certeza disso, que estudaram para alcançar uma vitória na vida profissional hoje estão passando por isso. Olha primeiramente uma coisa eu percebo nessa vida de hoje,é que, quando uma pessoa religiosa tem duvidas sobre uma passagem na bíblia ela consulta os escritos desta determinada passagem, e se um contador tem dúvida de algum calculo ,na preocupação de não deixar seu cliente no prejuízo ele consulta a calculadora por mais simples que seja o calculo, e se por sua vez uma cozinheira por melhor que seja, esquecer a receita ela torna a consultar não é isso????? então vamos logo para o que eu quero dizer com essas palavras.Na minha humilde opinião, se um profissional do direito tiver alguma duvida de uma determinada lei ,ele terá a sua disposição os códigos para que ele possa assim então consultar, mais tenho certeza que não é isso que é o mais importante na profissão e sim a capacidade de convencer pessoas , e também uma disposição em aprender a cada caso que pegar, posso afirmar que um advogado sem tirar a glória de outras profissões é sem duvidas um profissional super diferenciado, o advogado tem que saber que em sua mente tem que estar a persuasão , a boa fala, a simpatia , o respeito pelos seus superiores, e lutar não apenas com leis gravadas na sua mente para passar em uma prova, porque isso não faz dele um vitorioso na profissão ,como eu disse antes um religioso esquecendo de uma passagem simplesmente olha onde ela esta e faz uma pregação em cima dela, logo eu afirmo, gravar a passagem não que dizer que a pregação será boa ou melhor dizendo,” aprovada..”..quando no tribunal o advogado é chamado para sua fala(pregação), não é porque ele tem aquela lei ou sei lá até mesmo o código todo de cabeça que ele convencerá a todos ali, mais cada um tem seu pensamento, então amigos um advogado tem que saber muito, mais o importante na profissão é convencer e não gravar porque temos as leis para consultarmos a qualquer hora, por isso é que eu tenho certeza que bons advogados não trabalham por causa de uma prova, enquanto outros bons decorebas estão perdidos nos tribunais porque o mais importante eles não aprenderam que é ter poder de convencimento ,senso de justiça e ter sensibilidade ao passar de forma clara seus pensamento porque se os outros não te entenderem não adianta ter tudo decorado.

  29. Luis Cravo disse:

    Agora que fui aprovado, posso comentar. Daí ninguém imagina quue é choro.
    Somente alguém muito inocente para acreditar que o exame da Ordem não seja medida de reserva de mercado. Uma reserva que, a meu ver, é sim necessária: a proliferação de cursos de direito asssusta. Não é para menos que a OAB toma esta atitude.
    A meu ver, o exame não é materialmente inconstitucional. O problema está na forma com a qual ele é aplicado. Não se busca verificar se o examinando tem o conhecimento necessário para ingressar na carreira. Busca-se reprovar. As questões são dúbias e incompletas propositadamente. O padrão de respostas leva 20 dias para sair. E por que? Não seria para ser ajustado de forma a garantir o limite de aprovação? Por incompetência é que não é!
    Não consigo conceber que quase a metade (ou mais de 40%) dos formandos de uma instituição respeitada como a PUC-RJ não teriam condições de iniciar uma carreira de advogado. Portanto, não aceito o argumento de que a prova é necessária devido à baixa qualidade do ensino. O que falta é preparação para a prova em si. Deixemos a inocência de lado. A prova é feita para confundir. Na última edição (VI Exame), por exemplo, o examinador usou o termo ADI para se referir a uma representação de Inconstitucionalidade (RI), e perguntou se prefeito teria legitimidade para propor a ADI de uma norma municipal. Todos sabem que a ADI não se aplica a normas municipais, mas como o examinador queria dizer RI, ……
    Não é incompetência da FGV, não pode ser, logo, acredito ser proposital.

  30. concienciahumana disse:

    Na verdade a questao é bem simples, na maioria dos casos, o problema não esta nos ultimos 5 ou 4 anos de estudo, mas lá na raiz, na base, ou seja, no ensino fundamental e médio, que infelizmente não prepara o estudante para a realidade da vida. Conversem com outros colegas de outras áreas (administração, contabilidade, medicina, etc…). Percebam que o problena é geral, não é exclusividade dos bacharereis em direito. Percebam meus amigos, que ao ingregressar em curso superior a maioria não consegue nem acompanhar as disciplinas, pois lhes faltam, o básico do básico, (interpretação de texto, leitura, escrita, argumentação, redação, etc..) Ocorre que as instituições de ensino como um todo, (Fundamental, Médio ou Superior), há muito, deixaram de ser instituição de ensino e transformaram-se em meras repartições públicas ou empresas prestadoras de serviço. No primeiro caso (repartições públicas) o aluno só precisa cumprir a frequencia (e olhe lá) e juntar o documentos exigidos e terá seu diploma homologado, ou seja mera repartição burocratica, enquanto no segundo caso o aluno basta se manter adimplente com suas obrigações econômicas junto a escola e terá seu diploma homologado. Mas o problema maior é que os próprios usuários ou clientes, preferem assim, pois, quando um professor ou outro tenta, ainda que isoladamente, exigir algo além disso, é pela maioria dos pais e alunos massacrado e criticado. (Onde ja se viu, um professorzinho qualquer causar constrangimento à um aluno negando-lhe a aprovação em determinada matéria?) . Reflitam senhores e senhoras, certamente o problema não é da OAB, ou do CRC, ou de qualquer outra entidade, empresa ou lei, o problema está no próprio povo, que se deixa enganar.

  31. Pingback: OAB quer incluir no novo código civil a obrigatoriedade de advogadoadvogado no juizado | Inacio Vacchiano

  32. Fernanda disse:

    Os brasileiros só sabem reclamar, que o Brasil é o país da pizza, dos corruptos, dos impostos altos, pois os governantes nos roubam o tempo todo.
    O Bra´sil é assim por que merecemos, pois a maiorida dos brasileiros, e principalmente os com grau universitário, são os mais ignorantes, tanto que não conhecem a própria lei, só sabe reclamar.
    No caso em tela, esses advogadinhos de meia boca que falam que estudaram e passaram, infelizmente esses filhinhos de papai, sequer conhecem a lei, e veem o mundo além de seus próprios humbigos, e tem medo de competição!! Parabéns incréptos advogados ignorantes, por isso, os processos que tramitam no Brasil existem tantos erros de portugues, e falta de conhecimento juridico!! tenho vergonha de ser brasileira!!!!

    • Antônio Carlos disse:

      Realmente. Aproveite e pare de maltratar nosso idioma, sua energúmena!

      • Fernanda disse:

        Imbecil!!!

        idiota!!!

        vai arrumar um homem pra te comer sua bichona cretina!!!

        compre -me outro teclado viadão!!!

    • Alice Marie Junot disse:

      A começar pelo seu erro, colega: Umbigo não tem “H”, só se for o seu!!! Fernanda, semi analfabeta!! VC ACHA que tem condições de opinar sobre qualquer coisa flor???
      E… Querida… O que seria incréptos??? Vc sim, é uma grande vergonha!!!! Buuuuuurrrraaaa!!!!! Vai estudar fofa!!! Vc é muito analfabeta!!! Só pra citar os erros mais gritantes… Se recicla fofa, estuuuuuuuuda!!! Talvez vc consiga se pronunciar sem ser tão … tão… BBUUUUUUURRRRRAAAAA!!!!!

  33. Fernanda disse:

    As atividades laborativas que o bacharel em direito pode exercer é bem simples, senão vejamos:
    serem sombras e escravos de advogados, pois o bacharel, sequer pode aparecer, pois ele não tem acesso sequer a uma carga de autos, ou uma simples petição de juntada, então o bacharel é uma sombra, se conseguir, e olhe lá!!
    Ou seja,cursamos 05 anos, fazemos trabalhos e provas periodicamente, sendo assim aprovados, fizemos 03 anos estágio obrigatório, participamos de 400 horas extracurriculares, nos aperfeiçoando, e ai, pra que????
    Resposta: Para sermos sombras, ou para sermos obrigados a trabalhar em área diversa da que estudamos, pois nossos Ilustres Ministros, rasgaram a carta magna, e deixaram os presidentes e cúpula da OAB agora mais ricos, unos e absolutos,mas quem tiver R$ 100 mil pode procurar o escritório de qqr um deles que consegue a carteira vermelha rapidinho!!!

    • Antônio Carlos disse:

      “As atividades … é bem simpes…” ESCREVENDO ASSIM VC NÃO PASSA MESMO!
      Vc passou 5 anos na faculdade, fez mais 3 de estágio… E COMETE UM ERRO RIDÍCULO DE CONCORDÂNCIA?

      Volta pra escola!

      • Fernanda disse:

        concordância, é o que vc faz no processo dos pobres e infelizes que te contratam!!

        eu graças as Deus, não detono a vida ou honra subjetiva de ninguém
        E outra não fiz faculdade de direito, mas a CF existe para todos e qualquer um ler, e advogado que não sabe ler e compreender, é indecente, e péssimo advogado!!!

    • joaquim disse:

      O art. 5º, caput da CF/88 assegura que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qq natureza, garantindo-se …a igualdade….”. Mas, como se pode verificar, o achismo ou pretexto que se fez constar do art. 8º da Lei 8.906/94, fere o dispositivo constitucional acima, vez que discrimina e subestima sobremaneira a atividade do bacharel em direito em relação aos demais bacharéis.

  34. atecuban disse:

    Nobres colegas, é muito vergonhoso ver tantos advogados defendendo este exame de ordem, é óbvio que els sabem que a oab não tem interesse algum em vê-los profissionalmente bem sucedido oque ela quer mesmo é a anuidade paga e caso isto não ocorrer ai sim bandos de advogados sábios recebam uma sanção como reza o inciso XXIII, do estatuto desta OAB 171.O melhor é vcs estudarem e ter vergonha em falar do MNDB ,pois este movimento esta lutando para dar a tds os nobres pensantes aquilo que é de direito e poder frear a OAB em suas Ditaduras.

  35. Daniel disse:

    Sugiro que o Governo Federal crie o Programa Nacional de Auxílio aos Bacharéis de Direito – podendo ser denominado de ‘Bolsa Bacharia’ ou ‘JUS SPERNIANDI’

  36. Ricardo Cintra OAB/SP 287089 disse:

    Adimilson:

    Só se prove ou improve um recurso quando se analisa o mérito. Após o juízo de admissibilidade (conhecimento), passa-se ao mérito, julgando pelo provimento ou improvimento do RE. Ora, se se julgou pelo improvimento, é óbvio que houve análise do mérito. Se não houvesse tido análise do mérito o julgado seria pelo NÃO CONHECIMENTO do recurso.

    • Adimilson disse:

      Sr, Ricardo Cintra

      Muito obrigado pelos esclarecimentos,

      Sabemos que todo Julgamento no STF é Politico e não Técnico, ficamos sempre na duvida, alem disso, a Internet é um campo muito fértil, com diversas correntes de opiniões, eu simplismente retransmiti um email recebido por um conceituado jornalista Luis Carlos Lima Prates.

      Creio que a obrigação de todo Advogado é buscar diante de quaisquer Julgamento, uma maneira de obter aquilo que é melhor para o seu cliente, as vezes temos que perder para poder ganharmos

      O meu objetivo foi alcançado, ou seja, ampliar meus conhecimento e o Sr. contribuiu
      para isso.

      Abraços

  37. Dr. legal disse:

    Essa pergunta deveria ser feita quando alguém faz sua inscrição no vestibular.
    Se todos procurassem a resposta antes de fazer a sua opção, saberiam, antecipadamente, que para ser advogado precisa passar no Exame de Ordem.
    Com isso, não existiriam os “movimentos de bachareis”.
    Não me parece ser inteligente ficar cinco anos na faculdade sem saber quais profissões possa ser desenpenhada depois de formado. Agora, com certeza, todos sabiam que para ser advogados teriam que se submeterem ao Exame de Ordem.
    Porque alguns se acham no direito de querer ser advogado sem prestar o Exame, enquanto tantos outros se submetem a prova e conseguem ser aprovados???

  38. Adimilson disse:

    E-mail recebido
    De: sffcastilho@terra.com.br sffcastilho@terra.com.br
    Assunto: Exame da ordem
    Para: jornalistaprates@yahoo.com.br
    Data: Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011, 21:25

    Porto Alegre, 27/10/2011.

    Prezado amigo Júlio,

    Ontem estive em Brasília juntamente com centenas de bacharéis, infelizmente não tivemos sucesso com o RE603583 do nosso colega e amigo João Volante. Porém, o que a maioria das pessoas não se deram de conta é que NÃO FOI ANALISADO O MÉRITO DA QUESTÃO! Portanto, o STF não reconheceu ainda a constitucionalidade ou não do exame e sim o prosseguimento do referido recurso.

    Com essa decisão, infelizmente, o STF demonstrou o que já suspeitávamos, É UM TRIBUNAL POLÍTICO, para não dizer outra coisa, e não um TRIBUNAL JURÍDICO, como gostaríamos.

    Mas nem tudo está perdido, o trabalho é fazer com que outro recurso (de outro bacharel) chegue até lá e assim teremos a análise do mérito, só que acredito que esse não é o momento oportuno.

    Abraço,
    Sergio Castilho

    O blog agradece o colega homônimo do nosso santiaguense Sérgio Castilho

    Postado por JULIO CESAR DE LIMA PRATES às Quinta-feira, Outubro 27, 2011

    • anne mary disse:

      Admilson, seu TAPADO,
      NO início do VOTO DO RELATOR, ele diz textualmente:

      DELIMITAÇÃO DA MATÉRIA
      Está em jogo a constitucionalidade dos dispositivos legais que condicionam a inscrição nos quadros da OAB à aprovação em exame de conhecimentos jurídicos e delegam à referida autarquia a atribuição de regulamentá-lo e promover, com exclusividade a seleção de advogados…

      AO FINAL, o RELATOR CONCLUI:

      Por essas razões.. tenho como CONSTITUCIONAL O parágrafo 1o. do art. 8o. da Lei 8.906/94…

      ADIMILSON, VOCÊ ESTÁ PREJUDICANDO SEUS COLEGAS, TENTANDO ILUDI-LOS COM UMA MENTIRA DESLAVADA! CAIA NA REAL!

      A CONSTITUCIONALIDADE FOI DECLARADA, O MÉRITO FOI JULGADO E HOUVE REPERCUSSÃO GERAL!

      • Adimilson disse:

        Cidadã anne mary, em primeiro lugar, não estou tentando iludir quem quer que seja, se voce leu a materia direitinho, vai verificar que simplismente um retransmiti cópia de um email recebido por um conceituado jornalista.

        Não estou tentando pejudicar ninguem e nem sou mentiroso, haja vista que realmente existe algumas duvidas sobre o que realmente foi julgado, como a Internet é um campo fertil para polemicas a maioria das pessoas ficou com essas duvidas, razão pela qual estamos procurando dirimi-las, esse é o nosso intuito.

        No mais quanto a Senhora me chamar de TAPADO, ILUSIONISTA E MENTIROSO, não vou levar em consideração por respeito à mulheres

        Mas fica aqui uma observação a Sra. deveria respeitar as pessoas, seja mais educada, antes de falar qualquer bobagem conte ate dez, principalmente sobre quem não lhe conhece.
        Talvez a Sra. não saiba, mas foi lhe informar, na internet quem escreve em “Caixa Alta” significa que esta gritando, e quem grita geRalmente não tem razão.

        Peço a Sra. que realize uma pesquisa mais apurada, porque ninguem é dono da verdade, principalmente o pessoal do STF e da OAB, o nosso intuito aqui ´é de colaboração.

        E tem mais, lugar de pessoas super dotadas de inteligencia como a Sra., não é aqui neste espaço democratico, onde todos podem expressar suas opiniões, sempre respeitando o contraditório, olha o seu lugar é sim, la no STF, onde so tem “INTELIGENTES”.
        O meu objetivo foi alcançado, ou seja, ampliar meus conhecimentos, dirimir as duvidas, bem como saber e respeitar as opiniões dos outros; E tambem poder conhecer pessoas com o jeito que a Sra. tem,isso é muito bom, pois somente assim conseguimos separar joio do trigo.

        Felicidadesl

        Muito obrigado e boa tarde

    • Daniel disse:

      Caramba o cara ainda quer ser advogado, sem saber ao certo as nuances jurídicas de uma decisão colegiada..

      Vai estudar Sérgio Castilho, para depois chamarmos de colega…

  39. SharkMan disse:

    Podemos virar um grupo terrorista! HUahauhuahuahuahuahuahuha

    Aí seremos respeitados!!

    Brincadeirinhas!!!! Eu to me acalmando de ontem ainda!!! Mas vamos estudar e passar nessa merda, candidatar a conselheiro, depois presidente da Ordem, aííííííí!

    Acabamos com o Exame!!!

    Brincadeirinhas!!!!!

    Nada.vamos passar a taxa de inscrição para R$500,00 e ficar bem ricos!!!!

    Huhauhauhauhauhauah

  40. JOHNNYBOY disse:

    só quero um esclarecimento, vocês fizem faculdade de que?! DIREITO ou ADVOCACIA?!

    Seria Incostitucional se existisse a Faculdade de Advocacia e os Bacharéis não pudessem exercer a profissão… porém Direito habilita o Bacharel a exercer o cargo de consultor jurídico e não de advogado!!!

    em vez de discutir assuntos relativos ao exame de ordem, esquecam festas e vão estudar…

    estudando passa!!!

    • Paulo Santos disse:

      As atividade de consultoria, assessoria e direção jurídicas são atividades privativas dos advogados, isso é o que está insculpido no artigo 1º, inciso II, da Lei 8.906 de 4 de julho de 1994, portanto o Sr. está errado ao afirmar que o bacharel pode ser consultor jurídico e não pode ser advogado.
      Vejo que o Sr. não estudou sequer o Estatuto da OAB, se é advogado, deve ter comprado a prova como muitos ou então nunca prestou o exame de ordem como muitos outros, porém tem a falta de vergonha na cara de mandar os outros estudar, sendo que você mesmo nunca estudou, pois demonstra não saber coisas bem básicas como isso.
      Portanto não escreva besteiras seu ignorante, quem precisa estudar é você!!!

  41. Ricardo Cintra OAB/SP 287089 disse:

    Acredito que essas carreiras, salvo melhor juízo, não necessitam de experiência prévia de atividade jurídica para que se preste o respectivo concurso público (alguns com salários bastante atrativos)
    http://www.pciconcursos.com.br

    – Oficial de Justiça
    – Analista do Ministério Público
    – Analista Judiciário Estadual ou Federal
    – Escrevente de Cartórios Extrajudiciais (Registro de Imóveis, Notas e etc)
    – Fiscal da Receita Federal
    – Oficial da policia militar

    • Ricardo Cintra OAB/SP 287089 disse:

      No caso de Escrevente de Cartórios Extrajudiciais, acredito não ser necessário aprovação em concurso – já que o regime se dá pela CLT. Ademais, há a possibilidade da docência, dando aulas em universidades com cursos de direito.

    • Ricardo Cintra OAB/SP 287089 disse:

      Como o amigo JOSE HELIO PEREIRA DOS SANTOS disse, concurso para ser “dono de cartório” (não escrevente, mas sim oficial), também não necessita de experiência jurídica prévia para que se submeta a tal certame.

    • SharkMan disse:

      - Secretário de advogado metido :]

    • Daniel disse:

      Vendedor, etc…

  42. Thomas de Carvalho Silva disse:

    Claro, poderia virar estudantes profissionais para enfim passarem na prova.

  43. Marcel Will disse:

    NAO ACHO Q SEJA QUALIDADE POIS JA TIVE PROBLEMAS COM 2 ADVOGADOS.
    PERDERAM PRAZO, CONTESTARAM DE FORMA INEFICIENTE.
    CUIDADO COM A DITA QUALIDADE”

    • Marcelo disse:

      Pense, então, como seria se os 4 milhões que tentam e não conseguem entrassem para o mercado pela porta dos fundos!

  44. PESSOAL , SOU BACHAREL EM DIREITO , FIZ CONCURSO PARA OFICIAL DE CARTÓRIO , EXERÇO A PROFISSAO FAZ ALGUM TEMPO, E JAMAIS TROCARIA A MESMA PARA ADVOGAR, SEI QUE A CAMINHADA É ESPINHOSA , MAS , CONTINUO AO LADO DOS BACHAREIS EM DIREITO QUE TANTO LUTARAM E HOJE SE VER IMPEDIDO DE TRABALHAR PELO O EXAME DA OAB, O QUE EU NAO CONCORDO É QUE SOMENTE , OS UNICOS A SER SUBMETIDO A FAZER PROVA É OS INJUSTIÇADOS BACHAREIS EM DIREITO , E PERGUNTO : E PORQUE AS OUTRAS PROFISSÕES NAO SAO OBRIGADAS . PEÇO AOS NOBRES COLEGAS BACHAREIS EM DIREITO , LUTEM , LUTEM , QUEM TEM FORÇA NO BRASIL SAO OS POLITICOS , ELES SENADORES , DEPUTADOS FEDERAIS , A PRESIDENTA DILMA TEM QUE SOLUCIONAR ESTE GRAVE PROBLEMA, SAO 4 MILHÕES DE DESEMPREGADOS , SE TEM QUE PUNILOS , TEM QUE SER O ESTADO QUE LIBEROU TAIS CURSOS , CREDENCIANDO , E AGORA . A JUSTIÇA TEM QUE SER JUSTIÇA , INFELISMENTE A JUSTIÇA NINGUEM VÊ , MAIS A INJUSTIÇA TODO MUNDO VÊ. ACREDITO QUE ESTA BATALHA NAO IRÁ PARAR POR AQUI , MUITAS AGUAS IRÃO ROLAR . QUE DEUS ILUMINE A TODOS , COM LUZ , PAZ E AMOR…………

    • Daniel disse:

      Confesso que não entendi a sua indignação, uma vez que para ser Oficial de Cartório coube a você fazer um concurso (que na maioria das vezes é apenas para regularizar a transmissão de cargo de pai para filho). O que torna a sua profissão melhor do a de um advogado?, porque acredita que para esse basta o diploma de conclusão?

      Ora, se para ser mero serventuário da justiça (oficiais, analistas, etc) requer a aprovação em concurso, para desempenhar uma função resguardada pela CF é de suma importância que também seja realizado o Exame da Ordem..

      • Inacio Vacchiano disse:

        Pessoal, ser serventuário da Justiça é muito humilhante, os Juízes são extremamente arrogantes e prepotentes e a briga por gratificação é um palco de guerra. Se são jovens, com condições de outro caminho – CAIAM FOR A

        Fui 28 anos serventurário de justiça e posso dizer – se acham que são alguma coisa hoje – como serventuário da Justiça se tornarão: NADA, NINGUMEM – (me desculpem o palavriado : Um monte de coco pisado pelos arrogantes magistrados)

  45. Sotemtantam disse:

    É possível, sem carteira da OAB dar aulas de Direito. Mas para fazer isso com alguma qualidade mínima teria que estudar muito, mas muito mesmo. Mas se estudar, vai acabar passando na OAB. Opa, retiro.

  46. Albert disse:

    Lavar prato nos EUA, está mais decente do que ser advogado ou bacharel aqui. País de merda!

  47. Adimilson disse:

    Pessoal tem um Cidadão chamado ALDEMIR que gosta de ofender as pessoas, não estou entendo qual o problema dele.

    Anteriormente ele ofendeu uma serie de pessoas.
    o Espaço aqui não é para isso, a finalidade nossa aqui é discutir, aprender e criar um Brasil justo

    ele esta mais para FOFOQUEIRO, NELSON RUBENS, LEÃO LOBO, do que para ADVOGADO,

    Pois Tenho certeza que não somene Advogado, como todo Cidadão de bem sabe respeitar as pessoas, principalmente a opinião das pessoas.

    Ele se julga tão inteligente que deveria esta no STF ali é o lugar de “INTELIGENTES”

    ALDEMIR, TENHO CERTEZA QUE MAMÃE TE ENSINOU EDUCAÇÃO, PORTANTO POR FAVOR RESPEITE AS PESSOAS.

    DEIXE DE SE PREOCUPAR COM A VIDA DOS OUTROS POR FAVOR, VOCE ESTA NO LUGAR ERRADO, COLUNA DE FOFOQUEIRO NAO É AQUI NÃO

    Valeu querido

    Abraços

    • carla lacerda disse:

      caRO COLEGA. obrigada pelas palavras. o Inacio trabalhou muito aqui no blog estes dias, preparando tudo, enviando noticias, enfim. merece um descanso. ademais o blog lhe pertence. estamos ocupando um espaço que ele gentilmente nos cede sem sequer moderar, ao contrario do que ocorre em outros espaços virtuais. nao cabe portanto o desrespeito que certas pessoas trazem pra ca. nao nos enriquece em nada e ainda invade um espaço ao qual nao lho cabe. mais uma vez, obrigada pela intervençao.

    • Ana disse:

      Acho que ele é do tipo de advogado ( se é que ele pasosu mesmo neh … ou nem fez como o nosso querido Ophir) que é um advogado tão competente que fica na net ofendendo as pessoas e esperando um milagre para alguem procurar seus serviços! sabe aqueles advogados porta de cadeia??? que vive de assistencia??? meu querido Aldemir e tdos aqueles que aqui ofederam e principalmente uma tal de Marcella, vaõ cuidar da vidinha mediocre e sem graça de vcs, mal amados! ngm aqui precisa da opinião de gente sem categoria como vcs!

  48. adevogado disse:

    ESTUDEM E DEIXEM DE “XORAMINGAR”. ESTUDEM E ABANDONEM ESSE MNBD/OABB, que não vai levá-los a lugar algum! E, corrigindo alguns, não existe “carteirinha”, após passar no exame de ordem o Advogado obtém a Carteira da Ordem dos Advogados do Brasil, válida em todo o território nacional! Conselho: Rasguem essa carteirinha mnbd/oabb, que não vale nada e lutem pela Carteira da OAB.

  49. LAM disse:

    É gente…..o negócio é nós frequentarmos o Curso do Kumon e aprender a DECORAR, pois só assim conseguiremos passar na prova da OAB.

    E não me venham dizer que estudaram Código por Código que isso é uma MENTIRA DESLAVADA.

    E tambem nao me venham dizer que ao menos temos que ler as SINOPSES, pois o a OAB sempre vem com PEGADINHAS ou FRASES que nem um CATEDRÁTICO EM PORTUGUES consegueria DECIFRAR o que eles pedem nas questões.

    Ou seja, DECOREBA MINHA GENTE.

  50. ASSUNÇÃO disse:

    É PRECISO UMA UNIFICAÇÃO DOS MOVIMENTOS MNBDistas, PORQUE SÓ A UNIÃO TEM A FORÇA, TAMBÉM É NECESSÁRIO UMA ENTIDADE ÚNICA E FORTE, PARA PODER BUSCA AS CONQUISTAS QUE PRECISA ACONTECER, CASO CONTRÁRIO, NÃO CHEGARÁ HÁ NENHUM LUGAR, PRINCIPALMENTE AGORA, COM OS PROJETOS NA CAMARA E NO SENADO, EU SOU A FAVOR DE ENTIDADE ÚNICA, PARA PODER EXIGIR DOS DEPUTADOS E SENADORES, E OUTROS PODERES REFORMA DA ATUAL CONJUNTURA.

    • carla lacerda disse:

      querida Assunçao, defendo a sua ideia. criar uma entidade jurídica nacional, com força para legitimar até mesmo uma Adin seria muito bom. tb podemos forçar muitas outras coisas, como atuar no acompanhamento dos concursos publicos na area juridica como determina a lei. bom, vai depender de nós. é sempre muito bom forçar mais uma entidade juridica de ambito nacional. atc.

      • Almir disse:

        Adin? Na boa, Carla: QUAL FOI A PARTE DO “É CONSTITUCIONAL” dito pelo STF que vc não entendeu?

  51. Samuel disse:

    Bom..segue as profissões para os bacharéis sem a licença para advogar:

    -Defensoria Pública – Não…precisa da carteirinha
    -Procurador do Município, Estado, AGU – Não…precisa da carteirinha
    -Magistratura – Sim…precisa da 3 anos de experiência jurídica.. 2 Pós-graduações por exemplo
    -MP – Sim …Idem
    -Delegado de Polícia Estadual e Federal – SIm
    -Tabelião e Oficial de cartório – Sim – 5.000 vagas abertas pelo CNJ
    -Analista dos tribunais – sim
    -Consultoria Jurídica – Ao meu ver bem limitada, mas é possível em departamentos de RH, por exemplo
    -Atuação da representação de segurados perante o INSS – administrativamente é possível…vários bacharéis tem escritórios que prestam esse tipo de serviço, com até mesmo advogados contratados
    -Atuações administrativas perante o fisco municipal, estadual e federal

    • carla lacerda disse:

      Caro Samuel. em certos lugares a OAB EXIGE a carteirinha para inscriçao em certames públicos, contrariando inclusive o proprio estatuto, que preve a incompatibilidade da advocacia com atividade pública. o que sugiro é mais uniao dos MNBDistas, formar uma personalidade juridica nacional e começar entrar no meio disso tudo. como investigador, poder de policia e tudo o mais. outra profissao que está em voga e nao precisa carteirinha é a de juiz leigo. inclusive aqui em vitoria abriram concurso. enfim, o caminho é extenso. um ponto fantastico no julgamento ao meu ver, foi que a maioria dos ministros defenderam que a prova nao precisa ser elaborada pela OAB e qu outras entidades podem e devem participar de toda a elaboraçao da mesma. iNCLUSIVE O MAGISTÉRIO SUPERIOR. isso é muito bom, pois ao menos doa aos bachareis egressos uma prova mais justa.

      • carla lacerda disse:

        continuando colega, ademais, quem optou pela carreira juridica, sabe que o ganha pao depende de muita leitura. mas muita mesmo. quanto mais ler melhor profissional será. veja, tenho a carteirinha da OAB, mas atuo no MAGISTÉRIO SUPERIOR, pois ganho mais como professora que ganharia como advogada, ao menos aqui onde moro. e por aí vai. o que nao podemos deixar é a peteca cair;

      • Almir disse:

        Poder de Polícia? Ela disse isso?

        Carla, fala sério!

    • Almir disse:

      Samuel, nenhuma dessas vai servir pra eles…
      NÃO QUEREM FAZER PROVA…

    • Paula Regina disse:

      Não sei de onde você tirou essa lista prezado Samuel, mas gostaria de que ela fosse compatível com a Lei 8.906/94, vejamos pois:

      Da Atividade de Advocacia

      Art. 1º São atividades privativas de advocacia:

      II – as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas.

      Isso é uma coisa a meu ver totalmente limitadora. Raciocina só uma coisa:
      Se o sujeito não exerce atividade da Advocacia em Juízo, propriamente dito, com a capacidade postulatória, ele pode ser consultor, assessor ou diretor.

      Agora… porque só o Indivíduo que tem a inscrição na OAB pode exercer tal postos??? Não concordo. A limitação é total!!! Cára não tem o que o bacharel fazer!!! Veja o texto legal dever ser combatido – griffo: atividade PRIVATIVA de advocacia….

      Não sou contra exame para formados, não sou contra a OAB, sou contra o sistema da forma como ele é inserido!!!

      Se eu sou uma pessoa que formou em Direito, tenho a capacidade técnica de elaborar laudos, pareceres, prestar assessoria, consultas técnicas, pois isso a OAB não tem a capacidade de me tirar!!! Ela não pode tirar o CONHECIMENTO ADQUIRIDO!!! Absurdo querer limitar dessa forma…

      Eu quero mais que essa carteirinha da OAB vá para na casa do K-7!

      Tow nem aí pra ela… eu quero é poder ter a liberdade de escolha da minha própria vida.
      Acabar com essa limitação, fazendo com que a atividade privativa seja só o inciso I do referido artigo supracitado.

  52. Aldemir disse:

    A VERDADE É UMA SÓ:

    OS BONS BACHARÉIS OU FIZERAM PROVA E PASSARAM EM CONCURSO, OU FIZERAM PROVA E SÃO ADVOGADOS!

  53. Aldemir disse:

    Acho engraçado esse povo botar a culpa na OAB…
    A OAB e a sociedade não tem culpa dos maus cursos, nem da vadiagem na faculdade…

    A culpa é do MEC, das faculdades, e de vcs!

    A sociedade merece qualidade!

    • Regivone disse:

      Com certeza, minha querida…vc deve ser uma juiza, né?Criticar os outros é tão lindo…cuide de vc e deixe o resto com os bacharéis,okkkkk

  54. Aldemir disse:

    Caro Inacio,

    Sim, a Ministra estava certa! Há um leque de profissões destinado aos bacharéis: Juiz, Promotor, analista judiciário… mas como alguns – a exemplo de você – tem problemas com provas… fica difícil, né?

    Percebeu, Inácio? O que vcs querem é a MAMATA! O jeitinho, a facilidade…

    Estude, há muitas profissões para os bacharéis!!!!

    • Paulo Santos disse:

      Concordo plenamente, há inúmeras profissões que os bacharéis em direito formados no Brasil podem exercer de maneira digna.
      Inclusive, se você for bom naquilo que faz, se você souber peticionar direitinho, recursar aos tribunais, saber sobre o peticionário eletrônico, souber editar textos e diagramar o trabalho de advogado agendando audiências, etc. etc. etc. você pode trabalhar no escritório daqueles advogados septuagenários que já estão caquéticos e já não sabem fazer nada disso, pois são do tempo da máquina de escrever, porém podem assinar as petições que você faz, pois eles têm inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
      Por sinal, que profissão é essa? Ela está regulamenta por alguma Lei Federal?
      Seria essa profissão a profissão de auxiliar de advogado que não sabe advogar mas tem inscrição na OAB?

    • Paulo Santos disse:

      O MEC é muito eficiente, ele coloca em vala comum o diploma obtido a duras custas estudando de verdade, passando noites acordado se preparando para a prova do outro dia, levantando cedo e indo dormir sabe Deus que horas, horas em bibliotecas fazendo trabalhos, estágio mal remunerado em escritórios e tudo o que mais difícil é para se obter um diploma com o diploma comprado.
      A realidade é que o MEC não tem nenhum controle sobre os diplomas expedidos no Brasil, esse ano é que iniciou-se um senso dos diplomas emitidos pelas faculdades brasileiras.
      Em relação aos certificados de ensino médio (antigo segundo grau) e ensino básico (antigo primeiro grau), piorou, daí é que o MEC não tem controle algum, os corruptos e desonestos (criminosos) agradecem. Não duvido nada que existam advogados com diplomas comprados e até exame de ordem também comprado, pois a pouco tempo atrás uma rapaz foi flagrado em segunda fase com a prova de penal em baixo da carteira.
      Esse é o Brasil, País mergulhado na corrupção e na ineficiência por parte do Poder Público!!!

      • Maurício Nassau de Carvalho disse:

        Em Goiás foi o maior escândalo quanto ao assunto,a própria ordem de Goiás, estava cheia de malandros vendendo provas,inclusive o filho de um conceituado advogado(já falecido)e que o mesmo pertencia ao quadro de examinadores da banca quando a mesma era de responsabildade privativa, todos estão soltos e advogando.Denunciei ao MPF me pediram que indicassem nomes de pessoas que foram beneficiadas, e eu sei o nome de duas pessoas, mas, no momento final não tive coragem, por receio de perseguição,pois o caso é sério e na última hora não teria proteção Estatal, mas estou arrependido.

    • Paula Regina disse:

      Querida Estudar todo nós precisamos, eu e vc inclusive!
      Já leu edital de concurso??? Ao menos leu… para os cargos que vc citou acima, por exemplo, JUIZ, PROMOTOR… Deve haver inscrição como advogado, sendo que deve atuar pelo menos por 3 anos, ora pois, agora são só 3 anos de exercício da advocacia, que a meu ver não é experiência nenhuma. Antes eram 5 anos. Se eu quiser mamata, até tudo bem, afinal eu dei um duro danado na faculdade, que só eu e DEUS sabem.

      Gostaria de poder escolher o que quero fazer, e não que escolham para mim o que eu devo fazer…

      É uma simples questão de LIBERDADE DE ESCOLHA, garantia pétrea sobre a CARTA MAIOR da Constituição. Você tem problemas com Direito Administrativo ou Constitucional. Talvez se você se dedicar um pouco a uma leitura breve, vai concluir que a OAB não tem o DIREITO de fazer prova para aprovar um profissional a inscrever-se nos seus quadros… é uma questão de DIREITO!!!

      Só isso, basta para que acabem com o famigerado exame de ordem.

      Estuda um pouco mais que não vai te fazer mal algum, pois a mim não faz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s